Coluna 0615      4.fev.2015       rnasser@autoentusiastas.com.br      

 

Fiat já vende o Bravo em versão 2016. Fácil identificá-lo: o visual foi aprimorado, com ênfase em soluções de estética para valorizar esportividade e implementação de conteúdo. São quatro versões em decoração — Essence, Sporting, BlackMotion e T-Jet. Três versões de suspensão, incluindo troca de molas, amortecedores, rodas e pneus, para melhor aproveitar a dinâmica ou a exigência de condução prazerosa; dois tipos de motores, 1,8, 16 válvulas, aspirado, flex, 130/132 cv de potência gasálcool e álcool, e o 1,4 16v, turbo, a gasolina, 152 cv. Dois tipos de câmbio, cinco marchas manual ou automatizado Dualogic Plus, e seis marchas, exclusivo no T-Jet.

Busca atingir amplo leque de clientes esclarecidos, tanto os apreciadores de automóveis, acomodação e rendimento, quanto os exigentes pelas atuais modas periféricas, os sistemas eletrônicos. O motor turbo mantém um adjutório extra-performance por alteração de regulagem eletrônica. Tal sistema, dito Overboost, aumenta a pressão do turbo e faz gerar adicional 1,9 m·kgf de torque, com imediata resposta em aceleração.

Caminho

O novo visual frontal adotou novo pára-choque, molduras de lanternas e faróis, a moda mundial da barra cromada em V no pára-choque, e detalhes como rodas para cada uma das versões. No posterior, idem: pára-choque redesenhado com defletores de ar, lanternas, spoiler. Ajustes enfatizaram o estilo, realçando a forma de cunha. Na versão Sporting o adesivo lateral é longitudinal, traço elegante, ajuda com tal sensação. No conjunto liderado pelo alemãp Peter Fassbinder, obteve-se bom resultado.

Interior marca-se pela preocupação de aconchego, boa receptividade, e aplicação de materiais com jeito de refinamento visual e ao toque, mudanças na grafia do painel de instrumentos, apóia-braço rebatível com porta-copos.

A tecnologia embarcada fez progressão em conectividade, largo conteúdo com ênfase ao sistema Uconnect Touch, mundialmente utilizado pela FCA — novo nome de Fiat e Chrysler —, em Jeep, Chrysler, RAM, Alfa Romeo e Fiat. A nova central multimídia aumenta a conectividade, inclui câmera de ré, e o coloca à frente dos concorrentes principais, Chevrolet Cruze, Peugeot 308 e VW Golf, ao permitir opção com GPS atualizado fornecido pela TomTom. Apesar do conteúdo extra, o Bravo 2016 tem menor preço ante concorrentes.

Mercado

No mercado desde 2010, já vendeu 24 mil unidades, e Lélio Ramos, o experimentado diretor comercial da Fiat, imagina que as demandas por versões sejam 50% Essence, 30% Sporting e restantes entre BlackMotion e T-Jet.

 

Quanto custamR$
Essence61.990
Sporting67.990
BlackMotion68.990
T-Jet78.490

 

Foto Legenda 01 coluna 0615 - Novo Fiat Bravo  Bravo 2016 muda e aumenta conteúdo Foto Legenda 01 coluna 0615 Novo Fiat Bravo

Bravo 2016, melhor

RODA-A-RODA

Freio – Após desvalorização de 20%, a GM suspendeu produção de Opel Astra e Chevrolet Cruise na Rússia, informa Automotive News Europe. Suas vendas caíram 26% ano passado — mercado encolheu 10% —, e projeta-se redução de 30% neste exercício. Ford e VW também escrituraram perdas.

Retorno – Para mostrar ter tomado a estrada de volta aos bons resultados, Mitsubishi japonesa aproveitará Salão de Genebra para exibir nova geração do crossover ASX. Na mostra, o conceito será elétrico só a bateria. Vendas em 2017.

 

Foto Legenda 02 coluna 0615 - Mitsubishi ASX  Bravo 2016 muda e aumenta conteúdo Foto Legenda 02 coluna 0615 Mitsubishi ASX

Mitsubishi ASX

 

Foto Legenda 03 coluna 0615 - Alpine  Bravo 2016 muda e aumenta conteúdo Foto Legenda 03 coluna 0615 Alpine

Alpine, em cima, inspirou o R.S. 01

Marca – Renault resolveu fazer carro esportivo, o R.S. 01, sem o simplório caminho de vestir a base mecânica do GT-R da sócia Nissan. Quer aproveitar a imagem da Alpine, que adquiriu e fechou. Mágica em rendimento por aerodinâmica e baixo peso.

Junta – Associou-se com britânica Caterham, produtora do Lotus 7 atualizado, e rápida capacidade de desenvolver soluções e peças para  desempenho. Não deu certo, assumiu tudo, sobrou para o designer-chefe Laurens van der Acker acertar as linhas do ex-projeto comum.

Alpine – Grosso modo, conceito de peso mínimo com motor forte. Assim, muito compósito de fibra de carbono na estrutura leve, motor Nissan GT-R com imaginados 550 cv, entre eixos e câmbio de sete marchas.

Corridas – Quer integrá-lo à Renault Sport em nova categoria de  automobilismo. Talvez seja amenizado, ganhe confortos e vendido a público, reeditando a dupla personalidade dos míticos Alpine da era do criador Jean Rédélé.

Q da Questão – Não está bem parada a questão de a Audi batizar como Q1 seu próximo SAV. O registro é da Alfa Romeo. O Q1 ou nome a ter, é um Audi mini, baseado na boa plataforma do VW Polo.

Confiança – PSA, holding Peugeot Citroën, em dificuldade de caixa e esforço para retornar à competitividade no mercado, abriu subscrição de ações da empresa aos funcionários. Ótimas respostas, superando expectativas.

Muda – Toyota marcou data para o novo Etios: início de 2016, quando terá aumentada a capacidade industrial de 74.000 a 108.000 unidades/ano e atualizará o produto, inicialmente repelido pelo mercado.

De novo – Etios foi lançado para competir com Gol, Palio, Onix, na base do mercado, mas ficou distante em vendas em 2014. Nova versão, lançada na Indonésia como Etios Valco retocou grade e detalhes. Aqui deve mudar por dentro, especialmente pela ventilação errada, para carros com volante de direção à direita.

Fugaz – Nissan anunciou, quando iniciar as vendas do March com novo motor 1-L de três cilindros, terá deixado fazer o Active, modelo antigo, recém-exumado e ora descontinuado. Terá sido o produto com a vida mais curta no mercado.

Costume – Tradição besta, este caminho de ter os veículos de menor vida no mercado. Foi assim com o primeiro picape Frontier feito no Brasil, e com o SUV XTerra. Mau costume, deixa o cliente em suspenso. Quem comprou o Active com financiamento ficou órfão em prazo curto e pagará por amplo período.

Início – Volkswagen inicia vender ainda neste mês o novo Jetta vindo do México, motores 2-L comum, atmosférico, e 16V, injeção direta, turbo. Se a  fim, adiante-se. Será produzido no Brasil, porém com motorização 1,4-L.

Pílula – Boa medida do acirramento da competição na faixa dos SAV, os Sport Activity Vehicles, onde estão EcoSport, Duster, Tracker, Peugeot 3008, Honda  iniciou divulgação homeopática de seu HR-V, da especialidade. Não o tem à venda, mas quer atrapalhar os outros.

+ Para sanção presidencial o aumento da adição de álcool à gasolina simples. De 25% para 27%, mais 2% de variação, pode arranhar 30%.

Bom? – Acima de 25% de álcool na gasolina o motor não o aproveita como aditivo oxigenador. Apenas aumenta o consumo. É bom — para os usineiros. Anfavea, associação dos fabricantes de veículos, não endossa tecnicamente e recomenda uso da gasolina Premium, sem o adicional.

Será? – Conselho Nacional de Trânsito (Contran) exigirá, a partir de 1º de.maio, exame toxicológico aos motoristas das categorias C, D e E, na renovação ou ascensão na CNH. É Resolução 517/15 e pelo exame quer saber quem usou substâncias psicoativas, maiores causadoras de acidentes de caminhões e ônibus.

Ocasião – A fim de Ford EcoSport ou Renault Duster? Bons negócios no horizonte. Para peitar a novidade do Jeep Renegade prometendo assumir liderança do segmento, Eco e Duster, atuais líderes, terão atualizações. Antes, redução de preços e oferecimento de vantagens.

Topo – Revenda apenas para motos de elevada cilindrada. É a Hiuri, no Alto de Pinheiros, São Paulo, vendedora acima de 500 cm³ e scooters. É o conceito Dream, projeto da Honda em implantar no país inteiro, separando classes por endereço, instalações e especialização. Sub-rede chic já tem 82 revendas.

Ocasião – Feira profissional para aproximar fornecedores de fabricantes de componentes, concessionários, oficinas, enfim, todo o segmento, Automec será realizada em São Paulo, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, de 7 a 11 abril. Atração, oficina de alta qualidade, tipo modelo a seguir. Mais? www.automecfeira.com.br

Turbo – Mercado em baixa exige criatividade. Ford estendeu facilidades do Plano Sazonal, para produtores rurais, a interessados em adquirir o Ranger diesel. Entrada de 54%, 6 pagamentos semestrais, juros de 6% a.a.

De fora – Em meio à polêmica sobre a real utilidade de portar extintor de incêndio e o adiar da fiscalização sobre novo modelo, um aviso: pela Resolução do Contran Nº 157, de 22 de abril 2004, veículos antigos, de coleção, identificados pela placa preta, estão dispensados do equipamento.

Precaução – Se do seu caso, copie e tenha em mãos a Resolução nº 157/04 para evitar conversinhas de guardas mal informados.

Furto – Larápio subtraiu picape F-75 de colecionador paulistano. Fácil identificar. Se parado, cor laranja avermelhado e placas BLG 4663/SP. Se em movimento, anda muito com motor Ford 2,3 turbo. Viu, avise o dono: Toni (11) 99609-0765.

Gente – Rodrigo Tramontina, jornalista, outro ladoOOOO Bom de serviço na Peugeot por largo período, integra edição do programa especializado Auto+, no portal Terra e na BandSports. OOOO Chico Lelis, jornalista ex-GM e ex-Diário do Comércio, idem. OOOO Empresta talento à editora Motorpress Brasil. OOOO Frédéric Sebbagh, francês tropicalizado, diretor da Continental de pneus, promoção. OOOO Presidente Brasil e Argentina. OOOO Michael Kuester, estadunidense, executivo da DAF Caminhões, promoçãoOOOO Era diretor e agora presidente da empresa no Brasil. OOOO Marco D´Ávila, brasileiro, ex presidente da DAF local, ascensãoOOOO Vice-presidente da Paccar para operação latino-americana. É a holding que abriga a DAF.

 RN

 A coluna “De carro por aí” é de total responsabilidade do seu autor e não reflete necessariamente a opinião do AUTOentusiastas.

 

 

 

Sobre o Autor

Roberto Nasser
Coluna: De carro por aí

Um dos mais antigos jornalistas de veículos brasileiros, dono de uma perspicácia incomum para enveredar pelos bastidores da indústria automobilística, além de ser advogado. Uma de suas realizações mais importantes é o Museu Nacional do Automóvel, em Brasília, verdadeiro centro de cultura automobilística.

Publicações Relacionadas