VW FOX HIGHLINE AUTOENTUSIASTAS 01

Depois de falar a respeito do Fox 2015 (convém ler) e dirigi-lo brevemente no mês passado, uma permanência mais demorada com a versão Highline, a topo de linha, serviu para aquilatar melhor suas qualidades e virtudes.

Com as mudanças básicas, motor e câmbio manual de seis marchas, o Fox ano-modelo 2015 subiu de patamar em satisfação de dirigir e sensação de conforto. Certamente há que se pagar mais por isso, seu preço começa em R$ 48.490 e chega a R$ 60.240 com todos os opcionais.

Entre esses, eletrônicos como navegador GPS na tela tátil de 5,5 pol. do sistema multimídia, controle de estabilidade e de tração (desligável), corretor de guinada (ao frear sobre superfícies de coeficiente de atrito diferente nos lados do veículo), bloqueio do diferencial via freio, assistente de arrancada em rampa e assistente de frenagem. 

 

VW FOX HIGHLINE AUTOENTUSIASTAS 06

Rodas de 16 polegadas e o emblema da versão na lateral

A estes se acrescentam as rodas de 16 polegadas com pneus 195/50R16V, bancos revestidos em couro, teto solar, controle  de velocidade de cruzeiro, faróis de neblina com luz de curva e pintura metálica.  Se em vez do câmbio manual de 6 marchas for o I-Motion de cinco, R$ 63.540 — o câmbio robotizado, sozinho. custa R$ 3.300.

O Fox é mesmo um veículo “diferente”, pode ser considerado um “hatchback comprido”, mas independente disso é muito agradável de andar. O fato de ser alto, com seus 1.552 mm, não prejudica o comportamento em curva e não torna mais sensível a ventos laterais que um hatchback normal. Aliás, o rodar está no compromisso exato entre conforto e estabilidade, fato que se nota cada vez nos carros fabricados no Brasil, não só nos Volkswagen.

 

VW FOX HIGHLINE AUTOENTUSIASTAS 09

Interior como deve ser, inclusive o quadro de instrumentos “Wolfsburg”

O que realmente agrada no Fox e em outro modelos da marca é a precisão em tudo que opera, da embreagem leve, com baixa carga, ao batente metálico de fim de curso do pedal do acelerador, por sua vez alcançável com a lateral do calçado para um punta-tacco fácil.

A direção de assistência elétrica é um show à parte, com peso correto em qualquer velocidade e “operada a dedo” nas manobras, além da relação baixa de 14,8:1 não requerer mais que 2,9 voltas entre batentes do volante de 370 mm de diâmetro e com lugar perfeito para os polegares.

O câmbio de seis marchas da família MQ200 repete a precisão e leveza de engates do cinco-marchas e o escalonamento mostra total acerto. Como em outros casos de câmbio da marca, foi acrescentada uma mantendo as relações das existentes, dentro do conceito de “n+1” marchas. Mas ao contrário da prática passada, o diferencial foi acertadamente encurtado de 4,188:1 para 4.357:1 (encurtamento de 3,9%), para ganho de aceleração e maior capacidade de rampa nas cinco primeiras marchas. Mesmo assim a v/1000 na última marcha permanece alta, com 41,3 km/h, que se traduz em cruzar a 120 km/h reais com o motor a apenas 2.900 rpm. Perfeito!

 

Malagrine

A maior novidade no Fox 2015 é o câmbio de seis marchas do Highline (foto divulgação)

A velocidade máxima de 189 km/h com álcool é alcançada em quinta marcha, motor a 5.600 rpm, 150 rpm abaixo do pico. A aceleração 0-100 km/h é muito boa para o tipo de veículo, 10,8 s com gasolina e 9,8  s, com álcool.

O outro show, claro, é o novo motor 1,6-litro EA211. Dono de uma elasticidade de dar gosto, não é preciso esgoelá-lo para obter desempenho. A potência máxima ocorre a 5.750 rpm e o corte se dá a 6.500 rpm, mas usá-lo na faixa 4.000~4500 rpm resulta em desempenho apreciável.

 

VW FOX HIGHLINE AUTOENTUSIASTAS 02

Motor MSI 1,6 16-válvulas deu nova vida ao Fox, mas só na versão Highline; não há mais o reservatório auxiliar de gasolina

O que é notável também é sua suavidade de funcionamento em qualquer rotação e carga, mesmo que a relação r/l (raio da manivela de 49,45 mm para comprimento da biela de 141 mm) seja 0,31, passando ligeiramente do valor máximo considerado de 0,30. Em marcha-lenta têm-se impressão de que o motor desligou.

O consumo oficial Inmetro/PBEV (Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular) é 10,8/12 km/l cidade/estrada com gasolina e 7,6/8,4 km/l com álcool, mas no carro avaliado, sempre com álcool,   obtive números melhores, 8 a 8,2 km/l na cidade e 10 a 10,5 km/l na estrada.

O Cx  do Fox não é dos melhores, 0,353, o mesmo com a área frontal, 2,17 m², o que mostra a eficiência do motor quanto a consumo.

 

VW FOX HIGHLINE AUTOENTUSIASTAS 15

Bom espaço no banco traseiro na prova do “sentado atrás de mim”

Nesses dias em que estive com o Fox Highline ficou patente sua adequação ao uso em cidade, seu comprimento inferior a 3,9 metros (3.868 mm) ajudando bastante, mas um diâmetro de curva uns 30 cm menor (é 10,9 m) ajudaria. O porta-malas  está dentro da média dos hatchbacks com 27o litros e pode chegar a 353 com  o recurso do banco traseiro ajustável em distância opcional. Um carro prático, inclusive com a útil gaveta sob  o banco do motorista, existente desde o lançamento em 2003.

 

VW FOX HIGHLINE AUTOENTUSIASTAS 03

Porta-malas acomoda de 270 a 353 litros

O quadro de instrumentos “Wolfsburg” tem o mostrador central do I-System (sistema de informação) no qual se tem o cada vez mais útil velocímetro de leitura digital, entre diversas informações. O GPS é perfeito e o sistema de áudio é de alta qualidade e fácil de operar, não é preciso estudar o manual para se obter o que se quer.

A VW acertou mesmo a receita do bolo neste Fox Highline 2015.

BS

Fotos: Paulo Keller

Veja o vídeo, mas do mesmo Fox com câmbio I-Motion:

 

 

FICHA TÉCNICA VW FOX HIGHLINE 2015
 
MOTOR
Instalação Dianteiro, transversal
Material do bloco/cabeçote Alumínio
Configuração / n° de cilindros Em linha / 4
Diâmetro x curso 76,5 x 86,9 mm
Cilindrada 1.598 cm³
Taxa de compressão 11,5:1
Potência máxima 110 cv (G), 120 cv (A) a 5.750 rpm
Torque máximo 15,8 m·kgf (G), 16,8 m·kgf (G) a 4.000 rpm
N° de válvulas por cilindro Quatro, atuação indireta por alavanca-dedo roletada, fulcum com compensador hidráulico
N° de comandos de válvulas / localização Dois, correia dentada / cabeçote, variador de fase na admissão, campo de 50º
Formação de mistura Injeção eletrônica no duto
Gerenciamento do motor Continental Simos 15
Combustível Gasolina comum e/ou álcool (flex)
TRANSMISSÃO
Rodas motrizes / câmbio Dianteiras / manual
Número de marchas 6 à frente + ré
Relações de transmissão 1ª 3,455:1; 2ª 1,954:1; 3ª 1,281:1; 4ª 0,927:1; 5ª 0,740:1; 6ª 0,611:1; ré 3,182:1
Relação do diferencial 4,357:1
SUSPENSÃO
Dianteira Independente, McPherson, mola helicoidal, amortecedor pressurizado e barra estabilizadora
Traseira Eixo de torção, mola helicoidal e amortecedor pressurizado
DIREÇÃO
Tipo Pinhão e cremalheira, assistência elétrica indexada à velocidade
Diâmetro mín. de curva 10,9 m
Relação de direção 14,8:1
N° de voltas entre batentes 2,9
FREIOS
De serviço Hidráulico, duplo-circuito em diagonal, servoassistido
Dianteiros Disco ventilado de Ø 280 mm
Traseiros Tambor de Ø 200 mm
RODAS E PNEUS
Rodas Alumínio 6Jx16 – estepe aço 6Jx15
Pneus 195/50R16V – estepe 195/55R15H
PESOS
Em ordem de marcha 1.105 kg
Carga máxima 415 kg
Rebocável 400 kg com ou sem freio
CONSTRUÇÃO
Tipo Monobloco em aço, monovolume 4 portas, 5 lugares, subchassi dianteiro
AERODINÂMICA
Coeficiente de arrasto 0,353
Área frontal 2,17 m²
Área frontal corrigida 0,766 m²
DIMENSÕES EXTERNAS
Comprimento 3.868 mm
Largura com/sem espelhos 1.904 / 1.660 mm
Altura 1.552 mm
Distância entre eixos 2.467 mm
Bitola dianteira/traseira 1.415/1.410 mm
CAPACIDADES
Porta-malas 270 a 353 L
Tanque de combustível 50 L
DESEMPENHO
Aceleração 0-100 km/h 10,8 s (G) e 9,8 s (A)
Aceleração 0-1.000 m 32,7 s (G) e 31,4 s (A)
Retomada 80-120 km/h, 5ª 15,5 s (G) e 15 s (A); 
Velocidade máxima 183 km/h (G), 189 km/h (A)
CONSUMO Inmetro/Conpet
Cidade 10,8 km/l (G), 7,5 km/l (A)
Estrada 12 km/l (G), 8,4 km/l (A)
CÁLCULOS DE CÂMBIO
v/1000 em 6ª 41,3 km/h
Rotação em 6ª a 120 km/h 2.900 rpm
Rotação em vel. máx., 5ª 5.600 rpm

 

NOVO FOX HIGHLINE 2015 – EQUIPAMENTOS DE SÉRIE
Abertura elétrica da tampa traseira pelo emblema
Acionam. elétrico vidros dianteiros e traseiros 1-toque
Ajuste de altura do banco do motorista
Ajuste de altura e distância do volante
Ajuste elétrico espelhos c/ inclinação no direito
Alerta sonoro e visual de faróis ligados
Alto-falantes (4), tweeters (2) e antena de teto
Apoio de cabeça no banco traseiro (3)
Ar-condicionado com filtro de poeira e pólen
Banco traseiro rebatível
Bancos revestidos de tecido
Câmbio manual de 6 marchas
Chave-canivete
Cintos 3-portos retráteis no banco traseiro (2)
Computador de bordo 9-funções
Console central com porta-copos
Conta-giros e medidor de combustível
Controle de tração
Defletor de teto traseiro
Direção com assistência elétrica
Econômetro
Emblema “Highline” nas portas dianteiras
Espelhos e maçanetas de porta cor do veículo
Faróis duplos com máscara escurecida
Faróis e lanternas de neblina
Gaveta sob o banco do motorista
Grade dianteira em preto brilhante c/ friso crom.
Iluminação e rede no compartimento de bagagem
Iluminação no porta-luvas
I-System com Eco-Comfort
Keyless – sist. de alarme com controle remoto
Lavador/limpador e desembaçador traseiro
Limpador de pára-brisa com temporizador
Pára-choques na cor do veículo c/ detalhe crom.
Pára-sóis com espelho e iluminação
Pisca-3
Porta-objetos removível e acendedor de cigarro
Porta-revistas nos encostos do banco dianteiro.
Refletores no pára-choque traseiro
Repetidoras de seta nos espelhos
Rodas de alumínio 6Jx16 e pneus 195/50R16V
Sensor de estacionamento dianteiro e traseiro
Sistema de áudio com rádfio AM/FM, toca-CD, Bluetooth, MP3, USB, SD-card e Aux
Sistema de partida sem injeção de gasolina
Soleira das portas dianteiras com apliques em alumínio
Tapetes de carpete
Tomada 12 V no console central
Travas elétricas
(2.115 visualizações, 2 hoje)