Lewis Hamilton consolida domínio, Ferrari mantém ameaça e F-1 segue a ressaca de uma boa prova em quatro disputadas este ano. Período de três semanas para o GP da Espanha pode mudar o equilíbrio dos dois grupos mais competitivos da categoria.

 

GP do Bahrein? Hamilton venceu, Kimi reapareceu (Foto Mercedes-Benz Media)

GP do Bahrein:Hamilton venceu, Kimi reapareceu (Foto Mercedes-Benz Media)

A obra de João Bosco tem nuances e acordes que descrevem muito bem o recente GP do Bahrein, quarta etapa do Campeonato Mundial de F-1, disputado domingo enquanto caía a noite no traçado barenita, cuja largada foi às 18 horas locais . Se autoridades sauditas só pareceram de preto, e sóbrios, no pódio da corrida, durante as 57 voltas da prova muitas manchas engorduraram a corrida de vários pilotos, a começar por Felipe Massa, cujo carro apagou no grid iniciando uma corrida para esquecer, tamanha a dor pungente que ficou mais intensa com a boa atuação de Valteri Bottas, que resistiu bravamente aos ataques de Sebastian Vettel no final da prova.

 

GP BAHRAIN F1/2015

Williams, perto-perto, quase no mesmo grupo das equipes topo da temporada (Foto Ferrari)

Os ferraristas que sonhavam com a volta de Tião ao topo do pódio, tal qual ocorrera na Malásia, tiveram que sorrir com o segundo lugar de Kimi Räikkönen, cuja estratégia ousada garantiu um belo rabo de foguete para a Mercedes. Ele conseguiu algo próximo a fazer chorar um Nico Rosberg às voltas com a falha dos freios do seu carro que provocou a perda do segundo lugar, e um Lewis Hamilton, que teve problemas semelhantes, mas cujo ritmo forte no início da prova não foi inútil. O ataque da Ferrari nas corridas da Malásia e do Bahrein, porém, mostrou que nessa linha de atuação a Scuderia pode machucar a Mercedes.

A corrida barenita mostrou ainda que o australiano Daniel Ricciardo chegará a Barcelona com o quarto motor novo instalado em seu carro, mostrando a corda bamba que a Renault e a Red Bull vivem este ano. Isto significa que se o australiano tiver outro motor quebrado este ano ele perderá várias posições nos grids subseqüentes, uma vez que o regulamento de 2015 restringe a quatro o número de unidades de potência disponíveis por piloto durante o campeonato. As duas equipes que dominam a temporada têm preocupações diferentes: a Mercedes precisa sanar as falhas no sistema de freios e fazer Nico Rosberg voltar a ser o que foi em 2014, enquanto a Ferrari pode resumir suas prioridades em manter Vettel em clima de garoto que ainda não abriu todos os presentes de Natal e Räikkönen com a mesma sede de vitórias.

 

F1BAH2015_JK1690731

Largada no Bahrein: Ferrari divide a Mercedes (Foto Ferrari)

O resultado completo do GP do Bahrein você encontra aqui. A temporada prossegue dia 10 de maio com o GP da Espanha, em Barcelona

 

F-Indy

 

castroneves47LB15_Race Day_Foto_INDYCAR MEDIA

Castro Neves em Long Beach: pole position, segundo lugar na prova e vice-liderança no campeonato (Foto Indy Car Media)

Com o segundo lugar obtido nas ruas de Long Beach no último fim de semana, o brasileiro Helio Castro Neves chegou à vice-liderança da temporada 2015 da Indy Car. Helinho largou da pole position mas na corrida não conseguiu recuperar a liderança assumida por Scott Dixon. O líder da tabela de pontos e o colombiano Juan Pablo Montoya, que tem 119, três a mais que o brasileiro.

WG

A coluna “Conversa de pista é de total responsabilidade do seu autor e não reflete necessariamente a opinião do AUTOentusiastas.


Error, group does not exist! Check your syntax! (ID: 7)

Sobre o Autor

Wagner Gonzalez
Coluna: Conversa de Pista

Jornalista especializado em automobilismo de competição, acompanhou mais de 300 grandes prêmios de F-1 em quase duas décadas vivendo na Europa. Lá, trabalhou para a BBC World Service, O Estado de S. Paulo, Sport Nippon, Telefe TV, Zero Hora, além de ter atuado na Comissão de Imprensa da FIA. É a mais recente adição ao quadro de colunistas do AUTOentusiastas.

Publicações Relacionadas

  • RoadV8Runner

    Embora ainda dominante, a Mercedes agora tem que abrir o olho com a Ferrari, pois os carros de Maranello estão pouco abaixo dos flechas de prata. Apesar da maior distância, se a Williams fizer a lição de casa, tem tudo para incomodar a concorrência também.

    • Wagner Gonzalez

      RoadV8Runner,

      Sem d[uvida, a Williams é a equipe que tem maior espaço para crescer mais. Ferrari e Mercedes se encaixam bem na analogia com a obra de João Bosco.

  • Hellmann

    Fui assistir ao vivo a Indy em Long Beach. Foi minha primeira vez em uma pista de corrida, e não tenho palavras para descrever o quanto é bom ouvir os sons de perto. O evento como um todo foi fantástico.