LIVRO SOBRE CHRISTIAN HEINS

Livro Bino

Paulo Scali acabou de lançar o livro “Bino  – a trajetória de um vencedor”. Capa dura, 145 páginas, formato 217 x 278 mm, prefácio de Francisco Lameirão.

Paulo Scali, petropolitano, 62 anos, advogado, tem se dedicado a escrever livros sobre automobilismo e personalidades do meio, como “Chico Landi de Ponta a Ponta”, “Circuito da Gávea”, “Interlagos,  Autódromo Internacional da Cidade de São Paulo”,” e “Circuitos de Rua 1908–1958”, todos com uma riqueza de detalhes ímpar. Pesquisador, Paulo tem o dom de fazer o leitor se transportar para época dos fatos contados, tal a precisão e, sobretudo, a qualidade da sua escrita.

Christian Heins — Bino, seu apelido desde bebê dado por sua mãe, italiana — era um piloto reconhecidamente excepcional e dono de uma personalidade marcante. Nascido em São Paulo em 16 de janeiro de 1935, começou cedo no automobilismo, aos 19 anos, com um dos primeiros Porsche 550 produzidos.

Com sólida formação técnica adquirida na Alemanha, em 1961 foi convidado pela Willys-Overland do Brasil para gerenciar o novo Departamento de Carros Esporte e chefiar o igualmente novo Departamento de Competição. O Departamento de Carros Esporte era a fábrica do Interlagos, versão brasileira do Alpine A108.

Do seu natural relacionamento com o fabricante de carros esporte francês, Jean Rédélé, veio o convite para correr na 24 Horas de Le Mans de 1963 com um protótipo da marca, o M63, na classe até 1.000 cm³. Na corrida Bino sofreu um acidente fatal no sábado 15 de junho, causando uma comoção no meio automobilístico, amplamente repercutida nos jornais do país inteiro. Deixou uma filha de apenas quatro meses, Bettina,  e a esposa Maria Waultraud Heins.

O grande piloto seria reverenciado e lembrado com  seu nome sendo dado a filhos de seus amigos e admiradores, como o filho de Wilson Fittipaldi Jr. e um sobrinho meu. Luiz Antônio Greco, que sucedeu Christian na chefia do Departamento de Competição, deu à sua caçula o nome da irmã de Bino, Ornella. E “Bino” foi o nome do protótipo que tantas vitórias deu a Luiz Pereira Bueno.

Christian Heins teve uma vida intensa nos 28 anos que viveu e deixou seu nome no automobilismo brasileiro. A leitura do livro de Paulo Scali permitirá não só conhecer toda a vida desse grande piloto, como também mergulhar na história do nosso automobilismo do final da década de 1940, de toda a de 1950 e início da de 1960, com fotos inéditas e espetaculares.

Como adquirir

Enviar e-mail para [email protected] informando dados pessoais básicos e endereço, que será lido por Paulo ou sua esposa Eveline e respondido com instruções para depósito bancário. O preço do livro é R$ 150,00 e não há despesa de frete.

BS



Sobre o Autor

Bob Sharp
Editor-Chefe

Um dos ícones do jornalismo especializado em veículos. Seu conhecimento sobre o mundo do automóvel é ímpar. História, técnica, fabricação, mercado, esporte; seja qual for o aspecto, sempre é proveitoso ler o que o Bob tem a dizer. Faz avaliações precisas e esclarecedoras de lançamentos, conta interessantes histórias vividas por ele, muitas delas nas pistas, já que foi um bem sucedido piloto profissional por 25 anos, e aborda questões quotidianas sobre o cidadão motorizado. É o editor-chefe e revisor das postagens de todos os editores.

Publicações Relacionadas

  • Mr. Car

    Dizem que não se deve julgar um livro pela capa, mas já comecei a gostar por ela. Me amarro no Interlagos! Lembrete: caso queiram uma miniatura bem bacaninha, a Editora Planeta DeAgostini o disponibiliza na versão conversível. Já garanti o meu, he, he!

    • Mr. Car,
      As miniaturas 1:43 são da Ixo chinesa, excelentes. Quando pegar o seu veja quem é o autor do fascículo que acompanha… (rs)

      • Mr. Car

        Já peguei. As miniaturas são mesmo bem bacanas, estou com muitas desta coleção, e ainda comprarei outras. E acho que conheço aquele redator de algum lugar, he, he!
        Abraço.

        • Danniel

          Vi esse sábado a do Santana 1985. Estou procurando a do Omega.

        • Leo-RJ

          Lembro que comentei aqui que comprei os fascículos desta coleção e, logo nos dois primeiros, meio que “reconheci” algumas características do texto “estilo Bob Sharp” (que leio desde a época da saudosa Oficina Mecânica, e lá foi procurar na contra-capa frontal. “Redação: Bob Sharp”… rs 🙂

          • FocusMan

            Saudosa OM! Tempos bons!

  • RoadV8Runner

    Mais um livro para eu adicionar à minha pequena biblioteca sobre automobilismo!