A Ford anunciou oficialmente os dados de desempenho do novo Focus RS global, que terá uma potência de 355 cv, mais de 10% acima da estimada inicialmente. Equipado com uma versão especial do motor 2,3-litros EcoBoost, o esportivo conta com o respeitável torque de 48,3 m·kgf. O modelo começa a ser produzido no final do ano e já é um sucesso antecipado em mercados como o Reino Unido, onde as encomendas somam 1.500 unidades.

Disponível apenas com câmbio manual de seis marchas, o novo Focus RS terá tração integral, controle dinâmico de torque, rodas de 19 polegadas, freios dianteiros a disco ventilados de Ø 350 mm, defletor traseiro, faróis bixenônio e bancos Recaro.

A sua notável potência é obtida com um novo turbo de dupla voluta e baixa inércia, que garante maior fluxo de ar em todas as faixas de rotação, com pressão relativa de 1,6 bar. Ele traz também um interresfriador para aumentar a densidade do ar admitido e coletor de admissão de baixa restrição. O sistema de escapamento de alto desempenho inclui uma válvula controlada eletronicamente para otimizar a contrapressão.

Os cilindros consistem de camisas de aço de extrema resistência e a junta do cabeçote é especial, de alta capacidade térmica. Para reforçar o arrefecimento, o radiador também é maior que o usado em outros modelos do Focus.

Outra novidade é o sistema stall recovery, quando numa morrida inadvertida do motor ele pode ser religado bastando apertar o pedal da embreagem. O pico de potência é a 6.000 rpm, com corte a 6.800 rpm, mas o motor é muito potente também nas faixas intermediárias. O Focus RS faz parte dos mais de 12 carros de alto desempenho que a Ford planeja lançar no mercado mundial até 2020, inaugurando uma nova era da Ford Performance.

Ae/BS

Foto: divulgação
(69 visualizações, 1 hoje)