A PROPAGANDA É A ALMA DO NEGÓCIO

propaganda ferrari (g1.globo.com)

Beldades sul-coreanas apresentando o supercarro Ferrari 599 GTB Fiorano em Seul (g1.globo.com)

De nada adianta você ser um bom profissional e ninguém saber disso. Conheci vários casos de engenheiros medíocres que souberam “vender o peixe” e hoje ocupam os altos escalões das empresas e vice-versa, ótimos engenheiros que ficaram estagnados em suas carreiras, por falta de habilidade em auto-promoção.

Propaganda é um modo de apresentar informação sobre um produto, marca ou empresa de maneira a influenciar a atitude de uma audiência para uma causa, posição ou atuação específica.

O difícil é diferenciar a propaganda legítima de uma propaganda enganosa, que induz o consumidor a um erro, mostrando características e vantagens que o produto não tem, portanto é falso.

Informar preços anunciados mais baixos do que a realidade  exibida na imagem em letras miúdas, quase invisíveis, é um exemplo de propaganda enganosa que deixa o leitor passar batido, se deixando enganar.

 

propaganda enganosa

Propaganda enganosa: letrinhas miúdas (economia.uol.com.br)

O Código de Defesa do Consumidor determina que “a informação deve ser clara,  imediata, de fácil compreensão”

Publicidade é o ramo de atividade (que engloba a propaganda) para a divulgação de produtos, serviços e idéias junto ao público, de maneira a honestamente induzi-lo a uma atitude favorável. É a parte técnica da arte da comunicação.

A publicidade ajuda a identificar o significado e o papel dos produtos, fornecendo informações claras sobre marcas, companhias e organizações.

A publicidade bem feita ajuda a vender um produto e a construir  a reputação de uma marca e/ou empresa, funcionando através de três mecanismos: atenção, memorização e persuasão.

Já dizia o velho patrão  Henry Ford, valorizando os gastos com a publicidade – “Sei que metade da publicidade que faço é inútil, porém não sei discernir qual é a metade útil”

 

237797

“Presente duradouro para a família” diz tudo em uma simples frase

 

sedan68_01

Eficiente anúncio da VW mostrando como o leitor é induzido a ler o texto que mostra as qualidades do Fusca

A propaganda às vezes pode causar mais mal do que bem. Um bom exemplo foi a propaganda que tinha como objetivo salientar a boa capacidade volumétrica do Ford Figo na Índia e que virou uma polêmica interminável que ao invés de atuar a favor, atuou contra a empresa.

A unidade da Ford na Índia publicou nota pedindo desculpas pelo vazamento de propaganda na internet antes de sua aprovação. “Nós lamentamos profundamente e concordamos com os nossos parceiros de publicidade que isto não deveria ter acontecido. O anúncio em questão é contrário aos padrões de profissionalismo e decência da Ford e de seus parceiros”.

A agência JWT de Nova Deli criou a campanha que vazou para a web sem conhecimento oficial da Ford. Mesmo que o anúncio não tenha sido publicado na mídia paga, o seu vazamento na internet foi suficiente para causar um grande dano.

 

publicidade ford figo

Vazamento de propaganda polêmica que causou mais mal do que bem (carplace.uol.com.br)

Interessante como a propaganda do Ford Galaxie abordando o mesmo tema de promover o tamanho do porta-malas foi bem aceita, mesmo mostrando uma moça amarrada no enorme espaço interno… Outros tempos!

 

1229426497873_f

Propaganda do Galaxie vinculada  na mídia, mostrando uma mocinha sendo seqûestrada dentro do enorme porta-malas

Outra ferramenta poderosa para valorização do produto é o slogan, que nada mais é que uma frase de efeito de fácil memorização e que resume as características de um produto, serviço ou pessoas e cumprem papel importante para a fixação da imagem da marca

Os slogans geralmente refletem o conceito de uma marca, mas muitas vezes, deixam marcas em um conceito.

Temos vários bons exemplos de slogans que marcaram nossa indústria automobilística.

– Volkswagen, a marca que conhece o nosso chão
– Volkswagen, o bom senso sobre rodas
– Volkswagen, o bom senso em automóveis
– Volkswagen, qualidade e tecnologia do líder
– Volkswagen Gol, use sem dó
– Volkswagen, você conhece, você confia
– Volkswagen Passat, muito prazer!
– Ford, um passo à frente
– Pense forte, pense Ford
– Ford, fazendo o seu caminho melhor
– Deixe um Ford surpreender você
– Ford, viva o novo
– Chevrolet, conte comigo
– Opala, leve tudo na esportiva
– Fiat, movidos pela paixão

Eu tenho um carinho especial pelo slogan “Pense Forte, Pense Ford” , criado por mim nos idos de 1977 através de uma pesquisa interna de que eu participei. Que felicidade e orgulho ver o meu slogan estampado em todos os pára-choques dos caminhões Ford na época.

 

pense forte pense ford

Belíssima propaganda do caminhão Ford onde a imagem vale mais que mil palavras

 

As fabricas estão cada vez mais adotando slogans mundiais, prática que eu particularmente não gosto

– Das Auto (VW)
– Go Further (Ford)
– Power, Beauty & Soul (Aston Martin)
– Citroën, creative technologie
– Hyundai, new thinking, new possibilities
– Honda the power of dreams
– Land Rover, above & beyond
– Peugeot, motion & emotion
– Nissan, inovation that excites
– Chevrolet, find new roads

As propagandas devem ser facilmente entendidas sem que o leitor e/ou o ouvinte tenha que ficar pensando no significado da mesma, tentando interpretá-la. A mensagem deve ser facilmente absorvida para que o seu resultado seja imediato e o melhor possível.

Propagandas elitizadas e que parecem direcionadas especialmente aos membros da Academia Brasileira de Letras devem ser evitadas.

Seguem alguns exemplos de boa propaganda:

 

vw1

vw2

 

vw3

f4

 

f3

 

porsche_macan_world_premiere_134_big

Imagem que vale mais que 1.000.000 de palavras, como a da tenista russa Maria Sharapova, 27 anos, 1,88 m de altura, embaixadora da Porsche, por ocasião do lançamento do Macan em novembro de 2013 no Salão de Los Angeles, com outro, simultâneo, no Salão de Tóquio

Importante ressaltar que o departamento de propaganda e marketing tem fundamental importância em gerenciar a comunicação interna da empresa, criar ações para melhorar a satisfação dos consumidores, cuidar da imagem da marca, garantir boa reputação e evitar perder novos clientes. Marketing tem muita força em suas atribuições para definição de novos produtos para um determinado mercado.

Muitos empreendedores se preocupam com o gerenciamento burocrático da empresa, esquecendo de reservar parte de seus orçamentos para gerar novos negócios. Cuidar de Marketing é prover o oxigênio da empresa na visão a longo prazo, sem somente criar um comercial e/ou vender um produto.

Eu brincava falando sério que a engenharia era o primo pobre da empresa e marketing o seu primo rico

Falando de marketing, tenho aqui com os meus botões que o Ford Ka MK1 foi o veiculo mais parecido com o Fusca que eu já conheci. Seu tamanho e formato arredondado/aerodinâmico lembram o Beetle e muito.

Tenho comigo que se  o Ford Ka tivesse sido projeto VW com seu forte marketing, estaria vendendo ainda hoje como o substituto do Fusca.

Como sempre, termino esta matéria com uma homenagem

Hoje destaco a força da marca Mercedes-Benz sempre associada a veículos de qualidade

 

mercedes benz

Welcome to the world of Mercedes-Benz. You will be well cared for

 

CM

Créditos: arquivo pessoal do autor – g1.globo.com- economia.uol.com.br – exame.abril.com – carplace.uol.com.br

 

 

 



Error, group does not exist! Check your syntax! (ID: 7)
  • Daniel S. de Araujo

    CM! Que legal, saber que você foi o criador do Slogan “Pense Forte: Pense Ford”. Aqui na cidade onde moro tem um Ford F-11000 rodando com esse slogan no para choque até hoje, mais de 30 anos depois. Vou tentar tirar uma foto e te mando!

  • Rafael Malheiros Ribeiro

    CM,
    Ao ler o texto, imediatamente escolhi o o Slogan “Pense forte, pense Ford” como um dos melhores, senão o melhor. Logo em seguida, descubro que é de sua autoria. Parabéns! Lembro desse slogan Ford desde a minha infância, estampado nos parachoques dos pesados da marca. Mas quando se fala de marketing, propaganda e publicidade, nada supera a VW dos anos 60/70, são “cases” admirados até hoje na área.

  • Valdeir Jr.

    Outro slogan marcante: “Omega, absoluto”.

  • CorsarioViajante

    Muito bom texto, como de praxe!

    É interessante ver como os reclames são um retrato da marca: a Fiat por exemplo tem uma linguagem descontraída e jovial, com direito até à palavrões como na recente campanha do Punto (“um carro do [email protected]” ou algo do gênero). A VW já mantém uma linha mais sóbria, perdeu um pouco as boas e honestas sacadas que tinha nestes anúncios (imagine hoje vender um carro como “pão-duro”!), se tornou até um pouco genérica.
    Acho que mais do que vender produtos, a propaganda acaba construindo o ideário da marca. Por exemplo, nunca fui fã de mercedes, mas este comercial conseguiu me fazer ver a marca com outros olhos:

    Talvez hoje, em nome de número de vendas e maiores públicos, as coisas venham se tornando mais pasteurizadas, com muitas propagandas bem parecidas. Não tem mais aquela coisa de bater o olho e sacar de quem é o reclame, eu pelo menos não consigo, exceto pela Fiat que criou uma marca irreverente bem forte.

  • $2354837

    Para os dias de hoje, bem forte essa propaganda do Galaxie. Lembra dos anos de chumbo, DOPS e afins.
    Impressionante como era bem aceita naqueles tempos. Hoje no tempo do politicamente correto e, por que não, da hipocrisia, estaria proibido.

  • Lorenzo Frigerio

    Como fanboy da VW mais que das outras, “Qualidade e Tecnologia do Líder” diz tudo para mim.

  • Leister Carneiro

    Perfeito sobre o Ka, você é um profeta, um carrinho legal e divertido . Faltou carinho da Ford e marketing para torná-lo o xodozinho brasileiro . As mulheres em geral gostavam do Ka.

  • Thiago Teixeira

    Gosto muito também dos comerciais da VW. Os que são voltados para o produto carro. Há uma tendência, como exemplo o marketing da Ford, de tratar o carro como apenas um item, como se fosse um eletrodoméstico. Outro que acho de gosto duvidoso é o do Onix, com aquele sujeito pelado. Péssimo!!
    Dois comerciais que eu gostava muito eram o do Escort XR3 europeu e o do Omega 3,.0.
    Os mais recentes:
    Os pequenos pôneis dos rivais da Frontier eram um show. Quem não comentava daquele anuncio?!
    Um comercial da Hilux, que fazia um salto, fiquei sabendo que duas Hilux tiveram o amortecedores dianteiros, coxins etc quebrados nas filmagens.
    O da Ranger puxando uma locomotiva de mais de 130 t era muito legal, mas acho que não foi mostrado no Brasil.
    O Fluence novo, acho que é um numero de circo, mágica ou coisa do tipo, pois o carro sobe um prédio na vertical.

    • REAL POWER

      Essa propaganda do Fluence é algo de extremo mau gosto mesmo.
      Em vez de realçar as qualidades do carro o comercial leva o produto ao ridículo. Por que não fazem um comercial mostrada cada detalhe, do refinamento na construção, na qualidade do interior, da mecânica moderna etc etc. Sério, eu peguei nojo do carro.

    • Davi Reis

      Andam saindo propagandas de péssimo gosto ou interpretação duvidosa. A Fiat, que sempre foi muito original nos comerciais, anda deslizando feio em algumas. A campanha dos 13 reais, com a Paolla Oliveira, fala que a marca quer passar pro consumidor a “sorte” de ser líder por todo esse tempo. Sério, Fiat? Isso é coisa que se fale numa propaganda, líder por sorte? Outra, de circulação bem menor (vi uma vez ou outra) e direcionada para o consumidor jurídico, mostra ofertas de Fiorino para um padeiro e no final, quando o ator está distraído, o locutor manda uma piadinha de que o padeiro tinha “queimado a rosca”. Parece que foi elaborada por um grupo de pré-adolescentes. Essa da Chevrolet com o homem pelado também é de causar vergonha.

  • Danilo Santana

    Belíssimo texto. Como aficionado por comerciais eu achei o máximo a leitura. Algumas propagandas marcam a nossa mente, como o do Gol GTI com a frase: “Devagar se vai longe, mas demora muito”.
    Uma das mais impactantes que já vi foi a da Chubb Seguros na Clubnews (revista do Porsche Club do Brasil), em que tinha uma foto de um 911 e embaixo a frase: “30 anos até comprar o carro dos seus sonhos de criança. Não é qualquer seguradora que sabe avaliar isso”
    E para terminar, essa aqui foi genial:
    http://picchore.com/wp-content/uploads/2010/11/greatest-used-car-ad-ever.jpg

  • Mineirim

    Meccia,
    Parabéns pela escolha do “Pense forte, pense Ford”. Diz tudo.
    Cá entre nós, os melhores carros que já tive foram Del Rey, Scala e Focus. E não comprei por propaganda, não!

  • Mr. Car

    Publicidade…uma das minhas grandes paixões, he, he! Inclusive foi a responsável pelo meu vício em “YouTube”, quando descobri que lá poderia encontrar praticamente todos os comerciais em vídeo (e também os jingles) que eu adorava e achava que jamais veria e ouviria outra vez. Coisas de 10, 20, 30, 40 anos atrás! Poderia falar horas sobre o assunto, e discorrer sobre uma infinidade de peças publicitárias que me encantaram ao longo dos anos, mas já que estamos falando delas associadas aos carros, deixo aqui uma das que mais gosto, e que não era um filme, mas sim uma peça para mídia impressa para o Fiat Brava 1999. Página dupla, com uma grande foto do carro ocupando o espaço central das páginas. No canto superior esquerdo, o texto: “Você sente orgulho, seu vizinho sente inveja. Os dois são pecadores, mas pelo menos você é o dono do carro”. No pé da página, no canto direito: “Fiat Brava. Pecado é não ter um”. Um pouco mais abaixo, o slogan: “Fiat. Movidos pela paixão”. E não tem nada com carros, mas não posso deixar de citar um dos mais fantásticos jingles feitos até hoje, com duração de dois minutos, para os “Brinquedos Estrela”, por ocasião do Dia das Crianças de 1987. A introdução: “A Estrela é nossa companheira, nossa brincadeira, nossa diversão / A Estrela entende a gente, trás sempre pra gente uma nova invenção / Todo segredo de um brinquedo vive na nossa emoção / Toda criança tem uma estrela dentro do coração.”

  • CCN-1410

    Bem, não é puxa-saquismo, mas a melhor propaganda que aparece neste texto é a do caminhão Ford. Só nunca entendi a Ford não ter utilizado aqui no Brasil o slogan “Ford é melhor”.
    Quanto a propaganda do Galaxie, é visível que é uma brincadeira. Mais ainda quando se lê o texto.
    Quanto ao Ka Mk1, concordo plenamente com você. A própria Ford deveria tê-lo associado ao Fusca.

  • Roberto C.

    Meccia,

    Esta, do SP2, para mim, é clássica: transmite toda a emoção que a propaganda quer passar – e de imediato. Bela matéria, obrigado.

  • Marco Molazzano

    Sinceramente, não vi problema na propaganda do Duster a taxa zero. Ninguém anuncia carro com o custo do IPVA e licenciamento, é a mesma lógica. Qualquer ser humano razoável sabe ler (letras miúdas ou não). A taxa é zero, de fato.
    O ser humano precisa defender seus direitos, mas com menos mimimi.

  • Mr. Car

    Em tempo: então o famoso “Pense Forte, Pense Ford” é seu, Meccia? Parabéns! E quem teve a idéa de fazer de cada caminhão um mensageiro do slogan, ao invés de divulgá-lo apenas pelas mídias tradicionais?

  • Mr. Car

    Eu de novo, he, he! Não me lembro se já indiquei este site aqui, mas se não, aí vai: “Propagandas de Carros” (www.propagandasdecarros.com.br). Excelente.

    • Newton ( ArkAngel )

      Um pouco de humor:

      https://youtu.be/z-88UEaxCoE

    • Danniel

      Muito legal, passei horas “folheando” este site.. Algumas ainda estavam em minha memória, como a do Monza 650.

    • Danniel

      Muito legal, passei horas “folheando” este site.. Algumas ainda estavam em minha memória, como a do Monza 650.

  • Angelito

    “- Land Rover, above & beyond”

    Fraco, o “The best 4×4 by far” era muito melhor.

    E sinceramente, uma empresa que pretende crescer em um país deveria se dar o respeito e fazer modelos que se adaptem um pouco as condições do país, pelo menos os de larga escala. Creio até que foi por isso que a VW sempre vendeu bem, ela adaptou muito bem seus veículos para o Brasil

  • Marco de Yparraguirre

    Será que as vendas da Porsche aumentaram por causa da Maria?

  • Boni

    Essa Sharapova…

  • János Márkus
  • DPSF

    Já vi inúmeros caminhões Ford com esse slogan nos para-choques. Estive na Chapada Diamantina neste feriadão da semana santa encontrei um antigo caminhão Ford com essa frase chiclete pintada, coincidência danada e hoje descubro quem bolou esse ótimo slogan. Meccia, que tal abordar a criação do Escort Hobby, tentativa tardia da Ford em lançar um carro 1,.0 popular e depois o lançamento do primeiro Fiesta nacional?

  • Carlos A.

    Infelizmente nos dias de hoje, é comum a quantidade de letrinhas aparecendo na tela da TV de forma rápida e impossível de ler em diversos comerciais. Ou mesmo em impressos, parece que a Lei do consumidor não ‘pegou’ nesse sentido.
    Fora isso, outro dia joguei fora um catálogo impresso da Courier modelo 2011. Havia um erro gritante: O painel de instrumentos mostrado não tinha ‘conta giros’ a foto era do painel antigo, modificado anos antes de 2011, no site da fabricante havia o mesmo erro. Infelizmente tentei vários contatos com a Ford sobre isso e ao meu ver não recebi a atenção correta. Por fim desisti de alertá-los, e nem sei como estava essa informação até tirarem essa excelente picape de linha.

  • Matheus_Ulisses_P

    Excelente texto!

  • Pé de Pano

    Como essas propagandas antigas esbanjavam criatividade! Um verdadeiro deleite nostálgico!

    E como os tempos mudam, antes, fazer um anúncio com uma moça sendo sequestrada era uma excelente jogada de marketing! Hoje, se alguém sequer cogitar fazer algo parecido, vem os direitos humanos, as feminazi, o politicamente correto, e o escambau a quatro… rsrsrs…

    • Cesar Mora

      O mundo está ficando chato… escolhi ser publicitário, muito por conta destes comerciais antigos ( e outros nem tão antigos assim ), mas cada vez mais tolhem a criatividade em detrimento ao compromisso com diversas causas, modismos… para mim o pior comercial de todos os tempos de automóvel é esse último do Fiat Punto, meu Deus, querem vender um carro para quem anda de bicicleta e deixa o carro em casa… triste..

  • Rafael

    Realmente, a imagem do caminhão Ford vale bem mais que mil palavras. Nunca tinha visto essa, foto linda demais.

    • CCN-1410

      Eu conhecia e a vi várias vezes. Procurei por um pôster mas nunca encontrei.
      A imagem é muito bonita mesmo.

    • Rafael,
      Guardo esta foto com muito carinho
      Abraço

  • WSR

    Eu gosto das propagandas onde o resultado das corridas ajudam a vender os carros. Mas no Brasil ela é enganosa, no caso da Stock Car, já que são V8 e bolhas personalizadas, rs. Uma boa propaganda: http://i.imgur.com/6tgLBx8.jpg

    • CorsarioViajante

      Muito boa! (rs)

  • Leonardo Mendes

    Bons tempos que a propaganda obedecia unicamente ao critério da criatividade e não do politicamente correto.

    Se bem que nesse quesito o brasileiro, além de falso moralista, é “gramado do vizinho” até umas horas… se a Audi faz uma propaganda provocando diretamente as concorrentes (“Your move, BMW“) todo mundo bate palmas… a Nissan faz campanhas no mesmo tom e sobra mi-mi-mi-mi, choro e ranger de dentes.

    Sem contar a choradeira pseudo-intelectual quando a Mercedes-Benz “ousou” colocar funk na propaganda do Classe A… “Não compro mais Mercedes”, como se todo mundo fosse consumidor da marca.
    Não gosto de funk mas aprecio uma boa sacada publicitária… coisa que nos tempos de hoje, com CONAR a todo vapor, está cada vez mais rara.

    • CorsarioViajante

      “Check Mate Audi!” rs

    • Domingos

      Fora que a mulher naquele tempo era muito mais respeitada que hoje, com tanta choradeira de feminismo e tudo mais.

  • Cara, eu jamais imaginei que frase dos caminhões Ford fosse sua: Parabéns Meccia.

    Mas agora sobre o Ka MK1, acho que o grande culpado, pelo fracasso dele é o motor Endura(depois substituído pelo Zetec Rocam) e seus quatro lugares. mas eu acho que o principal foi o motor Endura, é infelizmente bobearam feio em não colocar uma injeção multiponto no CHT.

    • Domingos

      Tinha tanta coisa que se arrastava na época… Não era o motor Endura num carro leve que ia ser o motivo do relativo fracasso dele.

      O problema foi o design polêmico, que no entanto em parte teve culpa da Ford por ter tirado do carro as cores que caíam bem nele (amarelo, vinho, azul etc.) e em parte o consumidor brasileiro que vê beleza em cada coisa…

      • Olha não falo, em questão de desempenho, falo outros inconvenientes do motor Endura. (aliás, o próprio CHT multiponto hipotético creio que ia para os 60 cv, já que o CHT monoponto do Gol 1000i rendia 50 cv).

        • Domingos

          Vários 1,0 da época tinham inconvenientes, o próprio CHT tinha a questão de precisar regular válvulas de tanto em tanto…

          Mas um motor melhor sempre ajuda sim.

  • Bom e um adendo: Não gosto das propagandas em inglês dessas marcas tipo “Chevrolet find, new roads” Ford go futher,.

  • lightness RS

    Propagandas antigas me fazem sentir como o mundo é chato hoje!!

  • Juvenal Jorge

    Meccia,
    belo post, gostei demais, já que gosto muito do que se passa ou tenta passar nas propagandas. Meus parabéns.

  • Eduardo Sérgio

    A Renault precisa urgentemente contratar outra empresa de propaganda. Suas campanhas publicitárias são pouco criativas e apelam muito para o barulho (Sandero Stepway), ou para o mau gosto (Novo Logan, com aquele sujeito barbudo procurando o carro no estacionamento).

  • Luiz_AG

    Esse comercial é falso, tem outra versão do Auston Maritn.

    http://reviewthecar.com/wp-content/uploads/2014/05/maxresdefault690.jpg

    • Danilo Santana

      O da BMW é verdadeiro (de acordo com fontes que procurei). O da Aston Martin realmente é falso.

      • $2354837

        Ok, minhas fontes não são boas… mas cá entre nós… a da Aston Martin ficou melhor…

    • CorsarioViajante

      Eu chutaria que os dois são falsos. Dificilmente uma marca toparia o risco de encarar uma avalanche de processos por um anúncio como esse que é bem sacado e engraçado mas, digamos, questionável..

  • Mr.Car,
    Foi ideia do departamento de propaganda e marketing da Ford
    Abração

  • Mr.Car,
    Valeu o comentário! O jingle da Estrela é muito legal

  • Obrigado Daniel S. de Araujo,
    Fico no aguardo
    Abraço

    • Daniel S. de Araujo

      Carlos, eu gosto tanto desse slogan (e dos caminhões Ford – que quando tivemos fazenda fui um feliz proprietário de um F-11000 1992, última série “quadrada”) que eu cheguei a propor a troca dos para-choques (do antigo com o escrito) pelo meu novo com o dono desse 11000 da década de 80. Mas aquela história do depois fazemos, deixa para depois, vendemos a propriedade e o caminhão entrou no negócio.

  • Ilbirs

    Seria legal até mesmo o Meccia nos falar do por quê de as adaptações para uso do CHT existentes no Escort não terem sido transferidas para Fiesta Mk4 e Ka Mk1.

  • Rafael D’amico D’amico

    Carlos, feliz e memorável artigo. Parabéns . Quanto aos slogans mundiais, por ser um homem comum não sei e não quero nem saber o que seria : go-furher, das-auto e outras idiotices. Dá até raiva de ver na propaganda e não saber o significado.

  • Bob Sharp

    XR250
    Também não gosto. Na Argentina a Ford usa ‘Llegá más lejos’, na língua do país.

    • Bem lembrando, Bob Sharp, até na Argentina resolveram usar a língua local…. deveriam usar no Brasil, também.

      • Lucas

        Num país com as dimensões do Brasil, que tem a bela característica de adotar um único idioma em todo o seu território, mas que ao mesmo tempo adora utilizar estrangeirismos em tudo que é canto, a língua é maltratada o tempo todo, não é de se admirar que essas coisas estejam acontecendo.

        • É bem isso, mesmo, mas de fato eu não gosto, afinal como Bob Sharp diz que se até na Argentina adotou a língua local…. e a GM durante anos usavam slogan com língua local.

      • Davi Reis

        Um tempo atrás, nos idos de 2009 e 2010, a Volkswagen até usava “O carro, Das Auto”, mas abandonou a parte em português por motivo que desconheço. Talvez a marca acredite que o “Das Auto” já tenha sido assimilado pelo consumidor.

        • Sei lá, viu, eu prefiro o slogan antigo da VW.

      • CorsarioViajante

        Eu vou além e acho que exageram nisso até nos nomes e versões de carros. O pior caso talvez seja o up!, com move up!, take up! e cia, e seus acessórios como S.A.V.E e Maps&More, com certeza causa muito constrangimento em quem não fala inglês.

        • Concordo contigo. O up! bastava batizar as versões normalmente como a VW batizava antigamente. Na boa, gostava da siglas GL, GLS, CL e L da VW, pena que não usa, mas talvez GLS hoje fique ruim…. mas, enfim, era bem mais fácil.

          • CorsarioViajante

            Pois é, até entendo um carro de nicho ou coisa semelhante ter nomenclaturas mais exóticas, mas num carro de entrada… Complica.

          • Sim, concordo contigo, não sei o que se passa na cabeça dos executivos da VW.

  • Marcos Amorim

    “Volkswagen, você conhece, você confia”
    Bons tempos desse slogan, até hoje muito lembrado e muito mais envolvente que o tal do “Das Auto”. O que era fortemente associado à Volks virou um negócio que a maioria das pessoas acha ser algum código ou sigla.

    Sobre a bela foto do caminhão Ford, não era esse que usava um Detroit V-6? Sempre quis ver um desses com motor original, mas parece que os motoristas não gostavam muito de ter que pisar e ouvir o motor berrar lindamente. Só acho – quando acho – equipados com modelos Mercedes, MWM e alguns outros bem menos entusiastas. Uma pena mesmo que o Detroit não pegou nos caminhões por aqui.

  • RoadV8Runner

    Meccia,
    Bacana o texto, mais legal ainda saber que foi você quem criou o slogan “Pense Forte, Pense Ford”. Lembro bem de ver esse slogan no para-choque dos caminhões Ford, quando era criança. Hoje em dia os comerciais de automóveis andam bem fraquinhos, são poucos aqueles em que sobressai uma grande sacada.
    E concordo totalmente que a postura publicitária de uma empresa influencia na imagem que dela fazemos, ao menos para algumas pessoas. Por exemplo, eu não gostei nem um pouco da forma que a CAOA/Hyundai Brasil escolheu para divulgar os produtos do fabricante. A bronca é tamanha que eu me recuso a comprar um Hyundai, embora os produtos sejam bons.

    • Diogo

      Bem colocado, tenho a mesma sensação com a Hyundai. A propaganda muito pretensiosa (e às vezes enganosa) passou para mim a impressão de que quem compra Hyundai se acha superior aos outros, é esnobe e joga dinheiro fora pagando mais caro por um produto que não é superior. Claro que isso na prática não é verdade, mas foi o que a propaganda me passou. E hoje às vezes penso em comprar um Tucson (minha mulher adora), mas quando lembro do perfil do consumidor a que os anúncios eram dirigidos, me sinto meio constrangido em ter um.

  • R.

    Muito boa …
    Obrigado por compartilhar conosco !
    He he

  • R.

    Você sabe onde posso encontrar aquela do
    xampu Denorex, onde aparecia a Sandra Annenberg ainda adolescente?
    Abs

    • Mr. Car

      Este ainda não encontrei. Serve em um comercial do McDonalds? Digite “Sandra Annenberg no comercial do McDonalds – 1987”, na barra de procura do “Youtube”. Esta é uma coisa que acho divertida em alguns comerciais: a presença de gente hoje muito famosa, ainda em comecinho de carreira, he, he!

      • R.

        Valeu Mr.Car
        Muito boa essa do McDonald’s, eu não me lembrava…
        Eu sou apaixonado pela Sandra Annemberg desde aquela época! Infelizmente paixão platônica …

        He he

  • Eduardo Sérgio

    Essa propaganda do Opala, nos anos 70, é uma das melhores que vi até hoje, parece mais um cardápio à escolha do consumidor. O meu preferido era o modelo cor de vinho, duas portas, à direita.

    • Eduardo Sérgio

      Aí vai a foto.

      • Eduardo, este é um bom exemplo de boa imagem que vale mais que 1000 palavras
        Obrigado e grande abraço

  • Mr. Car

    Em estética, sem dúvida, mas para mim, conceitualmente, se houve um sucessor do Fusca no Brasil, este foi o Fiat Uno (primeira geração, claro).

    • Mr.Car,
      Concordo ! O Uno é realmente fantástico em concepção.

      • $2354837

        Sempre quando vejo o Uno novo, me dá desânimo. Como alguém consegue evoluir um carro tirando as principais qualidades dele? Quem teve um Uno antigo, ao entrar no novo se decepciona.

        • Domingos

          O desenho externo dele também foi o desenho de carro que mais me enjoou no menor tempo possível de todos os tempos.

  • Rodrigo Abreu

    A GM tinha o “Andando na Frente” dos anos 90 que era excelente…

    Hoje…

    • marcus lahoz

      Hoje tem recall.

  • vstrabello

    Eu lembro do Pense Forte, Pense Ford! Quando criança tinha uma família perto da casa dos meus avós que tinha um Ford dessa época com este slogan bem no pára-choque. E olha que ficaram com o caminhão por bastante tempo, carregando areia (eles tinham uma pequena draga no rio Capivari, cortando o bairro Três Vendas aqui em Capinas) que coletavam do rio. Boas lembranças da infância!

  • Daniel S. de Araujo
  • Paulo César_PCB

    Tudo por “causa da globalização”, discursos alinhados…….

    Hoje há certamente uma “mediocrização” na propaganda, na verdade, na produção cultural e econômica do mundo. Tudo muito com cara bonita, high tech etc, mas sem coração, sem paixão.

    Os “grandes publicitários” do momentos quem são? O que estão produzindo? Antigamente as campanhas principalmente do mundo automobilístico emocionavam, alegravam. Lembram da campanha da linha GM com o Zé Rodrix? Ou do Voyage que o filho pede emprestado ao pai e este pede que ele devolva o carro limpinho? E a clássica simplicidade do final dos anos 60 da Variant?

    Faça a pergunta, meu coração “dispara”, meu olho brilha, minha respiração muda quando vejo alguma campanha da marca X ou Y ?

    Sou formado em marketing há quase 30 anos, pela escola-referência no Brasil (ESPM) e não vejo nada comparativamente de melhor produzido hoje do que há 30 anos. Hoje tudo é muito hollywoodiano, cheio de efeitos visuais, muita cor, gente com sorrisos vazios, alegria artificial. Estratégias infantis de venda, compre um carro de 80 mil e ganhe um jogo de tapetes! Ou 1 tanque de gasolina cheio! Passagens aéreas que custam proporcionalmente menos do que um desconto para uma venda à vista, isso quando há, na baixa do mercado.

    Existe o consumidor que compra pelo modismo, pelo “status” e pela “emoção/ostentação” do carro 0-km, a famosa compra por impulso e o consumidor (pensante, emocionalmente equilibrado, na maioria) que compra pelos critérios “técnicos da razão” avaliando a relação completa do veículo com investimento, uso, funcionalidade, manutenção etc. Este último cada vez mais raro.

    https://www.youtube.com/watch?v=0KOeO1C-crw

  • Renan

    Muito boa a matéria.

    Hoje as propagandas estão meio sem graça, e sem um slogan que fique na cabeça, mas, é devido as pessoas (grande parte) enxergarem o carro como algo doméstico, de A até B.

    Eu gosto demais dessa propaganda da Nissan – Lançamento do Sentra

    Propagandas da VW na época dos modelos quadrado com Saltos, e cavalo de pau

    Outra memorável é a linha Opala em 90

    Esta do Omega muita gente lembra

    • Danniel

      Renan, sobre a do Omega eu lembro a de 1993, quando minha irmã me chamou às pressas para ver: Era o mesmo raio laser, só que cortando a carroceria para ser substituída pela da Suprema.

      Estas da VW são muito legais.. Hoje não seriam exibidas por uma série de motivos:
      – Cavalo de pau é incentivo a direção perigosa;
      – Andar na caçamba da Saveiro é perigoso;
      – Pegar carona na estrada é perigoso;
      – Pular em ondulações vai detonar os coxins na primeira tentativa;
      – Os animais podem ser feridos na gravação do comercial;
      – Cantar a moça na praia é contra as Feminazi
      ….

      ..
      Enfim, tudo muito chato.

  • Nora Gonzalez

    Meccia, belo texto! Lembrei com saudades da antológica campanha da F-100 na Argentina, em 1974, quando lançam a picape de um Hércules C-130 (https://www.youtube.com/watch?v=9bQYxbCSU38). Sei, ainda tem a polêmica se foi um ou três carros lançados até que um não se estatelasse, mas vamos esquecer isso, pois o anúncio é genial.
    Eram épocas de slogans como o excelente “Raza fuerte”, sem bobagens contra a língua como uma fábrica que no Brasil divulga na TV que seu carro “encara de frente”. Ué, ia encarar de costas?

    • Ilbirs

      Esse comercial acabou inspirando muitas décadas depois um da F-150 americana apresentado pelo Mike Rowe, só que falando dos freios:

    • Nora, obrigado pelo elogio,
      Realmente a propaganda da Ford Argentina é muito legal

  • Thiago Teixeira

    Off topic:http://g1.globo.com/carros/noticia/2015/04/ford-esportiva-o-fiesta-e-lanca-versao-sport-partir-de-r-58990.html

    É “pracabar”. Eu não ia comprar um legitimo ST, mas gostaria de ver nas ruas.

  • Robertom

    BMW em Santa Catarina…
    O adesivo deveria ser…
    Willkommen in der Spitze

  • Leo-RJ

    Caro Meccia,

    Mais um de seus maravilhosos textos! Lembro bem do “Pense forte, pense Ford”. Iniciei minha vida na publicidade, após o concurso que enveredei pelo apaixonante caminho do Direito, como segunda faculdade.

    Parabéns pelo slogan, forte e certeiro!

  • Eurico Junior

    Grata surpresa descobrir que o Meccia é autor desse slogan. Uma curiosidade técnica: a tinta usada era removível ou permanente?

  • Danniel

    Essa até hoje é marca registrada nos clubes do Absoluto.

  • Danniel

    “Chevrolet: Tecnologia a serviço do Homem”.

    Da Audi, apesar de não ser em português, também soa muito bem o “Vorsprung durch Technik”

  • Marcos Pastori

    Para mim, as melhores são sempre da Alfa Romeo…

    ”Coração Esportivo.”

    ”Sem coração, seríamos apenas máquinas.”

    ”Alfa Romeo. A beleza não basta.”

    ”O carro familiar que ganha corridas.”

    ”Mediocridade é um pecado.”