Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Autoentusiastas Indecisão favorita do ano – Autoentusiastas

 

Um dos últimos circuitos clássicos da F-1, Spa-Francorchmps mistura clima instável com um traçado que encanta pilotos. A curva Eau Rouge é um do últimos ícones que não sucumbiram ao mercantilismo da categoria, que volta à ativa no próximo domingo e faz do GP da Bélgica uma das etapas mais aguardadas da temporada. Na Stock Car brasileira, o paulista Thiago Camilo venceu pela terceira vez a Corrida do Milhão, disputada em Goiânia, e Nelsinho Piquet venceu no Rallycross.

 

Batatas fritas e cervejas de primeira

 

Abençoados prazeres gastronômicos da Abadia de Val-Dieu (foto valdieu.net)

Abençoados prazeres gastronômicos da Abadia de Val-Dieu (foto valdieu.net)

Viajar pela Bélgica é uma das mais completas experiências que um turista pode experimentar, especialmente no período primavera-verão do hemisfério norte. Se nas autoestradas a atração é a iluminação que se destaca, pelas rodovias menores a paisagem campestre e o onipresente cheiro de batatas fritas é pouca coisa mais forte que a atração que as cervejas locais despertam aos hedonistas de plantão, jamais traídos pela ausência de uma cozinha tão elaborada quanto a francesa, porém mais ace$$ível. Para abrir o apetite sugiro provar a cerveja e o queijo produzidos pela Abadia de Val-Dieu, que fica em Pays de Herve . A alta dosagem alcoólica do líquido em questão casa muito bem com o sabor refinado do sólido mencionado.

 

O sempre sorridente Daniel Ricciardo, vencedor em 2014 (foto Red Bull/Getty Images)

O  sorridente Daniel Ricciardo, vencedor em 2014 (foto Red Bull/Getty Images)

Se além disso você ainda curte automobilismo, na medida que você se afasta de Liège, rumo sul, vai começar a ver indicações que vão arrepiar seus pelos: Francorchamps, Malmedy, Spa, Stavelot… Sim, estamos na região das Ardenhas e palco de um traçado imortalizado em cenas do filme “Grand Prix”, anedotas sobre Carlos Pace, alguns acidentes espetaculares e muito mais. Um dos lugares mais carismáticos do automobilismo mundial, Spa-Francorchamps já sofreu amputações que reduziram sua extensão de 14, 08 km para metade disso.

Mesmo assim seu charme não perdeu cidadania nem ímpeto: os mais fanáticos diriam que Spa é daquelas pistas que separam homens de meninos, com certa razão: existisse um prêmio Nobel para pilotos, quem faz a Eau Rouge de pé embaixo seria digno de, no mínimo, receber menção honrosa. Heróis e adoradores, nenhum deles passa incólume a uma loja de miniaturas situada a algumas centenas de metros da curva Maison Blanche (mais conhecida como La Source…), aquele cotovelo para a direita no final na reta dos boxes. Os donos são fanáticos por modelismo que expõem na vitrina modelos obscenamente raros e ultra-detalhados.

Spa também mexe com os brasileiros por causa de sua topografia variada, coisa que exacerba as saudades do velho Interlagos de oito quilômetros. A longa reta de Stavelot, iniciada após a curva Eau Rouge, antecede um trecho em descida com à direita e à esquerda para todos os gostos e um acerto de chassi e aerodinâmica dos mais críticos: não se pode desprezar aquele bom trecho de pé embaixo em troca de uma asa mais inclinada para manter o carro grudado ao chão nos trechos mais sinuosos. Sem dúvida, é pista para quem entende do riscado.

 

A água sempre presente em Spa, em forma de chuva ou garoa (foto Panoramio.com)

A água sempre presente em Spa, em forma de chuva ou garoa (foto Panoramio.com)

Mais do que acelerar, frear e entender de muita informática embarcada, pilotar nas colinas das Ardenhas requer uma habilidade ainda mais próxima da dor no calo do mindinho do pé esquerdo do que dos algoritmos analisados por um computador de última geração. Trocando em miúdos, em Spa jamais chove por atacado, conta-se nos dedos da mão esquerda, e só naquelas com unha encravada, quantas vezes caiu água em toda a pista no mesmo instante. Coisas de microclima bem temperamental, daqueles capazes de consagrar heróis, carimbar “inesquecível” em táticas equivocadas e pregar peças homéricas, tudo isso só porque chove aqui mas não chove lá. E você só descobre isso na hora que chega onde está molhado… . Em poucas palavras, poucas pistas mostram claramente a real competitividade de pilotos e equipes e eficiência dos carros.

 

Sauber e McLaren vitaminadas…

Fernando e Felipe, Jenson e Marcus, respectivamente líderes e coadjuvantes dessas duas equipes, estão ansiosos para o final de semana: Ferrari e Honda prometeram entregar motores mais potentes às equipes suíça e inglesa para o GP da Bélgica. Presente que vem em boa hora: o traçado belga é daqueles onde o motor fala mais alto e assume papel dos mais importantes.

 

FIA fecha o grid da F-1 2016…

A equipe Haas, que vai equipas seus carros com o trem de força Ferrari na condição de cliente preferencial, será a única novidade na lista de concorrentes do Campeonato Mundial de F-1 de 2016. A FIA (Federação Internacional do Automóvel) divulgou nos últimos dias nota onde afirma que as duas propostas apresentadas não preencheram os requisitos técnicos, financeiros e organizacionais exigidos para preencher as vagas abertas para a categoria. O comunicado não informava o nome dos candidatos reprovados mas sabe-se que a ART Grand Prix, organização liderada por Nicolas Todt (filho do presidente da FIA) tinha planos de disputar a F-1 no ano que vem.

 

…e adia o lançamento da nova F-2

Prevista para ser reabilitada a partir de 2016, a F-2 FIA teve seu renascimento postergado para, no mínimo, 2017. Aparentemente a falta de fornecedores de motores e fabricantes de chassis seriam as causas da decisão.

 

Do acidente ao terceiro milhão em duas semanas

 

Thiago Camilo celebra a condiçnåo de "trilionário" da Stock Car (foto Stock Car)

Thiago Camilo celebra a condiçåo de “trilionário” da Stock Car (foto Stock Car)

O espetacular acidente que sofreu em Curitiba no início do mês vai ficar marcado ainda mais intensamente na carreira de Thiago Camilo: no domingo (16/8) ele venceu pela terceira vez a Corrida do Milhão, cereja do bolo no calendário da categoria onde o ganhador recebe o prêmio de R$ 1 milhão, fato inédito na história da categoria. Depois de alinhar em décimo-primeiro e assumir o quarto lugar logo após a largada, Camilo assumiu a segunda posição durante a janela de reabastecimento e teve a vida facilitada quando Ricardo Maurício foi obrigado a abandonar a prova com problemas mecânicos.

 

Serra (29) e Maurício (90) tambeem brilharam em Goiânia (foto Stock Car)

Serra (29) e Maurício (90) também brilharam em Goiânia (foto Stock Car)

 

Nelsinho segue firme

 

Piquet Júnior salta para mais uma vitória (foto Matt Magnino)

Piquet Júnior salta para mais uma vitória (foto Matt Magnino)

Depois de conquistar a primeira edição do Campeonato Mundial de F-E, o brasileiro Nélson Piquet conseguiu mais uma vitória no último fim de semana, desta vez na disputa da etapa de Washington, DC, do Red Bull Global Rallycross Championship. Após a prova de classificação, ele liderou as duas baterias eliminatórias, a semifinal e final e subiu ao degrau mais alto do pódio ao lado do sueco Patrik Sandell (segundo) e Ken Block.

WG

A coluna “Conversa de pista” é de total responsabilidade do seu autor e não reflete necessariamente e opinião do AUTOentusiastas
  • Lucas dos Santos

    Wagner,

    Esse fim de semana promete! Bela coluna!

    Permita-me uma correção: o nome da curva que sucede a reta dos boxes é “La Source”. A curva “Maison Blanche” fica em Le Mans.

    • WSR

      Também achei estranho ver uma Maison Blanche em Spa. Deve ter sido alguma falha mesmo.

      • Wagner Gonzalez

        A “prova do crime”…

    • Wagner Gonzalez

      Lucas e WSR: vocês estão corretos. Porêm há uma maison blanche na curva da La Source e algumas pessoas asim se referem a esse trecho. Agradeço a observação.

  • marcus lahoz

    Spa é a segunda melhor pista, a primeira é Suzuka, e a terceira Interlagos bem como quarta é Silverstone.

    Gosto muito de SPA as corridas lá são sempre boas. Estava na hora da F1 voltar mesmo, estas férias de verão deles é chata demais.

    • Wagner Gonzalez

      Lucas Santos/ WSR:

      Um McLaren passando pela Maison Blanche que fica na La Source… A verdadeira prova do crime.

  • André Castan

    Ahhhh Bélgica…, dona das melhores cervejas do mundo e do melhor traçado de competição. Quem sabe um dia eu não me mudo pra lá, só pra beber e acelerar… Sonhar não custa nada…

    • Wagner Gonzalez

      André,

      Se você tiver sorte pode experimentar uma rã ao vinho do porto antológica!

      • André Castan

        Opa, valeu pela dica Wagner. Aqui a conversa vai além da pista. rsrs

  • Fat Jack

    “…Um dos últimos circuitos clássicos da F-1…”
    Tão triste e lamentável quanto verdadeiro (e agradeçamos pelo lado de ainda o termos), e tudo em nome da dinheiroterapia de Mr. Ecclestone e Cia…
    Eu queria mesmo era assistir a F1 no traçado “curto” de Watkins Glen… Sonho impossível…