Haddad 3

Olhe bem para essa cara: pode um sujeito desses conduzir os destinos de uma cidade como São Paulo? Definitivamente, não pode. Pode um sujeito que, quando Ministro da Educação, autorizou a distribuição de livro escolar no qual é dito ser linguagem do povo absurdos como “Nós pega o peixe”, levar os cidadãos paulistanos ao caos no trânsito só porque pensa que São Paulo é Amsterdã e quer, numa versão século-21 de Nero de curtir sua Roma incendiada, ver gente pedalando para cima e para baixo, e com isso ferrar o trânsito da capital e, na esteira, a vida dos paulistanos? Não pode.

Alguém tem que deter esse sujeito antes que seja tarde demais.

Antes que a próxima manifestação de inequívoco desmando desse cara seja posta em prática: limitar a velocidade dos automóveis na vias marginais a 70 km/h, conforme divulgado hoje (6/12) na grande imprensa, como o jornal Folha de S. Paulo.

Claro, em nome do “nobre motivo” de que aumentaram as mortes no trânsito, disse o petista — assim, na maior cara da pau, sem ao menos se dignar apresentar estudo relacionando essas mortes à velocidade praticada naqueles vias. Claro, nenhum estudo poderia apontar isso simplesmente porque não existe nenhuma base para tanto. Seria a mesma lógica de a aranha ouvir pelas patas, em que cortando-as o aracnídeo não atende mais aos estímulos auditivos.

Outro da turma petista que assola o país e São Paulo é o secretário Municipal de Transportes, Jilmar Tatto, que disse, segundo o jornal, sem detalhar,  “que outras vias também terão redução de limite de velocidade”, aludindo ao que o prefeito anterior, Gilberto Kassab (PSD), vinha fazendo, reduzir velocidade de algumas vias, numa clara atitude de querer se eximir da responsabilidade pela insanidade da medida que ele e o amiguinho Haddad querem tomar.

Todo mundo sentiu que depois que Kassab mexeu em alguns limites de velocidade em 2011 o trânsito piorou. Não é preciso estatística. Agora, com Haddad levado ao poder municipal por uma massa ignara que não tem noção de como usar corretamente o poder do voto, a coisa degringolou a olhos vistos.

E agora esse prefeito do “nós pega o peixe” quer mais. Quer ver a São Paulo que pensa ser sua pegando fogo. Como Nero.

 

Jilmar 2

Jilmar Tatto, secretário Municipal de Transportes de São Paulo, da gangue petista

Essa dupla do barulho, Haddad e Tatto, acha que o paulistano é trouxa, só pode, que não sabe que o real motivo por trás de atos dessa natureza é faturar — alto — com multas.  Dupla que, mesmo sem se conhecerem — acho— é da mesma laia de outro espertalhão, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, que teve aprovada pela conselho municipal de lá sua “ïdéia mirabolante” de limitar a velocidade na Grande Maçã a 40 km/h.

 

Bill_de_Blasio_11-2-2013

Bill de Blasio, prefeito de Nova York, da mesma laia de Haddad e Tatto

Portanto, mãos à obra, Ministério Público Estadual, vocês têm um árduo trabalho pela frente, o de acabar com essa farra petista que está acabando com a nossa cidade.

Bob Sharp
Editor-chefeAUTOentusiastas

(55 visualizações, 1 hoje)