Fernando Alonso mais perto de voltar à ativa (McLaren Media Centre)  F1 prossegue na Malásia em clima quente 79P3820

 

Poucas cidades do mundo vivem em um clima tão quente e úmido como o que caracteriza a região de Kuala-Lumpur, a capital da Malásia. É ali perto, em Sepang, onde neste fim de semana prossegue a temporada de F-1 de 2015, com a disputa da segunda etapa do calendário, agora reduzido a 19 etapas com o cancelamento do GP da Alemanha. A volta de Fernando Alonso e Valteri Bottas — ausentes na Austrália por questões médicas — e a descoberta de um jeitinho de burlar o regulamento técnico, deverão ser os principais assuntos do fim de semana que se aproxima.

 

Alonso e Bottas de volta…

Fernando Alonso e Valteri Bottas deverão voltar às suas atividades normais no Campeonato Mundial de F-1, que prossegue neste final de semana com a disputa do GP da Malásia neste fim de semana no circuito de Sepang, cidade situada nas proximidades da capital Kuala Lumpur. Aparentemente liberados por seus médicos particulares, os dois passarão por exames médicos efetuados pelos pares da FIA e, caso os diagnósticos sejam confirmados, o espanhol e o finlandês estarão aptos a disputar a prova.

 

F1 prossegue na Malásia em clima quente 20150324 Bottas 2

Valteri Bottas diz que sarou do problema da coluna (foto Williams Grand Prix)

Na seqüência de informações desencontradas e contraditórias que vêm caracterizando o acidente de Alonso nos treinos livres realizados há algumas semanas em Barcelona, o piloto da McLaren teria informado sua equipe que sentiu a direção ficar pesada antes do acidente. Como até o momento sempre se falou na perda de memória e, inclusive, foi especulado que o piloto não se lembrava do acidente que oficialmente provocou-lhe uma concussão cerebral, a notícia não deixa de surpreender seja pela controvérsia da situação ou pela maneira como a equipe McLaren divulga o desenrolar do caso.

 

… e Nasr não treina

 

Felipe Nasr fica fora do primeiro treino na Malásia (Sauber Motorsport)  F1 prossegue na Malásia em clima quente 20150317 Nasr JS22155

O brasileiro Felipe Nasr vai ficar de fora da primeira sessão de treinos livres para o GP da Malásia, sexta-feira, no circuito de Sepang. O motivo é a decisão da equipe Sauber em escalar o italiano Raffaele Marciello para ocupar o cockpit do carro de Nasr, algo que deverá se repetir em outras ocasiões, porém com o brasileiro alternando essa ausência com o sueco Marcus Ericsson. Campeão Europeu de F-3 na temporada de 2013, disputa este ano sua segunda temporada na GP2 e desde novembro é piloto de testes da Ferrari; curiosamente, Marciello lembra o saudoso Clay Regazzoni pois é nascido na Suíça porém é sempre mencionado como italiano e tem as bênçãos da Scuderia. Sua presença na Sauber é decorrência indireta do acordo entre suíços e italianos para usar o motor Ferrari no chassi C34.

 

Rafaelle Marciello revive saga de Clay Regazzoni (rafaellemarciello.com)  F1 prossegue na Malásia em clima quente 20150324 Marciello

Rafaelle Marciello revive saga de Clay Regazzoni (rafaellemarciello.com)

Auf Wiedersehen GP da Alemanha 

Não teve jeito: Bernie Ecclestone e os organizadores do GP da Alemanha de 2015 não entraram em acordo e a corrida foi definitivamente eliminada do calendário 2015 da F-1 pelo Conselho Mundial do Esporte a Motor da FIA (Federação Internacional do Automóvel). Trata-se da segunda baixa do gênero nesta temporada, já que anteriormente a volta do GP da Coréia foi ventilada, ainda que por questões políticas. Etapa que tinha tudo para ser a corrida do ano para a Mercedes-Benz, a eliminação não foi evitada nem com a decisão da fábrica alemã promover a competição e cobrir metade do possível prejuízo que os promotores do evento pudessem encarar. Com a decisão anunciada em Genebra (Suíça) na última sexta-feira, o calendário de 2015 fica com as seguintes 19 datas:

 

15/3 – GP da Austrália
29/3 – GP da Malásia
12/4 – GP da China
19/4 – GP do Bahrein
10/5 – GP da Espanha
24/5 – GP de Mônaco
7/6 – GP do Canadá
21/6 – GP da Áustria
5/7 – GP da Inglaterra
26/7 – GP da Hungria
23/8 – GP da Bélgica
6/9 – GP da Itália
20/9 – GP de Cingapura
27/9 – GP do Japão
11/10 – GP da Rússia
25/10 – GP dos EUA
1/11 – GP do México
15/11 – GP do Brasil
29/11 – GP de Abu Dhabi

 

Fluxo de combustível sob suspeita

O limite de fluxo de 100 kg/h, uma das principais características do atual regulamento técnico da F-1, vai receber atenção especial dos comissários técnicos da FIA depois que foram levantadas suspeitas de que alguns fabricantes de motores descobriram um jeito de burlar esse controle, feito por um instrumento padronizado. Aparentemente Mercedes e Ferrari teriam desenvolvido uma maneira de respeitar o índice regulamentar durante a medição nesse aparato e aumentar essa pressão após o controle; a burla seria feito com o aumento da pressão após o ponto de aferição. A FIA já comunicou às equipes e fabricantes que a partir do GP da China vai prestar atenção no assunto, atitude típica de “quem avisa, amigo é”…

 

Ferrari de casa nova

Imagine 700 italianos trabalhando debaixo do mesmo teto e unidos pela paixão que nutrem pela F-1. Se isso fosse levado ao pé da letra seria necessário um excelente tratamento acústico, mas como se trata da nova casa do departamento de F-1 da Ferrari, a situação fica menos drástica. Concebida em 2010 pelo então diretor Stefano Domenicali, a nova sede ocupa 25 mil m², abriga um simulador e um dinamômetro para motores híbridos que custou € 40 milhões. O prédio começou a ser povoado no último fim de semana e vai liberar várias instalações, uma delas construída em 1947, instalações que certamente serão usadas para aumentar a produção dos carros de série.

 

Brincando de projetar F1

 

SIM promove workshop gratuito pela internet (www.cim.com)  F1 prossegue na Malásia em clima quente 20150324 Coluna SIM

SIM promove seminários gratuitos na internet(www.sim.com)

A SimScale iniciou na semana passada uma promoção das mais interessantes: uma série de cinco workshops voltados para simular, projetar e testar um carro de F-1. Divididos em cinco tópicos, as próximas sessões (Análise térmica do escapamento, Fluxo do Escapamento, Freios e Virabrequim), realizam-se nos dias 26 de março, 2, 9 e 16 de abril. Mais detalhes no site www.simscale.com/workshops.

WG

A coluna “Conversa de pista” é de total responsabilidade do seu autor e não reflete necessariamente a opinião do AUTOentusiastas.

Sobre o Autor

Wagner Gonzalez
Coluna: Conversa de Pista

Jornalista especializado em automobilismo de competição, acompanhou mais de 300 grandes prêmios de F-1 em quase duas décadas vivendo na Europa. Lá, trabalhou para a BBC World Service, O Estado de S. Paulo, Sport Nippon, Telefe TV, Zero Hora, além de ter atuado na Comissão de Imprensa da FIA. É a mais recente adição ao quadro de colunistas do AUTOentusiastas.

Publicações Relacionadas

  • Fabio Vicente

    Se há algo de bom que a Formula 1 ainda não perdeu, é a malandragem dos engenheiros para burlar certas regras. Tudo bem, é antiético, mas algumas soluções invariavelmente acabam beneficiando os carros de rua.
    A volta de Alonso e Bottas é interessante, porque agora teremos parâmetros para medir o potencial de seus respectivos companheiros de equipe.

    • Wagner Gonzalez

      Fabio Vicente,

      Essa malandragem que você menciona existe em todas as categorias. Só varia o valor envolvido para dar o golpe…

      Wagner

  • Lucas dos Santos

    Resumindo o novo calendário – onde, normalmente, há duas corridas por mês e, excepcionalmente, uma ou três:

    Duas corridas em março, duas em abril, duas em maio, duas em junho, duas em julho, apenas uma em agosto (por conta do período de férias), três em setembro, duas em outubro e três em novembro.

    Coincidência ou não, parece que o Bernie – ou sei lá quem é que define o calendário – já contava com a saída desse GP do calendário. Pois ficava justamente em um mês para o qual estavam programadas três corridas – em julho – o que foi conveniente para que sua saída não criasse um intervalo muito grande entre um evento e outro.

    • Wagner Gonzalez

      Lucas,

      O problema com o GP da Alemanha envolve a crise econômica que assola a Europa, a disputa entre os autódromos de Hockenheim e Nürburgring e a ganância dos dirigentes da F-1. Tão simples quanto isso.

      Abraços,

      Wagner

      • Domingos

        E a presença do “vendedor malandro”, o Bernie e turminha… Se aparece um autódromo no Sri Lanka com gente colocando grana no bolso dele, cancela-se SPA para por o tal autódromo chato no lugar…

      • Fat Jack

        Não que a crise europeia não influencie, mas tenho certeza que 90% desta questão é causada pela ganância do(s) dirigente(s) da F-1, que prefere(m) leiloar a categoria…

  • Fat Jack

    “…O motivo é a decisão da equipe Sauber em escalar o italiano Raffaele Marciello para ocupar o cockpit do carro de Nasr…”
    E vai começar a sacanagem!!! (viva o $$$!!!!)

    • Domingos

      O Nasr também entrou por conta do Banco do Brasil… Mas parece um bom piloto.

      Vamos ver se não aprontam com ele como aprontaram com o Van der Garde.

    • …alternando com o carro do Marcus Ericsson…

  • Marco de Yparraguirrre

    A Formula 1 ficou chata, vai acabar no limbo,infelizmente.