Woman driv huffingtonpost.com

Faz algum tempo que o Milton Belli fez sua lista neste Ae com músicas e carros. Como fã dos dois, não podia deixar de dar um pitaco e assim eu também fiz a minha. Enumerei algumas que são sobre carros, fazem parte de cenas de carros ou simplesmente combinam com carros. Percebi que fica claríssima minha predileção musical. Podem notar que não há menção a “Fuscão Preto”, por exemplo. E não sei se estou mal informada, ouvindo as rádios erradas ou se apenas parei nas minhas preferências, mas tive dificuldade em lembrar de algumas memoráveis depois dos anos 90. Pode ser falha minha ou esquecimento. Algumas ficaram de fora, pois me limitei a 10. É o caso de “Fuel”, de Metallica, também na lista do Milton e da simpática “Life is a highway”, da trilha sonora de “Carros” — mas gosto do pop do Rascal Flatts…e “Mercedes-Benz”, de Janis Joplin mas, basicamente, estas são minhas dez favoritas. E não resisti a repetir Jamiroquai e sua “Cosmic Girl”. Mas reconheço que sou fã do clipe e partilho do entusiasmo de Jay pela Ferrari.

1- “Call me” (Blondie), da abertura do filme “Gigolô americano” (American Gigolo). Imbatível em primeiro lugar. Tudo perfeito. A música, o Mercedes 450 SL Roadster conversível flanando pela US1, o roteiro, os atores e até o impecável vestuário de Giorgio Armani. Belo filme valorizado por uma trilha sonora perfeita.

 

 

Foto 1 Gere

(www.mirrorfilom.org)

Linda estrada, lindo carro, linda trilha sonora… e Richard Gere. Precisa mais?

2- “Nowhere fast” (Fire Incorporated) do filme “Ruas de Fogo” (Streets of Fire). Belíssimo filme com muitas motos e carros cult e uma sensacional trilha sonora, de ponta a ponta. E o que dizer do lindo Mercury 1951 vermelho de Tom Cody? E ainda tem os Studebakers, Buicks, vários Fords e as motos Harley-Davidson.

 

 

Foto 2 Streets of fire

(www.Overthinkingit.com)

Os destaques do filme são a impecável trilha sonora, a fotografia e os carros e motos vintage.

3- “Mustang Sally” (Buddy Guy) Esta ou qualquer outra versão da música é genial. Pode ser Eric Clapton, Creedence Clearwater Revival, The Commitments…

 

 

Foto 3 Mustang verm

(www.pxleyes.com)

Qualquer versão desta música é excelente. E o carro? Bem, o carro…

4- “Holding out for a hero” (Bonnie Tyler). Não sei por que esta música não foi melhor aproveitada. Inicialmente, aparece em “Footloose” num estranho duelo no melhor estilo cavaleiros entre… duas pás carregadeiras. Ótima canção, mas no filme falta velocidade! E depois aparece em Schrek e outros filmes nada a ver. Para mim seria perfeita para a cena final de Telma e Louise, por exemplo.

 

 

Foto 4 trator

(www.denofgeek.com)

Duelo entre pás carregadeiras? Falta um carro rápido para esta ótima música!

5- “Long black limousine” (Elvis Presley). Nenhuma lista de música estaria completa sem alguma do Rei. Bela mistura de gospel e muita voz, apesar de ser muito triste e de não ser o tipo de carro em que alguém gostaria de estar.

 

 

Foto 5 motorcade

(www.cnn.com)

OK, não é mesmo o carro em que nenhum de nós gostaria de estar, mas a música é um arraso.

6- “Road to hell” (Chris Rea). Cantor fã de velocidade até quando compõe sobre um congestionamento faz poesia para os carros. Outra preciosidade é a música “Daytona”, escrita para um Ferrari 365 GTB/4 Daytona com lindo som de pneus e ronco de motor de um del’s no finzinho da música.

 

 

Foto 6 para-brisa

(www.youtube.com)

Mesmo o caminho para o inferno pode ser mais suportável com uma boa canção

7- “Cosmic Girl” (Jamiroquai) do videoclipe da música. Um declaradíssimo fã de Ferrari, com lindos pegas entre carros. O Jay já andou em Fiorano em Ferraris dirigidos por Felipe Massa e Fernando Alonso e depois ele mesmo pilota um Spider 458. E não faz feio. Ele mesmo tem um Ferrari verde.

 

 

Foto 7 desert

(http://news4cars.wordpress.com)

O clipe tem dois Ferraris e um Lamborghini. Não preciso dizer mais nada, não?

8- “Fast car” (Tracy Chapman) Bela música e linda letra — coisa rara ultimamente, quando parece que há pouco a dizer.

 

 

Foto 8 pretinha

(www.about-tracy-chapman.net)

Bela interpretação e letra tocante

9- “Black Limousine” (Rolling Stones). Da época Taylor dos Stones.

 

Relativamente pouco conhecida, belíssimo exemplo do mais puro rock & roll. Com videoclipe de limousine.

 

 

Foto 9 donuts

Carro e rock & roll. Tem combinação melhor?

10- “Thunder road” (Bruce Springsteen). Grande compositor e intérprete de muitas músicas com e sobre carros. Mas esta é uma das minhas favoritas. Sozinho ou em dueto, como aqui.

 

 

Foto 10 Bruce Spring

(www.songmango.com)

Bruce Springsteen: grande compositor e intérprete e ainda apaixonado por carros.

Mudando de assunto: A corrida de Fórmula 1 da China pareceu confirmar como vai terminar o campeonato este ano: Hamilton, Rosberg, Vettel, nessa ordem. Valeu o show do Verstappen, que com somente 17 anos de idade, mostrou que tem coragem de veterano. E parece que Kimi Räikkönnen voltou a encontrar o gosto pela pilotagem. Bom para nós todos.

NG

Foto de abertura: huffingtonpost.com
A coluna “Visão feminina” é de total responsabilidade da sua autora e não reflete necessariamente a opinião do AUTOentusiastas.

 



  • Rogério Ferreira

    Grande Nora, Músicas perfeitas, carros idem…Sou bastante eclético em termos de música, mas digamos que pelo menos, 30% do meu acervo particular é do bom e velho rock and roll e por acaso tenho todas as músicas de sua lista. Mas tenho um especial apreço por ritmos que saem da rotulagem comum e trazem uma sonoridade única. Como um entusiasta da tecnologia, aprecio a boa música eletrônica… Como assim, existe boa música eletrônica? É claro! Vangelis, Jean Michel Jarre, Tangerine Drean, Neu, Eerez Yaary…. O movimento Krautrock alemão, apesar de pouco conhecido de nós brasileiros, ditou tendências nos anos 70 e influenciou até mesmo bandas, como o Pink Floyd. Os alemães, deslumbrados por tecnologia, não poderiam deixar de fazer alusão à velocidade, e ao automóvel, como no caso do álbum Autobahn do Kraftwerk… Completamente eletrônica e em 1974! Da mesma banda e considerada como uma das músicas mais influentes do cenário progressivo daquela época, temos a Trans Europe Express, e é impossível ouvi-la, sem se imaginar à bordo de um I.C.E alemão à 300 km/h. Abraços. Nora.

    • AlexandreZamariolli

      Um Mercedes Classe S, uma estrada sem radares e Vangelis bombando no áudio. Nec plus ultra.

    • Nora Gonzalez

      Rogério Ferreira, direto do túnel do tempo… fazia muito que não ouvia música alemã, mas bem lembrado. Vou resgatar meus CDs de Nina Hagen e do (acho que era) primo Westerhagen. Ele tinha composto uma balada linda nos anos 80 e uns rocks nem tanto… vou revirar meus alfarrábios auf deutsch.

  • Mr. Car

    Não me importo que a música para ouvir no carro, não fale de carros (rs)! O importante é que esteja lá, me ajudando a suportar um engarrafamento, ou a curtir ainda mais a delícia que é devorar quilômetros e mais quilômetros de uma boa estrada. O repertório é bem variado, então é mais fácil citar algumas coisas (sim, “coisas”, me nego até a chamar de música) que definitivamente NÃO profanam meu player, meus falantes, e meus ouvidos: funk, rap, axé, pagodeiros, techno, e sertanojo universitário. Não confundir esta última com sertanejo meeeesmo, que é uma música com muita coisa absolutamente maravilhosa.

    • Nora Gonzalez

      Mr Car, concordo totalmente. E gosto muito de boa música de raiz como Almir Sater e Kleiton e Kledir –- e abomino letras chulas e pancadões que não chego a classificar como música. Abraços.

  • Cláudio P

    Legal, Nora! Não curti todas, mas não importa, cada um terá a sua lista. O fato é que relacionar carros e boa música, principalmente rock’n’roll, sempre é uma boa idéia. Uma música que lamento não ter sido aproveitada numa boa seqüência com carros (pelo menos que eu saiba) é You Shook Me All Night Long, do AC/DC, mas, a bem da verdade, essa seria mais para uma visão masculina (hehehe).

  • guest

    Nunca vi uma lista desse tipo com músicas brasileiras, então preparei uma:

    1) Loira do Carro Branco – Luan Santana
    2) Carro-Hotel – Bartô Galeno
    3) Carro Velho – Ivete Sangalo
    4) Camaro Amarelo – Marcos e Munhoz
    5) Fusca do Papai – Marcos e Mancini
    6) Vou de Fusca – Daniel
    7) Ouro de Tolo – Raul Seixas
    8) Rua Augusta – Ronnie Cord
    9) Papai Me Empresta o Carro – Rita Lee
    10) Fuscão Preto – Almir Rogério (esta é “classica”, não pode faltar, ainda que na versão do Falcão, “Black People Car”).

    Não vou entrar no mérito da qualidade das músicas…rs

    • Rolim

      No pendrive que uso no carro, entre outras em inglês (48 no total):

      Paralelas – Belchior
      Rumo a Goiania – Leandro e Leonardo
      De São Paulo a Belém – Rio Negro e Solimões
      Km 45 – Sérgio Reis
      Cortando Estradão – Sérgio Reis
      A Saudade É Uma Estrada Longa – Almir Sater

      São divertidas.

  • Excelente seleção Nora!

    • Nora Gonzalez

      Obrigada, Milton. Mas a idéia foi sua, eu só fiz outra seleção. E ainda por cima copiei uma música de sua lista. Mas acho que você me perdoa, não?

  • Mr. Car

    Em tempo, Nora: do filme “Streets of Fire”, minha preferida é “Tonight Is What It Means To Be Young”. Disparado, he, he!

  • Carlos Eduardo

    Estava ouvindo exatamente Cosmic Girl no momento que entrei aqui, gosto muito de Jamiroquai e para mim esse é um dos melhores clipes já feitos, adoro o Diablo naquela cor roxa.

  • Acyr Junior

    Não sei se isso acontece com os amigos aqui mas a música influencia muito meu jeito de dirigir e, assim, estão sempre presentes em meu player:

    Charlie Parker, Bob Acri, Miles Davis, Nina Simone, Etta James, Beatles, Raphael Rabello, Dianne Reeves, Sarah Vaughan, Marley, John Coltrane, Phil Collins, Herbie Hancock, K.D. Lang entre outros …

    Metallica, ZZ top, AC/DC, CCR, Clapton, Van Halen, Nirvana,Yes, Deep Purple, Aerosmith e mais um bando de ótimos sons … bom, esses eu prefiro escutar em casa, aprontando alguma ”arte” na oficina, no escritório ou fazendo nada em qualquer lugar. Se eu colocar um desses no meu carro, o conta giros fica sempre próximo da faixa vermelha !!

    PS.: Mr. Car, tens razão quanto à chamar algumas “coisas” de música. Dividimos a mesma opinião.

  • Leonardo Mendes

    A trilha sonora de Miami Vice (a série, não o filme) tem uma “joia” indispensável na “coroa” de qualquer auto e audioentusiasta: In the air tonight, by Phil Collins.
    Já cruzei a extensão do porto de Santos ouvindo essa música… 3 da manhã, teto solar aberto, só eu e o carro… ah, os benefícios da insônia!

    Também recomendo:
    The Valley Road e The way it is – Bruce Hornsby & The Range.
    Youth of the nation – P.O.D.
    Crawfish – Elvis “The Pelvis” Presley.
    Rough Boy – ZZ Top.
    I drove all night – Roy Orbison.
    Hold on blue eyes – La Marca.
    The Chamber – Lenny Kravitz

    • Nora Gonzalez

      Leonardo Mendes, também havia incluído “I drove all night” do Roy Orbison, mas como outras acabou ficando de fora. Aliás, qualquer música dele ou especialmente do fantástico show A Black and White Night dele merece estar nas listas de melhores músicas de qualquer gênero.

      • Paulo Roberto de Miguel

        Muito bom mesmo esse show. E ainda tem a TCB Band (os músicos que acompanhavam Elvis nos anos 70) tocando com Roy Orbison.

  • Clésio Luiz

    Eu colocaria nessa lista, de preferência tirando algumas das que estão aí, Infinita Highway, dos Engenheiros do Hawaii, na sua versão original.

    Fica ótima se degustada numa estrada deserta, sem pressa nenhuma, com as janelas abertas, cotovelo na porta, sem radares…

  • Danniel

    Estrada deserta, boa visibilidade, ar-condicionado, pé embaixo e Equinoxe Part IV nos falantes.. Me senti com 7 anos agora, a bordo do Monza SL/E que tivemos.. Meu pai quando instalou o CD player comprou o disco “Images” do Jean-Michel, me amarrei demais no som. Pena que depois dos anos 2000 o JMJ não fez mais nenhuma música que prestasse.

    Mas gosto também de outros ritmos eletrônicos.. Psy trance quando estou sozinho e quero extravasar, um vocal trance com uma bela voz feminina ou mesmo um Freestyle para relembrar os 90’s com Stevie B e Tony Garcia.. rs

    • Edison Guerra

      Você me fez lembrar de um domingo de 1990, dia amanhecendo na estrada quase vazia em Mato Grosso do Sul, cento e tantos km/h na Quantum GL 87, no CD rolando Equinoxe do JMJ…Tenho este vídeo em algum lugar…vou procurar!!

    • Rogério Ferreira

      Rapaz… Steve B, Linear, Raquel Karen, Mili Vanili, também estão no meu acervo… Assim como o melhor do Eurodance do início dos anos 90! Trilhas para um ritmo um pouco mais frenético: para cada batida, uma faixa da estrada!

  • Nora Gonzalez

    Mr Car, ótima escolha. Sou apaixonada por TODAS as musicas desse filme. Tenho o CD e o DVD comprados à época do lançamento e ainda o assisto quando passa na TV. E sei todas as letras de cor – deve ser uma patologia. Raro exemplo de musical que eu realmente gosto.

  • Nora Gonzalez

    Acyr Junior, acho que para cada música há um momento que parece ainda mais ideal. Gostei muito de sua seleção e acrescento outra intérprete que tenho ouvido intermitentemente nas ultimas semanas: Gladys Knight. Fico na sala repetindo a coreografia dos Pips em “Midnight train to Georgia”. Se alguém me vê pela janela deve achar que sou louca…

    • Acyr Junior

      Fantástica intérprete de R&B com pezinho no Soul, no meu pendrive tem espaço para ela também !!! Quanto àqueles que vejam pela janela, pense nisso:
      – e aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam ouvir a música …

  • André K

    Da lista: Ouro de Tolo
    Fora da lista, para Autoentusiastas “mais brutos”: Frete – Renato Teixeira

  • André K

    Excelente

  • Mavex

    Para quem gosta dos Muscle americanos, Twisted Sister – Hot Love

  • Arno moura cavalcanti

    Faltou qualquer uma com o creedence
    nada como um bom V-8 americano (comando no bloco) magnaflow das antigas e CREEDENCE…

    • Nora Gonzalez

      Arno moura cavalcanti, nananinanã, falei em Mustang Sally, que cai bem em qualquer versão, inclusive (e especificamente) na do Creedence. E a foto que ilustra o texto é justamente a da música. Teria sido falta passível de cadeia perpétua não mencionar alguma preciosidade deles.

      • Arno moura cavalcanti

        Desculpe! Estava desatento.

  • Juvenal Jorge

    Magníficas escolhas Nora, meus parabéns !
    E volto ao velho assunto: brasileiro apaixonado por automóvel? Quantas músicas brasileiras falam sobre carros? Lembro de Simca Chambord do Camisa de Vênus e …. só essa !

    • Nora Gonzalez

      Obrigada, Juvenal. Mas como se vê pela minha lista, curto mais o rock clássico, Sei lá, acho que combina mais com carro. Sou fã de MPB, mas para ouvir em casa, tipo um banquinho e um violão e apesar do meu ecletismo ainda torço o nariz (ou seria o ouvido?) para algumas coisas.

    • Mr. Car

      Mais uma: “Mustang Cor de Sangue” (Wilson Simonal).

    • Ilbirs

      O Opala já fez parte dos versos do Legião Urbana:

      Também está em vários raps nacionais:

  • Juvenal Jorge

    Carlos Eduardo.
    O Jay Kay bateu esse Diablo roxo ou lilás em Londres há alguns anos.

  • RoadV8Runner

    Meu gosto musical também pára praticamente nos anos 1990, tem pouca coisa dos anos 2000 que aprecio. Gostei da lista, só coisa boa. Eu passo por fazes em que gosto de dirigir ouvindo música e outras que prefiro o som do motor apenas. Atualmente, tenho ouvido bastante Lana Del Rey ao volante, tempos atrás era Creedence e, antes, Blackmore’s Night.

  • Lorenzo Frigerio

    Para mim, uma das cenas mais antológicas do cinema foi o final de Blade Runner – versão do estúdio – em que Harrison Ford deixa a escura e chuvosa Los Angeles AD 2019 com Sean Young ao lado num carrinho conversível futurista, com belas montanhas nevadas ao fundo, e tocando a música-título do filme (usada no Brasil no “Conexão Internacional” de Roberto D’Ávila), enquanto seu voice-over diz que ela era um andróide diferente, “sem duração de vida definida”. Para quem como eu odeia São Paulo, é uma catarse.
    Pena que Ridley Scott, ao lançar sua “versão do diretor”, eliminou a sequência, junto com os voice-overs.
    E o que dizer de “Corrida Contra o Destino”, com a música “Freedom of Expression”, usada à exaustão no Globo Repórter?

  • braulio

    E tem músicas nacionais boas também. Eu colocaria “Simca Chambord”, do Camisa de Vênus na minha lista, assim como “dezesseis” do Legião Urbana. “Eu quero é ver o oco” dos Raimundos tem o ritmo certo, e fala sobre carros, mas a letra assusta quem tiver o azar de estar por perto. “Veraneio Vascaína” me enche de adrenalina só de pensar no risco que a banda correu gravando…

    Das sertanejas, além das ditas nos outros comentários, acho que faltou “A saudade é o prego” do Rionegro e Solimoes, que descreve um bom roteiro de viagem (se bem que, na minha opinião, qualquer roteiro que saia da capital paulista é bom…)

    • Ilbirs

      Tem uma que é de Roberto Carlos, mas fica bem melhor na voz de Sérgio Reis:

  • Rafael Sumiya Tavares

    Nora,
    Aqui vos fala um fã de carteitinha de Jamiroquai e o bom gosto de Jay Kay… Ficam como dica os clipes das músicas “Black Capricorn Day” com ele em fuga ao volante de um BMW E30 e “Love Foolosophy” com ele elegantíssimo ao volante de um Rolls Royce conversível por uma bela estrada de montanha.

  • Nora Gonzalez

    Lorenzo Frigerio, Blade Runner é um dos meus filmes favoritos. Linda trilha sonora, fotografia fantástica, história idem e Harrison Ford e Rutger Hauer juntos. E a cena da pomba branca? O holandês voltou a brilhar no arrepiante “A Morte pede carona”. Que medo!

  • Uma que faz parte do meu repertório é Show me how to live, do Audioslave:

    Uma mais suave, da mesma banda: I am the highway. Ótima para “viajar” no volante.

    http://www.youtube.com/watch?v=cy2ZUGc2mSs

    E já que o assunto é rock clássico, tem também Thunderstruck, do AC/DC:

    Tem outras, mas acho que eu iria deixar muita gente de cabelo em pé 🙂