Thomas Schmall (50), atualmente presidente e executivo-chefe da Volkswagen do Brasil, foi nomeado membro do Conselho de Administração da marca Volkswagen, responsável por Componentes. Schmall sucederá o Prof. Dr. Werner Neubauer (65), que está se aposentando e que continuará atuando no Grupo a título consultivo. O novo presidente e executivo-chefe da Volkswagen do Brasil é David Powels (52), atualmente diretor geral da Volkswagen da África do Sul. Ele será sucedido por Thomas Schäfer (44), atualmente responsável pela Produção do Grupo Volkswagen no Exterior, em Wolfsburg. Todas essas mudanças passam a vigorar a partir de 1º de janeiro de 2015.

O presidente da Volkswagen AG, Prof. Dr. Martin Winterkorn, destacou as realizações de Neubauer para o Grupo Volkswagen: “É graças ao empenho excepcional de Werner Neubauer que a área de Componentes é hoje uma fornecedora versátil, inovadora e competitiva das principais peças, dando assim uma contribuição sustentada para o sucesso econômico da Volkswagen. Nossa empresa e sua região são muito especiais para ele. Essa afinidade foi a sua inspiração para avançar e assegurar o futuro, explorando novas tecnologias e fortalecendo a parceria com a ciência no interesse da Volkswagen e as pessoas da região”.

Thomas Schmall é graduado em Business Studies e ingressou no Grupo Volkswagen em 1991. Após assumir algumas posições na engenharia industrial em Wolfsburg, foi transferido para a Volkswagen do Brasil em 1999, tornando-se gerente da fábrica de São José dos Pinhais (PR) em 2000. Ingressou na Volkswagen Eslováquia como membro da Diretoria de Engenharia em 2003, tornando-se presidente da Volkswagen Eslováquia em 2005. Schmall foi nomeado Presidente e executivo-chefe da Volkswagen do Brasil em 2007.

O Dr. Werner Neubauer é um qualificado profissional de ferramentaria e também tem doutorado em engenharia. Ingressou no Grupo Volkswagen em 1965, assumindo responsabilidades de gestão da produção a partir de 1972. Entre seus cargos estão o de Chefe de Produção no exterior para a região da África, Chefe do Departamento Central de Produção no exterior, chefe de logística para a marca Volkswagen, membro do órgão de gestão da Volkswagen Veículos Comerciais responsável pela manufatura de produtos a partir de 1996, gerente da fábrica de Wolfsburg a partir de 1999, representante geral responsável pela produção do Grupo a partir de 2004. Em 2006, foi nomeado representante geral para a área de Componentes do Grupo, também assumindo como membro do Conselho de Gestão da marca Volkswagen responsável por Componentes a partir de 2007.

David Powels obteve qualificação profissional do British Institute of Cost and Management Accountants. Em 1989, ele começou sua carreira na Volkswagen da África do Sul como responsável pela contabilidade de impostos na divisão de finanças. Depois de assumir responsabilidades em finanças do Grupo e controladoria de finanças na Audi na Alemanha, tornou-se diretor financeiro da Volkswagen da África do Sul, em 1998. Passou a atuar na Volkswagen do Brasil como vice-presidente de Finanças e Estratégia Corporativa em 2002. Ele foi nomeado diretor geral da Volkswagen da África do Sul em 2007.

Thomas Schäfer é formado em engenharia e ingressou no Grupo Volkswagen em 2012. Ele começou sua carreira em 1991 na Daimler AG. Ele ocupou vários cargos na produção e garantia de qualidade, a partir de 1998, inicialmente na África do Sul, tornando-se, posteriormente, Vice-presidente de Produção de Fábricas na Malásia em 2002, e assumindo a responsabilidade pelas operações de produção e de planejamento no exterior, em 2005, antes de se transferir  para o Grupo Volkswagen para assumir o comando do Group Overseas Manufacturing. (VW AG/VW do Brasil)

Sobre o Autor

AUTOentusiastas

Guiado por valores como paixão, qualidade, credibilidade, seriedade, diversidade e respeito aos leitores, o AUTOentusiastas desde 2008 tem a missão de evoluir e se consolidar como um dos melhores sites sobre carros do Brasil. Seja bem-vindo!

Publicações Relacionadas

  • Davi Reis

    Será que com a mudança de presidente podemos esperar medidas mais enérgicas da Volkswagen para recuperar o mercado perdido? E mais, será que essa mudança tem a ver com o desempenho em queda da marca por aqui?

  • CorsarioViajante

    Quem conhece os executivos faz idéia do que isso significa na prática?
    Repito o que disse em outro site:
    Pelo lado de desenvolvimento de produtos, a VW vem fazendo um ótimo trabalho. Olhando apenas os carros e lembrando que é um momento de transição de motores e plataformas, a VW vem muito bem.
    MAS… Pelo lado de VENDA e pós-venda, vem fazendo um trabalho horrível, oferecendo preços muito altos, péssima política de opcionais e versões, e tratando com desleixo e relaxo o pós-venda. Algumas iniciativas voltadas para carros mais rodados existem na internet e só nelas, na vida real ninguém nunca ouviu falar.
    Espero que o novo presidente tenha mais humildade e reconheça que hoje não basta “ser um VW” para vender bem.

  • João Martini

    Li que esse executivo reergueu a VW na Africa do Sul, que hoje é lider. Vamos ver se ele consegue repetir o feito aqui no Brasil.

    • CorsarioViajante

      Espero que venha coisa boa então!

  • Totiy Coutinho

    Ele tentou manter a liderança modernizando os produtos oferecidos ao consumidor. up! e Golf estão aualizados no mercado graças ao trabalho realizado por ele, mas o consumidor não aceitou pagar o preço do upgrade da linha!