Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas MISERÁVEL IRRESPONSÁVEL! – Autoentusiastas

Acabou de ser noticiado: esse miserável  irresponsável da foto, o prefeito de São Paulo, determinou o fechamento da Av. Paulista aos domingos a partir do próximo (18), deixando o cartão postal da cidade de São Paulo aberto para pedestres e ciclistas somente. A notícia foi repercutida hoje pelo portal UOL a partir de informação gerada pela Prefeitura Municipal.

Para o AUTOentusiastas,  este ato inominável encerra uma medida puramente socialista e populista, vinda de um partido de esquerda que sabidamente está liquidando o País a passos de gigante.

Aliás, hoje mesmo a agência de risco Fitch rebaixou o rating de longo prazo do Brasil, um mês depois de S&P ter feito o mesmo. Caminhamos resolutos para o desastre.

É como se o Partido dos Trabalhadores fincasse sua nojenta bandeira, desfraldada em número incontável nos atos criminosos do MST, num patrimônio de todos os paulistanos, paulistas e brasileiros.

Lembre-se, leitor, que há 25 anos a prefeita Luiza Erundina, então do PT, tombou a mansão dos Matarazzo na av. Paulista para transformar a bela propriedade num “museu do trabalhador.” Bem coisa de PT. Mas em 2001 a justiça cancelou o tombamento.

Como ficam moradores, hospitais, shoppings, comércio, serviços públicos em geral?

 

Paulista fechada pedestres

A idiotice exacerbada: se há ciclovia, para quê utilizar o leito carroçável para veículos? E misturar bicicletas e pedestres foge à mais elementar e representa enorme perigo lógica (foto diariodolitoral.comb.br)

E como ficam as linhas de ônibus que passam pela av. Paulista? Alterar o sistema de transporte para a avenida servir de área de….lazer??? Esse cara é um completo irresponsável mesmo.

A solução estapafúrdia, segundo a nota divulgada pelo portal,  é o acesso dos moradores locais às suas residências ser garantido, tanto para sair quanto para entrar, além do acesso a todos os hospitais da região. Os moradores serão acompanhados por agentes da CET até a primeira esquina onde possa haver a conversão e terão que respeitar a velocidade máxima de 10 km/h” (nosso grifo), afirma a prefeitura em nota.

Somente carros com reduzida no câmbio conseguem trafegar a essa velocidade de praticamente um homem caminhando rápido; nos demais é impossível. A 20 km/h já é difícil.

E tudo isso para quê? A cidade tem parques magníficos para o lazer, como o Ibirapuera, o Villa Lobos e o da Aclimação, para citar alguns.

A nota prossegue  dizendo que “Com relação aos hospitais, a maioria dos acessos (nosso grifo) será por ruas transversais, e no caso do Santa Catarina e do Clube Homs, haverá faixa de acesso exclusiva. A operação será planejada e sinalizada para garantir a segurança de todos que forem ao local, além da fluidez do trânsito na região”.

Quem gostará da lentidão para chegar a um hospital serão os pacientes que necessitam de atendimento urgente! É por isso que esse prefeito é um irresponsável e terá de ser responsabilizado criminalmente caso alguém venha a falecer por não ter sido atendido a tempo.

Diz ainda a nota (leia-a completa) que o Ministério Público do Estadual era contra o fechamento total da Paulista para veículos aos domingos. A Prefeitura disse que entrou em acordo com a Promotoria.

Inicialmente, o Ministério Público alegava que um acordo firmado na gestão Gilberto Kassab (PSD) restringia o fechamento da Paulista a três vezes por ano:  Parada Gay (junho), Corrida São Silvestre (dezembro) e Révillon (dezembro).

Na semana passada, a Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo propôs o fechamento parcial da via, com a abertura de uma faixa de rolagem em cada sentido para veículos e de pelo menos duas transversais em cruzamentos com a Paulista.

Além disso, o Ministério Público pediu que a Prefeitura fizesse novos testes e mais audiências públicas. A Promotoria promete divulgar uma nova nota sobre o assunto nesta quinta.

O AUTOentusiastas espera que o Ministério Público cumpra com o seu dever constitucional de defender os interesses legítimos da população, que precisa se defender desse e de outros atos tresloucados desse prefeito irresponsável. Vamos aguardar sua palavra ainda nesta quinta-feira.

Ae/BS



Sobre o Autor

Autoentusiastas

Guiado por valores como seriedade, diversidade, emoção e respeito aos leitores, desde 2008 o Autoentusiastas tem a missão de evoluir e se consolidar como um dos melhores sites sobre carros do Brasil. Seja bem-vindo! Pratique autoentusiasmo.

  • jrgarde

    Ao meu ver o objetivo claro da paranoia deste cara com a Paulista é simples.
    É mostrar para um símbolo do capitalismo ( para estes idiotas) que eles, comunas caviar, é que mandam, e fincam a bandeira vermelha na avenida dos ricos opressores.

  • Domingos

    Vale lembrar que o próprio boçal que nos governa, por sua vez eleito por uma população no mesmo nível que ele (ao menos entre seus eleitores), admitiu estar ERRADO sobre o fechamento da Paulista depois das primeiras tentativas.

    No entanto, como mais uma fez fica comprovado, a intenção é avacalhar mesmo. Até o fim do mandato eu prevejo alguma taxa como a do lixo, feita pela fútil sexóloga (quem fica falando de sexo? só idiota) do mesmo partido.

    Não apenas os hospitais e moradores ficam prejudicados, o que já é problema suficiente para a medida ser cancelada (ou no MÍNIMO que algumas faixas continuassem disponíveis ao trânsito) como também o comércio – forte na região, claro – deve minguar.

    Devemos lembrar que o comércio tem registrado os piores meses em quase 1 década e esse tipo de coisa onde se trava a Paulista, um eixo principal e um centro de comércio, com certeza pode colaborar imediatamente para mais uma substancial queda.

    Digo mais: esse prefeito quer é DIMINUIR a arrecadação da cidade, através da menor movimentação de pessoas e comércio.

    Quando o seu governo acabar, acabará também as remessas – por vezes ilegais – de dinheiro do governo federal a São Paulo e a cidade ficará com uma amarga lembrança.

    • Roberto Alvarenga

      Imagino a felicidade dos empreendedores do shopping que acabou de inaugurar na esquina da Paulista com a Pamplona ao receber esta notícia… um shopping que gera centenas de empregos diretos e indiretos e traz investimentos para a cidade prejudicado por um capricho do prefeito.

  • Fabio Toledo

    Esse MP é formado por um bando de frouxos ou o quê? Espero que honrem as calças e tomem as atitudes cabíveis provando assim que estou errado!

    Aproveitando, ontem depois de enfrentar um “trânsito guerra” na cidade de São Paulo (o cidadão já passou do limite, espanou! O trânsito em SP está impraticável!!!! Um jogando o carro contra o outro, a agressão virou padrão! E está nítido que isto é fruto das medidas tomadas por essa cambada!) ao chegar em SBC sofri mais uma hora para chegar em casa! Isso da primeira saída da Anchieta para o centro no km 21 até onde moro nas proximidades do paço municipal… Depois de uma conversa com um motorista de ônibus na Av. Faria Lima que dizia já estar a uma hora parado, conversei com outros motoristas e conseguimos sair de ré daquela situação, voltei pra Anchieta e fiz outro caminho… Tem horas que o Waze parece participar da sacanagem! Só sei que a tal “engenharia de tráfego” parecia estar lá para complicar a situação, no final das contas não soube o que provocou aquele congestionamento absurdo.
    Bom, Luiz Marinho em SBC é tão querido ou menos que a Dilma no Brasil! Sigo torcendo pelo fim dessa quadrilha!

    • Fabio Toledo

      Não havia relacionado até o momento, pela manhã passei na frente do pavilhão Vera Cruz, onde já se concentrava um bando com camisetas e bonés do MST… Chamado de MPA (movimento de pequenos agricultores, para não fazer muito alarde). No dia anterior já haviam feito um evento para a CUT. Eles estão agitando seu pequeno exército, estão desesperados em razão do que pode acontecer nos próximos dias… Lula negocia com Cunha e Temer… O balcão de negociação está a toda, querem uma big pizza de qualquer jeito!
      Ou seja, para aumentar o meu sentimento pela maldita, ontem fiquei (eu e praticamente uma cidade inteira) uma hora a mais no trânsito em razão dessa palhaçada!

    • Marco

      Desconheço sobre esse dia, especificamente. Mas dirigir no centro da cidade está horrível principalmente por causa das obras contra as enchentes, que não terminam nunca! (as obras).

      Também sou morador de SBC, mas do Rudge Ramos.

      Como o Marinho tem baixa votação no bairro, ele nunca fez nada. As vezes, até penso ser positivo, pois onde põe a mão, faz m..!

      Em oito anos, duas intervenções no bairro. As obras contra enchentes e a reforma do largo.

      Sobre as enchentes. Há um mês, mais ou menos, caiu uma chuvarada daquelas. Resultado? Parte do bairro ficou debaixo d´água. Motivo: Fizeram as obras (acabaram com ruas que eram bem pavimentadas) e não instalaram – e não tem data para instalar – as bombas que levam a água para os piscinões construídos.

      Reforma do largo: a idéia original era fazer um jardim em frente à igreja e um estacionamento subterrâneo. Até fiquei surpreso por existir um “iluminado”.

      O que estão fazendo? Acabaram com o estacionamento e ao que tudo indica (nem mesmo a prefeitura, o padre, a base da polícia na frente sabem dizer) farão uma área cimentada com algumas árvores. E as calçadas no entorno estão sendo reformadas. Faz mais de um mês que está “tudo quebrado”, a passo de tartaruga.

      Pelo jeito ficará como a praça da matriz. Algo bem feio, por sinal.

      O Marinho tem conseguido ser pior que o Dib!

      • Fabio Toledo

        O Dib é o melhor da história perto de qualquer petista… A razão do trânsito foi o encontro da Dilma com o MST no pavilhão Vera Cruz, com este perrengue e mais o discurso de guerra que ela fez, acho que se eu tivesse a oportunidade faria igual aquele doido que a xingou lá no tio Sam…
        Agora estas obras contra enchentes por mais que estejam devagar (e sabe-se lá quando ficaram prontas) é algo necessário para SBC, que fica debaixo dágua com qualquer chuva mais forte, veremos no verão se o buracão não vai ceder e abrir uma cratera gigantesca no paço!
        Estas obras só aconteceram porque o Lularápio queria promover o Marinho colocando verba federal na cidade, mas creio que já desistiu tendo em vista a rejeição deste comparsa em SBC.
        Agora algo que me deixa puto da vida é olhar aquele tal “museu do trabalhador” com a placa de 18 mi e a data prevista riscada, aquilo é tirar com a cara do cidadão mesmo!

  • Fat Jack

    Lendo a matéria me lembrei de um trecho da abertura de outra matéria veiculada no AE hoje:
    “..A cultura nipônica se destaca por planejar longamente, avaliar tudo o que pode dar errado e, só então, executar com firmeza e prazos cumpridos à risca…”
    Idêntico ao que vemos aqui, não?
    Quanto ao fechamento da Avenida Paulista, eu só gostaria (e muito) que algum dos (ir)responsáveis pela medida me dissessem de que forma vão promover o tráfego de veículos particulares e ônibus pelas ruas paralelas a citada avenida uma vez que são estreitas, tem seus cruzamentos em desnível e muitas tem estacionamento de veículos liberado dos dois lados durante o fim de semana.
    O pior é ver gente aplaudindo o que chamam de “devolver a cidade aos moradores”, como se quem transitasse de carro por lá não devesse ter o direito de fazê-lo…, este prefeito mentecapto quer transformar a cidade toda num playground…, e o pior, está conseguindo (e rápido!).

  • Nora Gonzalez

    Será que agora as manifestações que fecham a Av. Paulista todas as semanas, geralmente às sextas-feiras e sempre em horário comercial, serão realizadas aos domingos?

    • Roberto Alvarenga

      Depende de quem patrocina o protesto, né…

      • Domingos

        Perfeito. O Haddad iria rever a medida pela 3ª vez se começasse a ter muito protesto.

  • Marcos Zanetti

    São Paulo mais humana, é isso ai.

    • Lucas

      Quero ver a humanidade a hora que alguém que teria que passar por alí perder a vida por não chegar a tempo em algum hospital, por exemplo.

    • Tão humana que não deixa as ambulâncias chegarem nos hospitais. E nem ilumina as ruas à noite. Idiota.

    • CorsarioViajante

      Muito humana, excluindo-se os idosos, os deficientes, os que moram longe, os que tem filhos pequenos, e assim por diante. Belo conceito de humanismo!

  • CCN-1410

    Nosso país parece não ter mais jeito mesmo. O melhor é aguardar de braços cruzados e deixar a coisa explodir.
    Isso tudo me faz lembrar de outubro de 1917 e suas conseqüências. Talvez desta vez o brancos vençam.
    Que os moradores se unam e saiam todos juntos e que logo retornem todos juntos e novamente saiam todos juntos e…

  • Leo Cordeiro

    Essa sandice já é praticada em BH há anos! Fecha-se parte da orla da Lagoa da Pampulha,uma das principais avenidas da Zona Sul,Av.Bandeirantes e várias outras importantes vias da Capital,com moradores sendo escoltados até suas casas e com o sugestivo nome “Domingo a rua é nossa”!

    • Leo
      Eu não sabia disso. Que imbecilidade, mais ainda essa frase.

      • Leo Cordeiro

        É,Bob, sinto dizer que estamos exportando ações governamentais estúpidas para outras Prefeituras! Aqui fecham-se até contornos de praças para a prática da “caminhada ao ar livre”!
        Lembre-se:’ Domingo a rua é nossa’ ?!

        • Domingos

          Olha, fechar o arredor de uma praça até vai. Pode ser até bacana.

          Fechar a Paulista já é declaração de deboche mesmo.

          E todo bairro que ele está querendo fechar rua aos domingos é sempre uma rua principal, muitas vezes a pior possível para o “lazer” – que não é objetivo nenhum também.

    • Marcio

      Se domingo a rua é nossa, até sábado ela é de quem??? Sugiro a todos evitarmos como pudermos ir para a Paulista aos domingos, fazer campanha com familiares e amigos, para esvaziar isso aí. Outra opção seria tirarmos uma tarde para fazer uma carreata nas vias próximas, para ver o que acontece… De qualquer forma, o engraçado vai ser o Raddard se vangloriar na proxima semana, dizendo que foi um sucesso e que todos que previam um caos estavam errados. É lógico que não vai ser um caos, paulistano não é burro e vai evitar ir de carro para lá. Cada uma…

  • Ariel Fornazari Veiga

    O pior são acefalos que apoiam isso (e tem muitos)

  • Eduardo Silva

    Vai ser muito bonito com Enem e Fuvest no domingo. Mas e a população? Ora a população, dê um tchauzinho, como disse o cicloativista atrapalhando o trânsito e provocando um motorista.

    • Domingos

      Graças a Deus não preciso mais prestar essas coisas marketeiras ou fazer faculdade no período que passamos.

      Deve ser uma perda de tempo de chorar.

  • Bruno Bertha

    É de perder as esperanças.
    Nem vou entrar no mérito da viabilidade ou não da bicicleta, afinal, a motivação do prefeito Haddad é claramente política, resultado de toda a ideologia que está por trás. Nem ele próprio acredita que as bicicletas melhorariam de alguma forma a mobilidade urbana. Estamos mergulhados num conformismo coletivo podre, onde por pior que seja o absurdo do governante, nada gera uma reação mais exacerbada na população.
    Resignado, o povo parece assentir com o prefeito. Observem este link que traz enquetes sobre a viabilidade ou não de projetos de lei absurdos relacionados à bicicletas em São Paulo. (http://www.votenaweb.com.br/bicicletas) Disparates como isenção de IPI para bicicletas e auxílio governamental para que as empresas comprem-as para seus funcionários, tem larga maioria de aprovação.

    Off Topic 1
    Se a Presidente não cair, o Lula volta em 2018 para não sair mais, democraticamente, ao estilo Nicolás Maduro.
    Alguém dirá que não a mínima chance disso acontecer, ao que contesto: O câncer estará espalhado de tal forma pelo país até lá, que obter apoio para fraudar as eleições será fácil. A Dilma já afirmou publicamente que tem 6 ministros do supremo “em suas mãos”.

    Off Topic 2
    É impressionante, como no Brasil, o legislador tem mania de regulamentar qualquer assunto, por mais irrelevante que seja.
    Sds.

    • Fat Jack

      Acho que a motivação também é a de promover uma “cortina de fumaça”, ainda mais que o tribunal de contas já apurou superfaturamento tanto nas ciclofaixas como nos corredores de ônibus que a prefeitura esta implementando.

      • Nora Gonzalez

        Fat Jack, é factóide encima de factóide – ou o que eu chamo de bodes na sala. O alcaide coloca um, a sociedade esperneia, reclama e logo ele coloca outro, apenas para que mudar o foco. E assim, vamos somando bodes na sala. Posso enumerar, apenas para ficar na área de trânsito: corredores de ônibus em lugares inúteis, ciclofaixas idem, limites de velocidade incompatíveis com as vias, faixas para pedestres em plena rua, mudança nos percursos de ônibus sem nenhuma lógica, diminuição da frota de coletivos, aumento exponencial na quantidade de radares sem que a receita disto seja utilizada para melhoria do trânsito…

        • Domingos

          A mudança de percurso e diminuição das linhas dos coletivos é algo realmente passado por baixo do radar, que aconteceu também na Colômbia com o Haddad de lá.

          Isso revela a intenção real dele, mas é escondido. Inclusive, era sistemática e intencional a redução de linhas, com a desculpa da “eficiência”. O passageiro que se lasque…

        • Fat Jack

          Sua definição é magnífica Nora!

    • Lucas dos Santos

      Bruno,

      O resultado dessas enquetes é de fazer perder as esperanças! Lamentável.

  • Marcos
    Pare de pensar e dizer besteira. Não tem nada a ver um coisa com a outra.

  • Roberto Alvarenga

    Vou à Paulista com frequência e tenho notado a degradação crescente das calçadas, com a presença cada vez mais numerosa de ambulantes irregulares, mendigos, “artistas de rua”, hippies e pedintes de toda a sorte. Tenho visto lojas fecharem, prédios de escritórios esvaziarem e muita gente que tem negócios ou mora na região se mudar para outros lugares por conta da bagunça que a avenida virou. De principal corredor econômico da cidade, a Paulista se tornou um espaço desvalorizado e desorganizado, e não existe nenhuma política para recuperá-la. Novamente, o prefeito se arvora em factoides para justificar sua própria incompetência. Ao invés de cuidar de limpar as calçadas, abrigar os mendigos, estabelecer um plano para acabar com o comércio de rua irregular, criar um corredor de ônibus eficiente (que atenderia muito melhor à população do que esta excrescência que é a ciclovia), criar um bom ambiente para os turistas, aproveitar o vão livre do MASP e o Parque Trianon para realizar eventos culturais, não, ele fecha a Paulista porque sabe que isso dá manchete e faz todo mundo esquecer do resto. Bom, falta menos de um ano para a eleição.

    • jrgarde

      Concordo. Trabalho na Paulista e a degradação é evidente, mendigos aos montes, crackeiros e muitos, muitos ambulantes ocupando as calçadas sem qualquer fiscalização.

  • Carlos A.

    Quanto absurdo, como pode! Não moro em São Paulo mas já tive a oportunidade de passear a pé pelas calçadas da Av. Paulista, o local é muito bonito na minha opinião e tem um bom espaço no calçamento mais que suficiente para os pedestres, além disso ficamos admirando durante o passeio, alguns veículos que circulavam pela avenida chamaram a atenção modelos importados e valiosos muito raro de se ver. Na época São Paulo era uma cidade democrática e lógica! Carros andavam pelas ruas e avenidas, pedestres nas calçadas!!!
    Andar de carro a 10km/h é o fim, na certa com o agente de trânsito ‘no pé’ chegou a 12km/h é multa por excesso de velocidade, só falta isso! Conheço muitos carros que o velocímetro começa nos 20 km/h mas é realmente impossível manter uma velocidade dessas num veículo. A pé eu teria que me policiar para mantê-la, de carro então…imagine uma moto o dono vai ter que colocar rodinhas pra não cair!!! Gravíssima é a questão dos Hospitais mesmo e até moradores numa eventual condição de emergência.
    São Paulo já não tem parques e áreas para lazer? Sem mais comentários…

    • David

      10 km/h é a velocidade de “arrasto” do meu carro automático na marcha-lenta.

  • CCN-1410
  • Diego

    Se a Paulista for efetivamente fechada, fechando inclusive os importantes cruzamentos que ela possui, reduzindo o público consumidor dos comércios, restaurantes etc. Ou ele acha que um ciclista todo suado vai entrar nos restaurantes mais caros de São Paulo? Ou que o público-alvo de estabelecimentos como esses vai a pé?
    Remover o acesso de carros à região vai aumentar o número de furtos e roubos, e até possivelmente de arrastões na região.
    Quanto do dinheiro público não vai ser gasto, apenas com agentes da CET para permitir acesso aos locais como os hospitais e moradias ?

    Se a idéia é criar uma região de lazer para a população dentro de uma região urbana, por que não revitalizar o centro da cidade? (especialmente a região onde temos o “calçadão” e o tráfego de carros é proibido).

  • Ilbirs

    Apenas vou copiar e colar o que já cansei de dizer que devemos fazer em 2016, ano de eleições municipais:

    1) Não votar em ninguém do PT nem em quem for de outros partidos ligados ao Foro de São Paulo (PSB, PDT, PC do B, PCB, PPS, PPL);

    2) Não votar em nenhuma linha auxiliar do Foro de São Paulo (PSOL, PSTU, PCO, Rede);

    3) Prestar muita atenção a manobras políticas aparentemente de ruptura com o Foro de São Paulo. Nada é mais estranho do que Marta indo para o PMDB;

    4) PSDB é o PT que fala “por obséquio”, sendo a outra lâmina de uma estratégia das tesouras gramscista, vide Fernando Henrique defendendo Dilma;

    5) Preocupar-se com candidatos aparentemente oposicionistas de fato, mas que podem ser candidaturas “cristianizadas”, que existem propositadamente para perder, mas não sem antes dividir a base dos eleitores contrários ao PT e ao Foro, de maneira a conseguir levar pelo menos um candidato da patota ao segundo turno, na pior das hipóteses para eles, ou mesmo as duas lâminas da tesoura. Tenho cá minhas suspeitas que o Datena entrando no PP e possivelmente sendo candidato, sabendo-se que ele já elogiou o Lula, seja essa tal candidatura divisionista;

    6) Não cair nem deixar os outros caírem no conto das passeatas “espontâneas” e “apartidárias” que pedem “mais amor”, pois essas são ferramentas fora do ambiente da política partidária para promover campanha de assassinato de reputação de algum candidato que esteja à frente de algum do Foro de São Paulo e depois recebem em troca alguma contrapartida (vide o pessoal do Existe Amor em SP, que organizou passeatas contra o Russomanno, ganhando uma cadeira no Conselho da Cidade);

    7) Desconfiar totalmente de pesquisas, ainda mais se apontarem uma subida meteórica de candidato do Foro de São Paulo. Pode ser que essas pesquisas estejam na prática servindo para criar um cenário que confirme o que urnas da Smartmatic queiram dizer;

    8) É importantíssimo também o voto para vereador, uma vez que a Câmara pode bloquear projetos absurdos vindos do Executivo municipal tal qual o Congresso tem feito com projetos que agradam o Foro de São Paulo. Para vereador também são válidas as alíneas 1, 2, 3, 4 e 5.

    • Fat Jack

      A única coisa que eu discordo é que é estranho a Marta Suplicy no PMDB (desculpem-me os fãs de ambos), pois eles têm algo muito importante em comum: a busca pelo poder sem necessidade de nenhuma ligação ideológica…

      • Ilbirs

        A Marta, sendo parte do Foro, mas até então estando em uma pessoa jurídica cuja reputação está ferida de morte, fez uma manobra conhecida por falsa dissidência: você sai de um lugar aparentemente brigado com ele, mas na prática não critica diretamente esse lugar ou as pessoas daquele lugar. Observe-se que ela ia para o PSB, mas muita gente se ligou que era sair de um partido do Foro para se abrigar em outro partido do Foro. Logo, lá foi ela para o PMDB, que não integra o Foro mas está andando junto do Foro na esfera federal.
        Lembre-se sempre do seguinte: para um revolucionário político as bandeiras são só bandeiras, que eles podem trocar a seu bel-prazer ou quando notam que elas não são mais recepcionadas. Não existe para esse tipo de gente a verdade ou a mentira, mas sim aquilo que ajuda sua causa a avançar. Se algo hoje ajuda, mas amanhã não mais, eles abandonam em dois tempos.

        • Domingos

          Perfeito.

  • Fat Jack

    Adorei a idéia apesar de duvidar fortemente dela…

  • walterjundiai

    Essa onda toda sobre bicicletas é para desviar a atenção dos reais problemas da cidade de São Paulo, sáude, educação,promessas de campanha ,e principalmente corrupção. ou seja, é uma cortina de fumaça.
    Aqui em jundiai, cidade dominada pelo PT o prefeito já criou um novo slogan e marca de seu governo: “urbanismo caminhavel”. Eis uma prova que foi tudo planejado pelo” foro de São Paulo” para dominar o Lisarb.
    Quem puder assistir um filme interessante veja “Dr. Fantastico” ou Dr. estrange love dirigido pelo Kubric. As semelhanças com o prefeito Malldad são surpreendentes;

  • Marcos Zanetti

    Será mesmo que vc está em condições de chamar alguém de idiota com esse nick e foto? Francamente…

  • Marco Schneider

    É revoltante. O pior é ver o tanto de gente elogiando esta medida esdrúxula, feita claramente para agradar aquela classe média admiradora da esquerda festiva, um bando de acéfalos que até hoje acham que o PT faz um bom governo (na minha opinião nunca fez). Detalhe para a fala do prefeito de que “o fechamento da Paulista se trata de uma medida de política pública com objetivo de a população se apropriar da cidade e de aumentar os espaços de lazer.” – o que ele quer dizer com isto, que quem anda de carro não faz parte da “população”? Além disso, espaços de lazer é o que não falta nesta cidade, temos os parques já citados na matéria, muitos Shoppings, praças… Ao invés de se preocupar com a PÉSSIMA saúde e educação , as pessoas se preocupam em andar no meio da rua.

    • Domingos

      Ele quer dizer ele se apropriar da cidade. É que nem o termo dialético “ocupar espaços”, que significa um bando de maconheiro linha auxiliar desses partidos tomarem algum lugar público como bem entendem e depois falarem que “a população” “ocupou” um espaço.

      A cidade vai “se apropriar” quando chutar para fora ele.

      Vou te falar o que deveriam ocupar de São Paulo… É um “logradouro” na parte de trás do nosso prefeitão…

  • Marco Schneider

    Claro, porque quem dirige automóveis são aliens.

  • robson santos

    experimentos socialistas/comunistas, sei bem disso, já participei disto quando moleque, nas gestões da ex-prefeita petista Telma de Souza e sucessor Davi Capistrano, em Santos/SP de 1989/1996, que fechavam algumas ruas na Zona Noroeste para lazer várias vezes no ano ( fora o Carnaval ), e ainda os ônibus da cidade tinham passagem livre em um Domingo de cada mês !

    Antes ninguém pedia isso, ninguém clamava por essas medidas..

    Preciso dizer qual era o objetivo ?

    Todos caimos como patos..

    Como se sabe, deu muita confusão/manutenção/reclamação, prejuízos para a cidade..

    • Lucas dos Santos

      Na minha cidade, um prefeito petista também fez dessa de passagem livre um domingo por mês – chamado de “Domingo Livre” – entre 2001 e 2004, a fim de amenizar a repercussão negativa da população a um aumento nas passagens. O resultado não poderia ser outro: caos!

      As pessoas deixavam para sair no Domingo Livre e então não havia ônibus que desse conta de tanta gente! Nunca andei em um ônibus tão apinhado quanto em um domingo desses. Era simplesmente desumano! Imagine o quanto não deveria ser estressante para quem tinha compromisso e realmente precisava sair nesse domingo, como era o caso de quem trabalhava em supermercados.

      O pior era que o tal prefeito ainda rebatia as críticas dizendo que quem reclamava do Domingo Livre era “preconceituoso”, por “não querer andar no mesmo ônibus que pessoas mais pobres”!

      A bagunça foi tanta que pararam de anunciar o Domingo Livre na mídia e os passageiros só ficavam sabendo da gratuidade após ter embarcado no coletivo. Os prefeitos posteriores colocaram um pouco de ordem na casa e reduziram os domingos livres apenas para datas especiais, como o Dia das Mães, por exemplo. Por fim, acabaram transformando o domingo livre em “meia-tarifa” e assim permaneceu.

      • Domingos

        “não querer andar no mesmo ônibus que pessoas mais pobres”

        Realmente, quando não se quer ver pobreza, você vai lá e fala “hoje vou ser elitista e pegar ônibus!”.

        Muito bom mesmo… E a história sempre se repete.

      • robson santos

        É ou não é uma forma simples de adestramento e votos da população ?
        E depois que a confusão se arma, ora bolas, é luta de classes, dentro de um ônibus rsrs.. Kkkk é muita cara de pau dessa gentalha..

  • Nora Gonzalez

    Os mais de 100 hóspedes da terceira idade do Residencial Santa Catarina, a meio quarteirão da Paulista na rua Leôncio de Carvalho e os parentes que vão buscá-los para sair no domingo imagino que ficarão muito felizes com mais esta facilidade proporcionada pelo alcaide, sempre preocupado em fazer desta uma cidade “mais humana”. Dá para imaginar como ficará a entrada e saída destas pessoas dos carros com o remanejamento das linhas de ônibus e os congestionamentos nas ruas paralelas e perpendiculares à Paulista. Sem falar nos demais pensionatos da região.

  • Caio Azevedo

    A cultura nipônica planejou Fukushima, cujo desastre surtirá efeitos por uns 8.000 anos. Eu apóio o planejamento, sem dúvida. Mas não precisamos buscar exemplos no exterior porque já sabemos o que fazer de antemão.

    • ochateador

      Sem entrar em polêmica….
      Não fosse pela fúria da natureza Fukushima estaria firme e forte até hoje.

      • Caio Azevedo

        Pois é. Pena que o imprevisível é imprevisível.

    • Fat Jack

      Caio, você não pode ignorar que Fukushima foi atingida por um gigantesco desastre natural: terremoto seguido de tsunami, não foi uma simples “falha no sistema”.
      Mesmo assim os japoneses demonstraram mais uma vez que dão um show quando o assunto é disciplina, se algo minimamente parecido com aquilo acontecesse no Brasil morreriam mais brasileiros se “degladiando” enquanto disputando os mantimentos do que no desastre em si.
      Na minha opinião é sim necessário buscar exemplos no exterior pois aqui no Brasil este planejamento não existe ou existe, é mal feito e custa 100 vezes o valor orçado.

      • Caio Azevedo

        O meu ponto não é comparar Japão com Brasil, mas justamente fazer o contrário. E os japoneses planejaram errado (como o Brasil está fazendo em Angra dos Reis). Usina Nuclear é nociva justamente por NÃO se poder prever desastres (obviamente) imprevisíveis.

        • Fat Jack

          Caio, não existem opções seguras ou não poluentes de geração de energia a disposição no Japão, pois (entre outros) o país é pequeno e tem um consumo elétrico elevadíssimo.
          Usinas a carvão ou mesmo hidrelétricas também tenderiam a trazer consequências desastrosas quando submetidas a algo parecido e grande parte dos países do mundo usa usinas nucleares, boa parte por necessidade.
          Discordo quando você diz que os japoneses “planejaram errado”, se fosse uma falha de projeto ou de operação, ok , mas não foi o caso.

    • Eurico Junior

      E Fukushima não virou uma nova Chernobyl justamente pela competência nipônica.

      • Caio Azevedo

        Quase virou. Mas ser menos que Chernobyl não é ser pouca coisa.

  • RoadV8Runner

    E quem disse que botar gente a pé ou de bicicleta no leito carroçável torna uma cidade mais humana? Mas antes ler tamanha estupidez dessas do que ser cego…

    • Mr. Car

      Resta a esperança de que ele esteja apenas sendo irônico. Eu acho que está. Vou conceder o benefício da dúvida, he, he!

      • robson santos

        Mas no caso dele eu já acho que uma postagem tão curta assim, sem denotar mais nada, simplesmente produzindo efeito contrário a opinião do texto, objetivando ser irônica, poderia empregar alguma aspa.. Difícil, só uma pesquisada no disqus pra saber..

  • Mr. Car

    Eu ia dizer algo sobre o assunto, mas…seria impublicável. Então, de “filho de uma que ronca e fuça” para baixo, podem imaginar todos os palavrões com os quais se possa xingar, e espécies de praga que se possa rogar sobre um cretino deste calibre. Imaginaram? Pois era isso que eu iria dizer.

  • Lauro Agrizzi

    Tem que mandar o cara para o hospício. Não é normal de fato como todo petista.A população não pode aceitar. Tem que protestar seriamente.

  • Paulo Roberto de Miguel

    É esse tipo de mentalidade que os governantes adoram. Retira-se um direito e o cidadão ainda acha que é para o bem.

  • Lemming®

    Surreal…o que mais falta esse tapado fazer e o Paulista aplaudir?
    O circo e o hospício estão abertos e não me avisaram…

  • David

    Alguém precisa trancar esse cara em um hospício URGENTE.

  • Mas o que é que se pode fazer efetivamente neste caso?
    Concordo com muito do que foi dito aqui, mas e dai?
    Há alguma atitude que possa resultar em algum resultado mais imediato?
    Eu não vejo nada eficaz para o momento.
    Acho que a petralhada deve estar se divertindo com revoltas como a nossa, quem sabe estão sugerindo que tiremos a calça pela cabeça.
    Que situação mais angustiante!!!
    E não podemos esquecer quem plantou todos estes postes no “nosso quintal”…

    • P500

      Quem tem carro registrado no município de São Paulo poderia mudar. Ele deixaria de receber o dinheiro do IPVA. Se mudar para outro estado, por ex, SC, ainda pagaria metade do valor (2%).
      Minha parte já fiz.

      • CorsarioViajante

        Vale lembrar que para fazer isso é necessário ter alguma propriedade no local.

    • Lemming®

      Acho que o primeiro passo é descobrir e isolar os petralhas no local de trabalho e seu convívio (já descobri alguns onde trabalho e os parentes)…
      Depois e se possível descobrir qual deles vive de maracutaias e esquemas e fazer uma denúncia anônima as autoridades (mesmo que eles, as autoridades, não queiram trabalhar) alguma encrenca eles vão ter e enquanto se preocupam em se salvar vão ficar bem quietos.
      Quem tiver contato direto com os bandidos e lacaios que façam algum tipo de denúncia também anônima ou que joguem na mídia o que sabem ou tem acesso.
      É o que consigo pensar no momento e temos de nos mexer…

  • JT

    Com tanta coisa mais importante para um prefeito fazer, ele prefere ganhar manchetes com esse episódio de fechar a Paulista ao domingos.
    A Paulista que já foi a avenida dos fazendeiros de café, que fizeram a riqueza de São Paulo. A Paulista que já foi o coração financeiro de um estado que cresceu com as indústrias automobilísticas do ABC.
    Aos domingos você poderá caminhar pela Paulista e não verá mais os casarões da famílias do café, e sequer os carros que em sua grande parte foram produzidos ali perto.
    A Paulista não é mais dos paulistas, pois os paulistas colocaram um anti-paulista no trono da maior cidade da América do Sul, para bagunçar o coreto.

  • Chico

    Esta idiotice existe aqui em Brasilia também, aos domingos fecham o Eixão ( principal via da cidade ) para que meia dúzia de pessoas possam fazer caminhada e mais meia dúzia possa pedalar suas bicicletas . Ideia de imbecil !!!

    • Lemming®

      Falar o quê, se por aí flanelinha foi legalizado…

    • Mauro

      Não é para uma dúzia de pessoas, e lá tem os dois eixinhos que dão conta do movimento sem aperto. Ninguém tem que sair de casa de carro escoltado por um agente de trânsito…

  • ochateador

    Jesus…..
    Dizer que a merda está feia em São Paulo é ser econômico.

  • Lucas dos Santos

    Muito bem lembrado, Carlos!

    Como andar a 10 km/h em um carro que, mesmo quando parado, marca 20 km/h?

  • Marco

    Haddad é um débil mental. Um grandessíssimo filho de uma boa mãe.

    Faltam “apenas” 473 dias para ele perder o troninho, pegar o banquinho e sair de fininho (provavelmente para algum outro cargo público. Afinal, políticos nunca ficam desempregados).

    Dia desses saiu na Folha uma matéria sobre Bogotá e a tal gestão humana. Quem não leu, vale a pena dar uma lida. Troque o nome “Bogotá” por “São Paulo” e veja que a situação é a mesma.

    http://m.folha.uol.com.br/mundo/2015/10/1693221-bogota-vai-as-urnas-para-tentar-reverter-decadencia.shtml?mobile

    Considerar o fechamento de uma via (ao invés de construir e manter parques) como politica pública revela bem a qualidade de seu (des)governo. Alguém ter como meta o fechamento de uma rua para lazer chega a ser uma piada, sobretudo quando o restante da cidade está abandonada e é um completo relaxo.

    Esse cara merece milhares de Hellcat passando acelerando na porta dele…hehe

    • Lemming®

      Hellcat está fora da nossa realidade, mas um monte de Kombis, 147´s e caminhões bem velhos e mal conservados acho que ele merece (nada contra estes…em bom estado…hehe)

      • Domingos

        Os ônibus têm feito sua parte. De manhã e de madrugada passam dando corte, final, esticando marcha e fazendo barulho de correia patinando também.

  • marcus lahoz

    O PT é o exemplo máximo da estupidez e ignorância. Além da roubalheira.

  • Marco

    Porque dá trabalho revitalizar o centro. Veja o caso da cracolândia, por ex. As medidas adotadas não surtiram efeito nenhum. Então, é mais fácil direcionar todos os esforços para o fechamento da av. Paulista, desviando a atenção de outros inúmeros problemas.

    E digo mais. O centrão velho de SP, se bem cuidado, seria legal. Muitos prédios antigos, arquitetura bacana. Mas tudo muito sujo, abandonado…

    • Domingos

      O centro velho de São Paulo tem espírito. E tinha espaço, coisa que muito centro original não tem e acaba virando uma ratoeira incomoda de visitar ou de estar.

      É que foi largado mesmo e ninguém tem pulso de fazer o que se deve por lá.

      O centro novo já é o Haddad, o PT, o comunismo, o capitalismo afetado. Uma avenida “legal pra tirar fotos” e cheia desse espírito dialético de “ocupar”, “modernizar”, “humanizar”.

      Um lixo.

    • José Rodrigues

      “Veja o caso da cracolândia, por ex. As medidas adotadas não surtiram efeito nenhum.” Permita-me discordar, Marco. As medidas adotadas — efetivamente liberar consumo e tráfico de drogas no local — surtiram efeito sim. Desestabilizar, desvalorizar, “desconstruir”, como os comunas em geral e os petistas em particular tanto gostam de dizer, são os efeitos na região. E a massa de vagabundos votantes, mas com consciência (lembrando que ano que vem tem eleição) só aumenta. Todo o resto é culpa de um tal de Imperialismo do Zianque e da Zelite Branca, e da empregada desse casal, a Mídia Golpista.

      • Domingos

        Perfeito. A culpa é mesmo do cidadão que meramente vive uma vida normal – porque se fosse ricão, como um Odebrecht, aí estaria “de mãos dadas” com eles.

        Aliás, é a normalidade o que eles mais odeiam.

        Não vamos esquecer também que a estratégia do PT para o craque é: na prática, libera, deixa crescer o consumo, e aí fica “tudo certo” (leia-se: VOTO COMPRADO) pagando uma bolsa para a família do viciado, independente dele estar internado ou não – afinal, sequer o PT permitiu que eles fossem obrigados a serem internados.

    • DPSF

      Realmente. Toda vez que vou a São Pulo capital, fico babando com a belíssima arquitetura do centro da cidade. Era uma época onde os prédios tinham muito mais função urbanística do que funcional. E fico me perguntando: por que será que não se faz mais prédios com essa arquitetura bela? Hoje quase todos são caixotes revestidos de concreto e vidro…

  • André Castan

    Que tal começar um movimento um pouco mais impactante do que palavras de indignação? Sugiro o não pagamento do IPTU e deixe a prefeitura correr atrás por anos para tentar receber.

    • P500

      Para isso, eles são bons em mudar lei para adiantar…

  • Lucas dos Santos

    O agente que acompanhará os moradores a 10 km/h também agitará uma bandeira vermelha?

    • AlexandreZamariolli

      Certamente. E com uma estrela branca no meio.

    • Eurico Junior

      Melhor comentário da página. Sem mais.

  • Marco

    E que ele pise descalço em alguma peça!! ahaha

    • Fat Jack

      Hahaha…, excelente!

  • Marcelo Alonso

    Hospício, ele não é louco, é mal intencionado. Vocês acham que que gerar déficits é prerrogativa apenas do governo federal, não é…
    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/07/1661683-deficit-triplica-e-haddad-tem-novo-rombo-nas-contas-da-prefeitura.shtml
    Deve, não nega e não tem intenção de pagar…
    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/03/1609696-haddad-diz-ser-impossivel-cumprir-decisao-do-stf-sobre-precatorios.shtml
    Acham que só existe superfaturamento no governo federal? Não…

    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/tribunal-de-contas-da-uniao-aponta-sobrepreco-em-licitacao-de-haddad/

    • caique313131

      Loucos somos nós, brasileiros comuns, e não os políticos. O tanto de gente que se encontra por aí, inclusive defendendo os absurdos desse incompetente, me faz questionar minha sanidade mental o tempo inteiro, pois é difícil acreditar que vivo no mesmo mundo que algumas pessoas.

  • Domingos

    Exatamente. Vamos pensar com a própria cabeça e lembrar que até 3 meses atrás o mesmo cidadão ficava de choradeira pela “prefeitura quebrada” no orçamento e que não é assim milagrosamente que as contas ficaram no verde.

    A imprensa, para variar, falou uma coisa mandada até onde foi conveniente e depois simplesmente esqueceu disso e passou a falar no “milagre das contas” do Haddad.

    Na verdade ele simplesmente está recebendo dinheiro de desvio do governo federal.

  • Domingos

    PS: Estão aparecendo links patrocinados em inglês no final das matérias. É intencional? Ficou bem nada a ver e suja bem o layout.

    • Lemming®

      Acho que é coisa do Disqus e realmente fica horrível…

    • Experimenta usar o AdBlock, para mim não aparece nada disso aí.

      Faça um teste.

  • Domingos

    Se dependesse da esquerda, tudo seria de um favelismo e decadências físicas e morais como Cuba. A Paulista idealmente seria pior que o centro velho.

    É necessidade para ela ter as coisas decrépitas. Assim que ela floresce. E é isso que ela é em si: o mofo, o lixo.

    Sempre com a promessa da última beleza, claro. Que nem o nosso “amigo” capiroto, que aliás na revolução francesa foi bem adorado explicitamente por vários grupos. Porque será…

  • Domingos

    Ou seria mais globalizada? Ou sustentável? Ou plural? Diversa quem sabe.

    Sei lá, qualquer termo genérico. Não significam nada mesmo. Mas suspeito que estão te malhando por nada, já que provavelmente está sendo irônico.

  • Domingos

    Os comunas são o capitalismo afetado. Não há separação.

    Mas com certeza é uma demonstração de marcação de território, de manipulação de espírito da cidade.

    Quem sabe com isso não tem mais menininha fumando uma maconha e trazendo os namorados pro lado ruim?

  • Paulo Eduardo Bandeira de Mell

    Um cretino fazendo cretinice. Aplausos para os cretinos que votaram nele pois a culpa é deles. Sem mais… P.S.: O Alckmin é outro cretino, hein!?

  • Nora Gonzalez

    Depois de o prefeito ter declarado à imprensa que tinha atendido aos requisitos de todos os envolvidos, citando especificamente o Ministério Público (http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/10/avenida-paulista-sera-fechada-para-carros-todos-os-domingos.html) eis que o MP vem a público dizer que ficou sabendo pela imprensa do fechamento da Paulista, que suas sugestões não foram atendidas e pede que a medida seja revista (http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/10/mp-chama-prefeitura-de-radical-e-quer-revisao-do-fechamento-da-paulista.html). Pergunta: o alcaide sonhou que tinha atendido às recomendações ou mentiu que o havia feito?

    • CignusRJ

      Mentiu.
      “A mentira é o oxigênio do PT”
      .

    • Fat Jack

      Nora ele mentiu, como mentiu sobre os 170 m de frenagem necessários para um veículo a 90 km/h parar quando da apresentação do plano de reduções de velocidades nas marginais etc., etc., etc…

      • 170 m para frear a 90 km/h? É trem? Caramba, como esse traste consegue empurrar essas palhaçadas goela abaixo do povo?

        • CorsarioViajante

          Segundo ele e alguns defensores, porque esta é a distância para se parar SEM frear completamente. Ou seja, a distância para parar sem você querer parar. Lógica complicada hein?

    • robson santos

      Nora, ele está é debochando mesmo, veremos uma desculpinha do tipo “uma fonte lá de dentro informou” ( só pra debochar ) ou “foi um erro de assessoria/comunicação” ( inventaram a notícia pra ganhar tempo ).

      Vi essa matéria na globo ontem a noite, só repassando como informação mesmo, impressionante a passividade quando se comentava a velocidade de 10 km/h; quanto as entrevistas ao povo, tem jeito não, sem discussões e sem críticas somos todos bovinos..

    • Lemming®

      E o MP não entra com embargo e nem com pedido de impeachment (ou algo que o valha…) do fulano…
      Para que está servindo essa turma? Alguém sabe?

      • AlexandreZamariolli

        Se o seu Raddard declarou que o MP sabia de tudo e estava de acordo — e se essa declaração é falsa, tanto que o órgão veio a público e a desmentiu -, entendo cabível que o próprio MP ajuíze contra ele ação de improbidade administrativa, com fundamento no artigo 11, caput, da Lei nº 8.429/92:

        “Art. 11. Constitui ato de improbidade administrativa que atenta contra os princípios da administração pública qualquer ação ou omissão que viole os deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade, e lealdade às instituições (…)” (destaquei).

  • Eduardo Sérgio
  • José Rodrigues

    Quem anda de carro não é humano não? Ainda mais para cobrir as grandes distâncias das grandes metrópoles?

    Ou você está só trollando? Como é que é isso?

  • João Carlos

    Bob, essa tela SPONSORED com propagandas do site http://www.answers.com/ está aparecendo logo acima do Disqus. O Avast está até bloqueando como virus

    • agent008

      Também começou a aparecer para mim esta lista com “links patrocinados”… Juntamente com umum botão” like” do Facebook…

    • Instala o AdBlock, resolve.

      https://chrome.google.com/webstore/detail/adblock/gighmmpiobklfepjocnamgkkbiglidom?hl=pt-BR

      Esse monte de link deve ser coisa do Disqus.

    • Está disparando alarme de vírus para mim também, mas não sei dizer a fonte da tal ameaça…
      Entra uma tela de alarme e quando eu clico em maiores dados aparece a tela abaixo, alguém sabe decodificar esta informação???

      • João Carlos

        É disto que citei acima mesmo. Às vezes bloqueia às vezes não. Meu alerta do Avast é idêntico.

  • Fat Jack

    Caríssimo Zé, paulista vota para governador, quem vota para prefeito na capital é paulistano.
    Cabe lembrar também, seguindo sua linha de raciocínio, que seu querido estado do Rio de Janeiro ajudou a reeleger a nossa presidente Dilma Rousseff…

  • Fat Jack e Nora
    Exatamente como CET mentiu ao implantar o rodízio 18 anos atrás dizendo que foi aprovado pela população em pesquisa.

  • Lemming®

    Se fosse só 100 estaríamos no lucro. No mínimo 10.000…
    Vide pintura e um “tapa” em duas escolas estaduais do interior (Jambeiro e Paraibuna) que na época (1 ou 2 anos atrás) custaram aproximadamente 500 mil para cada escola. Sim! 500! mil! para fazer quase nada!…
    Dava para construir uma Universidade em cada local…mas imagina para onde foi a grana não é…

  • Mauro Schramm

    Aqui em Blumenau/SC, a Rua XV de Novembro, principal rua da cidade, “equivalente” à Paulista aí de São Paulo, é fechada aos carros nos domingos pela manhã já faz alguns anos. Tornou-se o principal ponto de lazer da cidade naquele horário. E não há reclamações – e olha que o povo daqui é bem reclamão!

    • Fabio Toledo

      Mauro, não sei quais são as opções em Blumenau, mas na cidade de São Paulo há parques super-arborizados, clima excelente para prática esportiva entre outras e o melhor sem interferir numa região cheia de hospitais. A única justificativa para fechar a paulista é aporrinhar o paulistano a qualquer custo!

      • Mauro Schramm

        Aqui as opções são bem escassas.

        • Domingos

          Então não serve de exemplo.

    • BlueGopher

      Mauro, nos domingos a Beira-Rio absorve sem problemas o tráfego da Rua XV, são ruas do mesmo porte.
      E mesmo durante semana quem absorve o tráfego “rápido” é a Beira-Rio, e não a XV, com suas calçadas mais largas.
      Já a Av Paulista, além de ser muito larga e ter mais de 2,5 km de comprimento, não tem ruas paralelas de mesmo porte.
      E em boa parte do percurso as ruas paralelas viáveis só existem em um de seus lados, o dos Jardins.

      • Mauro Schramm

        Sim, tanto que não emiti opinião sobre São Paulo por falta de conhecimento da realidade local. Mas não seria o caso de experimentar antes de opiniões tão histriônicas?

        • Domingos

          Foi experimentado e o próprio prefeito assumiu que estava errado, porém voltou atrás quando viu que entre outras coisas a cidade não fez o certo (uma paralisação total) ao baixar os limites a coisas ridículas.

          Ele sabe que vai ser tolerado em qualquer baboseira até chutarem ele do gabinete ano que vem.

          A propósito, tem uma centena de ruas que poderiam serem fechadas sem tanto impacto como a Paulista nessa região…

    • Domingos

      Blumenau seria um bairro de São Paulo, sequer dos maiores, essa é a diferença.

      Provavelmente a própria dinâmica da cidade, mais praiana e turística, não faz dessa atitude algo ruim. O comércio todo, por exemplo, deve estar nas proximidades do mar e não no centro.

      O que me estranha é rua ser considerado ponto de lazer, ainda mais em São Paulo…

      • Mauro Schramm

        Pois é, uma única rua faria menos falta ao trânsito em São Paulo do que em Blumenau. E apesar de estarmos relativamente próximos ao litoral, estamos a cerca de 60 km dos municípios praianos mais próximos.

        • Domingos

          A Paulista faz falta basicamente sempre. Não se fala de uma rua qualquer ou de uma avenida substituível como parece ser o caso de Blumenal.

          O próprio eixo das estações é todo nela, quem nesse dia quiser uma carona até o metrô por exemplo já fica impossibilitado.

          No mais, essa foto do cara da flautinha já revela bem o espírito do que é a “fechação de rua”…

          • Mauro Schramm

            Como falei em outro post, não emito opinião sobre o caso de São Paulo porque não conheço a realidade local. Assim evito conclusões levianas e preconceituosas tais quais as suas com relação às fotos que postei. Naquele dia estava acontecendo um festival cultural no Teatro Carlos Gomes e o artista em questão (Jota Martins) presenteou as diversas famílias “coxinhas” (devidamente registradas na outra foto, que você fez questão de não mencionar) com sua música enquanto aguardava o horário de sua apresentação no teatro.

          • Domingos

            Obrigado pelo elogio, sou coxinha com orgulho. É bom meter os dedos nos lugares certos porque logo sai o que interessa, que é a verdade.

            Não vejo como preconceito, aliás. Poderia ter feito como eu e ter falado sem um atravessamento onde basicamente você acha “preconceituoso” eu perceber o tipico afetado “artista de rua” que prolifera nesse tipo de meio/atitude, mas é “todo razão” ao nos chamar de coxinha.

            Tenho certeza que teria sido presenteado com o silêncio do “magnífico” zé da flautinha.

            Se for para dar palco a esses tipos, com certeza fechar avenidas é algo que fica sintomaticamente provado de ser mais afetação mesmo.

            Aliás, na Paulista durante a semana a avenida já foi tomada (a ponto das calçadas estarem com falta de espaço) por esses magníficos “presenteadores da suprema inteligência superior não-coxinha”.

            Se for para ter uma verdadeira colônia deles, basta apenas nosso prefeito deixar rolar mais um tempo essa situação. Não precisa dar um dia inteiro de presente a eles.

      • Mauro Schramm
    • CorsarioViajante

      Acho que a questão é, PORQUE proibir o trânsito de carros se a avenida tem ciclovia exclusiva e calçadas larguíssimas?
      Por que “lazer na cidade humana” tem que ser sentar no asfalto, no meio da avenida?
      Eu até entenderia se fechassem trechos de avenidas que margeiam parques, como a Pedro Alvares Cabral que corta o Ibirapuera em alguns trechos. Mas no caso da Paulista?

      • Mauro Schramm

        Não conheço a realidade daí, então não sei quais seriam as melhores opções. Apenas acho que isso não justifica um texto tão histriônico. O blog parece estar numa cruzada contra o prefeito e acaba perdendo o tom quando aborda qualquer assunto referente a ele.

        • Domingos

          Qualquer pessoa decente de São Paulo está numa cruzada contra o prefeito.

          O ataque ao bom tom, nessa cidade, é feito pelo prefeito.

          Quem se dói é porque a gente já sabe de que lado está e, como anda ficando feio ter essa opinião, se esconde por trás de elegantismos como “bom tom” ou “isentismo”.

          Se você não sabe a realidade daqui, bom, fica então mais que confirmado.

        • CorsarioViajante

          Acho que quem deu o tom “histriônico” nas discussões foi justamente o prefeito, que, desde o primeiro dia do mandato, diz literalmente querer “transformar a vida do motorista num inferno”.
          O Haddad desde sempre adorou declarações raivosas e com objetivo de criar confusão e ódio. A agressividade que vemos é resultado desta política de criar antagonismos.
          Lamentável por acabar enterrando ótimas idéias que foram usadas como “cavalos de batalha” e não como soluções.

          • Domingos

            Sempre que alguém com posicionamento de esquerda usa a palavra histriônico eu lembro do nosso “amigão” Antônio Gramsci (eita italiano filho da mãe!) que falava assim: acuse-os do que você é, repreenda-os pelo que você faz.

            O cara que participa dessa corrente e não se toca é porque gosta…

  • Fat Jack
  • Eurico Junior

    Mário Juruna foi eleito deputado federal pelo Rio de Janeiro, em 1982. Assim como o cantor Agnaldo Timóteo, que obteve expressiva votação. Ambos eram filiados ao PDT do Brizola.

    Conte-nos mais sobre isso, Zé.

  • robson santos

    E no “Buracopolis”, digo Jordanopolis, como devem saber as ruas são ” maravilhosas”, sem nenhum buraco ( pequeno ), há anos bem preservadas pela atual gestão.. os “Osmar” da vida e a sua suspensão te mandam lembranças se você for tentar rodar normal por lá..

    • Marco

      Faz tempo que não passo por aí. Costumava desviar da av. Piraporinha por dentro do bairro. Lembro que não havia valetas, mas trincheiras. Dava quase para se esconder. E aquela ponte na divisa com Diadema, atrás da Autometal? Mal passa uma bicicleta…

  • Lucas Vieira

    Cuidado para o arrastão não levar seu Tablet… afinal cariocas são muito responsáveis no voto, Garotinho e Eduardo Cunha são exemplos de políticos honestos e eficientes!

    • Eurico Junior

      Não foram os “esclarecidos” cariocas que elegeram um sujeito que fugiu do país vestido de mulher e ganhou o apelido de “El Ratón” em Cuba? (Pra quem não sabe, Fidel deu alguns milhões de dólares para o velho caudilho “fazer a revolução” no Brasil, mas ele comprou terras no Uruguai – daí a carinhosa alcunha).

      Sem mencionar que as facções criminosas floresceram livremente no governo desse sujeito, pois a sua filha, toxicômana assumida e confessa, subia os morros diariamente atrás de um “bagulho” e não podia ser constrangida pela polícia.

  • Piantino

    Como se carioca soubesse votar… Garotinho, Benedita, Rosinha Garotinho, Sérgio Cabral, Pezão… os cariocas “elegeram” inclusive o Macaco Tião!

    • Eurico Junior

      O símio ganhou notoriedade por atirar fezes no prefeito Marcello Alencar, vulgo “Velho Barreiro”, outro famoso político eleito pelos “esclarecidos” cariocas.

  • Marcio

    Um momento histórico para a humanidade foi quando ela se tornou humana (by Dilma, 2015)

  • Marco Schneider

    Qual a moral de um carioca para falar deste assunto? A Dilma ganhou aí, sem falar que os políticos que vocês elegem são tão ruins quanto os daqui.

    E antes que me esqueça: cuidado com os arrastões e balas perdidas.

  • Newton

    Cuidado para não ter seu tablet roubado em algum arrastão. E não adianta chamar o Capitão Nascimento…

  • joao

    Esse acompanhamento por agentes da CET é só acompanhamento mesmo ou já trás embutido uma multinha? Documentos, ok, ligue os faróis, ok, seta para direita, esquerda, ok, pneus, ok, limpadores de pára-brisa, ok, extintor, opa, peraí…

    • jrgarde

      A multa vai ser por andar na faixa de ônibus.

  • F A

    Até hoje não acredito que esse imbecil tenha vencido em… São Paulo. Mesmo com crise de água o Alckmin levou no primeiro turno em SP, mostrando que São Paulo quer o PT longe, então como esse animal ganhou a prefeitura? Até hoje acho assombroso que isso tenha acontecido. Já não bastavam os péssimos exemplos da Erundina e da Marta? Tinham que colocar outro retratado no lugar? Pior que ele sabe que não vencerá nunca mais aqui e, na minha opinião, está acabando com São Paulo como uma espécie de vingança, já que aqui PT não ganha nunca mais.

    • Mas a Martaxa agora está no PMDB e com boas perspectivas…
      Como é que vai ficar???

  • Domingos

    Ou “melhor”, vão só emitir a multa e depois o morador terá que recorrer, onde vai se deparar com uma famosa recusa do seu argumento pelo famigerado “mérito”.

    É a única coisa que eles sabem responder num recurso: mérito. Só com uma palavra mesmo, mais nada.

  • Barreto

    Barreto
    Acabo de receber minha quinta multa por estar a 1 km/h acima da velocidade. Desta vez por causa da ridícula velocidade de 50 km/h na Av. dos bandeirantes (58, velocidade considerada 51) as 6 da matina de um domingão, o bólido 1,0 deu uma embaladinha qualquer e acabei de ser extorquido em mais 100 paus por este poder público de m…

  • Domingos

    Não gosto de usar AdBlock, a página fica feia e no fim não sei quem está “me espionando” (você só não vê a propaganda, mas ela é direcionada a você de qualquer forma), porém felizmente acho que o pessoal do Ae já resolveu.

    Aqui não está aparecendo mais.

  • Marco

    Sobre o Dib.

    Conclui a FDSBC em 2005. Lembro que em 2006 ou 2007, as contas da prefeitura iriam ficar no vermelho e ele fatalmente teria problemas no TCE em razão da Lei de Responsabilidade Fiscal. Solução adotada: Na época, a diretora da Faculdade de Direito, que é uma autarquia, havia sido sócia do Maurício Soares (de quem o Dib era vice) num escritório de advocacia.
    A faculdade tinha mais de R$ 57.000.000,00 em caixa, valor que seria utilizado na construção do novo campus.
    No apagar das luzes, foi editada uma lei – aprovada pela câmara “bem honesta” – transferindo todo o dinheiro da faculdade para o caixa da prefeitura, sob o argumento de que se encarregaria de construir o novo prédio. Evidente que foi uma manobra para salvar a pele do Dib.

    Câmara bastante honesta também na venda do DAE para a Sabesp, aprovada na madrugada, com vereadores recebendo uns 500 pilas cada um para votar.

    Que fim levou a grana, sinceramente não sei. Não acompanhei mais a fundo.

    A gestão do Dib é conhecida pelo “tontódromo”, aquela passarela ridícula construída na saída do km18.

    Sobre o Marinho:

    Não tenho nada a dizer, a não ser concordar com seu texto.

    Em relação às obras contra as enchentes. Construíram o piscinão, instalaram a tubulação sob as vias, mas não instalaram as bombas. ou seja, o piscinão só capta a água da chuva que cai sobre ele! Uma “beleza”.

    Quanto ao museu do trabalhador ou como dizem museu do lula. Seria MUITO mais interessante e útil a prefeitura reformar o mercado municipal, sei lá, transformando-o num mercado estilo o de São Paulo.

    Mas exigir algo inteligente da “pelegaiada” que está na prefeitura, é muito.

    Antes, os cargos comissionados eram preenchidos pelo pessoal da maçonaria; hoje, pelos sindicalistas.

    Muito se fala de São Paulo, mas na próxima eleição, estamos tão lascados quanto os moradores da capital.

    • Fabio Toledo

      Bom saber um pouco da trajetória do Dib, eu sou andreense, não tinha muita noção, mudei pra São Bernardo no ano passado, político honesto é exceção mesmo! Aliás um dos poucos que tivemos em Santo André o PT “deu cabo” dele.

    • Fabio Toledo

      Desconheço essa passarela, mas o parque (Città Di Maróstica – Parque Radical) que ele fez, realmente “positivou” seu nome com muita gente.

  • Juvenal Jorge

    Propositalmente provocativo, Haddad se esquece que já entrou para a história como o pior prefeito da maior cidade do Brasil.
    Já pode parar, o recorde é dele. Está na hora de comemorar, no Pólo Norte, e sem agasalho.
    Cretino.

  • Cristiano

    Não sei se já disseram, mas prevejo radares de 10 km/h aos domingos

  • Vagnerclp

    Para refrescar a memória! (irônico).

  • Mauro Schramm
    Será mesmo que você não notou que este site é formado por pessoas que muito admiram e prezam o automóvel e que tudo que vai contra ele, a maior expressão de liberdade individual que existe, é combatido ferozmente (e não histrionicamente)? Acima de tudo, o Ae luta pelo direito e pela liberdade. E a que melhores opções você se refere? Lazer da população? Temos parques magníficos em São Paulo, não há necessidade de fechar uma via densamente povoada com a av. Paulista para as pessoas se “divertirem”. Isso é coisa de mentes doentias como a desse prefeito. Essa é só uma das facetas dessa mente doentia, há a questão da redução de velocidade sem nenhum sentido ou estudo, a implantação de ciclofaixas que não servem para nada e só prejudicaram a vida, comercial, de serviços e social da população. Chega?

    • Mauro Schramm

      Questão de ponto de vista. Também sou um “auto entusiasta”, sou bem informado a respeito do acontece no mercado, especialmente no que diz respeito à evolução desse equipamento fantástico que é o automóvel. Porém não compartilho da visão de que guiar um carro em qualquer lugar seja sinônimo de liberdade.

      • Mauro Schramm
        Desculpe, mas você está invertendo as coisas. Não é sinônimo de liberdade guiar um carro em qualquer lugar, mas é falta dela fechar um via qualquer, mormente uma como a av. Paulista a troco de absolutamente nada e sem constituir medida essencial.

        • Mauro Schramm

          Ok, como já disse, não tenho como avaliar a questão aí de Sampa. Apenas mostrei um exemplo aqui de minha cidade que deu certo.

      • Domingos

        No dia que te tirarem essa possibilidade você vai perceber rapidamente como é uma questão de liberdade. E como o automóvel é mesmo o símbolo máximo dela.

        E que por isso mesmo é cerceado, como já foram outras liberdades ainda mais importantes (religião e arma).

  • Matheus S. Bueno

    Amanhã todo mundo lá na Av. Paulista. Apropriar de um espaço que é público. Lindissimamente e pacificamente! Está mais do que comprovado, quando está foi fechada experimentalmente pela primeira vez, que basta dar um novo uso criativo, que as pessoas ocupam sem precisar, necessariamente, “gourmetizar” o uso.

    • Matheus S. Bueno
      Isso mesmo, você e algumas centenas de babacas em típica alegria de pobre que é andar no meio da rua. Carpem diem.

      • Domingos

        Só do uso da palavra “gourmetizar”, se sabe que é babaca. Ótima resposta.

      • Eurico Junior

        Desnecessário responder, o Bob já jogou uma bomba de hidrogênio nesse tonto.

    • Lucas

      E era proibido ir lá antes para agora ter que se “apropriar” de algo? Há algo de interessante para se fazer num domingo na av. Paulista ou vão lá só para dizer que foram? Os famosos parques de São Paulo não são opções mais interessantes para se caminhar, pedalar, se exercitar etc? Opiniões como a sua me parecem coisa de quem só vive de ideologia e que por isso, pensa que há uma eterna “guerra” entre o bem e o mal. Bem e mal que só existe em suas cabeças. Vocês são muito burros, mesquinhos, arrogantes e antidemocráticos.

      • Domingos

        O comentário do cara mais um pouquinho e não tem sequer nexo frasal. O Google Tradutor poderia ter escrito esse comentário dele.

        O chavão “gourmetizar” foi realmente o toque final. Pensava que esse já estava enterrado, fora que foi usado tão fora de contexto que serve de prova como qualquer um dos vocábulos de esquerda querem dizer qualquer coisa menos o que eles dizem.

        Perceba a desconexão com qualquer razão do que ele fala sobre “uso criativo” e “mais do que comprovada”. Apropriar o que é público, na avenida talvez mais voltada a todos de São Paulo, é também outro sinal que essa geração criada sob a educação esquerdista é nivelada com a África sub-saariana em inteligência e caráter (pior que apostaria mais no pessoal de lá…).

      • CorsarioViajante

        Engraçado que criticavam tanto quem ia nos protestos para “tirar selfie” mas fazem justamente o mesmo na “paulista humanizada”.

    • CorsarioViajante

      Muita gente não vai poder ir na Av. Paulista, pois tem por exemplo dificuldades de mobilidade. Ou porque mora muito longe e ir de metrô / ônibus com a família inteira é muito mais complicado do que ir de carro com quatro pessoas. Ou seja, no fim, isso sim é uma elitização de um espaço que deveria ser símbolo da convivência de vários modais de transporte.

    • Newton (ArkAngel)

      Ótimo, já que as ruas são públicas, que tal montarmos barracas de camelô, palco para artistas de rua e fecharmos a rua onde você mora?

      • Matheus S. Bueno

        Apesar de ser bastante equivocada sua colocação, ACHARIA ÓTIMO. Metade da rua aonde moro estaciona carro dos dois lados. ABSURDO!

        Porque não, ao invés de valorizar o consumo como você mesmo fala de barracas e que logo virariam food truck, não termos áreas permeáveis para ajudar a desafogar as galerias de águas pluviais, o microclima e o agrado visual com belas intervenções paisagísticas?

        A cada rua cabe uma intervenção criativa, amigo.

  • Renato

    Quero dar 2 sugestões, a primeira aos moradores da Paulusta, para que fiquem entrando e saindo com o automovel em suas garagens o dia todo a fim de mostrar que possuem e exercem seus direitos.
    A segunda à administração municipal para que transfira este parque temporário para os calçadões do centro da cidade, que aos domingos são mal utilizados. Isso colaboraria para a revitalização do centro, que é uma região muito interessante e cultural mas está mal cuidada.

    Mas não scredito que o alcaide maldito faça esta mudança porque sua intenção é faser propaganda da gourmetização que ele aplicou na Paulista.

    • CorsarioViajante

      Perfeito comentário.
      Falam tanto em “expulsar” os carros de avenidas, mas esquecem que no centro velho, onde os carros já foram expulsos faz tempo, a situação é muito triste e precária. Aliás dada a riqueza arquitetônica do centro velho seria muito mais coerente incentivar as pessoas a (vamos usar a palavra da moda) “ocupar” esta área. Mas parece que lá ninguém quer, não é mesmo?

      • Domingos

        Lá já está como o PT quer: com todo mundo zumbificado e drogado.

  • TDA

    MP cobrará R$ 30 mil por fechamento da Paulista

    Multa está estipulada no Termo de Ajustamento de Conduta assina pelo governo

    Por: Diário SP Online

    O promotor José Fernando Cecchi Jr, da Promotoria de Habitação e
    Urbanismo, pedirá à Justiça a execução da multa de R$ 30 mil pelo
    fechamento da Avenida Paulista amanhã para veículos.

    Caso o prefeito Fernando Haddad (PT) insista na decisão de deixar a
    via mais famosa da capital aberta somente para pedestres aos domingos
    (das 9h às 17h), o valor da punição dobra a cada fim de semana.

    Em um ofício encaminhado à Prefeitura, José Fernando Cecchi Junior
    citou o TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) assinado em 2007 com a
    administração municipal, estabelecendo que a Paulista pode ser fechada
    para a Parada do Orgulho Gay (já realizada em 2015), a Corrida de São
    Silvestre e o Réveillon. Neste ano, a Paulista foi fechada duas vezes
    para as inaugurações das ciclovias da via e da extensão da pista para
    bikes na Avenida Bernardino de Campos.

    O promotor avisou ainda que ampliará as investigações sobre as outras
    vias atendidas pelo Projeto Rua Aberta, que prevê o fechamento de
    diversas outras ruas e avenidas nos mesmos moldes da Paulista aos
    domingos. José Fernando Cecchi Junior diz estar à disposição da
    Prefeitura “para avaliar e discutir qualquer alternativa que não
    implique em medidas extremas e radicais”.

    “A atual gestão prefere adotar posições radicais, ao contrário do
    Ministério Público que pretende soluções alternativas que realmente
    democratizem a utilização dos espaços públicos, de forma a maximizar sua
    utilização e minimizar seus danos e impactos à cidade e sua população,
    buscando harmonizar os interesses dos mais diversos setores da
    população”, completa o representante do Ministério Público.

    Ontem, Haddad voltou a falar sobre a polêmica e disse que a palavra
    final é dele, dando a entender que enfrentará a promotoria. “De acordo
    com o Plano Nacional de Mobilidade, cabe ao poder local a determinação. A
    última palavra é do município”, respondeu. O prefeito convidou o
    promotor a acompanhar, na própria Paulista, o fechamento da via amanhã.

    Fonte: Diário de S.Paulo

    Link: http://www.diariosp.com.br/noticia/detalhe/87164/mp-cobrara-r-30-mil-por-fechamento-da-paulista

    • Domingos

      60 mil é um valor ridículo, embora vá sair dos nossos bolsos. Por isso que ele nem liga.

  • Mauro Schramm

    Não chamei ninguém de coxinha. A expressão “famílias coxinhas” foi uma referência às famílias “normais” (pai, mãe, filhos) que são a quase totalidade das pessoas que ocupam a rua por aqui (incluindo a deste que escreve). Se tu te consideras um coxinha, petralha, grunge ou qualquer outra coisa, creio que não seja da conta de ninguém por aqui.

  • Eurico Junior

    O fato é que não virou. E Fukushima só ocorreu devido a um desastre natural de proporções bíblicas. Já Chernobyl foi causado pela incompetência crônica dos soviéticos, desde o projeto ruim do reator.

    • Caio Azevedo

      Não considerar a ocorrência de imprevistos é também um certo grau de incompetência.

  • Bucco

    a prefeitura nunca disse que esse dia sem carro na Paulista é solução pra alguma coisa. A ideia não é essa. Isso é um e evento EXCEPCIONAL que exerce, entre outras coisas, uma função cultural. E que não tem nada a ver com outras políticas do PT.

    Não sou lá muito fã desse tipo de circo público, mas é essa matéria que foi sensacionalista ao extremo. O futuro do transporte inclui bicicleta e ciclovia, sim senhor. E alguém tinha que fazer.

    • Bruno

      Você usar a palavra “inclusão” no seu argumento chega a ser contraditório.
      Qualquer pessoa com o mínimo de bom senso percebe a total falta de preparo do ser vivo que instaurou essa medida. TODOS tem direito de ir e vir e a Paulista ja tem uma ótima estrutura para pedestres e bicicletas, fechar essa via para acesso por carros é um desserviço e um crime de autoridade.
      O que as pessoas, no auge do seu egoísmo, não param pra pensar e, se pensam, não dão a minima mesmo, é que a cidade de São Paulo é para TODOS. Eu moro no ABC, e ir para a Paulista de onibus é extremamente demorado, cansa e IMPOSSÍVEL de ir de bicicleta. Ou seja, essa medida ridícula simplesmente inviabilizou a via para praticamente todos que não tenham fácil acesso ao metro, ou alguem em sã consciência quer gastar seu precioso tempo de lazer com várias horas de transporte público?

    • Domingos

      Se você acha que esse tipo de medida é desligada do “normal” do PT vai dar opinião sobre qualquer outro assunto, menos esse.

      E como seria um evento excepcional que acontece toda semana? E como exerce função cultural mas não tem a ver com as outras políticas culturais do PT.

      Por isso que redução é a solução mesmo. Quanto mais educação, pior fica. Petista chega num nível que com diploma e tudo se tiver 1 frase com sentido razoável em 2 parágrafos é muito.

      • Bucco

        “quanto mais educação pior fica”

        E eu gosto de carro. Por isso que acho que os planos diretores deveriam há muito exigir condições que privilegiem a mobilidade. Como ruas mais largas e bastante calçada pra poder aumentar a velocidade das vias. E bastante árvore pra poder deixar o carro em baixo. Sim, na rua. Porque ninguém são almeja um futuro em que se preocupando ou pagando flanelinha pra fingirmos que estamos tranquilos. Não, isso pode não tem nada a ver com o domingo sem carro. Mas passa pelo COMEÇO da implantação de ciclovias em SP.

        Se um condomínio enorme foi construido no meio de um centro já engarrafado, todos os outros munícipes não têm culpa.

        A história dos 10 km/h é puro sensacionalismo. Jamais haveria multa pra quem seguir com o carro na lenta até em casa. Se não determinassem uma quilometragem a crítica seria por falta de objetividade.

        • Jad Bal Ja

          A lógica em países desenvolvidos: melhorar o transporte público para reduzir o uso do privado.
          Lógica no Brasil: piorar o transporte privado para empurrar o cidadão para o público.

  • Matheus S. Bueno

    Começou bem, falta mobilidade. Só não entendi aonde está a elitização? Hoje não, mas pode, sim, se não regulada, tornar-se elitista.

    • Domingos

      Ele começou bem por usar uma expressão mágica/palavra chave que é mobilidade. Aí depois de repente o argumento todo ficou errado porque ele não manipulou o sentido de elitista como você queria ou como é repetido roboticamente – também como palavra chave – pela esquerda?

      Percebeu que seu parágrafo basicamente não faz sentido nenhum ou que você parece declaração de departamento de marketing sobre alguma crítica?

  • Thales Sobral
  • Bruno

    Eu acredito que o próprio governo do estado deveria entrar com uma ação contra essa pessoa que hoje é prefeito da cidade. As pessoas que defendem esse tipo de medida são mentalmente limitadas demais para pensarem fora de suas bolhas, verdadeiros virgens existenciais, que consideram a cidade como “propriedade” deles. Ninguém enxerga que a MAIORIA do ESTADO não tem fácil acesso a transportes, e que os meios mais comuns não tem a METADE da eficiência de um metrô.
    Qualquer pessoa de qualquer cidade vizinha leva uma jornada de transporte público demorada e desconfortável para tentar qualquer tipo de lazer que seja em São Paulo. Ou então se a pessoa vier de locais mais distantes? Se alguem quiser vir de Campinas para visitar a Paulista? Ou se a pessoa for de outro estado e simplemente NÃO TIVER A MÍNIMA IDÉIA de como se anda por aqui? Se ela se hospedar próximo ao metrô, ok, fácil, mas se ela estiver em qualquer outro lugar, muito mais fácil e SEGURO entrar no seu carro e usar um bom gps.
    Acho que esses ativismos mentecaptos e hipócritas que estão surgindo já atingem um nível digno de tese de sociologia.

    • Domingos

      Não é tese, é sociologia mesmo.

  • Ricardo Carlini
    • Domingos

      Pior cidade da França, junto com Marseille. A melhor parte da França é nas montanhas do sul ou na parte chuvosa do norte longe de Paris.

      Que, inclusive, usa muito carro, graças a Deus.

    • Jad Bal Ja

      Ora, pelo amos de Deus! Paris tem um dos maiores metrôs e sistemas de transportes públicos da Europa! Não dá nem para comprar a tosqueira de São Paulo.

  • Thales Sobral,
    Extensão do que a baianada diz: A praça Castro Alves é do povo…

  • E curiosamente as ultimas 2 megas manifestações este ano contra o PT, a Dilma e a corrupção foram no Domingo, na av. Paulista. Estamos de olho.

  • Lemming®

    Nem esquenta…dialética pura…
    Uma cidade não pode ser mais ou menos humana…não aprenderam ainda.

  • É realmente difícil entender a ideia por trás disso, as calçadas da Av. Paulista são mais do que confortavelmente largas pra passear. Acho que o prefeito olha a situação das cidades europeias, que são muito diferentes de São Paulo, e na lógica insana dele, acredita que deve copiar tudo o que eles fazem.

    É bem mais fácil demonizar o carro como o causador do trânsito e poluição da cidade do que tentar realmente solucionar o problema. Acho que quase todo mundo (excluindo autoentusiastas como nós, ou não pra alguns) preferiria ir em um transporte público se ele fosse de qualidade do que perder horas no trânsito, mas as obras do metrô andam a velocidade de tartaruga, e com poucas linhas, e ainda tem o desconforto, fazendo que qualquer um prefira andar de carro.

    Ou resolver o REAL PROBLEMA, trazer o trabalho para mais perto do trabalhador, evitar a centralização de tudo, o que demanda esse fluxo gigante de pessoas. A cidade não foi planejada para comportar esse número gigante de pessoas, a descentralização seria uma solução, mas de longo prazo, o tipo de solução que políticos não estão muito interessados

  • Ronnie

    Gostaria de saber para onde vai o dinheiro arrecado pelas multas em SP!! As ruas estão cada vez piores, sinalizações precarias e a arrecadação subindo cada vez mais.
    Sem falar no sentimento de Idiota em andar a 50km/h enquanto motoqueiros andam a 70km/h, 80km/h. Que lei é essa?

  • Caio Azevedo

    Contaminaram o solo e seres num raio de 500km (não sei se essa é a medida em km) por uns 8000 anos pelo seguinte motivo: esqueceram que imprevistos acontecem. O problema é o consumo elevado. Neste cenário ainda acho mais válido diminuir o consumo de energia. Mas aí a economia não cresce, e o dinheiro sempre fala mais alto, né?

  • Jorge Diehl

    Pela localização da Paulista, a grande maioria dos usuários será dos intitulados “coxinhas”, não? A quem eles querem agradar?

  • Ricardo

    É. A paulistada tá ficando nervosa com esse prefeito.