Conforme eu havia prometido ao leitor “ccn1410” em resposta a um comentário, apliquei a tabela Velocidade Medida (VM)  x Velocidade Considerada (VC) que está publicada na Resolução nº 396 do Contran, que permitirá ao ou à motorista enfrentar melhor o “inimigo”, Sua Excelência o Detector de Velocidade.

Atenção: esta matéria é complemento de Enfrentando o inimigo com armas legais e deve ser lida para total compreensão do assunto.

Recapitulando, as medições de velocidade devem, obrigatoriamente, considerar margem de erro de 7 km/h até 100 km/h e 7% acima de 100 km/h. Na primeira tabela há alguns casos de Velocidade Considerada iguais: isso se deve a  arredondamento de cálculo apenas, não é erro.

É de suma importância o leitor ou leitora  saber a Velocidade Considerada (VC) é a que determina se houve excesso de velocidade, se houve infração ou não, relativamente à velocidade indicada pela sinalização, a Velocidade Regulamentada (VR).

Saiba que apenas 1 km/h por hora (VC) acima do limite da via (VR) caracteriza infração. Tenha isso sempre em mente. Não existe tolerância para velocidade como muitos pensam, por exemplo, 10%. Para Velocidade Considerada (VC) a tolerância é zero.

Após a primeira coloquei uma segunda que há no mesmo documento do Contran, também bastante útil. Ela mostra, a partir da Velocidade Considerada, as faixas de velocidade em que se enquadram as infrações média, grave e gravíssima — esta particularmente útil por mostrar como é fácil ter a CNH suspensa ao dirigir na cidade. Parece meio complicada à primeira vista, mas basta um pouco de atenção para ver que é fácil.

Para dar um exemplo, tomemos a Velocidade Considerada (VC) de 40 km/h. Será infração média se a VC for entre 41 e 48 km/h. A infração passa a grave se a VC for entre 49 e 60 km/h. E será gravíssima se a VC for de 61 km/h ou acima.

Reforçando, a primeira tabela informa qual a Velocidade Considerada (VC) para cada Velocidade Medida (VM).

Qualquer dúvida, faça sua pergunta nos Comentários. Desse modo será útil para todos.

BS

Captura de tela 2015-11-21 16.26.43



  • francisco greche junior

    Obrigado!!!

  • Mineirim

    Muito boa a tabela. Com o típico erro de velocímetro, é possível deduzir que, para limite de 110 km/h, dá para andar até 120 km/h sem medo de multa.
    Por falar nisso, nos últimos meses fiz algumas viagens na Fernão Dias (BH-SP). Numa delas fui multado em Estiva a 83 km/h. Olhando melhor a notificação, ela diz que a velocidade permitida era 60 km/h… Nas outras vezes que passei no trecho, fiz questão de fotografar as placas e elas sempre diziam 80 para veículos leves e 60 para pesados.
    As únicas placas com velocidades menores eram nos trevos e retornos (tinha placa de até 40).
    Quando chegar a multa propriamente dita, pretendo recorrer. Será que tenho chance? Afinal, dirijo um automóvel, não um caminhão.

  • Guilherme Rocha David

    Pode-se dizer então que viajar a 120 km/h indicados é 99,9% seguro quanto a multas em uma estrada cujo limite é 110 km/h. Vou passar a adotar essa velocidade na Via Anhanguera a partir de hoje… a única coisa ruim é perder a margem de segurança se o pé “escorregar”, mas também, se for ver, todos os radares são bem visíveis, muito difícil não perceber um deles!

  • Bob Sharp

    Guilherme
    Exatamente. A 120 km/h indicados a velocidade real deve ser cerca de 114 km/h (5% menos que a indicada).

    • Bom, eu já medi com GPS no meu carro (Peugeot 207 1.4) em várias velocidades, e a velocidade indicada pelo GPS é quase sempre 10% menor que no velocímetro. Pelo que eu vejo, esse erro varia entre modelos, não?

      No meu carro, por exemplo, quando o velocímetro marca 130 km/h, o GPS indica 117 km/h (13 km/h a menos, exatos 10% do valor do velocímetro). Nesse caso, a velocidade medida sendo de 117 km/h, a velocidade considerada seria de 109 km/h, portanto abaixo do limite comumente imposto em estradas de 110 km/h, correto?

      • Bob Sharp

        Duzinfa
        Perfeito! E que erro tem o velocímetro do seu 207!

        • É, consideravelmente grande mesmo.

        • Ilbirs

          Bob, talvez a Peugeot tenha posto um erro negativo enorme no velocímetro de seus carros atuais porque no passado (era do 205) já houve carros com erro positivo nesse marcador, que acabavam submetendo motoristas a tomar multas mesmo seguindo rigorosamente o que estava no ponteiro.
          Ainda assim, há um detalhe interessante nos velocímetros da Peugeot: como os números grandes são dezenas e centenas múltiplas de ímpares, até facilitaria saber mais facilmente sobre em que limite acima de uma dezena ou centena múltipla de pares se pode andar, em comparação aos velocímetros convencionais com dezenas múltiplas de pares. Claro que isso não vale para o 208 brasileiro, pois romperam a tradição da marca:

          http://carros.peugeot.com.br/media/showrooms/showroom-peugeot-208-5-portas-kppv3/medias/Gallery/Full/painelelvadointerna.jpg

      • Ramz Fraiha

        No meu, a 60 km/h no velocímetro, no GPS aparece 58,4 km/h (ou alguma outra decimal, mas é 58). Tenho um BMW 320i 2002.

        • Lembro de ter lido em algum lugar que os velocímetros da BMW são incrivelmente precisos.

      • Christian Sant Ana Santos

        Os pneus são medidas originais? Se encher mais um pouquinho, ex. 2 psi, a diferença cai quanto, já tentou?

        • Hoje os pneus são 195/50 R16 (troquei as rodas pelas do 308 Active), mas quando eu fiz as medições o carro ainda usava os pneus originais, e usando a calibração recomendada pela Peugeot, 32 psi nos quatro pneus. Nunca testei colocando ou tirando pressão.

          Depois fiz as mesmas medições usando a mesma pressão, mas com os pneus na medida nova, e a diferença foi desprezível. Antes, com o velocímetro em 90 km/h, o GPS marcava 81 km/h, hoje marca 82.

  • Bob Sharp

    Mineirim
    Fim da picada, não?

    • robson santos

      Taí, Bob a resposta tecnológica do Governo contra a informação do povo… No entanto eu acho que onde existe um radar de 30 km/h é porque há perigo iminente ( escolas, crianças, ladeiras.. ) e poder andar a 40 km/h no velocímetro do carro ( garantindo-se no erro global ou seja VC + comparação com GPS ) nessa situação não acho legal, somente nessa situação acho que o ideal seria mesmo andar a 30 km/h cravados no ponteiro do velocímetro do seu carro, no máximo…

  • Luiz_AG

    Só lembrando que o limite da Anhanguera é 100 km/h. Sempre adotei esse regime do 100/110 110/120 120/130 sendo velocidade permitida/indicada e nunca levei multa, inclusive passando em radares a 130 km/h na Carvalho Pinto.

  • Luiz_AG

    Provavelmente não. Já conheci um jurado do Jari e nada mais virou do que um jogo de ego.

  • Smooj

    Me arrisco a ser chamado de mimado ou superficial, afinal existem problemas maiores dignos de protesto político, mas a resposta dos motoristas não deveria vir na forma de Desobediência Civil?
    Para quem não sabe, Desobediência Civil é a noção de que uma pessoa tem o direito de desobedecer uma lei de forma consciente se acredita que essa lei é abusiva.
    Imagine se amanhã todo mundo resolvesse ignorar os radares. E assim que as milhares de multas fossem emitidas, as pessoas também ignorassem elas. Suas carteiras de motoristas seriam suspensas, e eles também ignorariam isso.
    Você provavelmente vai me criticar. “É fácil falar mas é difícil fazer, por que você não faz então?” Alguém vai dizer… bom, só esse ano eu já devo ter recebido umas 10 multas por excesso de velocidade. Minha carteira já deve estar suspensa há meses. E tudo isso foi uma decisão consciente.

    • Josias

      O problema disso é que vira anarquia, num contexto de povo educado é uma situação. Aqui no Brasil é outra.
      De coração, o que aconteceria era muita gente andando chutado e fazendo besteira por aí.

      • Smooj

        Mas não é para o povão todo fazer, afinal Desobediência Civil não é o ato de quebrar uma lei só porque é cômodo fazer isso. É uma declaração política, feita de forma consciente e educada, em um ato que não causa vítimas ou prejuízos. O povão não precisa aderir em massa, até mesmo porque ele não vai entender e vai achar que é anarquia total. Só um grupo significativo de pessoas engajadas e que realmente entende os motivos precisariam participar. Ou talvez somente uma única pessoa, desde que os esforços dela fossem reconhecidos pelos outros.

    • Douglas

      Mas ai você poderá ter problemas ao passar em blitz com a carteira suspensa.

      Outra forma de desobediência seria derrubar os radares como comentei no outro post, mas não faço isso por ser vandalismo.

      O jeito é ir reduzindo a velocidade ao absurdo que eles querem ao passar nos radares, já decorei onde ficam todos ao redor da minha cidade, o problema maior são os móveis, que ao meu ver deveriam ser proibidos.

      • Mineirim

        Teve um político no Paraná ou Santa Catarina que fez isso para protestar contra os valores reajustados nos pedágios. Descobriu que as cancelas demoravam um tempo para fechar. Encostou no carro da frente e acelerou junto quando ele passou na cancela. Não sei se ajudou a reduzir a tarifa. Mas ganhou destaque na mídia.

        • Douglas

          Uns amigos meus faziam isso na faculdade para não pagar o estacionamento, funciona mesmo, mas é outra coisa na qual eu não faço.

    • Mr. Mojo Risin’

      Crie uma petição online a respeito para ajudar a divulgar!

    • Naiara cristina

      Meu marido passou numa pista que marcava 40 km/h e excedeu a velocidade de 48 km. Essa velocidade gera multa?

  • AlexandreZamariolli

    A cidade em que moro fica encravada entre dois trechos de rodovia, sendo necessário percorrer cerca de 13 km para contorná-la. Durante muito tempo o limite de velocidade nesse trajeto foi de 80 km/h, apesar das pistas serem duplas e haver barreiras centrais – que impedem a travessia de pedestres – ao longo de toda sua extensão.

    Mas agora, quando essa velocidade já se tornou habitual para quem trafega por ali, o DER instalou vários radares na estrada… e reduziu a velocidade para 60 km/h.

    É como eu sempre digo, $egurança em primeiro lugar!

  • Taylor

    Mineirim,

    Desde Janeiro deste ano a PRF (incluso Fernão Dias) recebeu o novo radar com o alcance de até 2 km de distância que são comumente posicionados em frente aos Postos Policiais, que tem seu limite máximo de velocidade estabelecido em 60 km/h. Faço uso diário desta rodovia e no Posto da PRF de Atibaia isso é corriqueiro.

    Como o público que passa por esse trecho já se acostumou com o fato e passou a empregar a velocidade limite desde muito antes do “ponto zero”, o radar antes posicionado para aproximação (visualizando a placa dianteira), passou a ser posicionado para registrar a placa traseira, pois é muito comum logo na sequência você acelerar forte para retomar a velocidade de cruzeiro. E aí já era!

    E as autoridades insistem em dizer que as medidas são apenas em prol da segurança dos usuários das rodovias.

    Taylor

    • Mineirim

      Taylor,
      Você matou a charada! Pesquisei ontem e realmente o km é do posto policial entre Estiva e Camanducaia, pista Sul.
      O que não entendo é que passei quatro vezes no trecho BH-SP desde junho e fui multado só uma vez. Sempre diminuo a velocidade perto da PRF e, como disse, fotografei especificamente esse trecho e não registrei placa com velocidade menor que 80 km/h para veículos leves.
      Vou recorrer.
      Abraço

  • João Carlos

    Embora a placa de aviso sobre fiscalização ter sido abolida, ainda é usada nas autoestradas paulistas. E como tem uma regra de distância entre o aviso e a câmera, também dá pra usar isso a nosso favor. Aí só uso os 130 km/h pra passar na câmera.

  • Mr. Car

    Off-topic: uma coisa que creio merecer um ajuste por parte das autoridades de trânsito, são os veículos que cada categoria de CNH permite conduzir. Eu, por exemplo, sempre tive CNH “C” e posso (ainda que nunca tenha feito, não tenha a menor experiência) pegar um caminhão pesado e sair por aí. Já uma VW Caravelle, com 9 lugares (fora o meu), não posso, embora a van tenha peso, tamanho, e comportamento dinâmico muitíssimo mais próximos daquilo que tenho larga experiência em conduzir. Ainda muito mais próximo do comportamento dela é uma Veraneio Custom, e essa minha carteira permite.

    • Lucas dos Santos

      Mr. Car,

      A diferença das categorias não leva em conta o peso ou o comportamento dinâmico do veículo, mas sim em sua finalidade: transporte de cargas (categoria “C”) versus transporte de pessoas (categoria “D”).

      Teoricamente – e apenas teoricamente, pois na prática sabemos que não é assim – o motorista habilitado na categoria “D” teria um treinamento diferenciado, por ter uma responsabilidade a mais. Enquanto a categoria “C” requer apenas que o motorista domine o comportamento dinâmico do veículo, a categoria “D” também exige maior cuidado ao conduzir, pois se está transportando pessoas/vidas.

      Porém, concordo com você que tal ajuste é necessário. Na minha opinião (de leigo no assunto), as categorias “C” e “D” poderiam ser unificadas. De certa forma isso já acontece, pois quem se habilita na categoria “D” também poderá conduzir veículos da categoria “C” – salvo restrições impostas ao motorista -, o que explica por que muita gente – eu incluso – passa direto da categoria “B” para a “D”.

    • Mineirim

      Mr. Car,
      Recordar é viver! Quanto tirei a CNH, há mais de 30 anos, já obtive a categoria D. Lembro bem do examinador apontando peças numa bancada, com uma varinha, e eu dizendo o nome e função delas. Será que hoje ainda tem esse teste?

      • Mr. Car

        Não sei, Mineirim, nunca fiz o teste para a “D”.

      • Lucas dos Santos

        Mineirim,

        Hoje em dia não há mais esse teste.

        Fiz a alteração para a categoria “D” no começo deste ano e o procedimento é semelhante ao da categoria “B”, mudando apenas o veículo utilizado – no caso, um micro-ônibus.

        É necessário apenas fazer o exame médico – exame psicotécnico não é requerido – e, se apto, marcar as (15) aulas práticas com o micro-ônibus – um Marcopolo Volare ou similar. Terminadas as aulas, marca-se o exame, que consiste em fazer uma baliza em menos de 6 minutos e dirigir o veículo em via pública pelo trajeto estabelecido pelo examinador. Se aprovado, o candidato recebe a nova carteira de habilitação em casa no prazo de sete dias.

        • Mineirim

          Então acabaram com o psicotécnico também?

  • Marcos Fonseca

    Estão partindo da premissa que o radar é sempre exato e que a margem de erro de 7 km/h ou 7% está sempre a favor do motorista. Quem garante que o radar não tem um desajuste dentro da margem de erro, marcando acima da velocidade real? Nesse caso o motorista será multado, sem conversa.

  • Lucas dos Santos

    Psicotécnico somente para primeira habilitação. Para alteração de categoria, se o candidato não desejar dirigir profissionalmente, não é necessário.

    Caso deseje dirigir profissionalmente, é necessário requerer o registro do EAR (Exerce Atividade Remunerada) no campo de observações da CNH. Aí sim passa a ser necessário fazer o exame psicotécnico.

    • Xara_do_Edson

      Lucas, onde você mora que não precisa fazer exame psicotécnico para renovação da habilitação? Aqui em Minas já renovei a carteira por duas vezes (quando me habilitei foi em São Paulo, na época que morava lá) e tive que fazer o teste psicotécnico em todas as ocasiões, testes muito “chatinhos” por sinal, e que dependendo do tipo de motorista, mais velhos, por exemplo, não conseguiriam passar, pois exigem um certo grau de habilidade e coordenação para os fazer. Me diz aí, por gentileza.
      Sds.

      • Lucas dos Santos

        Edson,

        Como eu ainda não precisei renovar a minha carteira – válida até 2019 – não sei lhe dizer como é o processo de renovação daqui.

        O que eu disse sobre o psicotécnico ser somente para a primeira habilitação foi com base em uma pesquisa rápida que eu fiz na internet. Pode ser que a informação que obtive esteja equivocada. Vou procurar me informar melhor e depois lhe digo.

        Já para fazer a alteração de categoria – de A/B para A/D, no meu caso – não foi necessário fazer o psicotécnico. Só precisei fazer os exames médicos.

      • Lucas dos Santos

        Edson,
        Para renovar a habilitação é necessário fazer o exame psicotécnico. Apenas para alterar a categoria é que não precisa.

  • João Guilherme Tuhu

    Sempre andei no esquema da tabela do Bob. E quase nunca fui multado, especialmente na Carvalho Pinto e Dutra. Pior é ter que diminuir muito para aturar os boçais que, na vizinhança do pardal/radar, sobem no freio e passam a 60 ou até 40 km/h…

    • Ricardo Talarico

      Acho que alguns motoristas pensam que, passando a 40 num radar de 60, ficarão com saldo positivo para possíveis erros futuros. 🙂

  • sheldonDS3

    Calibração…. pode ver na multa que tem a data da última….. ela tem validade de 1 ano….

  • Marco de Yparraguirre

    Bem,com erro no velocímetro ou na aferição da policia rodoviária e nos radares, o melhor mesmo é andar sempre obedecendo as placas e os radares com pisca.Vou muito a Nova Friburgo cidade serrana do Rio,onde alem do inúmeros radares escondidos atrás de arvores e diversas placas de 40.60, 80 100 tenho de toma rmuito cuidado pra não ser multado ou enlouquecer. São 170 k daqui a Friburgo que antigamente eu fazia em 2 horas hoje estou fazendo em três,para não pagar multas fora os quebra molas.

  • Ricardo Talarico

    Acho muito incoerente o motorista receber multa/pontos iguais no caso de ser flagrado a 40Km/h numa via com limite de 30Km/h (fácil de acontecer por distração com qualquer carro) ou ser flagrado a 180Km/h numa via com limite de 120Km/h (sem chance de acontecer por distração).
    Abrax !

  • Leandro

    Muito bacana as tabelas.
    Tento me basear pelo GPS quando pego estrada para andar na faixa dos 130 km/h…agora vou a 129 km/h…ehehehe

  • Lucas Peixoto

    Como fica a velocidade considerada nas lombadas eletrônicas? (aquelas que te informam a velocidade do veículo)

  • Bob Sharp

    Marco
    Complicado mesmo Dirigir virou um desafio constante para não ser multado. Esse é o ponto a que chegamos. Tudo em nome do faturamento.

    • ccn1410

      Em primeiro lugar, obrigado por atender meu pedido.
      Em segundo, eu penso que qualquer candidato à presidência que se propor a rever esse assunto, se elege.

  • Bob Sharp

    Lucas
    Mesmo critério. É tudo medição de velocidade.

  • Roberto Neves

    Este final de semana fui pego de surpresa. Moro no Rio de Janeiro e fui a São Gonçalo. Atravessei no sábado a ponte Rio-Niterói como sempre: se estou na faixa da direita me mantenho no limite de 80 km/h, se estou nas demais faixas observo o limite de 100 km/h. Somente ontem à noite, pela internet, fiquei sabendo que o limite de velocidade em toda a ponte passou para 80 km/h, desde fevereiro deste ano, com radares móveis. Não digo que não haja sinalização do novo limite, mas não vi.

    Será que acham que o novo limite evitará que mais carros se precipitem ao mar? O fato é que fui ultrapassado por muitos carros, que iam seguramente a mais de 120 km/h.

    Agora é esperar a multa.

  • ccn1410

    Naquela época era tudo muito político. Eu sei de pessoas que primeiro faziam a CNH e somente depois aprendiam a dirigir.

  • Taylo

    Mineirim,
    Aqui por Atibaia a placa de 60Km é vista nos dois sentidos e há distancias superiores a 1.500mts.
    Uma dica: O novo radar móvel é sensível a umidade e nunca é posicionado em dias de chuva.
    Boa sorte!

  • DanielGT

    Falando em velocidade tá rolando umas conversas por ai que o “Sem Parar” está multando pra quem passa acima dos 40km/h permitidos pouco antes de atravessa a cancela, sabe se isso é verdade Bob ???

  • Bob Sharp

    Daniel GT
    Eu soube de alguns casos algum tempo atrás, mas acho que parou. Em todo caso é bom ficar atento e passar a no máximo 47 km/h pelo velocímetro. Ali não é preciso ir ao limite da tolerância (a oficial mais o erro do velocímetro), pouco se ganharia em tempo de viagem.

  • Rodrigo

    Roberto,
    Sou morador de Niterói e utilizo a ponte todo dia.
    A velocidade sempre foi de 80 km/h nas 4 faixas, nunca de 100 km/h.
    Você deve ter se confundido com a Linha Amarela.
    Quanto ao radar móvel, ele raramente é utilizado e segundo informação da própria PF, há 1 ano eles estão sem o aparelho de radar e esperando a licitação.

  • Xara_do_Edson

    Bob, me diz uma coisa que tenho curiosidade: os carros da VW normalmente têm um velocímetro digital no computador de bordo, no quadro de instrumentos. Em um vídeo na net vi que a velocidade do marcador digital coincide com o da analógica. Esse velocímetro digital é confiável?
    PS.: Comprei um Fox novo (que ainda não chegou da fábrica) e estou ansioso para saber se posso confiar na marcação dele.

  • Bob Sharp

    Xara_do_Edson
    Mesmo que a leitura do velocímetro digital coincida com a do analógico, as velocidades exibidas não são verdadeiras, embora as diferenças possam ser eventualmente menores. Velocidade verdadeira, só o GPS dá.

    • Xara_do_Edson

      Obrigado pela dica.

  • Espeto

    Pessoal, hoje pela manhã passei em uma rodovia a 180 km/h que marcava no ponteiro do carro, e a pista era de 110 km/h, e não era radar fixo, era o guarda com o radar na mão! E aí, corro o risco de perder minha CNH?

  • Bob Sharp

    Passando a 180 km/h pelo velocímetro você deveria estar a cerca de 171 km/h verdadeiros (erro de 5%). Para ser mais de 50% acima do limite, que faz perder a CNH, a velocidade considerada teria que ser 166 km//h, ou seja, o radar registrar 177 km/h (mais 7% de tolerância legal). Se você passou a 171 km/h, supostamente, você não perderá a carteira.

  • Rodrigo Rodrigues

    Passei a 110 km/h sendo que o limite regulamentado era 100 km/h mas esta sendo considerado 102 km/h, consigo entrar com recurso? E como teria que montar esse recurso?

  • Wanderson Freitas

    Passei a 67 km no radar q o limite é 60 km ,e estou de provisoria ,perdi a cnh?

  • sol

    Passei por radar fixo numa rodovia de 120 km/h a 134 km/h, qual o valor da multa e quantos pontos?

    • Bob Sharp

      Sol
      Infração média, R$ 86,13 e 4 pontos.

  • valmir grillo

    Oi! As tabelas foram esclarecedoras. Sabe me dizer quando foi estabelecido o limite de 80 km/h? Qual estudo foi usado para definir tal valor?
    Tenho uma teoria que este limite foi copiado das rodovias dos EUA, só que lá este limite é em milhas/h o que daria 115 km/h.

  • Eliezer

    Puxa vida, em que país estamos. Passei, aqui no Paraná, a 70 km/h em um radar de 60 km/h e na volta, procurando o radar, passei a 80. É um radar bem escondido na BR-277 em Nova Laranjeiras (PR) , alguém sabe me dizer quais os valores dessas multas?

    • Bob Sharp

      Eliezer
      A multa da ida é média (até 20% acima do limite), 4 pontos na carteira, R$ 86,13. Já a segunda é grave, (entre 20% e 50% acima do limite), 5 pontos e R$ 127,69.

  • Cícero Silvano Campos Da Costa

    Bom dia!Passei á 120 km onde o trecho era de 80 km.Fui pego pelo radar,Policial Rodoviário Federal,gostaria de saber o valor da multa e quantos ponto na C N H?

    • Bob Sharp

      Cícero
      Multa grave, R$ 127,69 e 5 pontos.

  • osiel

    Passei a 44km em
    um radar de 40 km será que levo multa

    • Bob Sharp

      Osiel
      Não há infração, pois você teria que ter passado a 48 km/h.

  • marcos

    Eliezer passei nesse mesmo radar hoje em 67 km/h e não vi sinalização nenhuma também. Quem sacanagem isso!!!!

  • julio

    Boa tarde, passei a 100 km por hora em um radar móvel de 80.Qual o valor da multa?

  • Bob Sharp

    Julio
    Duas hipóteses. Uma, os 100 km/h serem 95 ou 96 km/h de velocidade verdadeira. Nesse caso, infração média, 4 pontos na CNH e multa de R$ 86,13. Outra, o carro ter sido registrado a 100 km/h verdadeiros, infração grave, 5 pontos e R$ 127,69.

  • Jorge Santos

    Olá, ontem passei por uma rodovia em que não deu para ver um radar pelo qual poderia passar a 50 km/h e eu passei a 87 km/h. Gostaria de saber o valor da multa quantos pontos perderei na minha CNH e se corro risco de perder minha CNH.

    • Bob Sharp

      Jorge
      Infração gravíssima, 7 pontos e apreensão da CNH, multa de R$ 574,62. Só não a perderia se passasse a até 75 km/h pelo radar, 5 pontos e R$ 127,69, correspondente a infração grave.

  • Aylon Mendes

    Passei em um radar de 60 km/h a 62km/h, há uma tolerância ou fui multado?

    • Bob Sharp

      Aylon
      Desculpe, mas foi para isso que a matéria foi escrita. A resposta está nela. Releia-a.

  • Raquel

    Se tem tolerância de até 7% por causa de erro, por que já se multa a partir de 1 km a mais da velocidade?
    Pra 110 km/h a tolerância também é só 7%?
    *levei multa por causa de 9 km/h a mais.

  • Bruno Cascalho

    Passei em um radar a mais ou menos 110, 120 km/h, por aí, a via era de 80 km/h, qual o valor da multa? Quantos pontos irei perder na carteira?

  • Bob Sharp

    Bruno
    Infração grave, 5 pontos, R$ 127,69.

  • Sidney Caramelo Junior

    Ola eu fui pego por um radar a 58 km/h sendo que a via era de 50 km/h mesmo assim fui multado, mais nao tem a os 20% a mais que permite. Obrigado

    • Bob Sharp

      Sidney
      58 – 7 da tolerância do equipamento = 51 = excesso = infração.

  • Denise dos Santos Rosa

    Passei em radar policial , a 110 km/ sendo que a via era 80. Qual o valor da multa e quantos pontos na carteira ? Obrigada.

  • Denise dos Santos Rosa

    Corrigindo a velocidade permitida era de 70 km / h , eu estava a 110 km

  • Bob Sharp

    Raquel
    Se você reler a matéria, vai ver que para 110 km/h registrado a velocidade considerada é 102 km/h. Se o limite for 100 km/h, infração e multa.

  • Bob Sharp

    Denise
    110 km/h = velocidade considerada 102 km/h. Excesso de mais de 20% (mais que 84 km/h) mas menos que 50% (135 km/h, portanto multa grave, R$ 127, 69 e 5 pontos.

  • sandro

    Passei a 51 km/h num radar de 40 km/h. Qual vai ser minha multa? Ela é multiplicada, posso perder a CNH?

  • Bob Sharp

    Sandro
    Multa média, R$ 86,13 e 4 pontos na CNH. Não a perde.

    • sandro

      Valeu, brother, me tirou um grande peso kkk Abrç.

  • Rocha

    Ola, passei de moto na via que o permitido era 80 e a passei pelo radar movel a 96. Infracao grave?

  • Rocha

    Passei de moto a 96 km/h no radar móvel e o permitido era 80 km/h. Infração grave? 127 reais?

  • Bob Sharp

    Rocha
    Correto. E 5 pontos.

  • Denis Ribeiro

    Tire-me uma duvida, o veiculo caminhão toco bateu atrás de outra carreta, o limite de velocidade da rodovia é de 90 km por hora, o caminhão toco estava em 75 km/h (velocidade compatível) e a carreta estava em 40 km/h, menos da metade permitida na via. Pergunto: a carreta esta errada por trafegar menos da metade ou não tem nada ver, ela pode trafegar sim nessa velocidade e quem bateu atrás está errado de todo jeito. Desde já agradeço. Denis

    • Bob Sharp

      Denis Ribeiro
      Numa primeira análise, o fato de a carreta estar trafegando lentamente,abaixo da velocidade mínima, não isenta o motorista do caminhão toco de culpa, que errou na avaliação de distância e das velocidades relativas. Mas que trafegar lentamente provoca este tipo de acidente, sem a menor dúvida, fora que prejudica enormemente a fluidez do trânsito.

  • felicia

    Olá, boa noite. Estou com dúvidas, passei em um pardal a 124 km/h, porém não sei se ele era de 60 km/h ou de 80 km/h. Poderia me ajudar nas infrações, o que poderá ocorrer a respeito?

  • Bob Sharp

    Felícia
    Espere a notificação da multa chegar para saber. Este espaço não é centro de estudos. Sinto muito.

  • Ricardo

    Boa noite.
    Recebi uma notificação, informando que o limite é de 100km, realizada 109km e considerada 101km. Comparando na tabela do artigo, de 101 a 120 é considerado infração média?
    Apenas 1km por hora acima do limite?
    Cabe um recurso?

    Obrigado.

    • Bob Sharp

      Ricardo
      Sim, pois não há tolerância para velocidade, só a para o aparelho, 7 km/h até 100 km/h e 7%, acima. É inútil recorrer.

  • rosi

    então qual o cálculo para saber se recorro,vel.regulamentada 110km.h / vel.medida 122km.h / vel.considerada 113km.h

    • Bob Sharp

      Infração média, 4 pontos e R$ 86,13 de multa. É inútil recorrer.

  • carine

    Oi,
    Passei a 80 por hora numa rodovia ond o permitido eh 60.
    Perdi a cnh? Ou oq acontecera?

    • Bob Sharp

      Não perde CNH, mas é infração grave, 5 pontos e R$ 127,69.

  • ronaldo

    No momento da ultrapassagem tive que aumentar a velocidade para 110 km/h onde o permitido é 100 .. acima de 20% não seria o limite de 120 km/h?

  • Bob Sharp

    Ronaldo
    Até 107 km/h não é infração. Entre 108 e 129 km/h é exceder o limite em até 20%; entre 130 e 161 km/h, exceder entre 20% e 50%; e de 162 km/h em diante, exceder em mais de 50%.

  • rafael

    Boa noite … Passei por um radar onde o limite maximo era de 60 km/pH e passei a 75 km/pH … Qual a pontuação que vira em minha CNH ? E o valor da multa ?

  • Bob Sharp

    Infração grave, 5 pontos e R$ 127,69.

    • Victor alvi

      Posso recorrer?
      Pois estava levando minha Irmã para o hospital.
      Onde devo recorrer: carta/site/Fórum da cidade.
      Delegacia?

      • Bob Sharp

        Na notificação encontram-se todas as instruções. Será necessária juntar prova de que você estava levando sua irmã ao hospital e o motivo da urgência

  • Tamires

    Passei em um radar de 50 km/h a 55 km/h, levo multa? Diga que não por favor… Estou com provisória.

  • carlos

    Passei a 140 km/h onde era 80 km/h, e agora?

    • Bob Sharp

      Carlos
      Agora é esperar pela carta do órgão de trânsito solicitando a sua CNH para cumprir a suspensão do direito de dirigi, mais a multa de R$ 574,62.

  • Wesley Keunecke

    Passei a 70 km/h em uma lombada de 50 km/h, e agora?… Grato

    • Bob Sharp

      Wesley
      Agora é só esperar pela notificação de autuação. Multa grave, R$ 127,69 e 5 pontos na CNH.

  • Julio Cesar Dos Santos

    Será que levo a multa, pois a velocidade considerada é de 64 km/h?

  • MONTEIRO

    Velocidade de via 60 km/h, passei a 68 km/h…

  • Bob Sharp

    Monteiro
    Se for 68 km/h no velocímetro do carro, não houve infração, pois a velocidade real deve ser em torno de 65 km/h e se pode chegar a 67 km/h verdadeiros, é a tolerância legal do equipamento de medição..

  • Bob Sharp

    Julio Cesar dos Santos
    Acho que não há nenhuma dúvida quanto a isso, certo? Só não haveria infração se a velocidade medida tivesse sido de 67 km/h.

  • Bob Sharp

    Tamires
    Não houve infração.

  • Jeveson

    Passei em um radar móvel onde o limite era de 50 km/h e a minha velocidade foi de 58 km/h, houve infração?

  • Bob Sharp

    Jeveson
    Houve, por 1 km/h. 58 – 7 = 51 km/h. Infração média, R$ 86,13 e 4 pontos.

  • Bob Sharp

    Artur
    Não sabemos dizer. Consulte o Detran do Estado de São Paulo em http://www.detran.sp.gov.br.

  • Bruno

    Bom dia! Sei que deve ser chato ficar respondendo sempre a mesma pergunta, mas mesmo lendo tudo eu fiquei com um duvida. Recebi em casa uma notificação de infração média por ter passado a 98 km/h em uma via para 90 km/h. A lei dos 10% de tolerância é lenda?

  • marcos

    Chegou uma notificação de multa, que passei em um radar de 40 km/h em 61 km/h, já terei a CNH suspensa?

  • Bob Sharp

    Bruno
    Não tem nada de chato responder, pelo contrário. Não haveria a infração se você tivesse passado a 97 km/h, pena. Não existe essa tolerância de 10%, nem em lei, nem informal. O que há, como falei no texto é tolerância do Inmetro, referente à precisão do equipamento de medição, de 7 km/h até 100 km/h e de 7%, acima.

    • Bruno E. Gabriela

      Na época da escola, os professores nunca davam 1 ponto se estivesse faltando, e agora eu queria ter 1 a menos e não tenho. Seria cômico se não fosse trágico!!! Agradeço demais a sua atenção!

  • Bob Sharp

    marcos
    Infelizmente terá, sim. A velocidade considerada, 61 km/h, é acima de 50% de máxima, que seria 60 km/h. Para ter velocidade considerada de 60 km/h você poderia passar pelo radar a no máximo 67 km/h (67 – 7 = 60). Mesmo assim seria infração grave, 5 pontos e multa de R$ 127,69. Com 61 km/h, além de perder a carteira, a multa para infração gravíssima é de

    R$ 574,62.

  • helensubtil

    Olá, boa tarde!

    Tenho uma moto Lead que tem a velocidade máxima de 80 km/h e passei no radar de máxima de 80 km/h a 84 km/h e estou na provisória. Será que isso dará multa?

    • Bob Sharp

      helensubtil
      Não houve infração. Você poderia passar pelo radar a até 87 km/h.

  • Guilherme

    passei a 88km/h em uma lombada de 60km/h qual multa vou levar?

  • Felipe Rufino

    Passei numa lombada eletrônica a 36 km/h e a máxima era de 30 km/h, vou ser multado por isso? Sei que a velocidade máxima de 30 km/h é ridícula, mas fazer o que, não é?

  • Bob Sharp

    Felipe Rufino
    Não houve infração. Só haveria se você tivesse passado a 38 km/h. Releia essa matéria e anterior sobre o assunto para entender bem a questão, em seu próprio benefício.

  • Bob Sharp

    R$ 127,69 e 5 pontos na CNH.

  • Patricia

    Passei a 88 km/h numa lombada em que a velocidade é 50 km/h. E agora?

  • Bob Sharp

    Patricia
    Se houve autuação, é infração gravíssima e ensejará suspensão do direito de dirigir, além de 7 pontos na CNH e multa de R$ 574,62. Só não haveria se você tivesse passado a até 80 km/h, em que seria infração grave, 5 pontos e multa de R$ 127,69.

  • sandro

    Ola eu estava numa faixa de 80 km/h e passei a 100, qual a minha punição? Obrigado pela atenção!

  • Eliezer

    Passei numa rodovia a 58 km/h que era de 50, vou pegar multa? Se pegar, dá para recorrer?
    Valeu…

  • Bob Sharp

    Sandro
    Quatro pontos e R$ 86,13, infração média. Para não haver infração você teria que passar a, no máximo, 87 km/h.

  • Bob Sharp

    Elizer
    Sim, você deve ter sido multado, 1 km/h acima do limite (58 – 7 = 1). Quatro pontos e R$ 86,13. Recorrer pode, mas de nada adiantará neste caso.

  • Bob Sharp

    Gabriel
    Não houve infração, a menos que você tivesse passado a 48 km/h verdadeiros, cerca de 50 km/h pelo velocímetro. Mas você passou a 41 km/h ou já veio notificação com 41 km/h de velocidade considerada? Nessa caso você passou a 48 km/h (48 – 7 = 41).

  • Bob Sharp

    Carlos,
    Você até pode tentar recorrer, é um direito, mas nesse caso é inútil. Você terá cometido infração leve, R$ 86,13 e 4 pontos na CNH.

  • Leonardo

    Passei a 90 km/h, onde a velocidade permitida era de 80 km/h. A velocidade considerada foi de 83 km/h. Tenho como recorrer?

  • Bob Sharp

    Leonardo
    Não tem. Você estava a 3 km/h acima do limite. Não há tolerância.

  • Marcio

    Levei uma multa pois estava a 86 km/h em uma via de 80 km/h. Como poderia fazer para recorrer?.

  • Bob Sharp

    Marcio
    Já recebeu a notificação? O que diz lá como velocidade medida e velocidade considerada? Como você sabe que estava a 86 km/h, se os velocímetros não têm essa sensibilidade de leitura, mas somente de 5 em 5 km/h? Para recorrer, siga as instruções que constam da própria multa. Mas responda o que perguntei, pois pode ser o caso de erro do equipamento de medição de velocidade, embora pouco provável.

  • fernando

    Passei em 128 km/h em um radar movel onde o permitido era 80km/h considerabdo a margem fico em 119 km/h ? Fica multa média??

  • Gustavo

    Na multa o que vale é a velocidade considerada então ?

    • Bob Sharp

      Gustavo
      Isso mesmo.

  • Leandro

    Demora quanto tempo para multar e receber a notificação ?

    • Bob Sharp

      Leandro
      Os órgãos de trânsito têm até 30 dias para emitir a multa. Se passar disso ela não vale mais. A data da emissão consta da multa.

  • Bob Sharp

    Fernando
    Exatamente isso. Poderia até ter passado a 129 km/h, que a Vc seria 120 km/h, portanto dentro do limite para ficar em infração grave (5 pontos e R$ 127,69). Infração média (4 pontos e R$ 85,13) é até 20% acima do limite, no caso 96 km/h.

  • Bethy

    Recebi uma multa de trânsito com as seguintes especificações:
    Medidor de Velocidade Móvel – Verificação periódica/eventual
    Num.Imagem: 3808 Data: 20/02/2015 Hora: 14h 32min 27s Local: BR116
    Agente: 1234 Vel.Permitida: 80 km/h Vel.Medida: 86 km/h Distância: 12,8 m. Pago a multa ou posso recorrer ?

    Obrigada

  • Bob Sharp

    Bethy
    Tem certeza de que está indicado velocidade medida 86 km/h? Se for, a velocidade considerada seria de 86 -7 = 79 km/h, não havendo infração. Confirme esses dados, por favor.

    • Bethy

      Sim, são esses dados…

      Como faço? Pago a multa ou posso recorrer ?
      Obrigada pela atenção

  • Leandro

    Desculpa incomodar novamente , queria saber em uma via que a velocidade regulamentada é 60 km/h eu posso passar ate 96 km/h , que não tenho a cnh suspensa ?

  • Ewerton

    Numa rodovia de limite 60 km/h, passei no radar a 89 km/h e foi considerado 82 km/! Qual seria o valor da multa e os pontos na carteira?

  • Bob Sharp

    Infração grave, excesso acima de 20% e abaixo de 50% do limite, multa de R$ 127,69 e 5 pontos na CNH.

  • Bob Sharp

    Leandro
    Só suspende se o excesso for superior a 50%, o que daria 91 km/h. Se o carro for medido a 97 km/h, tirando 7 km/h da tolerância do equipamento, dá velocidade considerada de 90 km/h, portanto infração grave (acima de 20% e até 50% do limite), 5 pontos e R$ 127,69. Mas é bom dar uma margem, considere passagem a 95 km/h.

  • Bob Sharp

    Bethy
    Recomendo recorrer e alegar que se a velocidade medida foi 86 km/h, subtraindo 7 km/h dá 79 km/h de velocidade considerada, portanto não houve infração.

  • Marco

    Bom Sharp, em um dos comentários você disse que o órgão de trânsito tem 30 dias para emitir a multa. O caso é que recebi uma multa de infração gravíssima por dirigir acima de 50% da velocidade máxima permitida, contudo, a multa foi registrada no dia 25/12 e a emissão do documento ocorreu apenas em 10/03. Este espaço de tempo de cerca de 75 dias gera possibilidade de recorrer?! Por favor aguardo resposta para tomar alguma providência, desde já muito obrigado e parabéns pela página

  • Marco

    Preciso de ajuda Sharp, você sabe a efetividade de recorrer apoiado art.281, parágrafo único do CTB inciso 2?
    O fato é que na data de 19/03 recebi a infração por dirigir acima de 50% da velocidade maxima permitida, contudo, o ato infracional tem registro de 25/12/2014, não houve notificação de infração e a data de emissão da infração é de 10/03/2015.
    Qual sua opinião sobre este assunto?
    Desde ja agradeço a atenção

  • Raquel Kirch

    ola, recebi uma multa na BR-101 km 85,700 em Osório:

    Vel. regulamentada: 80km
    Vel. medida: 90km
    Vel. considerada: 83km

    Gostaria de saber se tenho que pagar ou posso recorrer?

    • Nilson

      Sr Bob, preciso de sua ajuda: em uma avenida (Rio de Janeiri) onde a velocidade permitida é de 70 km/h, eu passei a 78 km/h (velocidade aferida) mas, a velocidade considerada (km/h) é de 71 km/h. Eu posso recorrer desta multa?

  • Renato Dias

    Olá Sharp, gostaria de saber se essa lei de velocidade medida e velocidade considerada ainda funciona nesse ano de 2015. Muito obrigado!

  • Renato Dias

    Esqueci de perguntar… Tem como eu ver alguma informação da multa (gravidade, pontos, infração cometida) antes de chegar a Notificação de Autuação? Muito obrigado novamente!

  • Bob Sharp

    Renato
    Não tem. Só depois de lavrada a multa é que ela vai para o site do Detran.

  • Bob Sharp

    Renato.
    Certamente.

  • diogo

    Limite considerado 60 km/h, valor considerado 83 km/h e a medição foi 90 km/h, tenho como recorrer?

  • Bob Sharp

    Raquel,
    Recorrer é um direito, mas nesse caso é inútil. Não há tolerância para velocidade. Se fosse velocidade considerada 81 km/h você teria sido multada do mesmo jeito.

  • Marcio

    Boa noite, Sharp,
    uma dúvida. Recebi uma Notificação da DER, onde ultrapassei um radar na Imigrantes que era de 80 km/h, não reduzi a tempo e passei a 93 km/h (velocidade a máxima permitida em até 20%). No documento indica Velocidade Considerada 86 km/h (93 -7)…Sendo assim não há um limite com uma porcentagem acima tolerável? Quantos pontos seria nessa infração? Desde já agradeço.

  • Attilio rebustini neto

    Bom dia. Acabou de chegar uma multa de velocidade para mim, o limite na rodovia era de 80 km/h e fui multado a 90 km/h pelo policial com o radar móvel de mão, posso recorrer ou passar para notificação?

  • Bob Sharp

    Attilio
    Não adianta recorrer, o excesso de velocidade é flagrante. Agora, que o policial agiu de má-fé, sem a menor dúvida, e estamos todos a mercê desses abusos.

  • Bob Sharp

    Diogo
    Infração grave, R$ 127,69 de multa e 5 pontos na carteira. Você pode recorrer, mas de nada adiantará.

  • Bob Sharp

    Marcio
    Não existe tolerância para velocidade. O que existe, isto sim, é o desconto da margem de erro do equipamento de medição, que é de 7 km/h até 100 km/h e de 7%, acima, para determinar a velocidade considerada para fins de autuação. Nesse seu caso a infração é incontestável, 6 km/h acima do limite. A infração é leve, 4 pontos na carteira e multa de R$ 85,13.

  • ivan

    passei a 130 km/h na rodovia bandeirantes que a velocidade é 120 km/h qual seria o valor e a penalidade???

    • Bob Sharp

      Ivan
      Desculpe a demora.
      Infração média, 4 pontos e R$ 85,13. Se passasse a 129 km/h não haveria infração.

  • Ana Paula

    Recebi um multa referente ao código de infração 745-5….Descrição da Infração: Transitar em velocidade superior a máxima permitida em até 20 % ……em uma pista de 110 km/h, passei a 119 km/h….Realmente ultrapassei esses 20% ? Qual seria a pontuação e valor?

    • Bob Sharp

      Ana Paula
      110 km/h + 20% seria 132 km/h, portanto você ficou dentro desse limite de 20% (não o ultrapassou) e a infração é média, 4 pontos e multa de R$ 85,13.

  • Joao F Silva

    Recebi uma multa de velocidade, velocidade regulamentada 60 km/h, VC 61km/h, não ultrapassei os 20% correto? Posso recorrer? Outra dúvida nunca havia tomado uma multa antes, então posso trocar por uma advertência caso não possa recorrer?

    • Bob Sharp

      João F Silva
      Você cometeu infração com a velocidade considerada (VC) de 61 km/h, é inútil recorrer. Na verdade, seu carro foi medido a 68 km/h (uns 71 km/h no velocímetro). 68 – 7 (tolerância legal do equipamento) = 61. Você ultrapassou o limite em até 20% e a infração é média, 4 pontos e R$ 85,13. Quanto a converter multa em advertência, você deve consultar o Detran ou Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) responsável pelo trânsito na sua região, pois o sistema ainda não funciona conforme preconizado no Código de Trânsito Brasileiro.

  • moises gonçalves paulino

    Passei a 106 km/h onde era 80, qual valor da multa?

  • R$ 127,69 e 5 pontos na CNH.

  • Rodrigo

    Passei numa rodovia a 119 km/h onde o limite era de 110 km/h e chegou a multa. Cabe recurso?

    • Rodrigo,
      Na tabela da matéria está escrito que para velocidade medida de 119 km/h a velocidade considerada é 111 km/h, é infração, pois o limite é 110 km/h. Nem perca seu tempo entrando com recurso.

  • Saulo Corrêa

    Boa tarde. O radar móvel me pegou…. limite Regulamentado: 110 km/h medição Realizada: 122 km/h, velocidade considerada: 113 km/h. E aí? Obrigado

  • Saulo Corrêa,
    Como assim, e aí? Multado, ora.

  • Rafael

    Boa tarde. Numa rodovia de 90 km/h, cruzei o radar móvel a uns 112 km/h. O radar computa o exato momento em que o veículo passa ou ele “puxa” alguns metros, podendo registrar km’s mais altos para valores maiores?

    Neste caso, qual o valor da multa? Obgado.

  • alex

    Olá, bom dia, gostaria de saber se corro o risco de perder minha CNH, porque hoje passei por um radar fixo de 50 km/h a uns 80 km/h, até tentei reduzir um pouco.

  • Rafael,
    Registra e calcula a velocidade no momento em que o carro passa, uma vez só. Se você passou a 112 km/h pelo velocímetro sua velocidade real seria de cerca de 106 km/h. A tolerância legal do equipamento, até 100 km/h, é de 7 km/h, portanto até 97 km/h (verdadeiros, não pelo velocímetro) não haveria infração. Mas como você passou teoricamente a 106 km/h, 106 – 7 = 99 km/h, você ultrapassou o limite em 9 km/h, portanto, multa. Mas como até 20% acima do limite (seria 108 km/h) a multa é média, ela tem valor de R$ 85,13 e você perderá 4 pontos na CNH.

    • Rafael

      Obrigado pelos esclarecimentos.
      Esse valor já computando a multa em rodovia (estrada)?

  • Alex
    Acima de 50% de excesso (76 km/h para cima) a infração é gravíssima, multa de R$ 387,13, 7 pontos e suspensão do direito de dirigir. É torcer para que a velocidade considerada seja de até 75 km/h, nesse caso multa de R$ 191, 54, 5 pontos e não fica sem a CNH.

  • Rafael,
    Já há um bom tempo que não há diferença entre multas na cidade e na estrada. É tudo a mesma coisa agora.

    • Rafael

      Não sabia desse detalhe. Obrigado!

  • Bryan Alisson

    Ola, o radar me filmou a 125 km/h e na rodovia era permitido 80 km/h. Irei receber multa gravíssima?

  • Bryan,
    Espere notificação de autuação chegar. Se a Velocidade Considerada for 121 km/h ou mais, a infração é gravíssima; se 120 km/h ou menos, apenas grave.

  • Bryan Alisson

    Olá, senhor Bob Sharp, desculpe o incômodo, mas, por favor, quanto tempo demora para a multa chegar em minha residência?

  • Bryan
    O órgão autuador tem até 30 dias para a notificação para identificação do motorista chegar ao proprietário. Em geral, chega uns cinco a sete dias antes de vencer esse prazo.

  • paulo silva

    A margem de erro conta-se a partir da medição realizada ou da velocidade considerada?

  • Paulo Silva
    Da medição realizada pelo equipamento subtrai-se a margem de erro legal deste para se chegar à velocidade considerada. Por exemplo, se o limite for 60 km/h e se o equipamento registrar 68 km/h, tirando 7 km/h a velocidade considerada será 61 km/h, portanto terá havido infração.

  • Ana Paula S Cruz

    Boa noite, hoje à noite passei a 43 km/h em um radar de 40 km/h, no visor mostrou 43. Ainda tem a tolerância ou ela já foi diminuída nesse caso (43 + 7 = 50 km/h), no caso passei a 50 e foi reduzida e no visor já mostra a velocidade considerada? Estava distraída …

  • Ana Paula
    A velocidade exibida no mostrador é a real, naquele momento. Só há registro da velocidade quando ela for superior a 7 km/h em relação ao limite, no caso 48 km/l para mais (48 – 7 = 41, limite excedido, multa). Essa informação é do próprio fabricante do aparelho, a Perkons, e pode ser vista no site da empresa em http://migre.me/pJVZF.

  • Vitor

    Passei hoje a 66 km/h (no velocímetro) num radar de 60 km/h, receberei multa?

  • Vítor

    Não houve infração. Só haveria se o equipamento registrasse 68 km/h de velocidade verdadeira, cerca de 70 km/h no velocímetro.

  • Rejiane De Barros Moura

    Bom dia, recebi algumas multas por excesso de velocidade em dias diferentes, mas no mesmo local em que o permitido era 60 km/h. Gostaria de saber se está certo, qual a velocidade máxima permitida aferida para não receber multa… As velocidades aferidas que constam nas notificações são: 68 km/h, 76 km/h, 71 km/h e 70 km/h

    • Rejiane
      Para 60 km/h pode-se ir até 67 km/h que não haverá infração. Nesse seu caso, das velocidades aferidas citadas é subtraído 7 km/h para chegar às velocidades consideradas, que são de 61, 69, 64 e 63 km/h, respectivamente, portanto houve quatro infrações. Infração média, R$ 85,13 e 4 pontos na CNH cada.

      • Rejiane De Barros Moura

        Muito obrigada pelos esclarecimentos!

  • Andre

    Boa noite, Sr. Bob Sharp, recebi 3 multas, em uma o limite era de 60 km/h e estava a 75, e em outras duas a velocidade era de 80 km/h e passei em uma a 92 km/h e em outra, a 95 km/h…todas seriam multas de infração média? Obrigado

    • André
      Pelo regime, na primeira você excedeu o limite em 25%, portanto a infração é grave (média é até 20%). Na segunda multa, o limite foi ultrapassado em 33%, grave também. Mas na terceira complicou, excedeu o limite em 58%, nesse caso é infração gravíssima, gera apreensão da CNH. Mas você já recebeu as notificações de autuação? Caso tenha, qual é a Velocidade Considerada de cada uma? É esta velocidade que vale para fins de multa.

  • Daniel Richard

    Bom dia, eu passei a 46 km/h num radar de 40 km/h. Será que vou ser multado? Minha carteira é provisória ainda.

  • Daniel
    Se você tem certeza de que passou a 46 km/h, não foi multado. Para esse limite de velocidade só haverá infração se passar a 48 km/h.

  • Nilson,
    Recorrer pode-se sempre, é um direito, mas nesse caso não adiantará. Nem perca seu tempo. Infração média, R$ 85,13, 4 pontos.

  • Beatrice

    Boa Noite !! Sr Bob, o limite de velocidade era de 50 km/h, passei por uma radar fixo e vi na tela dele 72 km/h. Corro risco de perder minha CNH? Estou super preocupada porque não vi o radar contra o sol do entardecer. Desde já agradeço sua resposta.

  • Beatrice
    Não perde a CNH, o que só ocorreria se você passasse a 76 km/h (mais que 50% acima da velocidade permitida). A multa é grave, R$ 127,69 e cinco pontos na CNH.

  • Sarah

    Olá passei em um radar de 60 km/h com a velocidade de 72 km/h, Considerando que 20% da velocidade permitida seria 60+20%=72, consigo recorrer da autuação?

  • Haniz

    Boa noite, passei no radar de 60 km/h a 67 km/h. Qual é a tolerância para esta velocidade?

  • Haniz,
    É de 7 km/h, não houve infração. Até 100 km/h a tolerância é essa, 7 km/h. Acima de 100 km/h muda, é 7%.

  • Sarah,
    Recorrer de quê? Você cometeu infração média, excesso de até 20%, pois a velocidade considerada para fins de autuação é 72 – 7 = 65 km/h, apenas 8,3% de excesso. Você pode até recorrer, é um direito de todos, mas vai argumentar o que em sua defesa? O recurso certamente será indeferido e a multa, mantida. São 4 pontos na CNH e multa de R$ 85,13.

  • Francisco

    Boa noite. Não estou entendo como interpretar a minha multa. Rodoanel km 75 – Velocidade permitida 100 Km/h, passei a 110 km/h, entendo que até 20% da velocidade permitida, significa que eu não deveria ultrapassar 120 km/h, é isso ?

  • Francisco
    Olhe a tabela da matéria. Se você passa a 110 km/h (velocidade medida, VM), a velocidade considerada (VC) para ver se houve ou não infração é 102 km/h, portanto, nesse caso você ultrapassou o limite. Os tais 20% a que você se refere tem outra finalidade, que é saber se o excesso de velocidade ultrapassou ou não o limite em 20%. Se não ultrapassou a infração é média, 4 pontos e R$ 85,13 de multa. Se ultrapassou é infração grave, 5 pontos e R$ 127,69.

    • Francisco

      Obrigado pela resposta. Ficou bem claro.

  • Luis Carlos

    Ola, passei a 49 km/h num radar de 40 km/h, vou pagar multa?

  • Luis Carlos
    Você ultrapassou o limite em 2 km;h (49 – 7 = 42), cometeu infração grau médio, R$ 85,13 e 4 pontos na CNH..

    • Luis Carlos

      Como faço para pagar antes que a multa venha na minha casa?

      • Luis Carlos
        Não tem como. A guia para pagamento é a própria multa. Antes da multa chegará uma notificação para informar quem estava dirigindo. Passado o prazo, que é de 15 dias, virá a multa de fato. Recomendo você tentar conversar com o carteiro para ele lhe entregar a multa em mãos em vez de colocá-la na caixa de correio. Se você mora em prédio de apartamentos, fale com o porteiro para não entregar a multa na sua casa.

  • paulo henrique

    Será que as pessoas não conseguem entender uma tabela!? Que horror!!!!

    • Paulo Henrique,
      Eu não diria horror, mas que é muito triste.

  • Daniel Cohen

    Caramba, acabo de receber uma multa a 111 km/h em uma via (Dutra) onde é permitido 110 km/h – não posso recorrer por, sei lá, erro de calibragem?

    • Daniel Cohen
      111 km/h é a velocidade considerada (VC), você passou pelo equipamento a 119 km/h (velocidade medida, VM), pode ver na multa. Isso dá cerca de 125 km/h pelo velocímetro. Não há o que argumentar em eventual recurso que você resolva impetrar, você excedeu o limite em 1 km/h e não há tolerância.

      • Daniel Cohen

        Agradeço muito a resposta, foi elucidativa,..se bem que na multa está claro que a velocidade foi de 111 km/h. Assim que receber a cópia da multa que está na minha casa em São Paulo (estou no interior), verei como está a exata descrição e volto.

  • Daniel Cohen
    A única velocidade utilizada para lavrar a multa é a velocidade considerada (VC).

    • Daniel Cohen

      No caso em questão, não poderia contestar a calibragem do radar?

  • Tiago Souza

    Passei em um radar a 42 km/h, com máxima de 40, será que vou pagar multa?

  • Daniel Cohen
    Você pode contestar tudo, recorrer, é direito do cidadão, mas passar a 119 km/h verdadeiras,num ponto onde a velocidade máxima é 110 km/h e desconfiar do equipamento é demais, não acha?

  • Tiago Souza,
    Por favor, leia a matéria de novo. Essa recuso-me a responder.

  • Ka

    Ola Sr. Bob, o radar pegou meu pai a 140 km/h e na rodovia era permitido 110km/h. Ele irá receber multa gravíssima?

  • FABIO

    Passei no radar a 52 km/h onde o limite é 50 km/h e passei outro a 65 km/h onde o limite e 60 km/h, houve infração nos dois casos e receberei multas?

  • Fabio
    A tolerância do instrumento de medição é de 7 km/h.

  • Sabrina

    Oi Bob, boa tarde, fui fazer uma ultrapassagem em local permitido, porém a velocidade permitida era de 80 km/h e pelo que vi estava a 130 km/h, pode haver suspensão da CNH? Ou multa somente?

  • Sabrina
    Se você passou a 130 km/h lido no velocímetro sua velocidade real deveria ser cerca de 126 km/h velocidade verdadeira, o que pela tabela dá velocidade considerada (VC) de 117 km/h considerando a tolerância regulamentar. Dessa forma o excesso não foi superior em 50% (foi de 46,2%), portanto é infração grave, 5 pontos, multa de R$ 127,69, sem suspensão da CNH.

  • Rafael Moreira

    Meu caso foi na Bandeirantes. Logo depois do pedágio havia uma subida, tive que pisar e vi um carro estranho no mato, nisso eu acho que estava a 124 km/h (porque no Celta não é digital, não é?), mas tava um pouquinho acima.. Então depois do carro na pista atrás da pilastra havia um esqueleto preto lá, olhei para a minha velocidade…. Ferrou! Tirei o pé não ia frear ali. Será que na Bandeirantes é a mesma tolerância dos outros radares? Se for, vindo multa me fale que já separo o dinheiro…. Obrigado

  • Daliete Endow Yoshiy Olivares

    Boa tarde, Bob.
    Recebi minha notificação ontem, onde consta que no dia 01/05 ultrapassei a velocidade permitida de 110 km/h por 127 km/h foi considerado 118 km/h, se entendi certo isso vai dar uma infração media, multa e 4 pontos na CNH. Agora oque me preocupa é que hoje recebi outra notificação que no dia 03/05 cometi outra infração que resulta em uma infração grave com multa e 5 pontos na CNH, minha dúvida é…vou perder minha CNH por ter infringido repentinamente?
    Desde já, Agradeço.

  • Daliete
    A suspensão do direito de dirigir, por acúmulo de pontos, só ocorre se ultrapassar 20 pontos dentro de 12 meses. O fato de você ter sido autuada em pequeno intervalo de tempo não muda o critério.

  • CLAUDIO

    Boa noite, meu nome é Claudio, hoje passei em uma barreira eletrônica que era de 40 km/h e ela registrou 42 km/h. Estou preocupado, pois nunca recebi nenhuma multa. Será que vou receber, Bob?

  • alessandro

    Boa noite! Passei na lombada de 40 km/h passei a 45 km/h posso ser multado?

  • alessandro
    Se você fez a pergunta é porque acessou a matéria. A resposta está nela.

  • Claudio,
    Pelo jeito você pulou a matéria e foi direto para os comentários, ou você não faria essa pergunta. Relendo-a você terá a resposta, para essa e qualquer outra velocidade. Gastei um bom tempo elaborando a matéria para justamente orientar os leitores nessas questões de multa por excesso de velocidade.

  • Adriano Angelo

    Olá, boa noite, Li toda a matéria e por sinal está muito boa mas eis uma dúvida que aconteceu comigo. Tenho um Celta cinza, e na marginal Tietê pista expressa passei a 72 no radar fixo porém, uma Montana passou muito mais rápido porém, ao meu lado vi o flash e estou com medo de ter levado a multa junto por ser radar fixo. Poderia me ajudar.

    • Adriano Angelo,
      Não se preocupe que você não foi multado. Tanto por estar bem abaixo do limite, que é 90 km/h, quanto por a lente dos radares com câmera terem campo visual pequeno, só fotografam faixa para onde estão apontados.

  • Robert Alves

    Bob, boa tarde, por favor só me tira uma dúvida. Levei uma multa na Bandeirante e na multa está escrito assim: medição realizada 135 km/h, limite regulamentado 120 km/h, valor considerado 126 km/h. Essa é uma infração média? A minha habilitação é PPD.

  • Robert Alves
    Exceder o limite em até 20% é infração média, e você excedeu em 126 / 120 = 5%.

    • Robert Alves

      Obrigado.

  • PirikitoO Do ComplexoO

    Amigo Bob, bom dia. Me tira dúvida por favor, não estou entendendo essas contas …. Passei no radar de 90 km/h, está assim na multa: velocidade radar 90 km/h, velocidade considerada 92 km/h. No caso eu passei a 99 km./h.. Qual e a porcentagem que tem para passar? Uns falam que é 10% da velocidade ou seja posso passar até 99 km/h,. é isso?

  • Pirikito,
    Não há tolerância para velocidade. Passar 1 km/h acima já é infração. O que existe é tolerância para a medição feita pelo equipamento, tudo bem explicado na matéria “Enfrentando o inimigo com armas legais” (http://migre.me/qdVLt), complementada por esta. Até 100 km/h, o que o radar ou detector de velocidade registrar tem de subtrair 7 km/h, após isso é a velocidade que vale para ver se houve ou não infração. Você passou a 99 km/h, tirando 7 km/h dá 92 km/h, excesso de 2 km/h. Se você tivesse passado a 97 km/h, 97 menos 7 dá 90, portanto você estaria respeitando o limite. Resumindo, o que vale é a velocidade considerada.

  • Marcio

    passei a 46 km/h num radar de 30 km/h, e considerada qual infração?

  • marcio

    Boa tarde, passei numa lombada eletrônica de madrugada de velocidade máxima permitida 30 km/h a 46 km/h qual infração me enquadro?

    • Macio,
      Infração grave, 5 pontos na CNH e multa de R$ 127,69.

  • celio

    Boa noite, Bob, os policiais rodoviários com aquele radar manual, a quebra da porcentagem é a mesma? O limite de velocidade era 80 km/h eu estava a 120 km/h.

  • Celio,
    Sim, a regra é a mesma. Se você estava a 120 km/h pelo seu velocímetro sua velocidade verdadeira deveria ser 115 km/h em número aproximado. A velocidade considerada nessa caso é 107 km/h, 33,7% acima do limite.Entre 20% e 50% acima é infração grave, 5 pontos na CNH e multa de R$ 127,69.

    • celio

      Obrigado, Bob. Abraços.

      Subject: Re: Comment on TABELA DE VELOCIDADE MEDIDA E CONSIDERADA

  • Lilia

    Oi Bob. Jóia? Estava viajando na rodovia em que a velocidade máxima permitida é de 110 km/h. O valor considerado está 115 km/h e eu transitava a 120 km/h. Vale multa?

    • Lilia,

      Sim, o seu carro estava em excesso. Velocidade considerada de 111 km/h já seria infração, quanto mais 115 km/h. Mas atente bem para o que eu vou dizer. Para ser 115 km/h de velocidade considerada o carro teria de ter passado pelo detector a 124 km/h. Como você disse que estava a 120 km/h, o velocímetro do seu carro está marcando menos que a velocidade real. Você precisa mandar verificar o que está acontecendo ou será multada mais vezes. Um das causas pode ser pneus maiores em diâmetro que os originais.

  • Clarice Vilas Boas Robson Rodr

    Olá Bob. Recebi uma notificação onde a velocidade da via era de 60 km/h ,passei a 68 km/h, velocidade conciderada 61 km/h. Ultrapassei a velocidade máxima em 1 km/h. Qual é a inflação, valor da multa e pontos perdidos?

  • Clarice,
    É de suma importância ficar-se atento à regra. Existe uma tolerância legal do equipamento de medição que é de 7 km/h até 100 km/h e de 7%, acima. A velocidade para multa em caso de infração sempre é a Velocidade Considerada, que é a Velocidade Medida menos a tolerância. A tabela mostrada nesta matéria indica exatamente isso. Nesse seu caso, subtraindo a tolerância da velocidade medida dá 61 km/h, portanto infração por exceder o limite da via. Felizmente é infração média, 4 pontos na carteira e multa de R$ 85,13. A infração média é exceder o limite em até 20%. Seria a mesma infração de seu carro ter sido flagrado a 79 km/h, pois 79 – 7 = 72 km/h, que é 20% mais que 60 km/h. Recomendo ler (ou reler) a matéria “Enfrentando o inimigo com armas legais” (http://autoentusiastas.com.br/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/) .

  • André

    Bom dia tenho uma dúvida, os radares fixos digitais, mostram a velocidade medida ou já mostra a velocidade medida menos a tolerância? Tipo o radar acusou 64, esse valor era a velocidade do meu carro ou estava a 71 e ele já mostrou sem os 7 km?

  • Revelino

    Ok. Passei a 59 km/h numa lombada eletrônica de 50 km/h. Foram malditos 2 km/h excedidos! Dá para recorrer? Nessa lombada, o único cruzamento é para entrada e saída do círculo militar; coisa inútil, mesmo, só para roubar a gente!

    • Revelino
      Não vai adiantar recorrer.

  • Vinicius

    Olá boa noite!
    Passei pelo radar marcando 42 km/h
    Permitido é 40 km/h
    Estou na permissão ainda.
    Me ajuda !!

    • Vinicius,
      Sossegue. Você só seria multado se tivesse passado a 48 km/h. Leia a matéria, está tudo explicado lá.

  • Mário

    Bom dia a todos! Tenho uma dúvida e se alguém puder me ajudar ficaria muito grato!
    Fui multado por excesso de velocidade. Velocidade aferida: 63 km/h. Velocidade da via: 50 km/h. No site do Detran não foi descrita a velocidade considerada, mas conforme o artigo acima, a minha velocidade considerada foi de 56k m/h e é considerada infração média de acordo com a tabela de enquadramento infracional.
    A minha dúvida é que nunca fui multado antes por excesso de velocidade e me falaram algo sobre converter a infração leve/média em pontos na carteiras e advertência, sendo assim não precisaria haver o pagamento do valor da multa.
    Isso procede? Se sim, como devo proceder?
    Obrigado a todos!

  • fabia

    Oi, passei a 44 km/h onde o permitido era 40 km/h. De acordo com a matéria eu só seria multada caso minha velocidade fosse igual a 48 km/h ou superior?

  • Fabia
    Isso mesmo.

  • Kesya Vidal

    Olá, Bob, passei a 105 e a 102 (velocidade considerada) onde era permitido 100. Levarei multa? O que posso fazer para recorrer?

  • Portela

    Olá, eu levei uma possível multa no dia 17 de maio, pela PRF na BR-040, eu estava num comboio de carros indo para mesmo destino. Todavia a multa eu descobri hoje, nela diz exatamente isso:
    TRANSITAR EM VELOCIDADE SUPERIOR A MÁXIMA PERMITIDA

    Mas não diz a velocidade que passei nem chegou para mim.
    O que deveria fazer neste caso?

    Att.: Portela

  • Portela
    Não precisa fazer nada, pois você não foi notificado dentro do prazo legal de 30 dias. A menos que você more em endereço diferente do registrado no Detran do seu estado, em que a multa poderia ter ido para esse outro endereço..

    • Portela

      Esse veículo foi meu segundo comprado, no documento dele está apontando meu endereço atual. Não o meu antigo, isso afeta?

  • Kesya,
    Sim,.multada. Não adianta recorrer.

  • Portela,
    Não afeta. Nesse caso a PRF não enviou a autuação, se é que houve, no prazo legal de 30 dias. Se por acaso chegar, recorra alegando decurso de prazo.

  • Daniel Pinheiro

    Olá Bob. Passei numa barreira eletrônica onde o limite era 40 km/h com 47 km/h (pelo menos foi isso que acusou no painel da barreira). Serei multado? Em quanto? Posso recorrer?
    Desde já agradeço.

    • Daniel Pinheiro,
      Leia a matéria para saber se será ou não multado.

  • Guilherme Gross

    Olá Bob, tudo bem?
    Essas regras servem para o Brasil todo? Incluindo o Detran do RS? Lhe pergunto isso pelo fato de passar a 44 km/h em uma lombada onde o limite é 40 km/h e acendeu a luz laranja exibindo a velocidade. Por causa dessa luz acabei ficando em duvida se fui multado ou não. Abraço

  • mario celso oliveira

    Bom dia, Bob, quantos pontos levo se passar acima da velocidade medida pelo radar?

  • mario celso,
    De 5 a 7 pontos, depende de em quanto excedeu a velocidade máxima permitida. Para saber detalhes, leia http://autoentusiastas.com.br/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/

  • Guilherme Gross
    Sim, as regras são para todo o país. O fato de o mostrador indicar 44 km/h não significa que houve autuação. Só se fosse mostrado 48 km/h, em que subtraindo a tolerância do equipamento, 7 km/h, resultaria 41 km/h, aí sim, infração.

  • Thomas Silva

    Estava na rodovia Luiz de Queiroz sentido Piracicaba a umas 22h30. O limite era 90 km/h, passei a 100 km, levei multa, não e? Agradeço desde já.

    • Thomas,
      Dá multa se passar a 98 km/h. Se você passou a 100 km/h pelo velocímetro, sempre há erro nele, no mínimo 3% de velocidade a mais que a verdadeira. Isso daria 97,1 km/h e não haveria multa. Mas para certeza você vai precisar esperar 30 dias, que é o prazo legal para o órgão de trânsito fazer a notificação de autuação chegar às suas mãos.

  • diego

    Passei a 50 km/h num radar onde a velocidade permitida era de 40 km/h mas o painel não estava funcionando. Será que vou ser multado? Qual é o valor da multa?

    • Diego,
      Se você passou a 50 km/h indicado pelo velocímetro, isso dá em torno de 48 km/h de velocidade verdadeira, suficiente para ser multado em R$ 85,13 e ter 4 pontos na carteira. O fato do painel estar desligado não dá certeza de a sua passagem não ter sido registrada. O negócio é esperar para ver se vem a multa. O prazo legal é 30 dias.

  • Patrick Stefany

    Bob, a velocidade permitida era de 50 km/h, passei a 53 km/h, você acha que levei uma multa?

  • Patrick,
    Se você acessou a parte de comentários e fez essa pergunta, é porque você tem a matéria ao seu alcance. A resposta está no segundo parágrafo, é bem fácil.
    “Não lhes dê peixes, ensine-os a pescar”.

  • Robson Martins

    Oi, Bob, eu passei em um radar que a velocidade máxima permitida é de 80 km/h e passei a 114 km/h. Vou ser multado e vai ser suspensa minha CNH ou só vou ser multado?

  • Robson,
    Só multado em R$ 127,69 e 5 pontos na CNH, correspondente a infração grave.

  • israel

    Bob, passei a 49 km/h em uma lombada de 40 km/h e fui multado, posso recorrer?

  • Israel,
    Recorrer pode-se sempre, é um direito, mas nesse seu caso é perda de tempo.

    • israel

      Obrigado pela atenção

  • Jessica Martins

    Passei num pardal de 40 a 72, o que vai acontecer?

  • Leonardo Bernardes

    Gostaria de saber se radar fixo emite algum som ao se passar da velocidade-limite e também durante a noite se ele emite flash que e visível ao motorista?

  • Natan

    Passei num radar de 40 a 51km/h numa região perigosa da minha cidade as 23:32. Posso recorrer?

  • Leonardo Bernardes

    Gostaria também de saber em quanto tempo a notificação aparece no site do Detran, para realmente ter certeza que fui multado!

  • Natan,
    Recorrer pode-se sempre, mas no seu caso inútil.

  • Leonardo Bernardes,
    Nenhum sinal auditivo é emitido e não há mais flash nas câmeras, elas são do tipo raios infravermelhos.

  • Leonardo Bernardes,
    Não tenho idéia. Acesse todo dia para saber.

  • Allan

    Bom dia, passei agora pela manhã a uns 70 km/h a 75 km/h em um radar que era de 60 km/h. Quantos pontos levarei e qual o valor da multa ?

  • Guilherme Sousa

    Ola, boa tarde, levei uma multa no km 105 da BR-116, passei a 110 km/h, na rodovia havia placas de 110 km/h. Recebi multa dizendo que velocidade permitida é de 100 km/h e a velocidade considerada é de 102 km/h. Posso recorrer pelo menos dos pontos, pois a multa já paguei. multa dia 17/06/2015 notificação 20/07/2015?

  • Osmir Bass

    Boa tarde, Bob. Fui multado por um guarda com aquele radar manual. O limite era de 60 km/h, segundo o radar passei a 69 km/h. Essa multa é média, não é? Quanto pagarei e quantos pontos perderei na CNH? Uma observação, o guarda estava atrás do ponto de ônibus numa baixada e com curva. Posso recorrer?

  • Guilherme Sousa,

    Se você puder provar que a placa dizia 110 km/h, pode recorrer ao Conselho Estadual de Trânsito (Cetran) e ter devolvido o valor pago pela multa, além de ter os pontos de volta.

    • Guilherme Sousa

      Como eu posso provar isso? No caso multa paga, não pode filmar dirigindo, é infração.

  • Osmir Bass,
    Sim, média, R$ 85,13 e 4 pontos. Pode recorrer da armadilha, mas não adiantará.

    • Osmir Bass

      Bob, posso trocar a multa por advertência por escrito? já vi no site do Detran. Obrigado. Abraços.

      • Osmir Bass,
        Desconheço a sistemática. Você pode se informar diretamente junto ao Detran do seu estado.

  • Allan,
    Quatro pontos e R$ 85,13.

  • Guilherme Sousa,
    Você terá que ir ao local assinalado na multa, fotografar (não dirigindo, fora do carro) a placa de velocidade antes desse ponto. Essa é a sua prova.

  • Adriano Oliveira

    Olá, Bob, recebi uma multa por excesso de velocidade, sendo o limite da via 40 km/h, o radar detectou que passei a 43 km/h, recorrer seria perda de tempo?

  • Adriano Oliveira,
    Total perda de tempo.

  • Karlyson Rodrigues

    Bob, passei em uma barreira eletrônica as 23:16h que aparentemente estava desligada, não emitia luz alguma de advertência e não mostrava a velocidade aferida. Barreira de 40 km/h. Passei a 48 km/h medido e considerado foi de 41 km/h. Cabe recurso?

  • Karlyson,
    Não cabe recurso. O fato de não indicar a velocidade no mostrador não significa que o equipamento não estava medindo e registrando.

  • Darlison

    Bob passei de 45km ne um radar fixo cujo a velocidade permitida e 40 isso ira gerar multa?

    • Darlison,
      Até 47 km/h não há infração. Se passou, R$ 85,13 de multa e 4 pontos na carteira.

  • Eduardo

    Olá, hoje eu passei em um radar a 130 km/h sendo limite da via 110 km/h. Que multa vou levar e qual o valor, alguém me explica? Agradeço desde já.

  • Eduardo,
    Infração média, 4 pontos, R$ 85,13.

  • Romulogilmar

    Bob, passei em uma via de 80 km/h permitida, na velocidade de 93 km/h. Dizem que há uma média de erro de 7 km no radar móvel (pistola) e ainda 20% de tolerância da sua velocidade. Deverei realmente pagar a multa ou cabe recurso? Essas informações realmente procedem?

  • Romulogilmar,
    Leia a matéria http://autoentusiastas.com.br/2015/07/como-andar-a-velocidade-minima-e-nao-ser-multado/ e essa que você acessou para entender toda essa questão. Não existe tolerância de velocidade, só da velocidade medida pelo equipamento, 7 km/h até 100 km/h e 7% acima. Você certamente foi multado em R$ 85,13 e levará 4 pontos na carteira. Logicamente, não cabe recurso.

  • Marcos Dracena

    Recebi uma multa em uma via de 60 km/h passei a 68 km/h. Cabe recurso? E qual o valor da multa?

  • Marcos Dracena
    Nem o Papa Francisco o livrará de pagar R$ 85,13 e ter 4 pontos debitados na sua carteira de habilitação. Leia a matéria e mais esta http://autoentusiastas.com.br/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/ se quiser não ser mais multado.

    • Marcos Dracena

      Boa! (rs) Obrigado, Bob.

  • João Carlos

    Em uma via possui uma placa de velocidade máxima de 30 km/h, porém na mesma via possui uma placa de fiscalização eletrônica de 40 km/h, passei pelo radar a cerca de 60 km/h agora eu serei multado com base nos 30 km/h ou 40 km/h? E também qual será o tipo, o valor da multa e a pontuação recebida?

    • João Carlos
      Não sei dizer. Isso você só vai saber quando receber a notificação da autuação.

  • Mariana

    Olá, passei num radar móvel numa rodovia ainda agora a uns 100km/h. A velocidade era de 80km/h. Vou ser multada por infração grave ou gravíssima? Obrigada!

  • Derlan Lima

    Bob, me dá um help aqui.
    Pesquisei bastante sobre o assunto, mas as informações são confusas, um site diz uma coisa, outro diz outra. O seu post com certeza foi um dos mais explicativos, mas ainda assim fiquei na dúvida…

    Recebi hoje a carta de autuação, com os seguintes valores:
    Medição realizada: 100,00
    Valor considerado: 101,00
    Limite regulamentado: 100,00

    Cabe recurso? Se sim, como devo proceder?

    Obrigado!

  • Derlan Lima

    Bob, mandei um comentário, tentei removê-lo antes da aprovação, mas não consigui.
    Na verdade, como eu comprei essa moto há pouco tempo, não tinha notado, agora que peguei a multa realmente e vi que a multa está correta sim na questão da velocidade, a velocidade considerada foi de 101 onde o permitido era 100, e a multa é média, beleza, só que a data da autuação, a moto ainda não estava no meu nome, e não foi eu quem estava conduzindo, neste caso, como proceder?

  • Derlan Lima
    O valor da multa, tentar ser ressarcido pelo proprietário anterior. Para os pontos, informar na própria notificação quem era condutor.

  • Ariosto Neto

    Boa noite!
    Os limites de velocidade (Até 20%; entre 20% e 50%; acima 50%), são levados em consideração a velocidade Considerada ou Aferida? Por exemplo: em uma via com a velocidade máxima permitida de 110 km/h, se velocidade Aferida for 170 km/h, logo a velocidade Considerada seria 158 km. Certo? A infração seria sobre o 158 km/h (Grave) ou 170 km/h (Gravíssima)?

    Obrigado!

  • Ariosto Neto
    A infração sempre se refere à velocidade Considerada.

  • Gilberto Santos

    Passei em um radar a 106 km/h onde a velocidade era 60 km/h. Já sei que a multa é gravíssima, só preciso saber qual o seu valor

  • Gilberto Santos
    R$ 574,62 e suspensão do direito de dirigir.

    • Gilberto Santos

      Ok,
      obrigado.

  • Diego

    Quanto tempo em média (real) aparece a infração no site do Detran?

  • Lucas Augusto

    Na infração gravíssima, por excesso de velocidade, qual é o tempo de suspensão do direito dirigir? Precisa tirar a carteira do zero novamente, ou só tem que fazer só a reciclagem?

  • Lucas Augusto
    Em qualquer caso de CNH apreendida o motorista tem que fazer reciclagem, seja no caso citado, seja por ultrapassar 20 pontos em 12 meses consecutivos. Tirar carteira do zero, não.

    • Lucas Augusto

      No caso de infração com a velocidade acima de 50%, qual é o tempo de suspensão?

  • Não temos essa informação. A solução é acessar o site do Detran com freqüência, bastante fácil..

  • Lucas Augusto

    Na infração gravíssima por velocidade acima de 50%, qual é o tempo de suspensão?

    • Lucas Augusto
      Não sei informar. No site do Detran deve constar.

  • Allan Souza

    Olá Bob, sempre acompanho o Autoentusiastas mas este é meu primeiro comentário, no dia 09/07 eu estava na marginal e passei em um radar a 99 km/h, sendo que a velocidade regulamentada era 90 km/h e a considerada está como 92 km/h. Está certo isso? Por que em lombadas eletrônicas de 40 km/h eu passo a 44 km/h (10%) e não sou multado e nesse caso eu fui? Posso recorrer? Obrigado desde já.

  • Rafael

    Olá, Bob., estava 160 km/h em uma via 110 km/h porém quando avistei os policiais com radar móvel freei, dúvida: qual distância esse radar móvel alcança, pois era uma reta e no começo dela estava 160 km/h. e se eu fui multado perderei o direito de dirigir?? OBS: nunca tomei multa.Obrigado!

  • Allan Souza
    Está correto. Está tudo explicado nesta matéria e na http://autoentusiastas.com.br/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/. A lombada eletrônica, que é um detector de velocidade com um mostrador que indica a velocidade de passagem por ela, obedece ao mesmo critério na questão das velocidades medida e considerada.

  • Rafael
    Há radares hoje que lêem até 1 km de distância. Caso tenha sido multado, você só perderá o direito de dirigir se a velocidade considerada tiver sido igual ou maior que 165 km/h, equivalente a uma velocidade medida pelo radar de 177 km/h, cerca de 185 km/j pelo velocímetro. Como você disse que estava a 160 km/h, a multa será grave apenas, R$ 127,69 e 4 pontos na CNH.

  • Aline Fernanda Duarte

    Boa tarde, levei uma multa onde a via permite 82 km e estava a 89 km qual ser a pontuação e o valor dessa multa.

  • André

    É verdade que o radar “entende” a velocidade acima da velocidade real? Por exemplo: A velocidade é de 150 km/h no velocímento e radar aponta, por exemplo, 140 km/h?

  • Eduardo Alves

    Olá!
    Fui multado por excesso de velocidade, porém não foi apresentado o condutor até a data-limite. Neste caso eu estava viajando a trabalho e agora recebi uma multa de penalidade por o proprietário do veiculo não ter habilitação. Cabe recurso?

  • Valmir Petrazzini

    Olá, passei a 78 km/h num radar fixo que era de 50 km/h, porém não vi o quanto marcou no painel. De quanto será a multa?

  • sandro

    Onde posso obter a velocidade no radar da SP-70 km 39,5 oeste?

  • sandro
    No Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo ou Polícia Militar Rodoviária do Estado de São Paulo.

  • Valmir Petrazzini
    Na pior hipótese, R$ 191,54 e 7 pontos; na melhor, R$ 127,69 e 5 pontos. Mas aguarde a notificação de autuação chegar.

  • Maria

    boa tarde, fui multada no km 122 da sp 330, passei a 109 km, o limite 100 km, o considerado 101 km. Gostaria de saber qual a tolerância de até 20% que vem na descrição da multa. Qual a diferença de 100 para 101?

  • Maria
    Leia bem a multa, o 20% se refere a excesso de velocidade em até 20%, não tem nada a ver com tolerância. Passou 1 km/h que seja do limite já é infração.

  • Hiago Henrique da costa Dutra

    Oi, bom dia, passei no radar, velocidade máxima permitida era de 50 km/h, aí passei com a 60 km/h gostaria de saber de quanto é o valor da multa.

  • Cleidiana Zan

    Por favor, passei em uma via que a velocidade máxima é 60 km/h e minha velocidade foi registrada em 68 km/h. Posso recorrer dessa multa?

  • Hugo Henrique
    R$ 85,13 e 4 pontos. Mas pode ser que você não tenha cometido infração, pois todo velocímetro tem erro de indicar mais do que o real e você pode ter passado a 57 km/h, não havendo multa neste caso. É esperar um mês para ver se chega a notificação de autuação.

  • Cleidiana Zan
    Recorrer de quê? De ter sido flagrada trafegando acima do limite? Recorrer até pode, todos têm esse direito, mas garanto-lhe que será perda de tempo.

  • Joseane Garcia

    Bom dia, passei a 43 km/h em um radar que a velocidade máxima é 40 km/h. Tenho possibilidade de ser multada? Pois muitos me falam que a velocidade considerada é 48 km/h. Obrigada.

  • Juniho

    Olá boa tarde. Passei em um radar fixo onde a permitida é 70 km/h passei a 100 km/h. Qual a multa? É sujeito a suspensão da CNH? Grato.

    • Juniho
      Infração grave, 5 pontos, R$ 127,69 de multa. Não suspende a CNH. No seu próprio interesse, leia essas duas matérias, http://autoentusiastas.com.br/…e essa que você acessou para entender essa questão. Perca 10 minutos para aprender tudo a respeito de multas por excesso de velocidade e não
      ter problemas.

  • Dumont

    Olá, bom dia, Bob Sharp, passei a 70 km/h em um radar fixo onde a velocidade permitida é 60 km/h, qual a multa? E minha carteira e permissão, posso perder ela?

  • Dumont
    Infração média, 4 pontos e multa de R$ 85,13. Só há cassação da permissão ou suspensão da permissão em caso de infração grave no primeiro caso e determinadas gravíssimas, no segundo. No seu próprio interesse, leia essas duas matérias, http://autoentusiastas.com.br/…e essa que você acessou, para entender essa questão. Perca 10 minutos para aprender tudo a respeito de multas por excesso de velocidade e não
    ter problemas.

  • Alan

    Bom dia Bob, estava na mão da direita atrás de caminhão na Rod. Anhanguera ao fazer ultrapassagem cheguei a ultrapassar a velocidade máxima permitida que é de 100 km/h , passei a 110, no máximo 113 km/h, e fui talvez flagrado por um portátil manuseado pela policia rodoviária. Qual a pontuação e valor da minha multa?
    Grato

    • Alan
      Infração média, multa de R$ 85,13 e 4 pontos. No seu próprio interesse, leia essas duas matérias, http://autoentusiastas.com.br/
      e essa que você acessou, para entender essa questão. Perca 10 minutos para aprender tudo a respeito de multas por excesso de velocidade e não ter problemas futuros.

  • Daniel

    Bob, fui informado que chegou uma multa para com o carro que trabalho de transitar na velocidade superior máxima permitida de 20% em uma via de 100 km/h e a mesma consta que passei a 106 km/h. Qual infração, valor e pontuação será aplicada? A imagem não está legível, há alguma possibilidade de recurso? Desde já agradeço a atenção. Abraço

    • Daniel,
      O 20% mencionado na notificação refere-se à infração de exceder o limite de velocidade em até 20%, não em quanto você o excedeu. A infração é média, R$ 85,13 e 4 pontos. Não há a menor possibilidade de seu recurso ser deferido.

      • Daniel

        Bob,

        segue detalhes:

        Velocidade Regulamentada 100 / 80 km/h
        Velocidade Medida 113 km/h
        Velocidade Considerada 105 km/h

        Rodoanel Mario Covas SP-021 Sentido Sul km 58 Faixa I

        Realmente infração média, pena que não cabe recurso. 100 km/h e muito pouco para o rodoanel.

        Dançarei com os 4 pontos e 85,13. rsrsrs

        Muito obrigado pela atenção.

        Grande abraço

        • Daniel
          Em Buenos Aires, via semelhante, é 130 km/h. O atual limite do rodoanel é um atentado contra a inteligência do cidadão.

  • Gameplay Pi

    Fui notificado que passei a 58 km/h em uma via de 50 km/h. Porém, a descrição da infração cita que “Transitar em velocidade superior à máxima permitida para o local, medida por instrumento ou equipamento hábil, em rodovias, vias de trânsito rápido, vias arteriais e demais vias quando a velocidade for superior à máxima em até 20%. No caso eu poderia passar até com 60 km/h que estaria dentro desses 20%? Obrigado.

    • Gameplay Pi
      O que está escrito apenas descreve a infração cometida, infração média, R$ 85,13 e 4 pontos. No seu próprio interesse, procure ler esta matéria e também a http://autoentusiastas.com.br/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/ para entender essa questão e evitar ser multado por excesso de velocidade. Depois de ler você vai entender por que passou a 58 km/h e foi multado pela velocidade de 51 km/h. Você poderia ter sido medido a 67 km/h que infração seria a mesma, mas se fosse 68 km/h (velocidade considerada 61 km/h) seria infração por trafegar acima de 20% e até 50% da velocidade máxima, neste caso infração grave, R$ 127,69 e 5 pontos. Perca 10 minutos e leia essas duas matérias, elas foram escritas para o leitores se defenderem.

  • uellton

    boa noite bob passei em um radar a 79 ele marca 40 qual a multa e minha cnh posso pede ela

  • Uellton Lima Dos Santos

    Fui notificado em um radar que marca 40 km/h e passei a 79 km/h. Qual o valor da multa e minha CNH, posso perder?

    • Uelton Lima dos Santos
      Conte exatamente o que aconteceu, pois radares não notificam, quem o faz é é a autoridade de trânsito sobre a via.

  • Cassio Gomes

    Bob, fui multado em 7 pontos na carteira multa gravíssima, estava a 140 em uma pista de 80 km/h. Terei que fazer reciclagem?

  • Cassio Gomes

    Bob, fui multado com uma multa gravissima 7 pontos, eu estava a 140 em uma pista de 80, terei que fazer reciclagem?

    • Cassio Gomes
      Sem dúvida que terá, você ultrapassou o limite em mais de 50%. No seu próprio interesse, procure ler esta matéria e também a http://autoentusiastas.com.br/… para entender essa questão e evitar ser multado por excesso de velocidade.

  • Antonio Pereira

    Boa tarde Bob, eu estava numa rodovia na qual encontro um postinho da Polícia Rodoviária Federal, eu sei que deve reduzir a velocidade para 40 km/h, só que sem querer acelerei um pouco e o velocímetro ficou marcando 43 para 44 km/h. Não vi radar, mas para minha prevenção, mesmo se tiver radar e marcar essa velocidade serei multado?

  • rodrigo

    Oi Bob, aqui em Belo Horizonte, na MG-040, num radar onde o limite é 70 km/h passei a 85 km/h. Quantos pontos e o valor da multa?

    • Rodrigo
      Quatro pontos e R$ 85,13.

  • Cid Pacheco

    Bob, em uma via de 80 km/h, fiz uma ultrapassagem onde alcancei 105 km/h, conforme notificação da PRF. Só que durante uma ultrapassagem em uma rodovia não dá para ficar olhando o velocímetro, mas sim, nos preocupamos com o próprio ato da ultrapassagem, retornando aos 80 km/h depois. Pergunto: está certo essa multa? Tenho como recorrer? Inclusive na foto sai o caminhão que ultrapassei. Um abraço.

    • Cid Pacheco
      À luz da razão isso nunca poderia ser considerado infração, mas na lógica animalesca dos nossos inimigos – autoridades e agentes de transito – é. Nem adianta recorrer, vão dar gargalhadas ao ler seu recurso.

  • Gilmar de Vargas

    Bob, fui multado duas vezes em datas diferentes nos km 102 e 115 da BR-101/RJ por velocidade acima da permitida em 20%. Porém passei nesses locais e não existe nem placa e tampouco radar no local. Não estou conseguindo entender as multas. Pode me explicar?

    • Gilmar,
      Diga exatamente o que consta das multas, como velocidade permitida, velocidade medida e velocidade considerada, e número do equipamento de medição.

  • Rodrigo Macedo
    • Rodrigo
      Não há limite para autuação por exceder o limite de velocidade dentro do mesmo período (24 horas). Desse modo, não há o que recorrer contra, inexiste argumento.

  • Marcus Vinícius

    Boa tarde, Bob!
    Qual a pontuação por avançar o sinal vermelho? Causa suspensão?
    Obrigado!

    • Marcus Vinicius
      Infração gravíssima, 7 pontos e multa de R$ 191,54, mas não causa suspensão da CNH..

  • Motocida

    Em uma lombada eletrônica de 40 km/h, se passar a 44 km/h gera multa?

    • Motocida
      Pode passar a até 47 km/h que não leva.

  • Silvio

    Bob…
    Sobre o prazo de 30 dias para a notificação…
    São 30 dias para recebermos a notificação em casa?
    Se eu levar uma multa, por exemplo, dia 26/07 e ela chegar no dia 29/08, é válida?

    • Silvio
      O órgão autuador tem até 30 dias para fazer a multa chegar em suas mãos. Passou disso é automaticamente cancelada.

  • Diego Vinícius

    Se a notificação for expedida dentro dos 30 dias, porém chegou em casa após os 30 dias. Essa multa é válida?
    Obs: Multa por excesso de velocidade.

    • Diego Vinicius
      Não é válida, essa e qualquer multa.

  • Filipe Cavalcanti

    Pessoal, fui a Itanhaém nesse final de semana, e por falta de atenção minha, fui a 110 km/h na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega onde a mesma indica 80 km/h, lá deve haver muitos radares, devo ter tomado multa em quase todos. Será que há alguma forma de recorrer?

    • Filipe Cavalcanti
      O único jeito é você informar ao órgão autuador que não era você o
      motorista, indicando outra pessoa. A notificação de multa tem um campo
      para isso com instruções. Não cabe recurso.

  • kleiton

    Bob, passei a 56 km/h em um radar de 40 km/h, faltam 2 meses para retirar a minha CNH definitiva, o que posso fazer para poder retirar a CNH sem problemas? Transferência? Recorrer? Qual a melhor saída?

    • kleiton
      Não há nada que você possa fazer em questão de recurso. Transferência não adianta porque hoje o registro de carteira de habilitação é nacional. O único jeito é você informar ao órgão autuador que não era você o motorista, indicando outra pessoa. A notificação de multa tem um campo para isso com instruções.

      • kleiton

        Bob, muito obrigada.

  • José Clebeval Santos

    Bob.. Quando a foto do radar a placa do carro… nem o próprio modelo do carro da para ser identificado, tem como recorrer??

    • José Clebeval Santos
      Fotos não mentem. Recorrer de quê? A menos que se levante a questão de se tratar de placa clonada, mas aí é um processo longo cujos passos desconheço.

  • Diego Vinícius

    Se a notificação, mesmo que emitida dentro dos 30 dias, chegar após esses 30 dias, cabe recurso?
    E se for o caso, por exemplo, do correio em greve?

    • Diego Vinicius
      O problema de a multa não chegar não é seu, portanto o “prejuízo” é para o órgão autuador.

  • rudimar

    Se passei a 80 km/h no pardal que é 50 km/h, qual será minha multa?

  • Lucas

    Bob.

    Qual o prazo para a indicação de condutor? É contado à partir da data do recebimento da notificação?

    • Lucas
      O prazo está indicado na notificação. Está tudo lá.

  • Maria Gracinilda

    Fui multada 3 vezes: a velocidade limite era 60 km/h passei a 70, 68 e 70 km/h, tem como recorrer?

    • Maria Gracinilda
      Tem, mas não vai adiantar nada. Você não tem o que alegar em seu recurso.

      • Maria Gracinilda

        Mas passou dos 20%?

        • Maria Gracinilda
          Os 20% não têm nada a ver com recurso. Você me perguntou e respondi, ora.

          • Maria Gracinilda

            Ah tá, desculpe, vou reformular a pergunta.
            eu ultrapassei os 20%?

          • Maria Gracinilda
            60 km/h + 20% = 72 km/h.

  • Davi

    A multa chegou em minha casa 38 dias depois da infração. É devida? O que eu faço?

    • Davi
      Você tem o direito de recorrer, argumentando que o prazo de recebimento de 30 dias, segundo estabelecido pelo Contran, foi excedido.

  • Davi

    Não sei se me expressei bem…foi a 1° NOTIFICAÇÃO que chegou em casa 38 dias depois do cometimento da infração. É devida mesmo?

  • Flávia

    É verdade que os velocímetros marcam sempre velocidade à mais do real? De quanto é a diferença?

    • Flávia
      De fato, entre 3% e 5%, mas não há certeza desses porcentuais de erro. A menos que você conheça o erro nas velocidades normalmente utilizadas por você, por segurança para evitar multas considere a velocidade lida como verdadeira.

  • Beatriz Paulino

    Bob Boa Noite, por curiosidade entrei no site do Detran pra ter uma ideia de quanto pagaria do valor de IPVA do meu veiculo, pois ele é novo 2014 e na hora da consulta apareceu uma multa que me esposo tomou, era 80 km/h ele estava a 88 km/h. Li comentários abaixo e entendi sobre os 20% a data da multa é dia 10/05/15 mas eu não recebi nada em casa até hoje e essa multa consta nas consultas, o que devo fazer sendo que ela tinha que ter chego em minha residência com 30 dias? Qual providencia tenho que tomar?

    • Beatriz
      Recorrer ao Detran alegando nunca ter recebido a notificação dessa multa e por isso pede seu cancelamento.

  • Douglas

    Boa noite Bob, passei em um radar fixo do DER no qual o limite regulamentado 40km/h, minha velocidade realizada foi de 74 km/h e o valor considerado foi de 67 km/h, e fui notificado na infração em transitar a velocidade superior a máxima permitida em mais de 50%, 7 pontos, vou ter minha CNH suspensa, o que devo fazer obrigado.

    • Boa noite, Douglas. O processo administrativo nesse caso é feito pelo Detran do seu estado (São Paulo?). É aguardar carta do órgão solicitando você entregar a carteira, o que você tem 15 dias para fazer e, ao mesmo tempo, se desejar, apresentar uma defesa. Aí valerá muito se você não tiver outras infrações, alegar ser motorista cumpridor do Código e dizer que se distraiu e que por isso pede que suspensão da CNH seja relevada. É por aí.

  • Brenda Bruna

    Prezado Bob, bom dia!

    Solicito-lhe a gentileza de me prestar alguns esclarecimentos com relação à possibilidade de apresentação de um recurso, pois recebi uma
    notificação de multa por excesso de velocidade.

    Bom, o caso é o seguinte: transitava em uma via em que a velocidade máxima permitida era de 60 km/h e fui multada com velocidade aferida de 69 km/h, sendo que a velocidade considerada foi de 62 km/h. Assim sendo, entendo que estava dentro do limite de 5% da velocidade regulamentar para o
    local, já que 5% de 60 é 63.

    Diante do exposto, indago-lhe se posso recorrer com essa justificativa.
    Desde já obrigada.
    Atenciosamente,
    Brenda

    • Brenda,
      O limite de velocidade não tem tolerância. Esta existe apenas para a medição pelo equipamento, qualquer que seja, que é de 7 km/h até a velocidade de 100 km/h e de 7%, acima disso. Note que você passou a 69 km/h que, subtraídos 7 km/h, resultou na velocidade considerada de 62 km/h, portanto o processamento da autuação está correto, você excedeu o limite em 2 km/h. O que você imagina de limite de 5% para a velocidade regulamentar não procede, portanto não pode ser usado como argumento de defesa em recurso. Recomendo reler esta matéria e também a http://autoentusiastas.com.br/ para você saber como evitar ser multada por excesso de velocidade.

  • Fábio Monteiro Buffi

    Boa noite,

    Há um radar na cidade de Uberaba, mais precisamente na rodovia (considerada perímetro urbano no local) em que a máxima permitida é de 50 km/h. No entanto hoje, por falta de atenção, passei a 89 km/h (foi o que apareceu no radar). Tenho 20 anos, estou com a minha CNH definitiva há menos de 1 ano e nunca tomei multa. Li que a multa para esse tipo de infração ultrapassa os R$ 500,00 e, além disso, acarreta na suspensão da CNH. Procede? É muita safadeza um local como este, onde normalmente se transita a velocidade de rodovia, colocarem um limite tão baixo. Existem diversas reportagens criticando o radar citado…

    https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=0CB4QFjAAahUKEwjFwOT6xOjHAhVCkJAKHQMsA7k&url=http%3A%2F%2Fg1.globo.com%2Fminas-gerais%2Ftriangulo-mineiro%2Fnoticia%2F2014%2F01%2Flimite-de-50-kmh-em-radar-na-br-050-em-uberaba-e-alvo-de-reclamacoes.html&usg=AFQjCNGf0kcEmHsv0zeGNQYgO-r3d40uBw&sig2=PFe8ZS5KdrLVsYVBD9hZIQ

    • Fábio Monteiro Buffi
      Se você verificar a Tabela de Enquadramento Infracional acima, verá que para velocidade regulamentada 50 km/h, velocidade considerada igual ou superior a 76 km/h é infração gravíssima, levando à suspensão da CNH e a multa é peso 3, R$ 574,62. Safadeza? Eu digo que é crime.

  • Ariosto Neto

    Bob! Boa tarde!

    Trocar de faixa no pedágio acarreta multa?

    • Ariosto Neto
      Se na troca de faixa o carro transpuser a linha branca contínua, é infração, dá multa. Você foi multado?

      • Ariosto Neto

        Qual é o tipo da infração? Quantos pontos? Há notificação antes da multa? Nesse caso, há possibilidade de indicação de condutor?

        • Ariosto Neto

          Do CTB:

          Art. 185. Quando o veículo estiver em movimento, deixar de conservá-lo:
          – na faixa a ele destinada pela sinalização de regulamentação, exceto em situações de emergência; (Vale este inciso no seu caso)
          II – nas faixas da direita, os veículos lentos e de maior porte:
          Infração – média; 4 pontos
          Penalidade – multa de R$ 85,13
          Toda multa, sem exceção, é precedida de notificação, na qual há campo para indicar o condutor se diferente do proprietário do veículo, havendo prazo de 15 dias para isso. Perdido o prazo ou não indicando, os pontos vão para o proprietário. A multar a pagar, sempre para o dono do carro.

  • Abrahm Madi

    Levei uma multa, velocidade de 120 km/h permitida passei a 130 km/h fazendo a conta dos 7% a velocidade considerada é de 120,9 km/h, considerando assim que estou dentro do limite de velocidade da via. a matemática é uma só não existe uma lei que diz que tem que ser arredondado o resultado, certo. No caso cabe eu recorrer da multa?

    • Abraham Madi
      O arredondamento é matemático; veja na tabela acima (a maior) que para 130 km/h de velocidade medida, a velocidade considerada é 121 km/h. Essa tabela foi compilada pelo Contran e é a que vale. Recorrer você até pode, mas garanto-lhe que será perda de tempo. Dentro das regras, você excedeu o limite em 1 km/h.

  • Ana Paula

    Oi. Eu gostaria de saber se após os sensores no chão do radar fixo ainda é possível levar multa. Se sim, depois de passar pelos sensores eu sem querer acelerei e cheguei em 53 km/h. O radar da via é de 50 km/h. Quais as chances de eu levar multa? Obrigada.

    • Ana Paula,
      Se você lesse essa matéria não faria essa pergunta. Por favor, em seu próprio benefício, leia-a.

  • Thiago

    A lombada eletrônica era de 50 km/h e passei a 56 km/h. Levo multa? Sou novo, não conheço muito, me ajude.

    • Thiago
      Por você ser novo e não conhecer o assunto, vou ajudá-lo. Mas não “dando-lhe peixe”, mas ensinando-lhe a pescar. Leia esta matéria através da qual você mandou este comentário para entender toda essa questão e se proteger de multas por excesso de velocidade na sua vida ao volante.

  • Alex

    Chegou a notificação 37 dias depois da infração. Atraso do correio!
    Ela não é válida, não é! Qual o procedimento para recorrer? O que alego? É possível ser deferido?

    • Alex
      Obtenha a prova junto ao Correio que a notificação foi entregue em tal dia, fora de prazo, e recorra com essa alegação, que ultrapassou os 30 dias. Quanto a ser deferido, não sei dizer.

  • Wanderson Lamberti

    Passei em um radar de 40 passei 42 vai chegar a multa?

    • Leia a matéria e você terá a resposta.

  • Orozimbo Luís

    Bob!

    Estava em meio uma via reta. Parei para um pedestre passar sobre a faixa e ele acenou que não ia passar. Quando passei, o pedestre saiu na frente do meu carro! Havia um guarda perto e anotou a placa. Não houve abordagem.
    Nesse caso, embora o erro não tenha sido meu, qual é a multa? Há possibilidade de indicação de condutor?

    • Orozimbo,
      Você devia ter parado e perguntado ao guarda se ele encaminharia a placa anotada para autuação, procurando argumentar a respeito do ocorrido. Mas se houver, será infração ao Art. 214 do CTB, gravíssima, 7 pontos e multa de R$ 191,54. Toda notificação, sem exceção, é enviada ao proprietário do veículo para indicação de condutor caso não seja o próprio.

      • Orozimbo

        Isso causa suspensão de CNH? Ou não?

        • Orozimbo
          Se causasse eu teria lhe informado.

          • Orozimbo

            Chegando a multa, como posso recorrer se não houver foto ou filmagem? Até porque, o erro não foi meu.
            Usando o raciocínio do colega acima, isso poderia de enquadrar no Art. 170, ou, para isso teria de haver abordagem?

          • Orozimbo
            Não é necessária abordagem para lavrar um auto de infração.

          • Robson Nascimento

            Você como um cara estudado e inteligente deve ter um pouco mais de paciência com seus leitores, paciência ainda é sinal de inteligência.

          • Robson,
            Paciência eu tenho, e muita, basta você ler as incontáveis respostas que venho dando sobre esse tema. Só que ela tem limite..No caso em questão, se tive o cuidado de dar todas as informações e orientação ao leitor, a pergunta posterior dele era totalmente desnecessária. É o “ensinar a pescar em vez de dar peixe.”

  • Julio Cesar

    Bob, boa tarde…
    Em que situação se encaixa o Art. 170 do CTB, “Dirigir ameaçando os pedestres ou demais veículos.”?
    Há um caso mais específico, por exemplo?

    • Julio César
      Toda e qualquer atitude ao volante que represente tal ameaça. Por exemplo, numa faixa de pedestres com estes atravessando, se aproximar rápido e frear com tudo, em cima. É uma ameaça.

      • Julio Cesar

        Bob…
        Para a autuação, sem abordagem, é necessário foto?

  • Rosy

    Bob,

    Afinal, Guardas Municipais podem ou não autuar?

    • Rosy
      Eles não autuam, apenas registram infrações, tanto quanto os terceirizados que operam os radares estáticos (sobre tripé). De posse da foto, a autoridade sobre a via emite o auto de infração.

      • Rosy

        Se eles anotarem a minha placa, por exemplo, mas não há foto…essa notificação é válida?

  • Isaac Kelwin

    boa noite

    já li e Reli a mateira e não entendi a tabela muito bem eu passei no Radar
    ( pardal) no qual o limite da via era de 60 e o radar marcou 64 km nesse caso serei multado com uma infração leve ?

    • “Apenas recapitulando, as medições de velocidade devem obrigatoriamente considerar margem de erro de 7 km/h até 100 km/h e 7%, acima. Na tabela há alguns casos de valores de velocidade considerada iguais: isso se deve a arredondamento de cálculo.” Quanto é 60 + 7?

      • Isaac Kelwin

        Ok, fico grato, boa noite

    • Isaac,
      Não será multado. 64 km/h é a velocidade medida, subtraindo 7 km/h dá velocidade considerada de 57 km/h, portanto abaixo do limite.

  • valdiner pereira de souza

    Passem em um radar que era mínima de 50 km/h e controlado 51 passei a 58 km/h isso gera multa e perda de pontos na carteira.

  • Letícia

    Qual é a pontuação e o valor da multa por fechar o cruzamento?

    • Letícia
      Infração grave, 5 pontos e multa de R$ 127,69.

      • Leticia

        Qual o art da CTB?

        • Letiícia
          Art. 182 Inciso VII, infração média, multa de R$ 85,13 e 4 pontos. O que informei antes refere-se a estacionar e inclui remoção.

  • Samanthe

    Bob…

    Como funciona a suspensão da CNH por velocidade acima de 50%? O comunicado de suspensão vem junto com a notificação?
    Sempre há suspensão nesse caso? Acontece de não vir a suspensão?

    • Samanthe,
      Quem eu soube de ter tido a carteira suspensa recebeu carta do Detran solicitando entregá-la ao órgão. Quanto à notificação, não sei vem junto ou não. Acho que são coisas diferentes. Também não sei se sempre há suspensão, mas se ela não ocorrer pode-se dirigir como se nada tivesse acontecido.

  • Caroline Bertin

    Bom dia.
    Se eu passei a 52 km/h numa lombada de 50 km/h vou ser multada ou existe uma porcentagem, ex: 10%?

    • Caroline Bertin
      “Não lhes dê peixe, ensine-os a pescar.” Por favor, para resposta e em seu próprio benefício nesses casos de infração por excesso de velocidade, leia a matéria.

  • Luzia Mara

    Bob!

    Há algum tipo de infração que os pontos vão para o direto para o proprietário do veículo e não podem ser transferidas?

    • Luzia Mara,
      Não; o motorista tem sempre que ser identificado. Se o proprietário não indicar nenhum, os pontos vão para ele/ela.

  • Lívia Maria

    Na lei, qual é o prazo para a indicação do condutor?

    • Lívia Maria
      Essa informação consta da notificação de autuação.

  • Maike Alves

    Passei a 79 km/h em uma lombada eletrônica de 50 km/h. Quanto vou pagar de multa?

    • Maike,
      Velocidade considerada 72 km/h, infração grave, 5 pontos e R$ 127,69.

    • leandro

      89,00

      • Daniel oliveira

        Boa tarde Bob, passei no radar de 40 km/h a 52 km/h. Qual infração será?

        • Daniel,
          Infração média, R$ 85,13 e 4 ´pontos. Se tivesse passado a até 47 km/h não haveria infração.

  • Luciane Buffleben

    Olá, passei numa lombada com velocidade permitida 40 km/h e eu passei a 76, qual seria a punição?

    • Luciane Buffleben
      Suspensão do direito de dirigir e multa de R$ 574,62.

  • Luciane Buffleben

    Quanto tempo para saber e receber as notificações de multa e reciclagem?

    • Luciane Buffleben
      Notificação de infração, em até 30 dias; reciclagem, não sei.

  • Camila

    Estava numa rodovia a aprox 90 km/h numa via de 60 km/h. Após uma ladeira estava a RF. Aprox uns 300 ou 400 m antes de passar por eles eu pisei no freio e passei na frente deles a 55 km/h, porém sei que eles me pegaram antes quando ainda estava acima do limite. Gostaria de saber há quantos metros eles detectam minha velocidade. E sobre a possibilidade de perda da carteira.

    Gostaria de saber também com quantos dias uma multa desse entra no sistema? Pois já estou preocupada com essa situação.

    Agradeço desde já.

    • Camila,
      Se os policiais estivessem com um radar portátil de última geração teriam pegado você até 1 km antes e teriam dado ordem de parar ao chegar a eles. Se não deram a ordem é porque não a flagraram. Por que você tem certeza de que a pegaram? Você só perde a carteira se tiver passado pelo radar a 98 km/h, em qua a velocidade considerada para definir se estava em excesso ou não é 91 km/h (excesso sim, acima de 50% da máxima, infração gravíssima, perda da carteira), Em quantos dias a multa entra no sistema, não tenho a menor idéia. Por que você não relaxa e espera a multa chegar, se é que foi multada?

      • Camila

        Tem toda razão. Muito obrigada pelas dicas. Mais uma coisa gostaria de parabenizar você pelo trabalho no blog. Ótimo para esclarecer dúvidas e ajudar as pessoas que se encontram nessa situação.

  • DEOLMIR

    Passei a 125 km/h por um radar estático onde o limite era 80 km/h. Quanto vai me custar?

    • Deolmir
      Infração grave, R$ 127,69 e 4 pontos na CNH.

  • Greice

    Olá.
    Passei numa lombada eletrônica que registrou 81 km/h, onde a velocidade permitida era 50 km/h. Vai caracterizar infração gravíssima com perda da carteira?

    • Greice,
      Recomendo que você perca 10 minutos e leia a matéria para evitar multas por excesso de velocidade. Nesse caso, para ter a CNH suspensa a velocidade considerada teria de ser 76 km/h, mas como foi registrado 81 km/h, subtraindo 7 km/h da tolerância legal do equipamento dá 74 km/h. Fica só a infração grave, multa de R$ 127,69 e perda de 5 pontos na CNH.

  • Valter

    Bob, boa tarde!

    Se a notificação chega em casa com a data para a indicação do condutor vencida, o que eu faço?

    • Valter,
      Recorra órgão autuador que consta da notificação, há instruções lá, alegando recebimento fora do prazo regulamentar de 30 dias, portanto não tendo como indicar condutor.

      • Valter

        Geralmente o prazo para a indicação do condutor é de 30 dias após o acontecimento da infração?

  • anderson

    Bob, boa tarde, passei a 90 km/h em um radar de 60 km/h, o que vou receber de multa?

    • Anderson,
      Multa de R$ 127,69, 5 pontos na CNH, infração grave. A Velocidade Considerada para Velocidade Medida de 90 km/h é 83 km/h. Seria a mesma infração se você tivesse passado a até 97 km/h. Fique atento principalmente nas velocidades baixas como há muito hoje, pois o risco de cometer infração gravíssima é alto. Se nesse caso de 60 km/h você tivesse passado a 98 km/h, a sua CNH seria suspensa e a multa seria de R$ 574,62. Analogamente, quando o limite é 40 km/h, passar a 68 km/h a carteira é suspensa, além dessa mesma multa.

      • Gustavo73

        O pessoal pensa só nas altas velocidades. Mas justamente nas baixas é que uma distração pode causar um estrago. Levando em conta como são feitas as leis aqui.

  • Vinicius Arruda

    Limite 110 km/h, passei a 125 km/h, levo multa? Era radar móvel, estava naqueles postes de informação.

    • Vinicius Arruda
      Para 125 km/h a Velocidade Considerada é 116 km/h, portanto houve infração média, multa de R$ 85,13 e 4 pontos na CNH. Não haveria infração se você tivesse passado a até 118 km/h, em que a Velocidade Considerada é 110 km/h. Lembro que no caso de rodovias de 120 km/h de limite você ir até 129 km/h sem incorrer em infração de excesso de velocidade.

  • ricardo

    Bom dia, minha esposa recebeu uma multa num radar na avenida de 40 km/h e ela passou a 48 km/h. Tenho algum argumento com a margem de erro para cancelar a multa?

    • Ricardo,
      Nada a fazer. Se em vez de 48 km/h ela tivesse passado a 47 km/h, não haveria infração (47 – 7 = 40).

      • ricardo

        Mesmo sendo assim. Limite permitido 40 km
        medição realizada 48 km
        velocidade considerada 41 km
        data da aferição do equipamento 02/04/15
        então não consigo argumento pela velocidade ou a aferição do equipamento?
        obrigado.

        • Ricardo,
          É inútil recorrer, não existe nenhum argumento para defesa.

  • norberto duarte

    Bob, passei num radar a 72 km/h num lugar que o permitido é 70 km e a minha CNH é provisória. O que devo fazer para não perder minha CNH?

    • Norberto,
      Você pode ter uma infração média, como essa, no período de um ano, que não perde a carteira. Se tiver duas, aí complica, perde mesmo.

  • Carolina Prado

    A velocidade da via era 40 km/h, a velocidade medida foi de 49, mas a considerada foi de 42. Porém a multa está “transitar em velocidade superior a máxima permitida em 20%” configurando a multa em grave. Esta certo isso? Não deveria ser média?

    • Carolina,
      Tem certeza de que o que consta da notificação não é “Transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%”? Essa infração é média, não grave. Está escrito grave?

  • Salomão Marques

    Olá, Passei em um radar a 60 km/h em um lugar em que é permitido 50 km/h Levei multa? De quanto será? Vai ser média ou grave?

    • Salomão,
      Não tenho como saber se você foi ou não multado. Caso tenha sido, será por infração média, 4 pontos e multa de R$ 85,13. Recomendo ler a matéria para evitar ser multado.

  • Amanda

    Passei em uma que era de 30 km/h a 35 km/h, gostaria de saber se perderei pontos da carteira, alguém sabe?

    • Amanda,
      Até 37 km/h não há infração, portanto nem perda de pontos, nem multa. Leia a matéria para aprender a lidar com esse assunto, evitar problemas para você e não precisar fazer perguntas desse tipo de novo..

  • Ana Lee

    Bob!

    Quando for radar fixo, tem que haver placas de sinalização de fiscalização eletrônica?
    Em um radar que consta placa somente de fiscalização de semáforo, pode multar por velocidade?

    • Ana Lee,
      Resolução do Contran de quatro anos atrás extinguiu a obrigação de aviso de equipamento eletrônico de medição de velocidade de qualquer tipo, seja fixo (“pardal”), estático (armado sobre tripé), portátil (“pistola”) ou móvel (a bordo de veículo policial medindo diferença de velocidade, mas raramente usado no Brasil). Mas mesmo essa sinalização não sendo mais obrigatória, ainda existe bastante. O que não é mais permitido, embora sistematicamente desrespeitado pelas autoridades de trânsito, é o equipamento escondido, como se vê, por exemplo, nas pontes e viadutos, não visíveis para quem deles se aproxime. Os equipamentos de fiscalização de semáforo podem registrar velocidade para aplicação de multa..

  • Romario

    Olá. passei num radar a 140-142 km/h que era de 110, qual a multa?

    • Romario,
      Infração grave, 5 pontos na CNH e multa de R$ 127,69.

      • Romario

        A moto está no nome de outra pessoa, dá trabalho passar a multa para mim?

        • Romario,

          Não é possível transferir a responsabilidade pelo pagamento da multa, só cabendo ao proprietário informar na própria notificação quem era o motorista, isso para não ser penalizado em pontos na CNH. Ele terá de pagar a multa e você poderá ressarci-lo.

  • Bruno Taschetto

    Olá, passei em um pardal a 113 km/h e ele era de 50 km/h, mas não havia nenhuma placa indicando o pardal, tentei escapar pelo acostamento ainda, mas marcou igual, como posso recorrer?

    • Bruno Taschettto,
      Há mais de quatro não é obrigatório placa de aviso de existência de equipamento de medição de velocidade.
      Essa infração é gravíssima, 7 pontos, R$ 574,62 e certamente sua CNH será suspensa. Não há base para recurso.

      • Bruno Taschetto

        E precisarei fazer uma reciclagem ou fazer novamente a carteira? E na hora que eu passei pelo pardal eu estava pelo acostamento, muda alguma coisa?

  • Juliano Paixão

    O limite era 40 km/h passei a 84 km/h pelo radar. Pelo amor de deus não fale que a carteira será suspensa.

    • Juliano Paixão,
      Nessa nem Ele pode ajudá-lo, sua carteira será suspensa. Só não seria se você passasse a até 67 km/h.

      • Aline

        Bob
        Acho q passei numa lombada eletronica a 79km/h sendo que é permitido 30km/h, qual sera o valor da multa e quantos pontos vou perder?
        Ja entrei no site do dentran para verificar, pois nao tenho certeza mas nao aparece nada. E no detran diz que trm uma autuação!!

  • Issabelle Garcia

    O limite era 50 km/h passei a 54 km/h pelo radar Eletronico.Na hora que

    passei apitou sera que levei multa?

  • Vanderson Fogaça

    Olá, num trecho da BR a velocidade máxima permitida é de 80 km/h e veio uma multa leve para mim por ter passado a 89 km/h, está certo isso?

    • Vanderson,
      Está certo, sua velocidade considerada é 82 km/h, portanto velocidade acima do permitido. Mas a multa não é leve, e sim média, R$ 85,13 e 4 pontos.

  • Carlos Henrique

    Olá, existia um radar eletrônico na CE 282 que o limite era de 60 km/h, após uma reforma na CE retiraram o de 60 e colocaram um de 40 km/h, só que não foi colocado placa e o mesmo não conta na lista dos equipamentos do Detran, será que posso recorrer?

    • Carlos Henrique,
      Se na multa constar velocidade regulamentada 40 km/h e não houver placa indicando-o, você pode e deve recorrer. Temo apenas que seja difícil comprovar que era 60 km/h e havia placa e agora que é 40, não hã mais.

  • Rafael Pereira

    Boa noite, gostaria de tirar uma dúvida, fui autuado com 4 infrações, duas médias e 2 gravíssimas, gostaria de saber se isto me faz perder a minha CNH, acabei de incluir a categoria A nela.

    • Rafael,
      Se as quatro infrações foram cometidas dentro do período de 12 meses, perde, pois 4 + 4 + 7 + 7 = 22 pontos. O que vale é chegar 20 pontos dentro do intervalo de tempo de um ano.

  • Luciana

    Mesmo para os radares estáticos, é obrigatório que eles estejam visíveis?

  • Bruno Passos

    Bob, eu li a matéria quando de sua publicação, porém volto aqui para deixar minha indignação.
    Na data 13/10/2015 estive trafegando pela Rodovia Álvaro Barbosa Lima Netto (SPA 133-062), e ao passar pela lombada eletrônica, que fiscaliza a velocidade máxima de 50 Km/h da via, mesmo estando a 40 Km/h indicados no velocímetro do meu carro (32 Km/h no GPS), o painel eletrônico indicou a velocidade de 51 Km/h. Verifiquei que todos os carros que observei por um instante, ao passarem pelo dispositivo tiveram velocidades superiores à máxima permitida.
    Realizei uma reclamação ao DER SP, porém hoje me foi respondido que o equipamento encontra-se calibrado e aferindo corretamente a velocidade!!! Sim, hoje ele está medindo corretamente a velocidade mas naquela data não estava. Conforme a matéria, a velocidade considerada para o meu caso ainda ficará abaixo da máxima permitida e portanto não serei multado. Porém imagine quantos radares devem estar descalibrados atualmente, sendo que muitos deles não possuem o tal painel de indicação da velocidade aferida, o que fará com que muito motoristas possam ser multados sem na verdade terem cometido uma infração e, certamente, irão pagar tais multas acreditando sem sequer duvidar que não excederam qualquer limite de velocidade. Lamentável isso…

    • Bruno Passos
      É a patifaria oficial exacerbada. Nauseante.

      • Bruno Passos

        Caro Bob, me desculpe a pergunta, pode ter a resposta mais óbvia, mas uma informação que me foi passada por uma funcionária do DER SP por telefone me deixou em dúvida. Aquela velocidade indicada no painel luminoso seria a velocidade medida, correto? Daquela velocidade seria tirado o valor constante na matéria para então ser obtida a velocidade considerada? Faço a pergunta pois me foi informado que “talvez” (isso mesmo, talvez!!) aquela fosse já a velocidade considerada.

        • Bruno Passos
          A velocidade mostrada é a medida, jamais a considerada. Pense num lombada eletrônica de 40 km/h: passar a essa velocidade mostraria 33 km/h, o que jamais acontece. Vai indicar 37~38 km/h.

          • Bruno Passos

            Muito obrigado Bob!

  • Luciana

    Bob, acabei de ver que levei um multa de excesso de velocidade. Estava a 95 km/h e o limite é 80 km/h e a descrição está assim (745-5) transitar velocidade superior máx permit até 20% , ou seja, os 20% de 80 é 96 km/h , logo estava a 95, está certo isso? Posso recorrer e há a possibilidade de cancelarem a multa? Já me falaram que é canseira e não compensa a dor de cabeça. O estranho também que está duplicada a multa, dois valores de R$ 85,13 e o valor total é R$ 170,26. Duas multas iguaizinhas.
    Obrigada!

  • Arthur Ceron

    Bob, passei a 51 km/h em um pardal de 40 km/h com minha moto que está no meu nome , e estou na provisória( permissão), vou perder a provisória?
    Se sim, posso recorrer e passar a multa para outra pessoa ?

    • Arthur,
      Quem tem a provisória pode ter um multa média no ano, que não a perde. No seu caso a infração é justamente média (4 pontos, R$ 85,13), mas pergunto se você já recebeu a notificação. Isso porque você poderia passar a 47 km/h e não haver infração devido à tolerância do equipamento (7 km/h até 100 km/h e 7% acima de 100 km/h). Se já recebeu a notificação, me diga quais são as velocidades Medida e Considerada.

  • gilberto

    Tomei uma multa na Castello a 117 km/h, só que pelo que eu conheço o limite é 120 km/h, o que fazer?

    • Gilberto
      O que diz a notificação de infração quanto a Velocidade Medida, Velocidade Considerada e Velocidade Regulamentada? Há trechos na Castello de 100 km/h. Se estiver escrito que a Velocidade Regulamentada é 100 km/h a única coisa em que você pode se basear para recorrer é provar que no trecho assinalado na notificação o limite não é 100 km/h, mas 120 km/h.

  • Lucas

    Olá, gostaria de saber se tem um tempo “médio” para computar uma multa nos sites do Detran.

    • Lucas,
      Desconheço esse fato.

      • Lucas

        Entendo agradeço pela atenção!

  • Luis Camargo

    Estou com muita dúvida! Passei ontem embaixo de uma ponte na marginal Pinheiros e tinha um pistolinha, passei a 56 km de moto! Onde lá o limite e 50 serei multado? Estou com a CNH provisória!

    • Luis Camargo
      Só haveria infração e multa se você tivesse passado a 58 km;h ou mais. É o que a matéria explica. Releia-a em seu próprio benefício.

      • Luis Camargo

        Muito obrigado, Bob Sharp! Agora estou mais tranquilo! Vou reler a matéria ! Na CNH provisória só posso tomar uma multa grave?

        • Luís Camargo,
          Não, nenhuma grave. Só uma média.

          • Luis Camargo

            Muito obrigado agora estou bem informado! Compartilhando a página! Abraço

  • Luis Camargo

    Só mais uma dúvida, caso eu venha levar uma multa! Como a minha CNH é provisória, uma multa grave eu perco a CNH? Tenho essa dúvida também.

    • Luis Camargo,
      Não perde a CNH provisória, mas você terá que fazer Curso de Reciclagem como se já tivesse a CNH definitiva e ela fosse suspensa por ultrapassar 20 pontos em 12 meses. O que não sei dizer, e você precisará consultar o Detran ou Ciretran da sua cidade, é se você receberá a CNH provisória e terá que ficar com ela até completar um ano de posse efetiva dela, ou se depois da Reciclagem você receberá a CNH definitiva.

  • Adriana

    Olá!! Passei a 90 km/h numa lombada eletrônica onde era permitido 50 km/h, tenho como recorrer? O condutor do carro não é o dono do veículo.

    • Adriana,
      Não há o que recorrer contra. A infração é gravíssima e leva à suspensão do direito de dirigir, além da multa de R$ 574,62.

  • Berly

    Olá, um policial com radar pistola autuou-me a 71 km/h, veloc. perm. 40 km/h, considerada 64 km/h, nesse caso é autuação acima de 50%?

    • Berly,
      Sem dúvida que é. Dá suspensão do direito de dirigir. Velocidade igual ou superior a 61 km/h em zona de 40 km/h é infração gravíssima.

  • Daniel Santos

    Olá!! Passei a 85 km/h numa lombada eletrônica onde era permitido 80 km/h, Será que vou levar uma infração, e qual grau?

    • Daniel Santos.
      Não houve infração. Para saber por que, leia a matéria, vai lhe ser útil.

  • Telma

    Boa Noite!
    Li as tabelas mais não consegui entender.
    chegou uma notificação de multa na rodovia SP-330 km 303. Antes de passar por esse radar móvel a sinalização era 110 km/h, estrada indo para Ribeirão Preto. Depois do radar tinha a placa de sinalização a 90 km/h, eu passei a 98 km/h está correta esta multa? Devo recorrer?

    • Telma,
      Fique tranqüila quanto a não ter entendido as tabelas, elas não se aplicam neste caso. O que houve com você me parece um caso de arapuca para o Estado arrecadar. Se você tem certeza de que não havia placa de 90 km/h ANTES do radar, você deve recorrer com base no fato que você não tinha como saber que o limite onde estava o radar era mais baixo do que aquele que vinha observando (110 km/h). Quanto à multa, ela está tecnicamente correta, uma vez que a tolerância do equipamento de medição é de 7 km/h, que subtraídos dos 98 km/h medidos dá exatamente 91 km/h, ou excesso de velocidade de 1 km/h. De novo, a tolerância é apenas do equipamento, não da velocidade.

      • Telma

        Entendi, então não existe uma tolerância para km/h?
        Como muitos falam de 10% tipo o permitido é 90 km/h até 99 km/h é tolerável não leva multa.

  • Arthur ;3 ™

    Bob, passei a 46 km/h num radar de 40 km/h, o velocímetro da minha moto indicava 55 km/h. Gostaria de saber se esses 46 km/h que mostrou no radar já é a velocidade considerada ou apenas a velocidade medida. Se for a medida meu velocímetro está errado, não é?

    • Arthur,
      A velocidade mostrada no painel do radar ou lombada eletrônica sempre é a medida. O velocímetro da sua moto está bem errado, com um erro absurdo, 19,5%. Até 5% de erro é aceitável, em que indicaria 48,3 km/h.

  • Igor Reis

    Bob, acabei de passar a 87 km/h em um radar de 80 km/h, e estou na provisória. O que devo fazer?

    • Igor Reis
      Agradecer aos céus por não ter passado a 88 km/h, pois teria sido multado. Leia a matéria se quiser evitar problemas de multas por excesso de velocidade.

  • Juliano Bellei

    Meu nome é Juliano, ontem à noite passei numa lombada de 30km/H a 35km/H, pelo que entendi da tabela a velocidade considerada será 28, é isso?
    Não serei multado?

  • CARLOS RABELO DA COSTA

    Boa tarde.
    Passei com carro de passageiro a 99 km/h na Rodovia dos Bandeirantes onde a velocidade é de 90 km/h sendo que falaram dos 20% posso recorrer.

    • Carlos Roberto da Costa
      Falaram certo, você pode recorrer, todos podem recorrer, mas será pura perda de tempo, não há o que argumentar. Recurso nesses casos óbvios é sumariamente indeferido.

  • Dayane Gueded

    Boa Tarde , Passei na lombada eletrônica de 40km em 46km quantos pontos serão lançados na minha carteira ?

  • Fabio

    Olá, boa tarde!
    Estou com uma dúvida angustiante…
    Eu sinceramente tentei entender a tabela, mas não consegui, a única certeza é que cometi uma infração. Gostaria de saber quanto terei de pagar pelo seguinte:
    Via de 60Km passei +-80Km
    Cidade de Osasco, antes do Motel Império.

    Peço a gentileza de sua resposta.

  • bruno brunn

    A velocidade da via era 50 km/h, estava a 90 km/h a uns 600 metros do radar estático, quando passei por eles já reduzi a 50 km/h, estou preocupado!

    Posso perder a minha habilitação?

    • Bruno Brum
      Se lhe pegaram vai perder sim. Se você tivesse lido a matéria isso não teria acontecido.

  • bruno brunn

    Perde definitivamente ou é suspensa? Não tenho pontos

  • Clebson Pires

    Bom dia Bob. fui multado por um radar em uma via de 60kmh, foi aferida 71, considerada 64. gostaria de saber se posso recorrer com base nos 20%. ja que 20% de 60 é 72. posso levar em consideraçao essa tese?

  • Claudir

    Boa noite, Bob! Recebi uma multa assim: limite regulamentado 50 km/h, medição realizada 91 km/h, velocidade considerada 84 km/h. Vou perder a habilitação? Se eu transitava 50% acima do limite não teria que estar a mais de 100 km/h?

    • Claudir,
      Até 50% acima do limite é 50 x 1,5 = 75 km/h. 76 km/h já é acima de 50%, portanto 84 km/h é infração gravíssima e leva à suspensão do direito de dirigir, obrigatoriedade de fazer curso de reciclagem, além da multa de R$ 574,62.

  • Giovani

    Boa noite, Bob, na rodovia dos Bandeirantes, onde o limite é 120 km/h, eu dirigia a mais ou menos 150 km/h no trecho onde estava o radar estático, tenho certeza que irei tomar multa e queria saber de qual será a penalidade.
    Desde já agradeço!

    • Giovani,
      Infração grave, 5 pontos, multa de R$ 127,69. Seria a mesma infração que se você fosse flagrado a 194 km/h, que corresponde a Velocidade Considerada de 180 km/h devido à tolerância legal do equipamento. Esta não entra na classificação de gravíssima, que é de 181 km/h para cima, que dá suspensão do direito de dirigir e multa de R$ 574,62, além de o infrator ser obrigado a fazer curso de reciclagem.

  • J.R.CHAVES

    Bob, estive viajando a trabalho por 10 dias e quando voltei a velocidade de uma avenida perto de minha casa havia sido alterada de 60km/h para 50km/h.Esta avenida tem 3 radares de velocidade, e so percebi a alteracao de velocidade hoje no final da tarde.Como sempre andei nesta avenida a 60km/h (53km/h aproximadamente no gps) considerando a margem de erro do velocimetro de 5% (que daria 57km/h) vou ser multado?Por favor, me ajude,estou muito preocupado, pois sou vendedor e dependo de minha habilitacao para trabalhar…

    • J.R.Chaves
      Para limite de 50 km/h só se é multado se o radar ou detector de velocidade registrar 58 km/h ou mais. Portanto, nada de multa neste caso. No seu próprio benefício, leia esta matéria e também a http://www.autoentusiastas.com.br/ae/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/ para aprender a evitar multas por excesso de velocidade. Foi para isso que essas duas matérias foram escritas.

      • J.R.CHAVES

        Muito obrigado Bob!!!!!Parabens pelo trabalho esclarecedor a todos…..

  • André Zaranski
    Não houve infração. Só haveria se o carro tivesse sido medido a 38 km/h ou mais. Recomendo ler a matéria e a http://www.autoentusiastas.com.br/ae/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/ para evitar ser multado e poder andar um pouco acima do limite indicado nas placas.

  • Márcio Pardal
    Infração grave, R$ 127,69, 5 pontos na CNH. Mas há uma chance muito grande de sua Velocidade Considerada ser 132 km/h, correspondente a Velocidade Medida 142 km/h, em que seria infração média, R$ 85,13, 4 pontos na CNH.

  • Felipe,
    Na notificação, quais são as Velocidades Regulamentada, Medida e Considerada? Há foto do carro?

  • Nayanne Maria

    Boa tarde, Bob!
    Estava dirigindo em uma BR e não observei que a velocidade máxima era de 40 km/h. Freei na hora e creio que o radar marcou 52 km/h. Qual é a multa nesse caso? Minha CNH é provisória, irei perdê-la? Obrigada.

    • Nayanne Maria
      É uma infração média, multa de R$ 85,12 e 4 pontos na CNH. Nesse período de 1 ano entre a Permissão e a CNH pode-se cometer apenas uma infração média, portanto você deve redobrar sua atenção à sinalização e às normas de trânsito daqui para frente. Mas com relação ao que você contou é possível que você não tenha cometido infração, porque para isso você teria de ter passado pelo radar a 48 km/h de velocidade real, que no velocímetro seria algo em torno de 50 km/h. É aguardar e ver se chega a notificação.

  • Wallace Souza

    Bom dia, Bob,
    Passei a 109 km/h numa via de 100 km/h. Mas ouvi dizer que se pode andar até 10% da velocidade da via, recebi a notificação de multa média e 4 pontos na carteira, posso recorrer?

    • Wallace Souza
      Não há tolerância para velocidade, só para a medição pelo equipamento. Se você olhar a tabela maior acima, verá que para velocidade medida de 109 km/h a velocidade considerada, descontada a tolerância legal do equipamento, é 101 km/h, portanto infração. É inútil recorrer. Recomendo enfaticamente reler esta matéria e também a http://www.autoentusiastas.com.br/ae/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/ para trafegar um pouco acima dos limites de velocidade e não ser multado. Recomende o mesmo aos seus familiares e círculo de amigos.

  • Hugo Felipe
    Infração grave, R$ 127,69 e 5 pontos na CNH.

  • Nel Silva
    Infelizmente não há do que recorrer. Houve infração, média, R$ 85,12 e 4 pontos. Por 1 km/h (se a velocidade considerada tivesse sido 73 km/h) não foi infração grave, R$ 127,69 e 5 pontos. Hoje em dia temos de ficar de guarda permanente contra o nosso inimigo.

  • Jorge
    Como a tolerância do equipamento de medição de velocidade é de 7 km/h, 56 – 7 = 49 km/h, portanto não houve infração.

    • Jorge

      Oba!!! Obrigado

  • Jefferson Estevam
    Certamente, excesso de 1 km/h (48 – 7 = 41). Não há argumento para recorrer.

  • JOHN KUDO

    Passei em um radar escondido na Bandeirantes a 160 km/h onde o limite é 120 km/h, estava com a moto. Será que vou perder o direito de dirigir?

    • John Kudo
      Só teria a CNH suspensa por cometer infração gravíssima se a Velocidade Considerada fosse igual a superior a 181 km/h. Para essa Velocidade Considerada você teria que ter passado a 195 km/h de velocidade verdadeira, que pelo velocímetro da moto seria aproximadamente 200 km/h. Sua infração, se lavrada, é grave, 5 pontos na CNH e multa de R$ 127,69. Recomendo-lhe enfaticamente perder uns minutos e ler esta matéria e também a http://www.autoentusiastas.com.br/ae/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/, para se defender de multas por excesso de velocidade.

  • Obrigado. Já está corrigido!

  • Felipe
    Recomendo ir ao Detran para esclarecer.

  • Ariosto Neto
    Em toda infração é emitido um auto de infração e este é notificado ao proprietário do veículo, havendo na notificação o campo para identificar o condutor caso o veículo não estivesse sendo dirigido pelo proprietário. Desconheço essa hipótese que você aventa. Mas, por que a pergunta?

  • José Fortunato
    O tipo de radar mencionado neste artigo do Código é aquele que fica a bordo de um veículo policial em movimento e mede a velocidade de outro por diferença de velocidade observada. Nunca vi esse tipo de fiscalização de velocidade no Brasil, mas sei que é usado na Itália, por exemplo. Esse radar que eventualmente tenha medido sua velocidade era do tipo Estático, armado sobre tripé. Outros tipos de radar são o Fixo (câmeras) e o Portátil (“pistola” na mão do policial). Se foi registrado 48 km/h à sua passagem, houve infração, pois descontando a tolerância legal de 7 km/h a velocidade considerada para saber se houve excesso é 41 km/h (infração média, 4 pontos na CNH e R$ 85,13 de multa)

    • Jose Fortunato

      Muito obrigado, Bob! Um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo!

  • Tiago Andre

    bob, meu irmao estava com a minha moto numa madrugada e passou a 65 km/h numa lombada eletronica de 50km/h, estou na provisoria e a moto está no meu nome, tem como recorrer por não ser eu que estava na moto? é multa grave?

    • Tiago André,
      Não há base para recorrer, houve infração indiscutível e ela é grave (5 pontos e multa de R$ 127,69). O que você pode e deve fazer é, uma vez recebida a notificação (por ser você o proprietário), fazer a indicação de condutor. Há campo e instruções para isso na própria notificação, inclusive prazo. Se você perder o prazo os pontos irão para você, o que levará à perda da provisória, portanto fique atento.

  • Bruno Calmon
    Não será multado. Só seria se tivesse passado a 68 km/h. Recomendo ler esta matéria e também a de dois dias antes, a http://www.autoentusiastas.com.br/ae/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/, para entender com funciona tudo isso e se defender de multas por excesso de velocidade.

  • tadeu augusto de oliveira

    Boa noite Bob,
    Por favor esclareça uma curiosidade: como funciona a fiscalização com radares para caminhões? Explico: se numa rodovia com limite de 100 km/h para carros de passeio e 80 km/h para caminhões, como o radar identifica que foi um caminhão trafegando a 88 km/h, segundo a tabela? O sistema teria que considerar que todos que passam acima dessa velocidade estão cometendo uma infração e, comparar todas as placas identificadas em algum banco de dados para verificar se foi caminhão ou não, correto?? Resumindo minha dúvida: na prática, essas velocidades diferenciadas para carros e caminhões funcionam?
    Obrigado.

    • tadeu augusto de oliveira
      Boa noite. Os radares fixos (“pardais”) têm câmeras e estas lêem caracteres também, e pela placa o sistema sabe imediatamente se é carro ou caminhão. Ficou bem simples.

      • tadeu augusto de oliveira

        Ok Bob. Entendido. Podemos concluir então que a partir da velocidade limite todas as placas são analisadas.
        Boa noite.

  • Pâmela

    Olá Bob. Passei a 44 km/h numa via que é permitido 40 km/h.
    Será que serão multada?

    • Pâmela,
      Só haveria infração se você passasse a 48 km/h ou mais. Até 100 km/h pode-se passar a até 7 km/h acima. Por exemplo, limite 90 km/h. pode-se passar a até 97 km/h.

  • Lucas

    Olá, Bob, passei numa lombada eletrônica a 42 km/h sendo quer o limite era 40 km/h. Corro algum risco de ser multado?

    • Lucas,
      É evidente que não – se você lesse a matéria saberia que pode passar a até 47 km/h sem que haja infração.

      • Lucas

        Valeu, Bob, abraço e um feliz ano novo.

  • Edna,
    A multa é R$ 127,69. Nesse inusitado caso de você não receber correio é preciso entrar em contato com Detran, pois não sei como proceder nesse caso.

  • Edna,
    Isso mesmo.

  • Fabricio,
    O valor é esse mesmo. Para essa infração gravíssima é aplicado peso 3, portanto R$ 191,54 x 3 = R$ 574,62. Para limite de 40 km/h, Velocidade Considerada de 61 km/h ou mais (igual ou superior a 50% da máxima) é infração gravíssima.

  • gabriel,
    Por favor, perca uns minutos e leia essa matéria toda e também a http://www.autoentusiastas.com.br/ae/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/ para se orientar e não ser multado, tornando o seu dirigir muito mais tranquilo. Você só seria multado se o equipamento (não o velocímetro do seu carro) registrasse 68 km/h ou mais. Como em geral velocímetros marcam mais velocidade que a real, isso seria aproximadamente 70 km/h no velocímetro.

  • KAFER
    Se você tivesse lido a matéria e a que a antecedeu, a http://www.autoentusiastas.com.br/ae/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/, entenderia o que aconteceu. Do que o radar registra de velocidade tira-se 7 km/h, que é a margem de erro legal do equipamento. 68 – 7 = 61, portanto você excedeu o limite em 1 km/h, ou seja, cometeu uma infração. Nada mais certo você receber a multa pelo correio..

  • Gustavo Cardoso Gonçalves

    Boa noite, Sr. Bob Sharp, no Distrito Federal, em uma cidade satélite Planaltina, DF, passei a exatos 50 km/h (Velocidade Medida) numa lombada eletrônica cujo limite de velocidade é 40 km/h (Velocidade Regulamentada), minha multa se enquadra na classificação grave com multa de R$ 127,69 e 5 pontos na CNH? Ou veja se meu raciocínio está correto: como o limite regulamentado é de 40 km/h (Velocidade Regulamentada) e a velocidade média registrada pelo visor do radar (lombada eletrônica) foi de exatos 50 km/h (velocidade medida), obviamente a Velocidade Considerada conforme a primeira tabela para esta velocidade é de 43 Km/h, enquadrando-se na classificação da segunda tabela no valor: 41 <= VC <= 48 caracterizando INFRAÇÃO MÉDIA estou certo? a multa nesse caso é de R$ 85,12 e 4 pontos na CNH?

    Atenciosamente,
    Gustavo Cardoso Gonçalves

    • Gustavo Cardoso Gonçalves
      Seu raciocínio está certo, é infração média. Repare que se sua Velocidade Medida fosse 47 km/h, tirando 7 km/h relativos à margem de erro legal, ficaria Velocidade Considerada de 40 km/h, obviamente não havendo infração.

      • Gustavo Cardoso Gonçalves

        Muito obrigado Sr. Bob Sharp, pela atenção!

        Atenciosamente,
        Gustavo Cardoso Gonçalves

  • KAFER
    O fato é que não fosse a margem de erro legal do equipamento estaríamos fritos, uma vez que não há tolerância para velocidade. Governos do mundo inteiro descobriram sua “galinha dos ovos de ouro” com essa forma covarde de fiscalizar velocidade. Tenho certeza de que você a 68 km/h não estava ameaçando ninguém, como minha filha numa rua aqui do bairro, de injustificáveis 40 km/h, passou a 48 km/h, o que dá 41 km/h, também não. Verdadeiro assalto a mão armada, falta de vergonha na cara desses detentores do poder executivo, que agem contra o povo que os elegeu em vez de a favor.

    • KAFER

      Pois é Bob. O pior de tudo que por pavor de ser multado tem pessoas andando a 30 km/h em vias de 60 km/h. O trânsito em Belo Horizonte piorou muito nos últimos anos. O número excessivo de carros e excesso de máquinas caça níquel do governo(radares) tem causado engarrafamentos gigantescos nos centros das grandes cidades devido a baixa fluidez do trânsito. E sem contar que o IPVA todo ano é pago, mas a qualidade da pavimentação de nossas ruas piora a cada ano que passa, aí quando é época de eleição vão lá e jogam uma camada de asfalto para enganar o povo. Enfim, não vejo muito saída para esse país.

  • Gustavo Cardoso Gonçalves
    Sim, se é infração média é esse valor e os pontos.

  • fabio alexandre
    Você poderia ter passado a até 47 km/h que não seria infração e tampouco haveria a multa. Lembre-se, está na legislação metrológica brasileira e isso consta da resolução nº 396 do Contran, até à velocidade de 100 km/h há que ser levado em conta o erro máximo de 7 km/h da medição do equipamento (radar ou outro detector de velocidade), e acima de 100 km/h, 7%. Assim se o limite for de 40, 47 km/h; se for 50, 57 km/h; se for 60, 67 km/h, e assim por diante. Se o limite for 100 km/h, pode passar a até 107 km/h, mas se for 110 km/h pode passar a 118 km/h; se 120, pode passar a 129 km/h. Essa aparente incoerência é devido a ser porcentagem e ser aplicado o arredondamento matemático.

  • Carlos Fernandes,
    Você pode recorrer, é um direito seu, mas lhe adianto que será perda de tempo. Nesse caso não há argumento para um recurso. O limite foi excedido em 1 km/h e não há tolerância para velocidade.

  • Victor Oliveira
    Se você tiver como provar que o seu Ford Ka 20071,0 no momento não atinge nem 120 km/h, entre com o recurso alegando exatamente isso. Se não, é perda de tempo recorrer, pois este carro atinge com certeza 150 km/h.

  • Victor Oliveira
    Um carro com mais idade e/ou quilometragem pode perder um pouco de desempenho, mas nunca 35 km/h em 155 km/h. Como você mesmo disse, é complicado.

  • Marcelo de Almeida,
    São duas questões nesse caso. Uma, radar móvel. Esse tipo de radar, descrito na Resolução nº 396 do Contran juntamente com os outros, se refere àquele a bordo de viatura policial, em que a medição é feita por diferença de velocidade entre esta e o veículo sendo medido. Tem muito nos EUA, mas nunca vi aqui. O radar comumente chamado de móvel é na verdade o estático, aquele armado sobre tripé ou apoiado num carro policial. Portanto, essa regra de separação de 2 km de radar fixo não é aplicável no seu caso de radar estático.
    A outra questão é importante do ponto de vista de precisão do auto de infração e em minha opinião cabe contestação, dado que é inadmissível perante a lei dados incorretos, e a pista central das marginais é efetiva e indiscutivelmente uma via expressa. Por definição no CTB, via arterial é “aquela caracterizada por interseções em nível, geralmente controlada por semáforo, com acessibilidade aos lotes lindeiros e às vias secundárias e locais, possibilitando o trânsito entre as regiões da cidade.” Não há interseções (cruzamentos) em nível nas marginais.

  • Marcelo de Almeida,
    Está bem configurada a inobservância do Inciso II. As pistas centrais das marginais são vias de trânsito rápido. Eu começaria pela JARI, mas em caso de indeferimento (acho pouco provável neste caso) e consequente suspensão do direito de dirigir, entraria com pedido de medida cautelar na justiça para lhe garantir esse direito enquanto não forem esgotados todos as possibilidades administrativas, ou seja, o recurso ao Conselho Estadual de Trânsito (Cetran).E eventualmente nada resultando a seu favor, justiça comum.

  • Gabriel Alexandre Dal Pizzol
    Se você passou a 61, tire 7 da tolerância do equipamento e dá 54 km/h, portanto multa grave.

    • Gabriel Alexandre Dal Pizzol

      Grave dá processo administrativo?

      • Gabriel Alexandre dal Pizzol
        Só as gravíssimas dão.

        • Gabriel Alexandre Dal Pizzol

          Ainda bem, porque já tomei uma e agora stou me cuidado, tinha um caminhão parado na frente da lombada e eu não vi.

  • Augusto,
    Até haver outra placa com nova velocidade regulamentada deve-se manter aquela que exibida por último.

  • Cleidiana Zan,
    desculpe, mas isso que você está dizendo agora não tem absolutamente nada a ver com recorrer, mas converter a multa em advertência. Da punição em si você não escapa. Esforce-se em se expressar corretamente da próxima vez para evitar contestação sua de algo que eu não disse..

  • Paulo Celso Saldanha Borsato

    Bob,
    Recebi em 22/01/16 uma autuação na BR-376, km 498+200m em Ponta Grossa (PR). Estava a 88 km/h e o limite regulamentado é 80 km/h. Entendi que se trata de um radar portátil, confere? Nesse caso, devo aplicar a mesma regra da tabela de enquadramento infracional acima, ou seja 88 – 7 = 81, acima do limite de 80? Ou seja, não adianta recorrer?

    • Paulo Celso,
      Se na notificação de atuação consta Velocidade Medida 88 km/h e Velocidade Considerada 81 km/h, a regra da tolerância do equipamento foi aplicada, resultando em 1 km/h acima da Velocidade Regulamentada, portanto houve infração. Não há substância para um recurso, infelizmente.

  • Anderson Freitas Mourão

    Bom, passei a 68km por hora num radar que tolerava até 60, fui autuado, o que fazer?

    • Anderson Freitas Mourão,
      apenas pagar a multa no prazo regulamentar.

  • Robson Smith,
    você precisa apenas pôr isso que você contou num papel e enviar para o endereço que consta da notificação que você recebeu, mais a cópia da sua CNH. Um recurso para cada multa.

  • Rodrigo Jacques

    Bom, passei a 68 km/h por um radar em que a velocidade regulamentada da via era 60 km/h, fui autuado, velocidade considerada 61 km/h. O que fazer? Não tem recurso?

    • Rodrigo Jacques,
      nesse caso não há do que recorrer, o limite foi ultrapassado em 1 km/h e não há tolerância alguma de velocidade. Só do equipamento (7 km/h), e ela foi aplicada corretamente.

      • Rodrigo Jacques

        Obrigado pela resposta abraço

  • Paulo Celso Saldanha Borsato,
    Concordo, claro!

  • Marco Ivo

    Boa tarde Bob, fui pego em um radar estatico, e acusou mais de 50% do limite de velocidade permitida. Acusou multa gravissima ( 7 pontos), estou preocupado com a medida administrativa, pois necessito da CNH para trabalhar e infelizmente só tomei conhecimento dessa multa após a data para recurso. O que posso fazer? Agradeço desde já.

    • Marco Ivo,
      Se sua CNH for apreendida, a saída é apelar para a justiça comum com o argumento de que você precisa dirigir para o seu sustento (melhor ainda e for seu e da sua família). Mas se a velocidade do seu carro for elevada (você não informou quanto) suas chances de obter a liminar são pequenas. Uma coisa é mais de 50% sobre 50 km/h, outra é 50% sobre 120 km/h.

  • DONILVA MARQUES

    Bom dia, qual é o Limete de tolerância na velocidade estabelecida por uma lombada eletrônica para não levar multa.? Exemplo: a lombada eletrônica é de 80 KM. Se eu passa de 88 km, eu vou levar uma multa?

    • Donilva Marques,
      Não há tolerância de velocidade. O que existe é a margem de erro do equipamento de medição ter de ser obrigatoriamente aplicada pela autoridade de trânsito para ela decidir se houve ou não infração. No caso de velocidade de até 100 km/h essa margem de erro é de 7 km/h. O que faz a autoridade de trânsito? Ela verifica a que velocidade o carro passou pelo radar ou pelo detector de velocidade e dela tira 7 km/h. No caso de velocidade regulamentada de 80 km/h, como o seu, 88 menos 7 dá 81, portanto houve infração. Se o carro passar a até 87 km/h, 87 menos 7 dá 80, ou seja, não houve infração.
      Mas a partir de 100 km/h a regra muda, passa a ser 7%. Então anote as velocidades que você passar por um dar sem ser multada:

  • Marco Ivo,
    o que chegou foi a multa definitiva ou a notificação para informação de condutor? Para isso prazo é de 15 dias. Só depois é que a multa é lavrada e, se for o caso, o Detran requer entrega da CNH. Para entrar na justiça comum você precisa constituir um advogado. Essa velocidade, embora seja infração gravíssima aos olhos do Código de Trânsito, não é uma velocidade assassina. Você tem chance de obter a liminar, em minha opinião.

  • Marco Ivo,
    Isso que você recebeu a multa. Caso você fosse recorrer (não é o caso, já lhe disse isso) o prazo para entrar com recurso é de 30 dias (a data-limite vem na primeira linhas das instruções de como recorrer na própria multa). O que disse de 15 dias é o prazo para informar o motorista se não foi você.que cometeu a infração. Se você não informar ninguém o Detran entende que foi você o infrator e é para você que vão os pontos. Atenção: liminar é o que você tentará obter na justiça, não nada a ver o com o Detran. De posse da liminar o Detran será obrigado a cumprir a decisão judicial e lhe devolver a CNH.

    • Marco Ivo

      Boa noite Bob. Muito obrigado pelas ideias e conhecimento. Me esclareceu todas as duvidas.

  • Marcia,
    a descrição é a própria infração. Esses 20% se referem a até quanto poderia ser o excesso de velocidade para ser considerada a infração média que você cometeu. Caso tivesse sido “em mais que 20% e até 50%” seria infração grave. E se acima de 50%, infração gravíssima, leva à suspensão do direito de dirigir, é necessário atender a curso de direção no Detran, é trabalhoso e se perde tempo. A matéria pela qual você acessou esse campo de comentário explica tudo isso. Por exemplo, à Velocidade Aferida a autoridade de trânsito é obrigada a considerar o erro máximo do equipamento de medição estabelecido pelo Inmetro e que é lei. Esse erro máximo é de 7 km/h para velocidade de até 100 km/h e de 7%, acima. No seu caso, Velocidade Aferida de 68 km/h, subtraindo-se 7 km/h, tem-se 61 km/h. Você foi multada por ultrapassar (feita a conta) o limite em 1 km/h. Por aí depreende-se que não há tolerância para velocidade. Recomendo ler a matéria, especialmente as duas tabelas, em que primeira informa qual a Velocidade Considerada a partir da Velocidades Aferidas. A segunda tabela diz quais as velocidades que determinam se a infração é media, grave ou gravíssima. Depois que você ler essa matéria você só será multada por distração. Por exemplo, sabia nas rodovias de limite 120 km/h pode-se trafegar a 129 km/h sem que haja infração? E isso velocidade real, indicada pelo GPS ou pelo Waze, porque no velocímetro é algo em torno de 132 km/h. Recomendo também ler a matéria relacionada http://www.autoentusiastas.com.br/ae/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/ e que você dê conhecimento dessas duas matérias ao seu círculo familiar e de amigos para que se defendam dessa vergonhosa indústria da multa.

  • Nathan,
    é gravíssima. Seria apenas grave se você tivesse passado a até 60 km/h.

  • Rodrigo,
    Não. Para entender como isso funciona, leia a matéria.

  • Manoel Cleber,
    Infração grave, 5 pontos e multa de R$ 127,69. Não há nada a fazer. Lembre-se, até 57 km/h não haveria a infração, pois a Velocidade Considerada seria 57 – 7 = 50 km/h..

  • Matheus Curvelo,
    certamente levou. Se tivesse passado a até 129 km/h não haveria infração, que neste caso é média, 4 pontos e R$ 85,12 de multa.

  • Naiara

    Olá, hoje passei em uma lombada com limite de 50 km/h . não vi a lombada e acredito ter passado a uns 80 km/h.. Isso gera uma multa gravíssima?

    • Naiara,
      Sim, gravíssima, leva à apreensão da CNH. Torça para que na multa venha Velocidade Considerada até 75 km/h, pois nesse caso a multa é apenas grave e não apreende a carteira.

      • Naiara

        E eu posso requerer se for o caso da gravíssima? Pelo menos para não perder a carteira.

        • Naiara,
          acho que você quis dizer recorrer, e não requerer. Não há nada a fazer, infelizmente.

  • Wanderson Waolo
  • Wanderson Waolo
    Não se preocupe neste caso, pois você não cometeu infração. Para velocidade regulamentada de 40 km/h pode-se passar a até 47 km/h sem que seja considerado excesso de velocidade e você passou a 42 km/h. Se você tiver interesse, pode entrar em contato com autoridade sobre a estrada (DER-PR, DNIT se federal ou mesmo com um posto da polícia rodoviária) e relatar a imprecisão deste radar, pedindo providências.

  • Rogério Fonseca

    Olá, passei em um radar a 63 km/h, quando o mesmo é de 60 km/h, neste caso levei multa?

    • Rogério Fonseca,
      não houve infração. Só haveria se você tivesse passado a 68 km/h ou mais. Leia a matéria toda e também esta, http://migre.me/t2Bgo, para entender como isso funciona e dirigir despreocupadamente.

  • Edivan Almeida

    Bobm bom dia, passei há 48 km/h em um radar com limite de 40 km/h, levei multa? Se sim é multa grave?

    • Edivan Almeida,
      sim, levou, a Velocidade Considerada neste caso foi de 41 km/h, infração média, 4 pontos na CNH e multa de R$ 85,13.

  • Dyego,
    obrigado, mas recomendo ler a matéria “Enfrentando o inimigo com armas legais” (http://www.autoentusiastas.com.br/ae/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/) caso ainda não o tenha feito.

  • Adriano Brandão,
    você passou por um radar estático. Radar móvel é o que fica a bordo de um veículo policial em movimento e determina a velocidade do seu por diferença de velocidade. Mas esse tipo de radar nunca vi aplicado aqui, embora seja muito comum nos Estados Unidos. O tipo estático é o que fica armado na beira da pista. Na sua multa, o que veio escrito é que a infração é por trafegar acima da velocidade regulamentada em até 20%, o que caracteriza uma infração média, 4 pontos na CNH e multa de R$ 85,13. Se fosse entre 20% e 50% seria infração grave, 5 pontos e R$ 127,69. Como você passou a 88 km/h, tirando 7 km/h da tolerância legal do equipamento, a sua Velocidade Considerada foi de 81 km/h, portanto infração.

    • Adriano Brandao

      Muito obrigado. O radar é igual da foto do seu texto.

  • Luiz paulo

    Passei a 94 km/h aonde o a velocidade permitida é até 90 km/h .. Houve infração ?

  • Luiz Paulo,
    esse radar que você viu se chama estático. O radar móvel é o que fica a bordo de uma viatura e mede a velocidade do veículo fiscalizado por diferença de velocidade, até mesmo em sentido contrário. Mas nunca vi esse tipo utilizado aqui, embora bastante comum nos Estados Unidos. Há ainda o radar fixo (“pardal”) e o portátil, a “pistola”. Se viu o equipamento, é legal, o que não pode é ficar escondido.

  • Luiz Paulo,
    eu disse que não foi na minha primeira resposta. Só seria se você tivesse passado a 98 km/h. Leia a matéria para entender como isso funciona, ser-lhe-á útil.

  • Chaves,
    não houve infração, você não será multado.

  • Diego Ribeiro Medeiros

    Boa noite, Bob.

    Recebi uma multa em radar fixo de 60 km/h pois passei a 68 km/h. Tem como recorrer? Considerando que 67 km/h não geraria multa.

    • Diego,
      não cabe recurso nesse caso, infelizmente. Não existe argumento.

      • Diego Ribeiro Medeiros

        Estava pesquisando na web, e li uma matéria onde cita que se tivermos multas leves e médias como foi no meu caso e nos últimos 12 meses não ter tido multa, podemos recorrer junto ao Detran e ser transformada em advertência. Essa informação procede?

        Art. 267. Poderá ser imposta a penalidade de advertência por escrito à infração de natureza leve ou média, passível de ser punida com multa,
        não sendo reincidente o infrator, na mesma infração, nos últimos doze meses, quando a autoridade, considerando o prontuário do infrator, entender esta
        providência como mais educativa.
        § 1º A aplicação da advertência por escrito não elide o acréscimo do valor da multa prevista no § 3º do art. 258, imposta por infração posterior

        • Deigo,
          parece que está vigorando, consulte o site do Detran SP, lá consta esta informação.

  • Tiago Santos

    Passei num radar fixo a 87 km/h sendo que a velocidade da via era 80 km/h, Houve infração ?

    • Tiago Santos,
      não houve: 87 km/h menos a tolerância de 7 km/h dá 80 km/h.

  • Alexandre Mastellini

    Olá ótima matéria, tenho uma pergunta. Levei uma multa em uma rodovia onde descobri que a velocidade era 80 km/h e fui multado com a medição realizada a 90 km/h. Minha pergunta é sobre a minha descoberta pois não tinha placa de 80 km/h na via tive que procurar em outro trecho da rodovia para localizar a velocidade. Posso fazer defesa alegando falta de placa ? (o trecho que usei vai de um trevo até a cidade, neste trecho não tem placa de limite de velocidade então sempre mantive a baixo de 100 km/h).
    Outra questão o radar identificado na minha infração é do tipo estático e isso não confere pois o radar era do tipo portátil (o que o oficial aponta para o carro com a mão). Posso usar isso também? Obrigado.

    • Alexandre Mastellini,
      diga-me exatamente o teor de infração, o que diz a notificação?

  • André Mastellini,
    neste caso, para recorrer, você terá de provar que não existe sinalização regulamentando velocidade de 80 km/h. O local da infração é rodovia ou via de trânsito rápido da cidade? Se for isso e não houver sinalização, os safados se baseiam no Art. 61 parágrafo 1º, Inciso I, alínea a do CTB, que diz que quando não houve sinalização regulamentadora a velocidade máxima permitida nas vias de trânsito rápido é 80 km/h.

  • Alexandre Mastellini,
    nesse caso você precisará realmente verificar se falta a placa de regulamentação de velocidade.

  • Alexandre Mastellini,
    o ponto onde estava o radar estático estava antes ou depois da placa? Se antes, não há base para recurso, só se estivesse depois.

    • Alexandre Mastellini

      Não tinha placa alguma antes do radar, após o trevo mas em outra direção onde não se passa se não estiver indo para aquele local tem mas seguindo o meu sentido não. Outra pergunta no site do Detran tem como fazer o preenchimento do recurso. Devo fazer o recurso por ali ou emitir um recurso a parte?

  • Roberto Neves

    Hoje procurei um escritório especializado em recursos de multas por infrações ao Código Nacional de Trânsito, pois recebi 8 notificações desde meados de 2015. Descobri que acumulei 43 pontos na habilitação, todos por exceder a velocidade máxima permitida na rodovia BR-040! Passei procuração para o referido escritório, onde me disseram que recorrerão infração a infração, na tentativa de reduzir essa pontuação.

    Estranho a situação, pois dirijo desde 1992 e tive pouquíssimas multas desde então. Desde 2010 tenho apartamento no município de Petrópolis, para onde vou e volto pela BR-040, e nunca havia recebido uma notificação de infração. Além disso, sou ultrapassado por muitos motoristas, ou seja não ando “de pé embaixo”.

    Ou tornei-me deficiente visual (além de auditivo, coisa que já sou há décadas) ou a sinalização é precária; ou desaprendi a dirigir ou os radares são mesmo armadilhas prontas para arrancar dinheiro dos incautos.

    Pelo visto, em breve serei privado do direito de dirigir meu carro e passarei a subir a serra de ônibus. Se os senhores me virem algemado na televisão, já sabem: não estou envolvido na Lava Jato; é por causa das multas de trânsito!

  • Milene,
    o equipamento era radar estático, aquele armado na margem da rodovia. O tipo móvel é o que fica a bordo de viatura policial e mede a velocidade do veículo a ser fiscalizado pela diferença entre a da viatura policial e deste. Embora previsto, nunca esse tipo de aferição de velocidade no Brasil. Outro ponto é que acima de 100 km/h a tolerância da medição é 7% e não 7 km/h. É por isso que da sua velocidade medida (126 km/h) foi subtraído 9 km/h, e não 7 km/h, para resultar em velocidade considerada de 117 km/h. Finalmente, a velocidade regulamentada citada de 110 km/h está prevista no Art. 61 do Código de Trânsito Brasileiro, em que não havendo sinalização este é o limite de velocidade. Portanto, os procedimentos estão corretos e você excedeu o limite em 7 km/h. Se tivesse excedido em 1 km/h (velocidade considerada 111 km/h, velocidade medida 119 km/h) seria infração do mesmo jeito. Não há base para entrar com recurso. Recomendo, em seu próprio benefício, ler esta matéria através da qual você fez este comentário, bem como a “Enfrentando o Inimigo com Armas Legais”, http://www.autoentusiastas.com.br/ae/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/. Ao ler e assimilar o conteúdo destas duas matérias você terá grande chance de ficar a salvo da sanha arrecadadora das administrações dos três níveis.

  • Luciano Ferraz,
    o prazo de 30 dias é para o órgão autuador expedir a notificação. Ao recebê-la (ainda pode ocorrer) verifique se essa exigência foi cumprida. Caso não tenha sido, entre com recurso baseado na questão do prazo vencido e requeira seu arquivamento baseado no que está escrito a seguir. Diz a Resolução nº 404 do Contran, de 12 de junho de 2012:
    II – DA NOTIFICAÇÃO DA AUTUAÇÃO
    Art. 3º À exceção do disposto no § 5º do artigo anterior, após a verificação da
    regularidade e da consistência do Auto de Infração, a autoridade de trânsito expedirá, no prazo máximo de 30 (trinta) dias contados da data do cometimento da infração, a Notificação da Autuação dirigida ao proprietário do veículo, na qual deverão constar os dados mínimos
    definidos no art. 280 do CTB e em regulamentação específica.
    § 1º Quando utilizada a remessa postal, a expedição se caracterizará pela entrega da notificação da autuação pelo órgão ou entidade de trânsito à empresa responsável por seu envio.
    § 2º A não expedição da notificação da autuação no prazo previsto no caput deste artigo ensejará o arquivamento do Auto de Infração.
    Para sua informação, o § 5º acima mencionado refere-se a valer como notificação o proprietário assinar recebimento do auto no ato, bastante raro atualmente.

  • Leo

    Bom dia, Bob!
    Essa madrugada, por volta 00:30 eu fui pego por um radar estático que estou acostumado a passar e definitivamente esqueci a existência do mesmo.
    Passei 100% acima da velocidade permitida que é de 50 km/h. Acho que passei a 110 km/h que é a velocidade que normalmente transito nessa BR. A falta é gravíssima, corro risco de perder minha habitação?
    O problema maior é que estava no carro que está no nome da minha mulher, como faço para passar esse problema pra mim e ela não sofrer penalização?

    Desde já agradeço
    Leo

    • Leo, infelizmente sua habilitação deverá ser suspensa por motivo de infração gravíssima referente a excesso de velocidade. A Velocidade Considerada para isso seria de 76 km/h para mais, correspondente a Velocidade Medida de 83 km/h. Como você diz que acha ter passado a 110 km/h, descontando o erro do velocímetro para mais que todo carro tem, suponhamos de 3%, você pode ter sido medido a 107 km/h, o que dá Velocidade Considerada de 100 km/h. A notificação é enviada para o proprietário do veículo, no caso sua esposa. Ao recebê-la, há um formulário para indicação de condutor no caso de não ser o proprietário, com as devidas instruções. O prazo para essa indicação vem na notificação, cuide para não perder esse prazo, ou o processo será para sua esposa.

  • Alex Araujo

    Boa tarde, hoje pela manhã (25/03/2016) passei por uma viatura da PRF, mas não tinha reparado que o policial rodoviário portava um radar portátil, a velocidade permitida para via era de 60 km/h e eu passei em média a 65km/h. O que me preocupa é que eu acabei de pegar a minha CNH provisória. Verifiquei aqui no site se tinha alguma infração e não vi nenhuma (mas pelo que parece ela só entra no sistema após 30 dias). A minha duvida é, se o radar tem tolerância, ou se eu vou perder minha CNH por ter passado cerca de no máximo 5 km/h acima da velocidade.

    • Alex Araújo, certamente não houve infração. Só se você tivesse passado a mais de 67 km/h de velocidade real, que pelo velocímetro do carro é em torno de 70 km/h. Recomendo ler esta matéria pela qual você fez o comentário, bem como a http://www.autoentusiastas.com.br/ae/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/ para saber como evitar ser multado por excesso de velocidade.

      • Alex Araujo

        Muito obrigado pela resposta rápida, já estava ficando preocupado sobre o ocorrido, agora é só eu tomar cuidado dobrado. Abraços.

  • Fernando Leite, apenas reciclagem.

  • Dani Oliveira, sim, a multa é correta.

  • Joenis, depende do que vier na notificação de infração. Se for Velocidade Considerada igual ou maior que 121 km/h é infração gravíssima, 7 pontos na CNH, multa de R$ 574,62 e suspensão do direito de dirigir. Se a Velocidade Considerada for igual ou menor que 120 km/h, é infração grave, 5 pontos e multa de R$ 127,69. Não há suspensão do direito de dirigir.

  • Joenis Rodrigues, a partir do momento em que autoridade de trânsito emitente da sua CNH decidir pela suspensão do direito de dirigir, inicia-se um processo no qual você tem prazo para apresentar sua defesa. Aguarde chegar a correspondência a respeito do órgão. O problema é haver discrepância entre seu endereço atual e o cadastrado no órgão, em que você pode não receber a notificação de inicio de processo.

    • Joenis Rodrigues

      Caso eu faça a transferência da moto para uma pessoa que não tem carteira pode impedir ou eles contam até a data que estava o condutor proprietário.

      • Joenis, essa manobra de nada adianta. Vale a data da infração e quem era o proprietário na época.

  • Marcelo Enrico, realmente, pela Tabela de Enquadramento Infracional anexa à Resolução nº 396 do Contran essa infração é média, portanto há um erro flagrante na notificação e cabe recurso requerendo sua anulação.

  • Joenis, há farta informação no site do Detran de São Paulo, veja lá. Ganhar a causa não é garantido.

  • ronei ponciano 32, sim, levou. Infração média, R$ 85,12 e 4 pontos na carteira.

  • ronei ponciano 32, 108 km/h já dá multa. Para 100 km/h de limite, 101 km/h é infração. Para ser 101 km/h de velocidade considerada você terá que ter sido medido a 108 km/h. Até 20% mais que o limite de 100 km/h a infração é média. Entre 121 e 150 km/h, infração grave. E de 151 km/h para cima, infração gravíssima, R$ 574,62 de multa e suspensão do direito de dirigir. No seu próprio interesse, leia esta matéria toda e também a “Enfrentando o inimigo com armas legais” (http://www.autoentusiastas.com.br/ae/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/

  • Sarah, não tenho certeza, mas a lógica diz que só há disparo do registro e da câmera quando superada a Velocidade Considerada que signifique infração, nesse caso específico 61 km/h, que é quando o carro passar a 68 ou mais quilômetros por hora. Mas vou obter a informação oficial.

  • Joao Fernandes

    O radar só vai tirar a foto se a velocidade for superior a permitida acrescida da margem de erro.

  • João Fernandes, não é assim, desculpe. Veja tabela Velocidade Medida x Velocidade Considerada para definir se houve ou não infração na Resolução nº 396 do Contran. A folga pode ser aproveitada, é direito do cidadão-motorista.

  • Não.

  • João Fernandes, difícil, hein! Você disse no primeiro comentário que não existe folga para ser aproveitada, uma afirmação completamente errada. Não interessa o que técnico do Item faz ou deixa de fazer. O que interessa é se poder utilizar a margem de erro a nosso favor. Você viu a tabela VM/VC?

  • Daniel, acho que basta ler com atenção o texto na parte das infrações por excesso de velocidade, que é bem claro. Não sei quando você tirou carteira, mas no Código original era ultrapassar o limite em até 20% ser infração grave e acima de 20%, infração gravíssima. Esse artigo do Código, o 218, foi modificado pelo Contran há algum tempo, passando a até 20% de excesso ser infração média, de 20% a 50% infração grave, e acima de 50% gravíssima. As duas matérias que escrevi sobre a questão de excesso de velocidade, essa pela qual você fez o comentário e a “Enfrentando o inimigo com armas legais (http://www.autoentusiastas.com.br/ae/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/) esclarecem devidamente todas essas questões. Recomendo reler esta e a que indiquei.

  • João Fernandes, acho que não precisamos continuar, está bem? Fique com a sua opinião, fico com a minha (do site) e assim acaba essa discussão estéril. E essa Portaria nº 115 está revogada.

    • Joao Fernandes

      Procure conhecer mais sobre o assunto. Consulte um técnico do Instituto de Pesos e Medidas, IPEM, responsável por aferição de radar. Valeu

  • Murilo, sem dúvida que pode.

  • Ana

    Boa noite, passei em uma rodovia a 112 km/h sendo que a velocidade máxima da mesma é de 100 km/h. Recebi a multa , mas será que consigo recorrer? Até que velocidade eu poderia transgredir sem ser multada? E levei outra multa por ultrapassagem de semáforo, mas tenho certeza que não passei em semáforo vermelho, passo apenas no amarelo quando vejo que dá para passar sem risco, a autuação que recebi tem apenas a foto da minha placa e um pedaço da faixa de pedestre. Como devo recorrer? Obrigada.

    • Ana, em princípio não há como recorrer de infração por excesso de velocidade. Mas me informe o que consta da multa como Velocidade Medida, Velocidade Considerada e Velocidade Regulamentada. Sobre a multa de avanço de sinal vermelho, argumente no recurso que você passou na troca do amarelo para o vermelho e que isso não constitui infração. Há 99% de chance que o recurso seja indeferido e a penalidade seja mantida. Nesse caso, recorra em segunda instância, ao Conselho Estadual de Trânsito, pagando a multa e entrando como mesmo argumento. É sua única chance.

      • Ana

        A velocidade regulamentada : 100km
        A medicao realizada : 112km
        Valor considerado : 104km
        Como faco para dar entrada nesse processo de anulacao da multa ?

      • Ana

        A velocidade Regulamentada : 100 km/h
        A Realizada : 112 km/h
        A considerada : 104 km/h
        Como posso dar entrada no recurso para anulação da multa?

        • Ana, você poderia ter passado a até 108 km/h que não haveria infração. Em toda multa há instruções de como recorrer, endereço, documentos a juntar, prazos etc. É um requerimento simples no qual você expõe o seu arrazoado. Coloque no correio como carta registrada com aviso de recebimento.

  • Diego Batista

    Boa noite, passei em um radar de limite 60 km/h a 80 km/h, a moto está no meu nome mas não tenho carteira, estou nas aulas teóricas, enfim. Preciso apresentar um condutor ao Detran, o mesmo perderá pontos de sua carteira ou só virá multa?

    • Diego, sim quem você indicar como condutor perderá 5 pontos e multa que virá para você é de R$ 127,69.

  • Não, Ana, a multa está certa. Para entender como isso funciona, leia a matéria.

  • leticia

    Bom dia, passei 46km/h em uma lombada eletrônica de máxima permitida 40km/h, será que vai vir multa para mim?

    • Letícia, não virá. Só se você tivesse passado a 48 km/h ou mais.

  • Thiago, vai ter a carteira suspensa sim. Multa de R$ 574,62.

  • Neneco Dsdsa

    Bom dia, passei em 110km em um radar a 100, o considerado era 102. Tem como recorrer?

    • Neneco, não há base para recurso, será perda de tempo.

  • Fernando, infração gravíssima. a suspensão do direito de dirigir é líquida e certa, multa de R$ 574,62.

  • Henrique, não gera. Só se você tivesse passado de 58 km/h para mais.

  • Cinco pontos, R$ 127,69.

    • José Walter

      Tomei uma multa dirigindo a 88 km/h onde o permitido era 80 km/h, posso recorrer ou não?

  • Janerson, se as duas motocicletas estavam na mesma faixa, você recorrer com esse argumento.

  • Tuhã, isso mesmo, infração média, 4 pontos e R$ 85,13 de multa. Veja isso na tabela seguinte, a de enquadramento infracional.

  • Cristiano

    Em uma rodovia com limite de 80 km/h, tenho alguma tolerância ou não?Ex: 85 km/h.

    • Cristiano, existe tolerância, não de velocidade, mas do equipamento de medição. É norma do Contran (Conselho Nacional de Trânsito). Até 100 km/h, tolerância de 7 km/h. Acima de 100 km/h, 7%, com arredondamento matemático.
      No seu caso de 80 km/h, você pode ir até 87 km/h sem incorrer em infração. Já 88 km/h é, porque 88 – 7 = 81, infração.
      No caso de 120 km/h, 120 x 1,07 = 128,4 ou 129 km/h. Até essa velocidade não há infração.

  • William, medida.

  • Renê, infração grave, 5 pontos e multa de R$ 127,69.

  • Angelo

    Recebi uma notificação, medição realizada 68, valor considerado 61, limite regulamentado 60. Cabe recurso?

  • Vinícius Cleto

    Bob, primeiramente parabéns pelo trabalho.
    Recebi uma notificação de autuação, onde a Velocidade Regulamentada é de 50 km/h e a Velocidade Considerada é de 51 km/h. Passei a 58 km/h. Possível recorrer?

    • Vinicius, obrigado. O recurso é sempre um direito, mas neste caso não há argumento e será indeferido. Perda de tempo, recorrer.

  • Neydon, a autoridade de trânsito tem 30 dias a partir da data da infração para postar a notificação nos Correios ou outra empresa de entrega de correspondência, segundo o Art. 3º da Resolução 404 do Contran, de 12 de junho de 2012. O mesmo Artigo, no seu parágrafo 2º, diz que “a não expedição da notificação de autuação no prazo previsto no caput deste artigo ensejará o arquivamento do Auto de Infração.” Portanto, você pode e deve recorrer com base nesse artigo do Contran e seu parágrafo 2º. Mas, atenção, você precisa examinar a notificação e ter certeza de que ela foi postada dentro dos 30 dias do cometimento da infração. Na face da autuação, onde consta o destinatário, abaixo do código de barras é informada a data da postagem, em letra bem pequena. Também, é preciso que o endereço que consta do documento do seu carro é o seu realmente. Muitas vezes a pessoa se muda e não informa a mudança de endereço ao Departamento de Trânsito (Detran), ocorrendo problemas dessa ordem, o destinatário não ser encontrado no endereço do documento.

  • Daniel, se você fez esse comentário é porque acessou esta matéria. Se a tivesse lido não teria feito essa pergunta, pois isso está devidamente explicado nela. Em seu próprio benefício, e não meu, recomendo que a leia e assim evite ser multado, o que não houve nesse caso de passar a 63 km/h em zona de 60 km/h. Lembre-se que recorrer é um direito, mas recurso de excesso de velocidade é perda de tempo, não tem escapatória.

  • William, pode ser média (4 pontos e R$ 85,13) ou grave (5 pontos e R$ 127,69). Depende do que for a Velocidade Considerada, já que até 72 km/h é uma e de 73 km/h para cima, é outra. Se você não ler a matéria — afinal, foi por ela que você entrou no campo de comentários — não saberá como evitar novas multas, ou pelo menos ficar apenas nas médias. No seu próprio interesse, e não meu, convém fazê-lo.

  • Fabio, o que você leu é Velocidade Medida, da qual se subtrai 7 km/h, portanto não houve infração (59 km/h).

  • Lorraine, não houve infração. Só haveria se você tivesse passado a 48 km/h ou mais.

  • Evandro, esses 20% se referem a ultrapassar a velocidade máxima em até esse porcentual, o que caracteriza infração média. Para estabelecer a velocidade que define se houve ou não infração, da velocidade medida pelo equipamento subtrai-se 7 km/h. Como seu carro foi medido a 107 km/h, 107 – 7 = 100 km/h, esta a velocidade considerada para determinar infração cometida ou não. Você não ultrapassou o limite em mais de 20%, que seria 108 km/h, portanto foi infração média, 4 pontos na CNH e multa de R$ 85,13. Recomendo, em sua próprio benefício, que você leia essa matéria toda atentamente, bem como a http://www.autoentusiastas.com.br/ae/2014/09/enfrentando-o-inimigo-com-armas-legais/.

  • Leila, o primeiro documento é uma notificação onde você pode indicar o condutor caso não tenha sido você. Deveria ter vindo, mas se você era a motorista, isso não altera nada. Agora, você pode recorrer por ter recebido a notificação de penalidade fora do tempo legal estabelecido pelo Contran, que é até 30 dias da infração, valendo para contagem de tempo a data em que a notificação foi postada no correio.

  • Caio, você arrumou um problema sério. A infração é gravíssima, R$ 574,62 de multa e, pior, há a suspensão automática do direito de dirigir. Você pode recorrer, mas saiba que não adiantará.

  • Caio, infração gravíssima não pode ser convertida em advertência, só as leves e médias. A suspensão varia de Detran para Detran, mas é pelo menos de 30 dias. Espere pelo comunicado do Detran do seu estado.

  • Johnatan, se a VC é 86 km/h, a velocidade medida (VM) foi de 86 + 7 = 93 km/h. Não há como um recurso ser deferido.

    • Johnatan Etges

      Entendo.

      Obrigado pelo esclarecimento.

  • Thiago

    Bom dia, hoje recebi uma notificação de autuação de infração de transito por passar a 53 Km/h (VC) em uma via de 50 Km/h, a velocidade medida (VM) foi de 60 Km/h, posso recorrer?

  • José Guilherme, essa tolerância é legislação metrológica do Inmetro (Portaria nº 115/98) e o Contran precisou criar a tabela de Velocidade Medida e Velocidade Considerada, conforme reproduzi na matéria. Se há a tolerância é perfeitamente legal utilizá-la. Claro que há risco de andar no limite do limite, de um equipamento estar registrando velocidade a mais, mas não tenho conhecimento de que isto tenha acontecido, muito menos comigo. De qualquer maneira, se houver infração ela será por poucos quilômetros por hora e enquadrada como infração média (até 20% de excesso), atualmente R$ 83,13 de multa e 4 pontos no registro da CNH. É um risco que vale a pena dadas os limites de velocidade no Brasil serem irreais e abusivos.

  • Carlos Eduardo, pela Resolução do Contran citada na matéria, até 77 km/h não haveria infração (77 – 7 = 70).

  • Djonatan, nenhuma chance, infelizmente.

  • fabiano ricardo

    Bom dia ,eu passei em uma lombada eletrónica a 34km e o limite era 30 km sera que da multa?

  • Jonathan, infração grave, 5 pontos e R$ 127,69 de multa. Não há base para recorrer, portanto de nada adiantará.

  • Welton, onde você leu que existe 10% de tolerância? Isso não existe. Se você passou a 132 km/h, a velocidade considerada para saber se houve ou não infração é 123 km/h. Sendo o limite 120 km/h, houve infração, que é média, 4 pontos e multa de R$ 85,12. Recomendo ler a matéria, afinal você a acessou, para entender como isso funciona e evitar multas no futuro.

  • Jardel, não tem. Houve excesso de 2 km/h e não existe tolerância para isso. É duro mas é a realidade.

  • Marcela, sim, você pode entrar com recurso no Detran por não ter sido notificada dessas quatro multas baseando-se no fato de ter recebido três notificações, portanto seu endereço era conhecido.

  • André, esses 20% significam que você excedeu o limite em até 20%, não que você pode exceder até esse porcentual. Não há tolerância para velocidade, 1 km/h acima é infração, como foi o caso.

  • Nino, sossegue, não será. Só tivesse passado a 58 km/h ou mais. Leia a matéria com um pouco de atenção para dirigir com tranquilidade, sem receio de ser multado.

  • Felipe, R$ 127,69, infração grave, 5 pontos na CNH.

  • Janete, a multa foi aplicada corretamente, portanto é inútil recorrer. Para evitar multas, leia atentamente esta matéria.

  • Otavio

    Boa noite.
    Rodovia de 80 km/h e o policial estava com radar de pistola, passei a 140 km/h. Isso dá suspensão da carteira?

  • Luiz Fernando

    Bob bom dia! passei em um radar em uma BR proximo a minha casa, limite de 70km/h passei a 72 devo me preocupar?

  • Luiz Fernando

    Bob bom dia! passei em um radar na madrugada, onde a velocidade permitida e 70km/h e passei a 72km/h velocidade aferida pelo radar,devo me preocupar?

  • Rodolfo, não haverá multa. A tolerância do equipamento de medição, por resolução do Contran, é de 7 km/h até 100 km/h e 7% acima. Você poderia ter passado a até 67 km/h (velocidade verdadeira, a do velocímetro sempre “mente” para mais) que não haveria infração. Recomendo ler matéria com atenção para poder enfrentar esses inimigos do motorista com toda segurança.

  • Marcela, provavelmente (há tênue possibilidade de que não) você foi multada, infração média, 4 pontos e R$ 85,12. A notificação tem que ser enviada a você em 30 dias, data da expedição pelo correio.

  • matheus

    boa noite bob se puder me responder estou com essa duvida, no radar de 40km/h eu passei e no painel digital do radar marcou 47km/h eu vou ser multado??me responda se puder?? (cascavel pr)

    • Matheus, não será, por pouco. No seu próprio interesse, leia a matéria toda para entender com funciona essa questão da tolerância e poder se livrar de ser tungado por esses nossos inimigos.

  • Grim

    Sei que a matéria é antiga, mas me fez lembrar da última vez que fui ao Rio Grande do Sul, em janeiro, todas as lombadas eletrônicas por onde passei indicavam a mesma velocidade do meu velocímetro (digital), inclusive uma delas marcou 1 km/h acima, sendo que, segundo o GPS, minha velocidade era mais baixa.
    Ou seja, estavam indicando velocidades maiores do que a real. Na mesma viagem, já em Santa Catarina isso não aconteceu.
    Creio que como tudo nas rodovias do estado, essas lombadas estavam abandonadas.

  • Jéssica, não é viável, a multa foi aplicada corretamente. Recomendo ler a matéria toda para evitar cometer infração por excesso de velocidade.

  • Rodrigues, o que você recebeu ontem foi a notificação de autuação para indicar condutor ou foi a notificação final, sem o campo para indicar condutor? Informe, por favor.

    • Rodrigues Kelson

      Foi a autuação com a indicação do condutor.

      • Rodrigues, nesse caso você não foi prejudicado, era você o condutor. Agora espere chegar a multa propriamente dita, observe a data-limite para recorrer e faça-o, alegando que a velocidade regulamentada na multa era 40 km/h e a postada na rodovia era 50 km/h.

        • Rodrigues Kelson

          Ok obrigada!

  • Luciano, pagar duas vezes e não indicar condutor para escapar dos pontos, só se o carro estiver em nome de pessoa jurídica. Releia a matéria para entender como funciona essa questão de multa por excesso de velocidade. Há tolerância da medição de velocidade pelo equipamento, de 7 km/h até 100 km/h e 7%, acima de 100 km/h. Portanto, se veio na sua multa 31 km/h é porque você foi flagrado a 38 km/h (38 – 7 = 31). Ainda dentro da regra, até 20% de excesso (descontando 7 km/h), que é 36 km/h, é infração média. Entre 37 e 45 km/h, infração grave. Acima de 45 km/h, infração gravíssima com suspensão imediata do direito de dirigir.

  • Angelo. até 100 km/h é 7 km/h. Nesse caso seria 47 km/h para não haver infração.

  • Cleidiane Vieira

    Olá passei a 57 km/h no limite de 50 km/h serei multada?

  • Suerley, infração grave, multa de R$ 127,69 e cinco pontos. Prejudicado se chegar a cinco pontos em 12 meses, certamente você será, caso as duas infrações do ano passado tenham sido cometidas dentro de 12 meses, pois já seriam 15 pontos na sua CNH.

  • Gustavo

    Boa tarde, você saberia me informar qual é a resolução ou artigo que estabelece a distância entre o aviso e o radar? Grato.

    • Gustavo, essa informação consta da própria resolução do Contran na qual esta matéria se baseou. Veja o Art. 6º, § 3º e o Anexo IV da resolução nº 396..

  • Gerson Kerr

    é legal multa de velocidade por radar no km 177 e outra no km 178 da SP 255?

    • Gerson, não, tem de haver intervalo mínimo de 2 quilômetros. Recorra.

      • Gerson Kerr

        Grato pela confirmação, depois de entrar no chat consultei o CTB e a resolução 396/2011…

  • M. Felix, está na margem. Poderia passar a até 47 km/h que não haveria infração. Isso velocidade verdadeira, pelo velocímetro é até um pouco mais, coisa de 48~49 km/h devido ao erro para mais que todo velocímetro tem. Recomendo enfaticamente que leia a matéria toda para entender como isso funciona. Inclusive. você não precisaria ter-me feito a pergunta. Perca 10 minutos, você só terá ganhar com isso.

    • M. Felix Borges

      Obrigada!

  • Patricia. sim, são regulamentados e não adianta recorrer nesse caso. Infração média, 4 pontos e R$ 85,13 de multa.

  • Luciano, se você tivesse lido a matéria não precisaria perguntar. Leia-a e terá condições de evitar multas por excesso de velocidade no futuro. Essa infração é grave, 5 pontos na CNH e multa de R$ 127,69. Obviamente não enseja suspensão do direito de dirigir.

  • Daniel, nem artigo 218 II, tem de ser artigo 218 I. A sua velocidade considerada é 112 km/h, bem abaixo de 121 km/h, esta sim ensejando artigo 218 II; 218 III, nunca! Já recebeu a notificação para indicar condutor? Responda, por favor.

  • Alfred, não é normal, mas agradeça ao seu anjo da guarda!

  • Mari, esqueça esse cálculo, não é isso que diz o art. 218. Existe uma norma Contran de tolerância, é a que está na matéria. Esses 20% se referem a enquadramento da infração, exceder o limite em até 20%, entre 20% e 50%, e acima de 50%, o que faz variar a gravidade da infração, respectivamente média, grave e gravíssima. A tabela em letras menores informa com precisão para cada velocidade medida qual é a velocidade considerada para definir se houve ou não infração. Nesse seu exemplo, caso você passasse a 84 km/h, sua velocidade considerada seria 84 – 7 = 77 km/h, portanto limite foi ultrapassado em 7 km/h e haverá infração (não existe tolerância para velocidade, só para medição de velocidade). Se você nunca foi multada, considere-se uma pessoa de sorte.

  • Não, Maria, mesmo com 76 km/h de velocidade considerada você está em infração. Você está se atendo aos 20%, porcentual que não tem nada a ver com a regra de tolerância de 7 km/h até 100 km/h e 7% acima de 100 km/h. Ainda bem que você nunca foi multada.

  • Karina Paula

    Passei a 43 km/h em uma barreira de 40 km/h, levo multa? Meu carro marcou 46/47 km/h.

    • Karina, não houve infração, não haverá multa. Só se o painel tivesse mostrado 48 km/h é que você teria excedido o limite de velocidade. Recomendo ler a matéria toda para evitar multas.

  • Karadahora

    Passei a 64 km/h num radar de 60 km/h, vou levar multa?

    • Karadahora, não. Só se tivesse passado a 68 km/h ou mais.

  • Everton, houve infração, média, 5 pontos e multa de R$ 85,13. Só não haveria se tivesse passado a até 108 km/h. Recomendo perder 5 minutos e ler esta matéria para aprender como não ser multado.

  • Andrielio, não houve infração e portanto não há multa. Para haver você teria que ter passado a 58 km/h. Perca 10 minutos na vida e leia a matéria para entender como isso funciona e dirigir sem receio de ser multado.

  • Ronaldo, pena que você não leu esta matéria antes, teria evitado esse dissabor. Acho que você ficará sem poder dirigir 1 ano, mas quem define isso é o Detran. Procure se informar.

  • Demerson, está na resolução do Contran citada na matéria.

  • Charles, não entendi contra o quê você pensa em interpor recurso. A velocidade do veículo não era 69 km/h?

  • Givaldo, se você tivesse, no seu próprio interesse (não meu), lido a matéria, você não me faria essa pergunta. Leia-a para aprender a lidar com isso (novamente, seu interesse). Não, não houve infração.

  • Lucas, não cabe recurso Esse 20% é para enquadramento de infração. Exceder o limite em até 20% é infração média; acima de 20 % até 50%, infração grave; e acima de 50%, infração gravíssima. Se você tivesse passado a 47 km/h não haveria infração. No seu interesse e não meu, leia a matéria para entender como isso funciona.

  • Filipe, se você tivesse lido a matéria veria que ultrapassou limite em 1 km/h. De nada adianta recorrer, perda de tempo.

  • Seb Julien, os velocímetros nunca jogam contra o motorista, pois invariavelmente mostram velocidade superior à real. Quanto à severidade das infrações, é decisão dos legisladores do Código de Trânsito. Originalmente havia duas severidades, grave por ultrapassar o limite em até 20% e gravíssima, acima de 20%. Por atuação do então presidente do Contran, Alfredo Peres da Silva, em 2007 foi criada a severidade média (até 20%), a grave ficou para excesso entre 20% e 50%, e gravíssima, acima de 50%, beneficiando a todos. Se você atentar para esta matéria, suas chances de ser multado cairão drasticamente, uma vez que não há tolerância para velocidade mas há para o que o aparelho mede, tudo bem explicado na matéria.

  • Seb Julien, existem diversas leves, mas não por exceder o limite de velocidade.

  • César, Velocidade Medida só pode ser a que o equipamento mediu, registrou. Não lhe parece lógico?

  • Fernanda, também não entendo.

  • Vanessa, ambas procedem. Recorrer é perda de tempo. Estude o que está na matéria para aprender a não ser multada.

  • Carlos Eduardo Santos

    Boa tarde, eu passei com VC a 112 e VM a 120 e a via permitia 110 km/h. Há algum principio de tolerância? É possível recorrer?

    • Carlos Eduardo, a VC de 112 km/h configura infração, pois não existe tolerância para velocidade regulamentada. Não há do que recorrer. Se você quiser evitar novas multas leia a matéria. Ela foi escrita exatamente para isso.

  • Fernando, teoricamente não: não houve infração.

  • Carlos Ricardo, o auto de infração diz que você foi autuado por transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%. Se você o tivesse feito em 21% a 50%, não seria infração média como a que foi, mas grave. E se fosse de 51% para cima, infração gravíssima e suspensão direito de dirigir por um ano. Portanto, essas porcentagens não dizem respeito a tolerância de velocidade, mas ao grau da infração (média, grave ou gravíssima). Com o entendimento desta matéria você poderá dirigir em velocidade acima da regulamentada e indicada pela sinalização com total certeza de não cometer infração. Nesse seu caso, tivesse seu carro sido medido a 57 km/h não seria infração, pois 57 – 7 = 50. Lembre-se, e está na matéria, a medição tem que obrigatoriamente considerar margem de erro do equipamento de +/- 7 km/h até 100 km/h e +/- 7% acima de 100 km/h. A primeira tabela informa isto com precisão e é preciso ficar atento nas velocidades acima de 100 km/h, pois por se tratar de cálculo de porcentagem entra o arredondamento matemático.

  • Edson, há confusão na sua pergunta. Pegue sua notificação de autuação e me diga qual é a velocidade regulamentada da via (VR), a velocidade medida (VM) e a velocidade considerada (VC). Desconfio que essas três velocidades sejam, respectivamente, 50 km/h, 59 km/h e 52 km/h, no caso tendo havido infração por exceder o limite em 2 km/h. Veja lá.

  • Suede, infração gravíssima, 7 pontos na carteira, suspensão do direito de dirigir por um ano e multa de R$ 574,62.

  • Suede

    Olá Bob , tem como eu recorrer dessa infração? Tenho chances de ganhar, levei essa multa por que a rodovia
    e cheia de buracos e a lombada eletrônica mal sinalizada, eu perdi o foco porque estava olhando para os buracos da rodovia , por que momentos antes bati num buraco e quase perdi o controle do veiculo.

    • Suede, recorrer é direito de todo cidadão-motorista, mas acho improvável seu recurso ser deferido, principalmente com esse seu argumento: se a via estava cheia de buracos não havia motivo para ir mais rápido que o limite. Você já recebeu a notificação? Se já, qual é a velocidade medida (VM) e a velocidade considerada (VC)?

  • Suede, você escreveu antes que o limite da rodovia era 50 km/h: o que é isso, algum tipo de brincadeira ou o quê?

  • Edir Carvalho, sim, corretíssima. Leia a matéria para saber por quê e, principalmente, evitar outras multas.

  • Patricia, na notificação há instruções onde entrar com recurso. O que você pensa em argumentar na sua defesa?

  • Ilana

    Boa tarde, passei a 110 km/h numa via de limite 100 km/h. Estou no limite do considerável ou não era para eu ter recebido a multa? Abraço.

    • Ilana, houve infração, a multa é correta. Leia a matéria para entender por quê e evitar ser multada.

  • Jocemir Chaves

    Bom dia!!!!!Vi neste final de semana no site do Detran que fui autuado em 17/08/2016 e a mesma só entrou no sistema neste final de semana (sei disso pois na quinta havia consultado o site), tendo a data para pagamento da mesma em 23/11/2016. O carro autuado é da empresa em que trabalho. Liguei para saber se receberam alguma notificação ou a própria multa e fui informado que não havia chegado nada. Qual o prazo para receber a notificação ou a multa? Passado o prazo a multa é anulada? Se não receber no prazo como deve ser o procedimento?Agradeço e aguardo retorno.

    • Jocemir, como você teve acesso ao site do Detran se você não é o proprietário do veículo? Ou você viu que há pontos na sua CNH? Nesse caso a única possibilidade é a empresa em que você trabalha ter indicado você como condutor, portanto a multa foi recebida no prazo (pela empresa).

      • Jocemir Chaves

        Boa tarde, Bob!!!!Tive acesso ao site do Detran/SP através do “serviço de pesquisa de débitos e restrições” no link “pesquisa de débitos e restrições de veículos de terceiros”, onde você pode consultar veículos de terceiros através do número do Renavam e placa do veículo.
        A empresa ainda não recebeu nenhum comunicado de multa ou boleto de pagamento e não há pontos em minha carteira, pois o condutor não foi indicado pela empresa devido não ter recebido nada.
        Minha dúvida é se há prazo para a emissão da multa, pois ao que sei eles tem 30 dias para EMITIR a multa, após este prazo a multa seria cancelada.
        Mais uma vez agradeço seu retorno e sua ajuda sempre bem-vinda!!!!!

        • Jocemir, sim, a autoridade de trânsito tem 30 dias para emitir a notificação (a inicial), valendo como limite a data de expedição pelos Correios. Isso não cumprido a multa é anulada.

          • Jocemir Chaves

            Obrigado, Bob! Quando tiver o desfecho deste caso publico aqui para informar outras pessoas sobre o assunto. Parabéns pelo seu excelente trabalho!!!!!

    • Jocemir Chaves

      Boa tarde Bob!!!!Tive acesso ao site do Detran/SP através do “serviço de pesquisa de débitos e restrições” no link “pesquisa de débitos e restrições de veículos de terceiros”, onde voce pode consultar veiculos de terceiros através do numero do renavan e placa do veiculo.
      A empresa ainda não recebeu nenhum comunicado de multa ou boleto de pagamento e não ha pontos em minha carteira, pois o condutor não foi indicado pela empresa devido não ter recebido nada.
      Minha duvida e se ha prazo para a emissão da multa, pois ao que sei, eles tem 30 dias para EMITIR a multa, apos este prazo a multa seria cancelada……
      Mais uma vez agradeço seu retorno e sua ajuda sempre bem vinda!!!!!

  • Carlos Nathan

    Vinha a 38 km/h na lombada eletrônica em uma BR e o equipamento registrou 139 km/h, praticamente 100 km/h a mais. Estou com medo, pois minha habilitação é provisória e, segundo, tenho a plena consciência que vinha corretamente. O que fazer se a multa chegar?

    • Carlos, acho que não nem é o caso de multa, mas de suspensão imediata do direito de dirigir. Aguarde carta do Detran ou multa e me informe o teor. Por enquanto nada há a fazer.

      • Carlos Nathan

        Obrigado. Estou aguardando e pensando em ir amanhã na Central da PRF da minha cidade e comunicar o acontecido e ver em que eles podem me ajudar

  • João Vitor Stolk

    Passei a 51 km/h em uma lombada de 50 km/h, porém o número apareceu amarelo. Levarei multa?

    • João Vitor, não levou. Recomendo perder 10 minutos e ler a matéria para saber por que não foi multado e também evitar problemas dessa ordem.

  • Rodrigo

    Passei de 93 km/h num radar de 40 km/h. O que acontece comigo, pagarei quanto de multa? E minha CNH será apreendida? Se for, por quanto tempo? Obrigado.

    • Rodrigo, essa infração, exceder o limite em mais de 50%, enseja suspensão do direito de dirigir por um ano, 7 pontos no seu registro e multa de R$ 574,62.

  • rhobin

    Ola Sr. Bob, boa noite! Prezado, poderia me informar ou indicar onde encontrar por quanto tempo uma CNH fica suspensa quando se tem 108 pontos decorrentes de infração media (Transitar fora da faixa regulamentada pela sinalização = 4 pontos cada) ? Grato pela atenção. Robson.

  • Martins

    Boa tarde, Bob! Na madrugada de hoje passei 43 km/h numa fiscalização de 40 km/h. Vou ser multado?

    • Martins, poderia ter passado a até 47 km/h que não seria multado. Leia a matéria para entender essa questão.

  • Alexandre Stoco

    Olá, Bob, como vai? Eu gostaria de tirar uma dúvida contigo. Passei no radar onde a velocidade máxima é de 50 km/h e eu passei a 81 km/h. O que vai acontecer comigo, qual vai ser a penalidade? Fiz as contas em cima de sua tabela e por pouco a minha CNH foi suspensa. É verídico isso? Desde já agradeço.

    • Alexandre, sua velocidade considerada é de 74 km/h, portanto 48% acima do limite, infração grave, 5 pontos na carteira e multa de R$ 127,68. Sua CNH não será suspensa. Foi por pouco, tivesse a velocidade considerada sido 76 km/h, aí sim haveria a suspensão do direito de dirigir por um ano, multa de R$ 574,62 e 7 pontos.

  • Alexandre Stoco

    Obrigado, Bob, pela atenção e rapidez em sua resposta.

  • Paloma Morgado

    Boa tarde, recebi uma notificação de que ultrapassei com o limite de 40 km/h passa do a 61 km/h, no dia 19/09/16, recebi a notificação hoje, gostaria de saber qual seria o valor da multa?
    Desde já muito obrigada.

    • Paloma, R$ 574,62.

      • Paloma Morgado

        Meu Deus, tudo isso por quê?

        • Paloma, se você tivesse lido a matéria e uma que lá está indicada, você veria que cometeu infração gravíssima, cuja multa tem esse valor e, pior, você terá sua CNH suspensa por um ano.

  • Wellington Rodrigues

    Boa noite Bob, agora há pouco passei por uma lombada eletrônica de 40 km/h, a 35 km/h e a mesma registrou 46km/h, tamanha foi minha raiva que quase parei o carro para ligar ou fazer alguma queixa ao Detran. Gostaria de saber se serei atuado, li o presente artigo mas confesso que estou confuso!
    Agradeço desde já!

  • nilson

    Olá, senhor Bob, num radar de 80 passei a 120, será que vou ter minha CNH apreendida?

    • Nilson, não terá. Só multa de R$ 127,69 e 4 pontos.

      • nilson

        Muito obrigado, seu Bob, mais se eu passasse a 125 km/h já seria gravíssima? E quais consequências?

        • nilson, só passaria a gravíssima se você tivesse passado a 130 km/h. Sempre que for gravíssima por exceder o limite de velocidade é 1 ano sem CNH e multa de R$ 574,62 (essa e outras multas aumentarão a partir de novembro).

  • Marllus Fernando

    Boa tarde, acabei de passar em uma lombada eletrônica na BR que era de 50 km/h e passei a 91 km/h. A minha carteira será suspensa?

    • Marllus, se você tiver sido autuado sua carteira fatalmente será suspensa. Agora é torcer para que não tenha sido e aguardar notificação.

  • mateus s

    Bom dia, passei a 52 km/h numa via de 40 km/h, como posso recorrer essa multa?

    • mateus, recorrer de quê? Só se for de você mesmo por não ter observado o limite.

  • Nicholas Corradi

    Boa noite senhores, sou de BH e acabei de passar em um radar no anel rodoviário, olhei para o velocímetro quando passei e estava em exatos 70 km/h, e o radar marcou 75 km/h, achei bem confuso pois a precisão do carro é muito boa, caso seja notificado posso tentar fazer algum recurso que questione a última regulagem do aparelho?

    • Nicholas, não houve infração, pois 75 – 7 = 68 km/h. Mas você pode e deve notificar o Detran ou o DER sobre o erro.

      • Nicholas Corradi

        Obrigado, Sr. Bob!

      • Lira

        Bob, aproveitando o gancho: as velocidades mostradas instantaneamente em radares e lombadas eletrônicas com painéis de LED são medidas ou consideradas?
        Passei numa lombada eletrônica de limite 60 km/h e foi indicado 66 km/h no painel do equipamento, estou em dúvida se levei multa.

        • Lira, sempre velocidades medidas, das quais subtraem-se as tolerâncias do aparelho, 7 km/h até 99 km/h e 7% de 100 km/h em diante, para determinar se houve ou não infração. No seu caso não houve, pois 66 – 7 = 59 km/h. Para sua informação, quando o limite é 100 km/h pode-se passar a até 108 km/h; 110 km/h, até 118 km/h; e 120 km/h, 129 km/h. Isso sempre velocidade verdadeira, como a indicada pelo GPS. Lembre-se, não há tolerância para velocidade considerada, 1 km/h acima do limite já é infração.

  • Marcio Costa

    Passei num radar estático a 120 km/h . E a velocidade permitida é 110 km/h. Gostaria de saber o valor da multa e pontuação. Obrigado.

    • Marcio, acredito que você não tenha sido multado, porque configurar infração o radar teria que flagrá-lo a 119 km/h, isso velocidade verdadeira. Supondo que o velocímetro do seu carro tenha erro bem pequeno, tipo 2%, a 120 km/h indicado sua velocidade real seria 117,6 km/h, menos, portanto, do que 119 km/h. Mesmo arredondando matematicamente para 118 km/h, pela tabela de Velocidade Medida e Velocidade Considerada não há infração, pois a 118 km/h corresponde 110 km/h. Mas se por qualquer motivo você tiver sido multado, a multa é média, R$ 130,16 e 4 pontos na CNH. Reitero a necessidade de ler a matéria para enfrentar a indústria da multa com armas legais.

      • Marcio Costa

        Obrigado, Bob, valeu pelo esclarecimento com certeza vou ler sim a matéria.

  • Alessandro

    Bom dia, Bob! Em uma rodovia com máxima de 80 km/h, tem alguma porcentagem máxima permitida para realizar uma ultrapassagem acima desses 80? Obrigado.

    • Alessandro, desculpe a demora em responder. A matéria é clara, até 100 km/h a tolerância da medição (e não da velocidade) é de 7 km/h. No seu caso, pode-se passar pelo radar a 87 km/h que não será infração, pois 87 – 7 = 80. Se passar a 88 km/h, 88 – 7 = 81 km/h, infração. Acima de 100 km/h é que a tolerância de medição é por porcentagem, 7%. Mas como há conta de multiplicar para saber o resultado, e o resultado será fracionário, é preciso consultar a tabela de Velocidade Medida e Velocidade Considerada. Ela informa que para 100 km/h pode-se passar a 108 km/h; para 110 km/h, 118 km/h; e para 120 km/h, 129 km/h.

  • valdir de souza

    Boa tarde, amigo. Passei num radar a 99 km/h, sendo que o limite era 60 km/h. Qual o valor da multa com a margem de erro ela vem para 92 km/h. Obrigado.

    • valdir, desculpe a demora em lhe responder. Essa velocidade de 99 km/h, você a leu no mostrador do radar ou no velocímetro? Reze para tenha sido no velocímetro, pois a velocidade verdadeira sempre é um pouco menor do que a indicada no velocímetro. Assim, se a sua velocidade registrada pelo radar tiver sido 97 km/h, a velocidade para efeito de multa será 90 km/h, o que será infração grave, 5 pontos na CNH e multa de R$ 195,23, e mais nada. Mas se o radar registrou 99 km/h realmente, aí você estará em má situação: você ficar 1 ano sem a carteira, será multado em R$ 880,41 e terá 7 pontos na sua CNH. Agora é esperar a notificação e torcer.

  • Alvarenga

    Gostaria de comentar que QUASE todos os veículos têm um erro a maior no velocímetro, na condição que saem de fábrica. É comum encontrar erros entre 4% e 6%. Antigamente chegava a 10% e atualmente tem sido maior a precisão, com muito veículos marcando apenas 2% ou 3% a mais que o real.
    Comento isto porque tomando o exemplo de um limite de 100 km/h, se você andar a 106 km/h reais a velocidade considerada será 99 km/h e não será multado. Para você estar a 106 km/h reais seu velocímetro poderá estar marcando por volta de 110 km/h, com os erros médios que citei.
    É fácil aferir seu velocímetro simplesmente cronometrando o tempo para percorrer 1 ou 2 km de estrada, mas é mais fácil ainda pelo GPS.

    • Alvarenga, vamos colocar as coisas de modo diferente. Consultando a tabela de Velocidade Medida (VM) e Velocidade Considerada (VC), para limite de 100 km/h a Velocidade Medida pode ser de até 108 km/h. Mas o velocímetro pode indicar, em vez de 108 km/h, mais do que isso. Se por um lado esse erro que você citou, e é fato, dá uma margem de segurança para o motorista, por outro ele não usa plenamente a tolerância legal como explicado na matéria. Aferir é importante, mas é preciso o máximo cuidado para determinar o erro, seja pelo GPS, seja por cronometragem, pois se estará muito perto do limite da tolerância.

  • higor

    Bob, passei em uma lombada eletrônica de 60 km/h a 92 km/h. Assim como o Nilson estou com medo de perder a habilitação, foi infração grave ou gravissima?

    • higor, se no mostrador da lombada eletrônica você leu 92 km/h, a Velocidade Considerada será de 85 km/h, portanto infração grave e não gravíssima: só multa de R$ 95,23 e 5 pontos na CNH.

      • higor

        Não, Bob, chegou a notificação, realmente estava a 92 km/h, então no caso é grave? Mais a grave não é multa de R$ 127,69?

        • higor, qual é a Velocidade Considerada na notificação, 85 km/h ou 92 km/h? Se for 92 km/h você está com um problemão, é infração gravíssima, suspensão do direito de dirigir por 1 ano e multa de R$ 293,47, além de acumular mais 7 pontos na carteira. Me responda qual a Velocidade Considerada que consta da notificação.
          Sobre o valor da multa, a partir do dia 1º (anteontem), a multa leve passou de R$ 53,20 para R$ 88,38; a média, de R$ 85,13 para R$ 130,16; a grave, de R$ 127,69 para R$ 195,23; e a gravíssima, de R$ 191,54 para R$ 293,47.

          • higor

            O carro está no nome do meu amigo, ele só disse que chegou a notificação e que passei de 92 km/h em uma via de 60 km/h. Agora me deixou preocupado, mas a notificação já vem a tolerância?

          • higor, a notificação é de infração e nela constam Velocidade Regulamentada, Velocidade Medida e Velocidade Considerada. Não vem nenhuma tolerância na notificação, ela é já levada em conta na emissão. Ficarmos nesse diálogo interminável sem você ter a notificação em mãos para ver esses detalhes, não dá. Providencie-a e voltamos a falar.

      • higor

        Ufa! (rsrsr) Você me trouxe um alivio!

        • higor, no seu próprio interesse, leia a matéria para entender como tudo isso funciona e se defender da indústria da multa.

  • Renan

    Olá, Bob, passei em uma rodovia estadual onde a lombada era 50 km/h, e a marcação no painel foi 79 km/h. Está certa essa cobrança? Em quanto será que vem a multa?
    Abraço.

    • Renan, de que cobrança você está falando? Pode explicar?

  • Anonimo

    Bob, passei pelo radar de 40 km/h a 46 km/h, eu tomarei multa?

    • Não, só se tivesse passado a 48 km/h ou mais.

  • junior

    Boa noite, hoje pela rodovia Presidente Dutra sentido São Paulo próximo à entrada para rodovia Fernão dias, estava pela pista local onde a velocidade é de 90 km/h e estava a mais ou menos 110 km/h. Passei por um radar estático onde um policial rodoviário havia montado e estava escondido pelo outro lado da pista expressa. Esta multa será válida? Em qual categoria se enquadra? Obrigado.

    • Junior, a multa só seria inválida se o radar estivesse escondido, o que não foi o caso, pois você o viu. A infração deverá ser média, 4 pontos e multa de R$ 130,16. Mas você tiver sido medido a 117 km/h muda para infração grave, 5 pontos e R$ 195,23. Agora é esperar chegar a notificação.

  • William Felipe Batatinha

    Passei a 75 numa via de 50, a multa vai grave ou gravíssima?

  • Vítor Drayer Kontz

    Boa noite, passei por um pardal de 40 km/h a mais ou menos uns 150. Isso foi hoje, nem vi quanto o radar marcou, depois que passei lembrei que tinha um pardal. O que vai acontecer, eu vou ser preso?

    • Vítor, preso, não, porque trafegar acima da velocidade regulamentada não é crime de trânsito. Se a velocidade tiver sido registrada. sua CNH será suspensa por um ano, a multa será de R$ 880,41 e 7 pontos serão lançados na sua carteira de habilitação. Aguarde eventual notificação.

  • Gustavo Costa

    Em uma lombada eletrônica marcou 53 km/h sendo que a rodovia era de no máximo 50 km/h , mas no meu velocímetro estava a 40 km/h… somente neste radar aconteceu isso, nos outros geralmente marca 5 km a menos que estou trafegando. O que acha que devo fazer caso chegue uma notificação?

    • Gustavo, não chegará notificação porque não houve infração, só se o mostrador tivesse indicado de 58 km/h para cima. Mas independente disso você deve formalizar uma reclamação ao órgão rodoviário competente.

  • Armando de Barros

    Prezado Bob. No dia 03/10/2016, passei por um radar fixo, com limite máximo de velocidade de 50 km/h, a 60 km/h. em Rodovia Federal (Rio-Petrópolis). Já faz 37 dias e ainda não recebi a Notificação da Infração. Sei que há uma Regulamentação com relação ao prazo de recebimento da Notificação da Infração, que deve chegar até 30 dias da data da Infração. Após este prazo a multa “caducaria”. Este prazo ainda está em vigor ou foi alterado? Um forte abraço.

    • Armando, os 30 dias contam entre data da infração e postagem por qualquer meio (Correios, couriers etc.). Chegando a notificação, compare data da infração com a data da postagem indicada logo abaixo do código de barras. Se for de 31 dias ou mais, recorra com base de envio fora do prazo legal de 30 dias. Mas acho que não houve infração se você passou a 60 km/h indicado no velocímetro, já que este sempre marca de 3% a 5% a mais. Tomando o erro mais favorável a você, sua velocidade teria sido 60 ÷ 1,05 = 57,14 km/h. Como nesses assuntos o Contran determina arredondamento matemático, a Velocidade Considerada seria 57 km/h, ou seja, nada de infração (57 – 7 = 50 km/h).

  • Alex eduardo correia

    Boa noite. Meu filho passou a 78 km/h em uma via estadual na qual o limite era 40 km/h, foi considerado 71 km/h. Mas na notificação não diz que ele teve a CNH suspensa e também não mostra se foi grave ou gravíssima, mas diz que perdeu 7 pontos. Tem como recorrer ou perdeu mesmo a carteira?

    • Alex, só o fato dos 7 pontos mostra que a infração foi gravíssima e nesse caso a suspensão do direto de dirigir é imediata. Em limite de 40 km/h, qualquer velocidade igual ou superior a 61 km/h é infração gravíssima e suas consequências, entre as quais multa de R$ 880,41. Infelizmente não há recurso para isso, a menos que possa ser provado, por exemplo, que seu filho estava fugindo de tentativa de assalto. Você pode tentar testemunho de quem estivesse no carro com ele, mas na análise do recurso certamente será considerado o histórico dele como motorista, multas anteriores etc.

      • alex eduardo correia

        Obrigado, mas ele não tem nem uma multa anterior. Será que se tentar esse recurso consegue a liberação? Realmente achei um absurdo, mas lei é lei e deve ser seguida, mas se partimos deste principio ele perde a carta a uma velocidade de 71 km/h e o cara que passar em um radar de 120 km/h a 179 km/h, não, só porque foi inferior a 50%. Estou pensando em fazer o recurso colocando que ele estava tentando fugir de um assalto, mas dá vontade de ressaltar isso, mas sei que nem iriam ler a minha indignação. Muito obrigado e já sou seu fã. Abraços.

        • Alex Eduardo, concordo, há um desequilíbrio de severidade entre 78 km/h e 194 km/h (e não 179 km/h). Essa é a regra, infelizmente. Mas aconselho-o a não mencionar isso na defesa do seu filho, pode ser contraproducente. Vale mais citar que ele nunca foi multado antes e que, embora em excesso flagrante, pelas condições e pelo local a velocidade de 78 km/h não consistia em ameaça à segurança do tráfego ou a transeuntes. A história de suspeitos em atitude de abordagem precisa ser a mais minuciosa possível, com detalhes (mas sem exageros), para parecer verossímil. Ele deve admitir que estava acima do limite, mas apenas o necessário para deixar o outro carro para trás. Ele ter prontuário limpo quanto a multas o ajudará.
          IMPORTANTE: espere vir carta do Detran comunicando a penalidade de suspensão. Há uma tênue possibilidade que relevem dada a velocidade não ser tão alta (como de fato não era).

  • Armando de Barros

    Muito obrigado pela sua atenção e explanação. Um forte abraço.

  • Lucas

    Bom dia Bob, fui consultar o site do Detran para verificar quando deveria pagar meu IPVA e no site descobri que tem um boleto para pagamento de uma multa que nem sabia que existia. Pelo que entendi a infração ocorreu em 27/09/2016 (pelo que está no auto de infração foi expedido nesta data), foi medido 88 km/h e considerada a velocidade de 81 km/h. Vi que se eu pagar até 21/11 tenho desconto e tudo mais, mas eu não teria que ter sido notificado disto? O boleto saiu com data de hoje 11/11/16. O mais estranho de tudo é que eu sequer vi pardal na rodovia indicada, ou está escondido, ou mal sinalizado, além disso costumo dirigir dentro do limite de velocidade, não esperava por isso. Será que vale a pena tentar recurso?

    • Lucas, essa situação é complicada. O seu endereço residencial é o que consta do documento do veículo? Se for, pode ter havido falha do órgão autuador, no caso o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) de São Paulo, em processamento e envio da notificação, inclusive sem lhe dar chance de indicar condutor. Nesse caso cabe recurso. No site do Detran de São Paulo há todas as instruções de como recorrer.

  • cristiano

    Olá, boa tarde, Bob. Recebi 3 notificações de multa por velocidade, sendo que nenhuma consta no site do Detran. A velocidade permitida era de 50 km/h e passei a 60 km/h. Outra, permitido 50 km/h passei a 59 km/h. A última, permitido 50 km/h e passei a 61 km/h. Gostaria de saber se cabe recurso.

    • Cristiano, não cabe.

      • cristiano

        Ok, obrigada. A dúvida que fica é se eu não deveria ter um desconto de consideração.

        • Cristiano, acho que não, pois eu nunca soube de desconto dessa natureza.

  • fernando

    Passei numa lombada de limite de 50 km/h a 80 km/h. Qual seria o valor da multa? Perco a carteira ou não?

    • fernando, multa de R$ 195,23 e 5 pontos na CNH. Não haverá suspensão do direito dirigir.

  • Everton Falqueto

    Passei em um radar em que marcou 65 km/l e o tolerável era de 40 km/h. Qual multa será aplicada?

    65 km – 7 km = 58 km então se enquadra no grave e é multa sem retenção da carteira? Estou certo ?

    • Everton, correto, multa grave, não há suspensão do direito de dirigir. Só multa de R$ 195,23 e 5 pontos na carteira.

  • Clever

    Olá Bob, primeiramente parabéns pelas explicações e dicas aos leitores. Gostaria de saber se eu conseguiria converter uma multa em advertência visto que recebi uma notificação de autuação do DER-SP onde o limite da via era de 100 km/h, a medição realizada foi de 111km/h e o valor considerado foi de 103 km/h. Foi a primeira multa que tomei e acabei me confundindo pois tinha rodovia que o limite era de 110 km/h e outras de 100 km/h. Quando se converte em advertência eu somente deixo de pagar a multa ou os pontos também não são considerados na CNH?. Obrigado.

    • Clever, não sei responder isso. Vou precisar verificar; aguarde.

      • Clever, tendo sido autuação pelo DER-SP, você terá que acessar ftp://ftp.sp.gov.br/ftpder/multas/Form_Req_2013.pdf para requerer a autuação em advertência por escrito e seguir as instruções. Não encontrei informação sobre a questão dos pontos, mas acredito que espelhe as condições do Detran – SP, em que não há cobrança de multa nem lançamento de pontos na CNH.

        • Clever

          Muito obrigado pelo esclarecimento, Bob.

  • Luís Gabriel Moraes

    Passei a 31 km/h em um radar de 30 km/h, existe a possibilidade de receber alguma multa ou notificação em casa?

    • Luís Gabriel, não. Poderia passar a até 37 km/h que não seria infração. Aprenda este assunto lendo a matéria. No seu próprio interesse, não meu.

      • Igor Silva Souza

        Boa noite , hoje passei em uma lombada eletrônica de 30 km/h a 37 km/h, pelo o que eu entendi eu não vou receber multa?

        • Igor, não houve infração, pois a Velocidade Considerada, a que define se houve excesso de velocidade, é 30 km/h.

  • Emerson Jose

    Você pode tirar uma dúvida minha? Fui autuado por passar em um radar fixo em SP, numa rodovia federal chegando em Aparecida, em que a velocidade máxima era 30 km/h. Pode ter esse limite tão baixo em uma rodovia federal? Eu não vi a placa e achei que era 60 km/h por ser próximo à entrada de uma cidade. Passei a 47 km/h e foi considerado 40 km/h. Por sorte…rsrsrsrsr

    • Emerson, a autoridade sobre a via pode estabelecer a velocidade que quiser, para bem pouco como neste caso, ou para cima, sem limite. O Brasil não tem um limite nacional de velocidade.

      • Emerson Jose

        Grato pela resposta Bob, partiu paga a multa, mas sorte ainda que fui autuado em Out. na tabela anterior, . Abraço.

  • Carlos Henrique Dias

    Minha situação angustiante: estava num via a 60 km/h e não observei o radar portátil (nunca estava ali naquele local). A minha velocidade quando vi o guarda com a pistola era de 95 km/h, por aí (menos de 100). Havia dois carros na minha frente, sendo que num deles o guarda apontou o radar e direcionou-o somente para o primeiro que estava mais rápido. Será que corro o risco de radar ter me pegado a 95 km/h? Se tiver flagrado, como ficaria a situação?

    • Carlos Henrique, caso você tenha sido flagrado, o que acho improvável na circunstância descrita, terá cometido infração grave, multa de R$ 195,23 e cinco pontos na CNH.

      • Carlos Henrique Dias

        Obrigado pelo retorno. Parabéns pela matéria. Estou na torcida rs

  • Lucas Morais

    Boa tarde, passei em um radar, cujo a velocidade máxima era de 60 km/h, e passei a 64 km/h vou ser multado? se for, qual o valor e quantos pontos na carteira? desde já obrigado.

    • Lucas, não houve infração. Só haveria se você tivesse passado a 68 km/h ou mais. Leia a matéria para entender essa questão e evitar multas.

  • Gaspar Zinho

    Ontem passei na Bandeirantes sentido capital de SP, sem querer cheguei aos 140 km/h mas percebi o descuido na hora e rapidamente tirei o pé dei um toque no freio e voltou aos 120. Sei que existem alguns pontos que o radar não pega, só espero que eu estava num deles. Enfim, sempre procuro seguir ao máximo os limites de velocidade e sempre vejo, principalmente na Bandeirantes muitos passando a muito mais que 140 km/h. Espero que meu carro não tenha sido fotografado.

    • Gaspar Zinho, da maneira como se expressou, “alguns pontos que o radar não pega”, imagino que você ache que radar em estrada é como nos radares de controle de voo, que ficam varrendo permanentemente a área. Saiba que não é assim, mas radar apontado diretamente para o veículo.

      • Gaspar Zinho

        Boa noite, me expressei mal creio, como não sou um conhecedor do assunto penso que o radar tenha um limite de alcance, em certo ponto ele não consegue mais fotografar, então penso que para cobrir o outro ponto exista outro radar e assim por diante, ou talvez existam pontos na rodovia que não são fiscalizados.

        • Gaspar Zinho, é ao contrário, só alguns pontos são fiscalizados.

  • Mateus

    Bom dia, passei hoje pela por um radar na contramão, joguei mais para o acostamento da contramão, o limite era 40 km/h e passei a 70 km/h, será que pegou? E quanto será? O carro está no nome da minha mãe, ela não tem habilitação!

    • Mateus, se pegou você está com um problemão. Ficará sem a carteira por um ano e a multa será de R$ 880,41. Desconheço o procedimento do Detran quando o carro está em nome de pessoa física não habilitada, como é o caso, e essa pessoa se recusar a informar quem é o condutor, o que lhe livraria da suspensão da carteira.

  • Camilo Alexandre

    Boa noite, Bob!

    Retornando de viagem pela BR-040, sentido Diamantina–BH (esta estrada antes de Sete Lagoas só possui um radar fixo de 70 km/h) as placas de velocidade oscilavam muito entre 40, 70 e 110 km/h.

    Estava com o Waze ligado, que não apontou nenhum radar no percurso, apenas este de 70 km/h no qual eu reduzi e passei abaixo.

    Antes de chegar a Sete Lagoas, ao sair de uma curva, o GPS marcava cerca de 125 km/h (135 km/h no painel do carro) me deparei a uns 200 m de distância com um guarda da PRF com o radar apontado para a pista. Imediatamente tirei o pé do acelerador. Neste ponto da estrada, aparentemente o limite era de 110 km/h. Se o radar tiver marcado menos de 120 km/h não levarei multa? Estou receoso, pois pelo que li a multa de até 20% passou para R$ 195,00 e 7 pontos. Fico indignado de a PRF fazer este tipo de aferição, sendo que em mais de 80 km de estrada existe um radar apenas, uma infinita confusão nas placas de sinalização de velocidade máxima e faltam placas sobre a fiscalização eletrônica.. Somente após Sete Lagoas surgem as placas indicando os radares fixos de 70 km/h.

    grato desde já

    • Camilo, para 110 km/h de limite, até 118 km/h de Velocidade Medida não há infração, já que a Velocidade Considerada será de 110 km/h. Se por qualquer motivo tiver havido, a infração por exceder o limite em até 20% é média, 5 pontos e R$ 130,16.

  • Felipe

    Boa tarde, Bob. Por pura falta de atenção passei em um radar de 40 km/h a 45 km/h. Qual será o valor da multa? :/

    • Felipe, não houve infração. Só se você tivesse passado a 48 km/h ou mais. No seu próprio interesse, leia a matéria para entender como tudo isso funciona.

  • Roberto

    O texto está bem claro, mas tenho uma dúvida. Como é o procedimento para aferição dos radares fixos para homologação. Aqui na minha cidade foram instalados diversos novos radares fixos. Depois da instalação, eles ficaram algumas semanas sem multar, sob a alegação de que precisariam ser aferidos. Certo dia notei que eles interditaram uma das avenidas para a tal aferição. Curioso fiquei lá observando e percebi que tinha uma Palio Weekend normal, sem nenhum equipamento externo visível, que ia e voltava pela avenida passando pelo radar instalado em várias velocidades. Pergunto: se o veículo utilizado na aferição não tinha nenhum equipamento externo, como seria a aferição? Seria por um GPS comum, como um da navegador automobilístico comum que podemos comprar ou seria algum outro equipamento especial instalado internamente de forma que não pude visualizar?

    • Roberto, não conheço o método de aferição, mas muito provavelmente é pelo GPS.

    • Gilvan

      Esses métodos de aferição são desconhecidos do público em geral. Mas o que interessa é se o equipamento foi aprovado pelo Inmetro.
      Sendo que quando somos multados por tais “máquinas ” devemos primeiro conferir a data da suposta aferição no site do Inmetro na opção PSI
      Sendo importante ressaltar que a portaria 115 junho 1998 regula e traz os requisitos mínimos para que tal equipamento possa ser utilizado.

  • Paulo Henrique Silva Brandão

    Não sabia do radar e passei em um radar a 103 km/h. sendo que ele e de 60 km/h, a multa veio gravíssima, tudo bem. Queria saber quanto irei pagar pela multa ? e se esta entre 20 a 50%. Obrigado

    • Paulo Henrique, a multa é de R$ 880 e essa infração leva à suspensão da carteira por um ano.. Por ser gravíssima significa que foi acima de 50%, que é a partir de 91 km/h.

  • Adalberto

    Boa noite, recebi uma multa hoje que disse que passei a 69 km por hora em um radar que era de 60 km por hora. Está correta esta multa? Acho que ultrapassei muito pouco, só 9 km por hora.

    • Adalberto, a multa é correta. Leia a matéria que você entenderá como isso funciona. 1 km/h acima do limite é infração.

  • Antônio Cunha

    Boa noite, me chamo Antônio.

    Sou de Goiânia, e fui autuado no dia 07/11 por estar acima do limite de velocidade em mais de 20%, porém, a via tem limite de 60 km/h e caculando 20% de 60, temos 72 km/h, que é exatamente a velocidade aferida pelo DETRAN. O artigo 218 diz:

    “Transitar em velocidade superior à máxima permitida para o local, medida por instrumento ou equipamento hábil, em rodovias, vias de trânsito rápido, vias arteriais e demais vias: (Redação dada pela Lei nº 11.334, de 2006)

    I – quando a velocidade for superior à máxima em até 20% (vinte por cento): (Redação dada pela Lei nº 11.334, de 2006)
    Infração – média; (Redação dada pela Lei nº 11.334, de 2006)
    Penalidade – multa; (Redação dada pela Lei nº 11.334, de 2006)”

    De que forma eu posso recorrer e não ser multado?
    Só posso ser multado se a velocidade for aferida por um radar?
    Creio eu que no local não há radar, mas de qualquer forma estarei passando no mesmo na sexta para fazer a confirmação.

    • Antônio, infração de exceder o limite de velocidade só pode ser comprovada por instrumento ou equipamento hábil. Um desses equipamentos é o radar estático, aquele que é armado junto à via. Outro é o radar portátil, a conhecida pistola, operada por policial. Se for um desses dois tipos, quando você passar pelo ponto na sexta-feira ele poderá não estar lá.
      Acho confuso o que você diz no começo. Por isso, verifique na notificação que você recebeu o seguinte, informando-me em seguida:
      – Velocidade Regulamentada
      – Velocidade Medida
      – Velocidade Considerada
      – Equipamento utilizado e data da última aferição
      Aguardo.

      • Antônio Cunha

        Boa tarde Bob, entrei no site do DETRAN-GO e as informações no campo “Detalhamento de Multas em Autuação” (este seria o auto de infração online, certo?), são as seguintes:

        O boleto para pagamento desta infração pode ser impresso apenas pelo órgão autuador.
        Auto Infração:R012093820
        Orgão Autuador:(292270) PREF. DE: GO – APARECIDA DE GOIANIA
        Descrição da Infração:(745-5) TRANSITAR VELOCIDADE SUPERIOR MAX PERMIT ATE 20%
        Regulamento:218 * I
        Data Infração:07/11/2016
        Hora Infração:18:03
        Data da Penalidade: Data da Notificação de Autuação:21/11/2016
        Responsável pela Infração:CONDUTOR
        Local Infração:AV. SÃO PAULO QD 54 – ST. PARQUE REAL – APARECIDA DE GOIANIA / GO
        Natureza:MEDIA
        Pontuação Infração:4
        Velocidade Permitida:060 Km/h
        Velocidade Aferida:072 Km/h
        Valor da Multa:R$ 130,16
        Valor com Desconto:R$ 104,13
        Data Limite para Defesa Prévia:05/01/2017
        Valor Total em Multas:R$ 130,16
        Valor Total com Desconto:R$ 104,13.

        Você me pediu três tipos de velocidade: regulamentada, medida e considerada. Contudo, existem apenas estas duas, sendo uma chamada de aferida. Vi em alguns fóruns que quando ocorrer a fiscalização na forma prevista no art. 61 do Código de Trânsito Brasileiro (Art. 7º) e sendo utilizado o medidor do tipo portátil ou móvel, a ausência da sinalização deverá ser informada no campo “observações” do auto de infração (§ 1º).
        Ou seja, no meu caso não há esta informação, a ausência da mesma leva a nulidade da infração segundo sites. Eu penso que devo apenas conferir se o equipamento onde fui autuado é fixo, caso não seja devo entrar com recurso alegando o acima já citado. Correto?

        • Antonio, se a velocidade aferida foi 72 km/h é porque havia equipamento de medição. O limite era 60 km/h, a velocidade considerada é 72 – 7 = 65 km/h, portanto houve infração. Acho inútil recorrer, perda de tempo. Mas você tem o todo o direito de tentar.

          • gilvan

            O recurso é sempre bom fazer. Não se recorre apenas por esta certo, mas sim por aspectos formais que administração pública está obrigada a obedecer.

          • gilvan, para recorrer é preciso antes de tudo saber do quê, e com base.

  • GILCÉLIO DE PAULA DIAS

    levei uma multa pois a velocidade medida foi de 69 e a permitida seria 60 posso recorrer ?

  • Ricardo Carneiro

    Bom dia, Bob, isso não ficou muito claro para mim, o senhor disse que passando 1 km/h acima da velocidade permitida já caracteriza a multa… Como passando a 43 km/h numa lombada eletrônica onde o limite era 40 km/h não vou ser atuado? Por favor esclareça essa dúvida?

    • Ricardo, o assunto não é tão fácil mas também não é nenhum bicho de sete cabeças. Se você ler a matéria através da qual você fez este comentário-pergunta, você verá que o que vale para a autoridade de trânsito determinar se houve ou não infração por excesso de velocidade é a chamada Velocidade Considerada. Esta velocidade é a que o radar mediu, tirando 7 km/h, que é a tolerância legal determinada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial, mais conhecido pelo seu acrônimo, Inmetro.
      Portanto, se você tiver a velocidade medida de 43 km/h, 43 menos 7 dá 36 km/h, menos que o limite da via. Se for medido 47 km/h, 47 menos 7 é 40 km/h, não há infração. Mas se passar a 48 km/h, 48 menos 7 dá 41 km/h — infração por ultrapassar em 1 km/h o limite.
      Acima de 100 km/h a tolerância legal é em porcentagem, 7%, mas na matéria há uma tabela que mostra para cada Velocidade Medida (VM) a respectiva Velocidade Considerada (VC). Para via de 100 km/h não haverá infração se o carro for medido a até 108 km/h. Para via de 110 km/h não haverá infração se o carro for medido a até 118 km/h. Para via de 120 km/h não haverá infração se o carro for medido a até 129 km/h.

      • Ricardo Carneiro

        Agora entendi Bob… Muito obrigado.

  • BRUNO

    Ola, boa noite.

    Aqui em Campo Grande-MS, passei na lombada onde a velocidade média era 30 km/h e passei com a velocidade considerada 35 km/h. Nessa situação irei pagar multa??

    • Bruno, não irá. Só se tivesse passado de 38 km/h para mais. Leia a matéria para entender como isso funciona.

  • Leonarso

    Bom, passei a aproximadamente 100-110 km/h em uma lombada eletrônica de 60 km/h.
    E a lombada não estava funcionando.
    Não marcava velocidade e nem piscava a bola laranjada. Como se estivesse desligado, mas deu o flash.
    Tem como recorrer?

    • Leonarso, independentemente do mau funcionamento da lombada eletrônica alegado, você cometeu infração gravíssima (mais que 50% acima da velocidade regulamentada), que enseja suspensão do direito de dirigir por um ano e aplicação de multa de R$ 880,41. O disparo do flash indica muito provável registro da passagem a essa velocidade. A comprovação de ter havido registro será o recebimento da notificação de autuação. Você pode recorrer, é um direito, mas adianto que será inútil. O seu telefone foi apagado por não prestarmos serviço de consulta individual.

  • Luiz Henrique Silva

    Bob, boa noite, fui multado em 15/11/2016, em uma via de 40 km/h, onde o valor medido foi de 49 km/h e o valor considerado 42 km/h. Ou seja, segundo seu artigo consigo recorrer. Minha dúvida é como fazer a defesa, embasar em qual artigo etc. Poderia me ajudar? Por algum acaso teria algum modelo de defesa? Meu email é [email protected] , acordo resposta. Obrigado !!!

    • Luiz Henrique, meu artigo não fala nada de recorrer. De qualquer maneira, nesse seu caso não há nenhuma base para recurso. Você excedeu o limite em 2 km/h.

  • Paulo Consultoria TI Empresas

    Cara, tomei 10 multas de ultrapassar a velocidade de 50 km/h no radar de 50 km/h passando à 53 km/h,
    ridículo. E agora, o que faço?

    • Paulo, na realidade você passou a 60 km/h e aplicada a tolerância legal de medição, 7 km/h, sua velocidade considerada é 53 km/h. As autuações foram corretas, portanto. Como essa infração média acarreta 5 pontos na CNH, só nesta série você acumulou 50 pontos, ultrapassando o limite de 20 pontos em 12 meses consecutivos. Não há nada a fazer senão resignar-se a ficar um bom tempo com o direito de dirigir suspenso.

      • Paulo Consultoria TI Empresas

        Eu não passei a 60 km/h, passei a 53 km/h no radar de 50 km/h.

        • Paulo, o que consta da notificação de infração quanto a Velocidade Regulamentada, Velocidade Medida e Velocidade Considerada? Outra coisa, você recebeu 10 notificações e só passou uma vez por esse ponto, ou passou 10 vezes, recebendo 10 notificações? Aguardo.

  • Paulo Consultoria TI Empresas

    Cara, tomei 10 multas por ultrapassar a velocidade de 50 km/h no radar de 50 km/h passando a 53 km/h. Ridículo. E agora, o que faço? O velocímetro do meu carro não marca 50 km/h, e a lei que permite eu passar ate 10% acima da velocidade permitida?
    Neste caso a multa deveria vir caso eu ultrapassasse 55 km/h.

    • Paulo, esse é seu segundo comentário sobre o mesmo assunto. Mas no primeiro você não disse nada sobre o velocímetro do seu carro não marcar 50 km/h: pode explicar melhor? Outra coisa é não existir lei que permite passar em até 10% acima da velocidade permitida. O que existe é tolerância de medição da velocidade pelo equipamento, de 7 km/h até a velocidade de 100 km/h. Para ser multado num radar de 50 km/h tem-se que passar a pelo menos 58 km/h. pois 58 -7 = 51 km/h. o que configura de excesso de 1 km/h.
      Fiz-lhe uma pergunta na resposta anterior, por favor responda.

  • Sebastiao Chaves

    O que acontece ao trafegar por uma via a uma velocidade de 30 km/h quando essa possui um radar que limita a velocidade máxima de 40 km/h?

    • Sebastião, acontece de você trafegar a 30 km/h, 10 km/h acima da velocidade mínima, que é a metade de máxima.

  • Letícia Conrado

    Olá, passei em um radar que era de 50 km/h e passei a 60 km/h, pode me dizer mais o menos o valor da multa?

    • Letícia, infração média, R$ 130,16 e 4 pontos na carteira. Se você tiver a sorte de ter sido flagrada a 57 km/h de velocidade verdadeira — possível porque todo velocímetro marca mais do que o real — não houve infração.

  • David Diniz

    Ótima tabela, Bob! Qualquer hora eu imprimo essa tabela para esfregar nos tranca-faixa que tem medo de tomar multa de radar.

  • Bruno Augusto

    Oi, boa noite, passei em um radar e apareceu nele que eu estava a 73 na hora, o limite é 70, essa velocidade de 73 km/h que apareceu na hora é a considerada ou a medida? Se for eu serei autuado?

    • Bruno, é velocidade medida. Subtraindo os 7 km/h você estava abaixo do limite.

      • Bruno Augusto

        Ok, mas apareceu 73 no radar, é aquele tipo de radar que mostra a velocidade no momento em que você passa, por isso estou com dúvida.

        • Bruno, a velocidade que aparece é a medida. Tenha certeza do eu lhe disse.

          • Bruno Augusto

            Muito obrigado, Bob !

  • darllan piva

    Meu irmão passou em um radar que a velocidade limite é 60 km/h , mas ele passou a 70 km/h . Vai tomar multa?
    Obs , esta é a primeira infração dele.

    • Darlan, sim, houve infração — média, R$ 130,16 e 4 pontos na CNH.

  • Luan Rodrigues De Freitas

    Passei hoje num radar de 60 km/h e marcou 61 km/h. Ganho multa? Obrigado.

    • Luan, não ganha. Se quiser entender por que, como isso funciona, leia a matéria.

  • cassio caua

    Passei em um radar onde a velocidade é de 40 km/h e no velocímetro estava a 40, mas no radar mostrou 42. Sou penalizado por isso?

    • Cassio, não houve infração, você não será penalizado. Seria se o mostrador do radar tivesse indicado 48 km/h ou mais. Leia a matéria toda para entender como é a sistemática de tolerância.

      • cassio caua

        Muito obrigado, Bob, por ter tirado minha dúvida.

  • Fernanda Carolina

    Meu pai passou a 64 km/h num radar de 60 km/h. Ele leva multa?

    • Fernanda, não leva. No seu próprio interesse, leia a matéria para entender com isso funciona. Por exemplo, seu pai só seria multado se tivesse passado a 68 km/h ou mais.

  • Patrícia Andressa

    Bom dia, estava viajando e passei por um radar de 40 km/h a 61 km/h, em sua tabela vi que isso qualifica como infração gravíssima. Porém recebi a notificação de autuação e nela a gravidade de infração está como grave. Nesse caso poderia me dizer qual o valor da multa que irei pagar? Corro o risco de ela virar uma infração gravíssima? Desde já agradeço!

    • Patrícia, você teve sorte, uma vez que a Velocidade Medida não foi 61 km/h. Esta velocidade foi a que você viu no velocímetro ou exibida no mostrador do radar? Se no velocímetro, todos marcam 2% a 3% mais do que a velocidade verdadeira, assim você teria passado a menos que 61 km/h, ficando fora da faixa de infração gravíssima, que é velocidade igual ou superior a 61 km/h. Se foi velocidade exibida no mostrador do radar, você foi premiada com benevolência do órgão autuador, que subtraiu 1 km/h da Velocidade Medida. A infração lhe custaria R$ 880,41 e a pena administrativa seria suspensão imediata do direito de dirigir por um ano, fora os 7 pontos na CNH. Mas como felizmente foi infração grave, a multa é de R$ 195,23 e 5 pontos na CNH.
      Reitero a necessidade de extrema atenção aos limites de velocidade baixos como 30 e 40 km/h, dado ser muito fácil entrar na faixa de infração gravíssima. No de 30 km/h, por exemplo, é velocidade igual ou superior a 46 km/h. Já a 50 km/h é mais difícil, só se o carro for medido a 76 km/h ou mais.

      • Patrícia Andressa

        61 km/h foi a velocidade mostrada no radar, escapei por pouco rsrs. Obrigada pela resposta! Ficarei com atenção em triplo agora.

        • Patrícia, considere um presente de Festas! E esqueci de responder: se a notificação já chegou, não há como mudar de grave para gravíssima.

  • Heloiza S

    Olá, passei em uma via de 50 km/h, em uma velocidade de 51 km/h. E para a minha surpresa levei uma multa, chegou essa semana em casa o aviso. Será que consigo recorrer?

    • Heloiza S, para ter sido multada por passar a 51 km/h, seu carro certamente foi medido a 58 km/h. Veja se o conteúdo do aviso não especifica Velocidade Regulamentada 50 km/h, Velocidade Medida 58 km/h, Velocidade Considerada 51 km/h. Esses dados confirmados, não há base para recurso.

  • John Lenon

    Bom dia, Bob Sharp.
    Passei em um radar estático hoje de manhã, estava a 88 km/h e o permitido era 80. Vou receber a infração?

    • John Lenon, se essa velocidade de 88 km/h foi registrada, houve infração. O jeito é aguardar eventual notificação.

  • Jackson

    Boa noite, gostaria de tirar uma dúvida, recentemente passei por um policial rodoviário à velocidade de 120 km/h onde a via era de 110 km/h, nesse caso ainda se aplica os 7%? Poderia me explicar melhor, e se gerar a multa ela se enquadra como qual? Desde já agradeço.

    • Jackson, acredito que você tenha feito a pergunta por ter visto o policial rodoviário com um radar portátil (“pistola”), certo? A norma dos 7% aplica-se igualmente, pois o radar acusará a velocidade efetiva (Velocidade Medida) e com base nela será determinada a Velocidade Considerada, a que definirá se houve ou não infração.
      Na primeira tabela da matéria você pode ver que para Velocidade Medida (VM) de 118 km/h, a Velocidade Considerada (VC) é 110 km/h; nesse caso não há infração. Caso você tenha passado (sido medido) a 119 km/h ou mais, configura-se excesso de velocidade, infração média, multa de R$ 193,15 e 4 pontos na carteira. De todo modo você terá que esperar pela eventual notificação para saber; é possível que você tenha sido medido a 118 km/h e não tenha cometido infração.

  • Henrique Arca (rick)

    O limite da infração que eu cometi era 100 km/h a medida realizada foi de 110 km/h e o valor considerado foi de 102 km/h, gostaria de saber se cabe recurso?

    • Henrique, aplicação foi correta e portanto não cabe recurso. Não haveria infração se a velocidade medida tivesse sido 108 km/h. Recomendo ler a matéria para evitar multas.

  • Luís Carlos K.

    Bob, a Velocidade Medida no caso é a velocidade real? Ainda precisa ser calculado a margem de segurança do velocímetro? Teoricamente em um carro cujo velocímetro marca 10% acima, em um radar de 100 km/h, ao passar a 117 km/h de acordo com o velocímetro, e 107 km/h de acordo com o GPS, ainda está livre de multa. É isso mesmo?

    • Luís Carlos K, sim, a Velocidade Medida é a velocidade real independente do que o velocímetro indique. A passar a 107 km/h pelo GPS ou mesmo a 108 km/h, a primeira tabela da matéria diz que resulta em Velocidade Considerada de 99 km/h e 100 km/h, respectivamente. Portanto não haverá infração e, claro, nem multa.

  • Renata

    Passei num radar eletrônico a 121 km/h e o limite da via era 80 km/h.
    E multa grave???

    • Renata, se 121 km/h foi a velocidade que você viu no mostrador do radar, a infração é gravíssima (velocidade igual ou maior que 121 km/h) e leva à suspensão imediata do direito dirigir por um ano, acarreta 7 pontos seu registro da CNH e multa de R$ 880,41. Agora é esperar pela notificação e torcer para que a velocidade medida seja de 120 km/h para a multa ser grave (multa de R$ 293,47 e 5 pontos no registro da CNH).

  • Fernando Bittencourt

    Numa lombada eletrônica de 40 km/h passei a 44 km/h, essa diferença de velocidade gera multa?

    • Fernando, não gera; só se você tivesse passado a 48 km/h ou mais. Leia a matéria para entender por que não e poder dirigir com tranquilidade, sem risco de cometer infração em todas as velocidades.

  • Denilson

    Boa noite, eu ficaria grato se me respondesse, eu tomei uma multa de R$ 574,00 em fevereiro de 2016, pois numa via de 70 km/h passei em um radar estático e a velocidade medida foi de 104 km/h e 7 pontos e multa multiplicada por 3, chegou a multa e até paguei, porém não veio notificação de suspensão do direito de dirigir. E olhei minha pontuação e processos administrativos e não achei processo administrativo em minha habilitação. Quando haverá este processo administrativo? Tem previsão de quando poderá ser? Já passei o ano todo com esta aflição. Se você poder me responder ficarei grato.

    • Denilson, alguma coisa não confere nesse seu relato. Velocidade Medida de 104 km/h significa Velocidade Considerada de 97 km/h, que é infração grave e não gravíssima. Seria multa de R$ 127,69 e 5 pontos, sem suspensão do direito de dirigir. Mas mesmo que 104 km/h fosse a Velocidade Considerada (você teria passado pelo radar a 112 km/h), ainda assim seria infração grave e não gravíssima.
      Duas coisas podem ter acontecido. Uma, erro do órgão autuador ( qual foi? Detran, DER, DNER?) no processamento da multa. Outra, que creio mais provável, notificação/boleto falso, corroborado pelo fato de você nada encontrar relativamente a essa multa. Aliás, veio a primeira notificação, a que serve para indicação de condutor?
      A não chegada da carta de suspensão do direito de dirigir só se explica em razão do que expus acima, especialmente a segunda hipótese.
      Ajudaria a esclarecer você me mandar essa multa digitalizada (escaneada) para [email protected] .

      • Denilson

        Desculpe incomodar e estou querendo tirar esta dúvida há muito tempo. Nos dados sobre a multa que lhe mandei, como eu não estava com o papel da multa e notificação em mãos, passei-lhe dados errados. A multa foi de R$ 574,62 e outro erro é que a medição realizada foi foi de 114 km/h e a velocidade considerada, 106 km/h e não 104 km/h como eu havia dito. Na notificação foi infração gravíssima ensejando 7 pontos na carteira, e foi em uma rodovia federal (Polícia Rodoviária Federal com pistola de medição), que uma semana antes (se não me engano) a velocidade era 110 km/h e baixaram para 70 km/h, eu passava ali quase diariamente, por isso tomei foram duas no mesmo local. Gostaria que, se possível, o senhor tirasse minha dúvida. Olhei no site do Detran agora mesmo e não há medida administrativa.

        • Denilson

          Encontrei a notificação de multa de trânsito, porém não consegui identificar em local algum falando em que minha carteira está suspensa, e não recebi carta alguma relacionada a isso. No site do Detran já contaram os 7 pontos, ou seja, eles sabem que tomei está multa e não tem nenhum processo administrativo contra mim; mês que vem faz um ano que fui multado. Não recorri, pois reconheço meu erro, porém queria acabar com esta aflição.

          • Denilson, absolutamente nada posso fazer para acabar com sua aflição. Só lhe resta seguir a vida normalmente e renovar sua carteira no mês que vem. Vi a notificação de indicação de condutor e a multa que você me enviou.

  • rodrigodtex

    Bom dia, sou de Porto Alegre e passei por um agente da EPTC hoje em uma via que é de 60 km/h e passei a 65 km/h. Isso gera multa?
    Obrigado desde já.

    • Rodrigo, não gera. Se tiver interesse em saber por que, leia a matéria.

  • Murilo Prigol

    Numa lombada eletrônica de 40 km/h passei a 72 km/h. De quanto será a multa? Ganho pontos na carteira se o carro for de uma empresa?

    • Murilo, a multa é de R$ 880,41. Essa infração é gravíssima e leva à suspensão imediata do direito de dirigir por um ano, além dos 7 pontos na carteira. Mas por ser carro de empresa isso só acontecerá se ela informar quem dirigia o veículo. A empresa tem o direito de não informar o motorista, porém o valor da multa será acrescido deste valor multiplicado pelo número de vezes que o veículo foi autuado por infrações iguais cometidas no período de 12 meses anteriores à data da infração, ou seja, o valor pode subir muito eventualmente.

  • ILDEU FERREIRA DOS SANTOS

    Prezado Bob Sharp, fui multado numa barreira eletrônica nas seguintes condições:velocidade regulamentada 40 km/h; velocidade medida 70 km/h; velocidade considerada 63 km/h. Isto ocorreu em 02/08/2016 e minha duvida é se nesta época a infração já suspendia o direito de dirigir. Consegui na internet duas tabelas com os valores da multa, uma anterior a novembro de 2016 onde indica R$ 574,63, infração gravíssima, 7 pontos na carteira, mas não fala de suspensão. Já a tabela atual, corrigida em novembro de 2016,aponta um valor de R$ 880,41, 7 pontos na carteira e deixa claro na sua última coluna a penalidade de suspensão do direito de dirigir. Consultei o Detran – BA, pois moro em Barreiras na Bahia onde o fato ocorreu, e nada consta sobre a referida multa e suspensão. O prazo para pagamento é 13/02/2017, com desconto ficando em R$ 459,70. Agradeço sua atenção e aguardo orientações. ILDEU FERREIRA

    • Ildeu, a suspensão do direito de dirigir por exceder o limite de velocidade em mais de 50% consta do Código de Trânsito Brasileiro sancionado em 23 de setembro de 1997.

  • Kelmany

    Bom dia, fui multado pela PRF nos seguintes termos: velocidade realizada 111 km/h, valor considerado 103 km/h, limite regulamentado 100 km/h, descrição da infração é transitar acima da velocidade máxima em até 20%, mas se a velocidade máxima era 100 km/h o limite não seria 120 km/h? Por que fui multado, se estava a 111 km/h? Se puderem ajudar, agradeço.

    • Kelmany, preste atenção: se trafegar acima da velocidade máxima em até 20% é a descrição da infração, isso nunca poderia significar que se pode ultrapassar o limite de velocidade em até 20%. Segundo a regra de tolerância de medição de velocidade, que está na matéria (recomendo que a leia), não haveria infração se seu carro tivesse sido medido a até 108 km/h.

      • Kelmany

        Entendi , muito obrigado pela resposta.

  • Carol Biazus

    Boa tarde, Bob, passei na lombada a 45 km/h sendo que o permitido é 40 km/h. Vou levar multa?

    • Não vai, Carol. Só se tivesse passado a 48 km/h ou mais. Leia a matéria para entender como isso funciona e andar um pouco acima do limite sem cometer infração.

  • Vou mandar pintar essa tabela no vidro traseiro do carro! Aqui em São Paulo a grande maioria dos motoristas passam a 35~40 km/h nos radares de 50 km/h. Eta medo de tomar multa!

    • Caio Curvelo, boa ideia! A coisa está mesmo demais e isto está prejudicando muito a fluidez do trânsito.

  • André Andrews

    Mas um a contribuir com o caixa da prefeitura por simplesmente dirigir normalmente: velocidade considerada de 53 km/h na Av. Aricanduva às 02:18.

    Espero que o retorno às velocidades anteriores não se restrinjam às Marginais. Para isso, o prefeito precisa ter peito, e, o mais raro, jornalistas também. Conto com você nessa, Bob!

    • André Andrews, certamente que você e os leitores que não admitem esses limites ridículos podem contar comigo. Haverá matéria a respeito que já está até idealizada: a foto de abertura será o João Dória Jr. e o título será de uma só palavra: COVARDE. Isso se logo após 25 de janeiro, data da mudança da velocidade nas marginais, nada for falado sobre corrigir outras velocidades, como as avenidas Aricanduva, radial leste, Bandeirantes, Sumaré etc, e determinadas ruas de bairro de grande volume de tráfego com 40 km/h. Esse multa que você tomou é nauseante.

  • Paulo Bel Cristovão

    Ilustríssimo sr. Bob Sharp. Não lhe ofende a moralidade a suspensão da CNH por meras e inevitáveis multas de rodízio e velocidade superior tão só a 50 km/h nas marginais (55 km/h)?
    Saudações!

    • Paulo Bel Cristovão, não só a mim, mas a qualquer motorista-cidadão.

  • Fernanda

    Boa tarde!! Fui multada e recebi as seguintes medições: medição permitida: 70 km/h, medição considerada: 71 km/h e medição registrada 78 km/h.

  • Fernanda

    Não consegui compreender a tabela, mas essa multa que recebi está correta?

    • Fernanda, a multa está correta. Pela primeira tabela, velocidade medida de 78 km/h corresponde a velocidade considerada de 71 km/h, portanto 1 km/h acima do limite.

  • alex santos sanches

    Olá, Bob passei por um radar de 70 km/h a 100 km/h, qual é a penalidade?

    • Alex, multa de R$ 195,23 e 5 pontos na CNH, por ser infração grave.

  • Bruno Mello

    Bob, passei a 88 num radar da rodovia de 80, tem como recorrer?

    • Bruno, não há argumento para recorrer.

  • Marcos Payva

    Boa, eu passei num pardal de 50 a 55, levo multa ou tem a tolerância de 7? O que estão falando?

    • Marcos, tem a tolerância de 7 km/h. Poderia passar a até 57 km/h que não haveria infração.

      • Marcos Payva

        Muito obrigado!! Pensei que tinha levado multa!! Obrigadão.

  • Samuel Chaves

    Olá Bob Sharp, fui atuado pela PRF, medição realizada a 88, valor considerado 81 e o limite regulamentado era de 80. o motivo foi porque eu poderia ter passado no máximo a 87?

    • Samuel, isso mesmo, a 87 não teria havido infração. Lembre-se, sempre 7 km/h. Mas quando for 100 você pode passar a 108; 110, pode passar a 118; e 120, pode ir a 129.

  • Daniel

    Olá, Bob, passei por um radar de 50 km/h a 69 km/h, com a velocidade considerada de 62 km/h. Qual é a penalidade?

    • Daniel, infração grave, multa de R$ 195,23 e 5 pontos na CNH.

  • Mateus de Souza Gonçalves

    Passei a 80 km/h no radar de 40 km/h, de quanto será a multa? Mas não tinha nenhuma sinalização do radar, isso pode ser recorrido?

    • Mateus, já lhe respondi a questão da penalidade. Quando à sinalização da presença de radar, ela não é mais obrigatória, portanto não cabe recurso.

  • Mateus de Souza Gonçalves

    Olá, Bob, passei a 80 km/h num pardal de limite 40 km/h. Qual será a penalidade?

    • Mateus, má notícia. Caso você tenha sido autuado (é torcer para que não), essa infração é gravíssima com peso 3 e levará à suspensão imediata do direito de dirigir, além da multa de R$ 880,41 e 7 pontos na sua CNH independentemente da suspensão. O que aconteceu, se distraiu, não viu a placa de 40 km/h?

      • Mateus de Souza Gonçalves

        Então não tinha nenhuma placa sinalizando velocidade no local, por isso passei a essa velocidade.

        • Mateus, para recorrer você precisará provar que não havia placa sinalizando velocidade regulamentada 100 a 300 metros antes do radar, no caso de via urbana, e 300 a 1.000 metros, no caso de rodovia.

  • Lia

    Bob, passei a 57 km/h em um radar com limite de 50 km/h. Qual é a penalidade? Há possibilidade de não haver infração?

    • Lia, não houve infração. Você passou pelo radar no limite da tolerância do equipamento. Se tivesse passado a 58 km/h, sim, haveria.

  • Lucas Bernardo

    Bob, passei num radar de 50 km/h a 79 km/h, como será a multa?

    • Lucas, infração grave, R$ 195,23 de multa e 5 pontos na CNH.

  • Reinaldo C Satk

    Lombada eletrônica de 40 km/h passei a 44 km/h, tem os 7 km/h de tolerância? Grato.

    • Reinaldo, não houve infração. A velocidade considerada foi de 44 – 7 = 37 km/h.

  • Cristian Cunha

    120 km/h passei 134 km/h?

    • Cristian, infração média, R$ 130,16 e 4 pontos na CNH.

  • Daniel, os 20% não se referem a tolerância de velocidade, mas de quanto pode ser o excesso para ser considerada infração média. Veja a primeira tabela, lá está que para velocidade medida de 118 km/h a velocidade considerada para determinar se houve ou não infração é 110 km/h. No seu caso, passar a 120 km/h a velocidade considerada é 112 km/h, portanto 2 km/h de excesso e infração. A segunda tabela, a de enquadramento infracional, mostra precisamente isso.
    Para andar um pouco acima do limite nas rodovias e não ser multado, quando o limite for de 100 km/h você pode ir a até 108 km/h; se 110 km/h, pode passar a até 118 km/h; e se 120 km/h, chegar a até 129 km/h.

  • Adilson, se o radar registrou 100 km/h houve infração, que é média, R$ 130,16 e 4 pontos na CNH. Não haveria se você tivesse passado a 97 km/h.

  • neilon peter

    Olá, Bob, recebi uma notificação de autuação de infração porque eu passei a 73 km/h quando o limite é de 40 km/h. O que faço?

    • Neilon, nada a fazer senão esperar por carta do Detran comunicando processo de suspensão do direito de dirigir. Infelizmente.

      • neilon peter

        Mas o carro não está em meu nome, está no da minha mãe e ela não tem CNH.

        • Neiton, por que não contou antes, me fazendo perder tempo respondendo? Agora espere para ver o que acontecerá.

  • Neilon, nesse caso não sei dizer.

  • Paulo Henrique

    Bom dia, amigo, passei a 68 km/h em uma rodovia que era 60 km/h. De quanto será o valor da minha multa?

    • Paulo Henrique, R$ 130,16.

      • Paulo Henrique

        Muito obrigado sr bob

  • Diego

    Passei em um radar de 50 km/h a 58 km/h. Qual a multa e pontuação?

  • Livya, infração média, multa de R$ 130,16 e 4 pontos na CNH.

  • Fabiana, houve infração de fato. Não há tolerância para velocidade, só da medição pelo equipamento. Para fins de autuação você excedeu o limite em 1 km/h. Inútil recorrer.

  • Alisson, não houve infração. Só haveria, e a multa, se tivesse passado a 88 km/h ou mais. Leia a matéria toda para entender como isso funciona e dirigir tranquilamente sem receio de ser multado.

  • Jader Becker

    Passei a 120 km/h num radar de pistola de velocidade e o limite era 80 km/h, ganho suspensão da CNH? Não tenho 7 km/h desses 120? Grato.

    • Jader, se você olhar a primeira tabela verá que à velocidade medida de 120 km/h corresponde a velocidade considerada de 112 km/h, velocidade essa que é a que será levada em consideração pela autoridade de trânsito para fins de enquadramento da infração. Isso pode ser visto na segunda tabela, em que para 80 km/h a infração é grave se a velocidade considerada for entre 97 e 120 km/h. Portanto, nada de suspensão da CNH, só multa de R$ 195,23 e 4 pontos.

      Lembre-se, a partir de 100 km/h a tolerância do equipamento não é 7 km/h, mas 7%. Seguindo primeira tabela, se o limite é 100 km/h você pode passar pelo radar a até 108 km/h. No limite 110 km/h, pode passar a 118 km/h; e quando o limite for 120 km/h pode-se ir a até 129 km/h.

  • Luciano, a notícia não é nada boa. A infração é gravíssima e leva à suspensão imediata do direito de dirigir independentemente dos pontos que você tenha acumulados. A multa é de R$ 880,41.
    Respondendo à sua segunda pergunta, toda vez que o motorista acumular 20 pontos no período de 12 meses terá a carteira suspensa, mesmo que não cometa infrações gravíssimas tipo essa sua.
    Como comentário, é completamente absurdo ter-se essa punição quando as velocidades são bem baixas, caso de 30 e 40 km/h. Na defesa que você certamente fará, pois isso é previsto no processo de suspensão, admita a infração, desculpe-se, alegue distração, mas pondere que você não ameaçou a segurança do trânsito ou a integridade de ninguém.

  • Maurício, não, só multa de R$ 195,23 e 5 pontos na CNH. Infração grave.

  • Evandro, suspensão da CNH e multa de R$ 880,41.

  • Ana Lídia, cinco.

  • Ana Lídia, certo, não perde.

  • Ana Lídia, recomendo ler a matéria. É curta e você terá condições de dirigir despreocupadamente por conhecer as regras. Particularmente a zona de excesso de velocidade que leva à suspensão imediata do direito de dirigir, muito importante quando se trata de velocidades regulamentadas baixas. Por exemplo, quando o limite é 40 km/h, se você passar pelo radar a 68 km/h terá a carteira suspensa.

  • Carlos, por um triz, 1 km/h, você não terá a carteira suspensa. A infração foi grave, não gravíssima. Multa de R$ 195,23 e cinco pontos.

  • Silvana, infração média, 4 pontos e multa de R$ 130,16.

  • Sílvio, isso mesmo. Todavia, há uma pequena possibilidade de você não ter cometido infração caso, descontado o erro do velocímetro, você tenha passado pelo pardal a 77 km/h. Fique na torcida.

  • Paula, é claro que consideraram a tolerância do equipamento de medição (e não a margem de erro) de 7 km/h, você mesma escreveu isso (88 – 7 = 81).

  • José Edmilson, possibilidade zero. Aconselho-o a ler matéria para entender por quê.

  • Julio Cesar, o radar estático, o tipo que é armado na rodovia, pode multar à noite. Escondê-lo em vias que têm placa de velocidade regulamentada, caso dessa, não é ilegal, mas é imoral. Tanto que o Art. 7º, § 2º da Resolução 396 do Contran diz que em vias sem placas de regulamentação de velocidade ele deve estar visível. E, correto, a infração nesse caso é grave, 5 pontos e multa de R$ 195,23.

  • Marcelino, você ultrapassou o limite em 9 km/h. Significa que você foi flagrado a 76 km/h. Tirando a tolerância legal do equipamento de medição, que é 7 km/h para velocidade de até 100 km/h, resultou em 69 km/h. Você poderia ter passado a 67 km/h que não teria cometido infração, pois 67 – 7 = 60 km/h.
    Até 20% de excesso de velocidade, faixa que vai de 61 a 72 km/h, é infração média, 4 pontos e multa de R$ 130,16.
    Acima de 20% e até 50% o excesso de velocidade passa a infração grave, que seria a faixa de 73 a 90 km/h, multa de R$ 195,23 e 5 pontos. E acima de 50%, ou seja, de 91 km/h em diante, infração gravíssima, que leva à suspensão imediata do direito de dirigir e multa de R$ 880,41.
    Recomendo enfaticamente que você leia a matéria toda para entender como é o sistema e evitar ser multado e dirigir com tranquilidade.

  • Rosyane Patricia

    Recebi uma autuação com velocidade considerada de 52 km/h, sendo que no local a velocidade regulamentada era 50 km/h. Foi em outro estado, virá a multa?

    • Rosyane, com total certeza virá.

  • Bruno, infração gravíssima, suspensão do direito de dirigir, 7 pontos na CNH e multa de R$ 880,41. Torça para que os 100 km/h do velocímetro sejam 97 km/h (todo velocímetro marca mais qua a realidade), pois nesse caso será apenas infração grave, 5 pontos na CNH e multa de R$ 195,23. Nessa matéria que você acessou para poder fazer essa pergunta está tudo o que você precisa saber a respeito dessa questão toda. Leia-a, no seu próprio interesse.

  • Wellington Silva

    Olá, passei hoje no radar que era 40 km/h, a 51 km/h o que acontece?

    • Wellington, multa de R$ 130,16 e 4 pontos na CNH.

      • Wellington Silva

        Quantos pontos tem a carteira provisória?

  • Darley, R$ 130,16.

  • Rosyane, não existe.

  • alisson, 99% de chance que foi.

  • Daniel, qual a confusão nesse caso? Se no trecho a placa diz 60 km/h, é para não andar acima dessa velocidade. Não há nenhuma dúvida quanto a isso. E se seu amigo não foi multado, sorte dele.

  • Daniel, é preciso ficar atento às placas de velocidade. Deve haver uma placa de 80 km/h bem antes do posto da Polícia Rodoviária. Você certamente foi multado.

  • Vera, explique melhor. Qual era o limite de velocidade da via, se você recebeu notificação de autuação, qual a velocidade medida e qual a velocidade considerada.

  • Welington, infração média, multa de R$ 130.16 e quatro pontos na CNH. Indefensável, recorrer é perda de tempo.

  • Mariana Coelho

    Boa noite, minha mãe recebeu uma multa e quer saber se há como recorrer. A velocidade permitida era de 40 km/h, a velocidade aferida foi de 48 km/h e a considerada, 41km/h. A data da multa é de 13/10/16 e a data de aferição do Inmetro é de 02/08/16.

    • Mariana, a autuação está correta e não há base para recurso. Porém, autoridade de trânsito pertinente tem 30 dias para processar a autuação e postá-la no correio, conforme dita a Resolução Contran nº 619, Art. 4º, combinado com os Parágrafos 1º e 3º, este dizendo especificamente que “A não expedição da notificação da autuação no prazo previsto no caput deste artigo ensejará o arquivamento do Auto de Infração de Trânsito.” Se na notificação de infração constar data de postagem posterior a 13/11/16, cabe recurso por descumprimento do estabelecido pela referida Resolução do Contran, ou seja, o não arquivamento do Auto de Infração.

  • Mariana, a multa não foi processada dentro dos 30 dias após a infração e processo inclui a data de postagem, que deveria ter ocorrido até 08/12/2016. Recorra, você ganha.

  • Loide, velocímetros indicam velocidade 3% a 5% menores que a real. Há alguma chance de seu carro ter sido medido a 57 km/h, livrando-o de multa. O jeito é aguardar eventual notificação de infração. Os pardais detectam velocidade pela diferença de tempo para o carro passar entre dois sensores sob a pavimentação.

  • DM M, infração grave, multa de R$ 195,23 e cinco pontos. Por pouco, 2 km/h, não foi infração gravíssima, a que leva à suspensão imediata do direito de dirigir.

  • Adervan, vai depender da velocidade considerada. Teoricamente, 130 km/h de velocidade medida resulta em velocidade considerada de 121 km/h. Isso confirmado na notificação de autuação enquadra-se como infração gravíssima e enseja suspensão automática do direito de dirigir e multa de R$ 880,41, além de 7 pontos na sua CNH. Resta-lhe torcer para que a velocidade considerada seja 120 km/h ou menos, nesse caso infração grave, em que a multa é de R$ 195,23 e 5 pontos.

  • Ricardo Peres

    Boa noite professor.
    Me mudei de endereço ano passado e recebi hoje a tarde de meu ex vizinho quatro Notificações de multa do DNIT com velocidade considerada entre 41 e 47, Infração média correto. Não tenho mais tempo de recorrer pois a data máxima seria o dia 26/12/2016. Procurei no site do DETRAN e não tenho nenhuma multa e o STJ verificou que não é da competência deles esse tipo de multa. O que faço, pode me ajudar.

    • Ricardo, nada há a fazer senão pagar as multas.

  • Jesus, se você passou a 65 km/h a velocidade considerada é 58 km/h. A infração é grave, multa de R$ 195,23 e 5 pontos na CNH.

  • Gds, a multa é de R$ 130,16. Como é infração média você não perderá a conversão da permissão em CNH, terá 4 pontos registrados.

  • Gds, eu já havia-lhe dito que por ser infração média você não perderá a conversão de permissão em CNH. Perderia se fosse infração grave ou gravíssima.

  • T R

    Olá, a velocidade permitida era 60 km/h e passei a 66 km/h em um radar estático. Serei multado?

  • Wesley Medeiros

    Olá, estava viajando do RJ a SP e em Suzano acabei tomando uma multa por transitar a 118 km/h em uma pista de 100 km/h. Tem como eu recorrer?

    • Wesley, não tem. Houve infração e a autuação foi correta.

  • Marcus Vinicius, a multa de R$ 880,41 é o problema menor. O maior é que você terá suspenso o direito de dirigir e levará 7 pontos na CNH.

  • Marcus Vinicius, continuaria tudo igual. Para a infração passar de gravíssima para grave, multa de R$ 195,23 e 5 pontos na CNH, você poderia ter passado a no máximo a 82 km/h. O melhor investimento que você fará em si mesmo será ler esta matéria para entender como tudo funciona.

  • Felipe dos santos

    Bom dia, passei a 38 km/h em um radar 30 km/h, estou com a permissão, tomei multa? Perco a permissão?

    • Felipe, foi multado, mas como é infração média (4 pontos e R$ 130,16), não perde a permissão.

  • Paulo André, não cabe recurso.

  • Paulo Henrique Pires

    Bom dia, depois que levou a multa, consigo descobrir pelo site do Detran, ou só pela notificação em 30 dias?

    • Paulo Henrique, só pela notificação.

  • Tiago Silva

    Olá, boa tarde. Me distraí e acho que passei a uns 80 km/h ou mais
    num radar de 50 km/h. Qual o limite que pode passar, ser multado, mas não ter a CNH suspensa?

    • Tiago, 75 km/h velocidade considerada, pode passar a até 82 km/h velocidade verdadeira, um pouco mais no velocímetro, cerca de 85 km/h.

  • Felipe, sim, mas é pouco provável.

  • Felipe, só pode receber a CNH quem cometeu apenas uma infração uma infração média nos 12 meses. Como uma das lanternas sem funcionar também é infração média, você terá acumulado duas, e neste caso terá que repetir todo o processo de habilitação.

  • Roseli, houve erro ou má-fé do agente autuador. É, de fato, Art. 218, II, infração grave (velocidade considerada igual ou menor que 105 km/h). Bem, é relativamente fácil resolver. Quando chegar a carta do Detran dando-lhe ciência da suspensão do direito de dirigir, faça o recurso apontando o erro de enquadramento da velocidade considerada.

  • Valber, não é permitido ultrapassar o limite nem que seja por 1 km/h. Os 20% significam ultrapassar o limite em até 20% ser infração média (Art. 218 I). De 20% a 50%, infração grave (5 pontos), Art. 218 II. Acima de 50% infração gravíssima (Art. 218 III), acarreta suspensão imediata do direito de dirigir. Você não informou um dado da sua notificação que é a velocidade considerada, deve ser 63 km/h. Há uma regra de tolerância legal do equipamento de medição, dada a conhecer nesta matéria, que recomendo ler para entender com isso funciona.

  • Reginaldo, sei o que responder, mas não vou. A resposta está na matéria, basta ler.

  • Shirley, R$ 130,16 e quatro pontos.

  • Julielisson, R$ 195,23.

  • Gerson, isso é o que eu chamo de assalto oficial ao bolso do cidadão. Dá nojo. Não adianta recorrer, o recurso será sumariamente indeferido. O que pode ser feito é entrar na justiça comum com o argumento de que naquele ponto da rodovia não há motivo para baixar a velocidade regulamentada de 110 para 100 km/h (seria preciso prová-lo tecnicamente, claro), classificando a redução como dolo.

  • Paulo Henrique, infração média, 4 pontos, multa de R$ 130,16. Se pagar até o vencimento, desconto de 20%, R$ 104,13.

  • Gerson, com o tenho dito, quem faz armadilhas nojentas desse tipo é filho de mãe que não tem a menor ideia quem é o pai.

  • Alvanir, a velocidade considerada é 61 km/h, 1 km/h acima do limite. Não há base para recurso.

  • Cinco.

  • Isaque, R$ 195,23 e 5 pontos na CNH.

  • Lílian, advertência só se for para infração leve ou média. Não sei qual o grau da sua infração, você não informou a velocidade regulamentada. Desconheço o processo de conversão de multa em advertência, você terá obter essa informação, pela internet mesmo, no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) que emitiu sua CNH.

  • Fábio, nesse caso de 50 km/h você poderia passar a até 57 km/h que não seria multado. Leia a matéria para conhecer as tolerâncias para as demais velocidades.

  • Anderson, infração grave, 5 pontos e multa de R$ 195,23.

  • Marcos Roman

    Bom dia. O limite da via é 100 km/h, o radar me pegou a 109 km/h, mas não ultrapassei nem 10% da velocidade da via e recebi o auto de infração. Posso ser multado se não ultrapassei a margem de erro?

    • Marcos, você ultrapassou sim a margem de erro, ou tolerância de medição de velocidade. Para 100 km/h é 108 km/h, conforme explicado na matéria, e você passou a 109 km/h. A multa se refere a infração por exceder o limite em até 20%. Você o excedeu em 1 km/h, ou 1%. A sua velocidade considerada para fins de enquadramento em infração é de 101 km/h, conforme consta no auto de infração. A autuação foi correta.
      Recomendo ler matéria toda para entender como isso funciona.

  • DANIEL GARCIA CORREA

    Numa via de 80 km/h passei a 94 km/h. O guarda estava com uma pistola tipo revólver medindo. Serei multado?

    • Daniel, com toda certeza você foi multado, R$ 130,16 e 4 pontos.

  • Carlos, se o carro está em seu nome ou de familiar que resida com você, e se seu endereço está atualizado junto do Detran do seu estado, a multa tem que chegar. Se a infração foi registrada, é grave, 5 pontos na CNH e multa de R$ 195,23. Se receber a multa, observe na notificação a data da postagem no correio: ela não poderá ser superior a 30 dias. Se for, você pode entrar com recurso pedindo arquivamento da infração, com base no determinado pela resolução nº 619 do Contran, de 6/09/16, em seu Art. 4º, que determina esse prazo para a autoridade de trânsito envolvida expedir a notificação.

  • Jocemir, a velocidade medida (VM) sempre é a velocidade verdadeira, independente do que o velocímetro esteja indicando. Portanto, no caso de você passar a 124 km/h pelo seu velocímetro, a velocidade medida sempre será menor. O quanto exatamente dependerá do erro do velocímetro. Por isso é importante conhecer o erro nas várias velocidades, pois esse erro não é uniforme. O GPS é ótimo para isso. Ou seja, além de favorecidos pela tolerância oficial estipulada pelo Inmetro e adotada pelo Contran, no caso poder-se trafegar a até 118 km/h em vez de 110 km/h, sem risco de ser autuado por excesso de velocidade, há também a nosso favor o erro do velocímetro. Mas usar esse erro do velocímetro requer extremo cuidado para não errar na sua aferição.

  • Silvério, infração grave, multa de R$ 195,23 e 5 pontos na CNH.

  • Elivelto, provavelmente você foi multado, pois 58 – 7 = 51, excesso de 1 km/h.

  • Gabriel, entendo que você recebeu a notificação para indicação de condutor. Note que na parte inferior da notificação, em Informações Gerais, é dito que o proprietário pode defender-se (não é entrar com recurso) da notificação em algumas hipóteses, entre elas inconsistência da autuação,caso da placa ilegível na foto.

  • Gui, sua infração foi exceder o limite de velocidade da via. Infração média, R$ 130,16 de multa e 4 pontos na CNH.

  • Fernanda, sim, deverá ser multada. Se tivesse passado a 67 km/h não seria. Leia a matéria para saber por quê. A multa é de R$ 130,16 e são 4 pontos na carteira.

  • Jailton, não he contaram que radares e detetores de velocidade não dormem? Certamente você foi multado.

  • Vinicius Oliveira

    Bom dia , passei a 50 em um radar onde é permitido 40 , quantos de multa ?

    • Vinicius, multa de R$ 130,16 e 4 pontos.

  • Guilherme, desculpe, é uma pergunta simples demais para ser feita neste espaço e simples demais para eu responder, um papel ao qual não vou me dar. A resposta está na matéria, combata a preguiça lendo-a.

  • Thais, desconheço essa sistemática, não posso ajudá-la nisso.

  • Gustavo Henrique, e acha que não sei disso? “Não lhe deem peixes, ensine-os a pescar”. Se ele acessou o campo de comentários é porque abriu a matéria. Lendo-a, ele teria a resposta e, principalmente, saberia como evitar contribuir para os cofres públicos sedentos de arrecadação. Seu ato de “bom samaritano”, respondendo ao leitor se ele foi ou não multado, foi obviamente rejeitado para publicação.

  • William, não. Recomendo ler a matéria pela qual você chegou a essa caixa de comentários para saber por quê e dirigir sem receio de ser multado em qualquer via.

  • Rubergil, considerar carro + reboque caminhão é exagero, mas que ter limite de velocidade mais baixo do que carro sozinho, acho razoável.

  • Rita, não quero lhe desanimar, mas tal recurso não tem consistência, um vez que os recibos de pedágio não informam a placa do veículo. Você não tem como provar que os dois recibos se referem ao seu carro. Fora que você recebeu notificação de autuação com foto, que mesmo escuras permitem identificar seu carro. Recomendo não perder seu tempo com recurso em 2ª instância.

  • Thiago Neri, a velocidade que indica ter havido ou não infração é a que resulta da Velocidade Medida subtraída de 7 km/h. Desse resultado nada mais é subtraído, o cálculo para aí. Portanto, se no seu exemplo deu Velocidade Considerada 91 km/h, houve infração por 1 km/h. Para conceituar bem, não há tolerância para a velocidade máxima regulamentada.

  • Thiago Neri, não vai adiantar nada.

  • Erick, sim, a CNH será suspensa. Então não passe, não acha melhor?

  • Rayner, informar quem era o condutor. Isso é normal, está previsto. Você deve ter recebido uma notificação para informar condutor.

  • Esperança. a primeira multa, R$ 293,47; a segunda, R$ 195,23.

  • Anthony Gabriel, para limite de 80 km/h pode-se trafegar e passar pelo radar a até 87 km/h, que não é infração. Para entender como tudo isso funciona, perca 10 minutos e leia a matéria.

  • Felipe, nunca houve tolerância para exceder o limite de velocidade e a multa foi aplicada corretamente, não cabendo recurso. Recomendo ler a matéria para entender esse mecanismo e evitar multas por excesso de velocidade. Por exemplo, seria infração se a velocidade considerada tivesse sido de 111 km/h, resultado de velocidade medida de 119 km/h.

  • Crysthian, não perde.

  • Crysthian, de nada, ora. Aproveite e leia matéria toda para entender como funciona o esquema de tolerância de medição de velocidade. Você aprenderá a usar a tolerância, que é oficial determinada pelo Contran, em seu benefício e sem risco de cometer infração.

  • Luiz, escapou por um triz. Se tivesse passado a 58 km/h seria. Recomendo ler matéria para entender como isso funciona.

  • “Concurso aulas”, radares estáticos como o desse caso não precisam mais ficar visíveis nas vias urbanas, só nas rodovias. Sim, a multa pode ser convertida em advertência, entre no site do Detran SP (detran.sp.gov.br) para conhecer o procedimento.

  • João Carlos, é nessa mesmo.

  • Boa tarde, Alda. Acho que quem pode esclarecer é a própria Polícia Rodoviária Federal (www.prf.gov.br), não me ocorre outra fonte. Ou encontrar um taxista em Barracão — não deve ser difícil — e pedir-lhe que vá até o ponto assinalado na notificação de infração e verifique.

  • Jessica Amorim

    Olá! Em uma lombada que o limite de velocidade era 40 km/h passei a 44 km/h. Serei multada? E qual será o valor da multa?

    • Jessica, não houve infração. Só haveria se você tivesse passado a 48 km/h ou mais. Recomendo ler a matéria para entender como é esse mecanismo e dirigir despreocupadamente sem risco de ser multada.

  • Jessica, a medição de velocidade nas lombadas é como outra qualquer. Portanto, com as lombadas é igual.

  • Jonas, sim. A medição de velocidade nas lombadas eletrônicas segue o padrão das demais.

  • Cassio, não houve infração, nada de multa. Aproveite que ficou em dúvida e perca 10 minutos lendo a matéria para entender como funciona esse sistema.

  • Railtom, primeiro você tem que se certificar de que não existe sinalização. Segundo, não há nada a fazer antes ser notificado da infração. De qualquer maneira, se essa sua velocidade foi registrada a infração é gravíssima e enseja suspensão do direito de dirigir, mais multa de R$ 880,41.

  • José Mendes, não há nenhuma tolerância para exceder o limite de velocidade. Com 1 km/h acima do limite — seu caso, na sua notificação de infração consta Velocidade Considerada 121 km/h — já é infração. Felizmente é infração apenas média. multa de R$ 130,16 e 4 pontos. Como houve, de fato, infração, não há argumento a ser usado num recurso.

    Se você perder 10 minutos e ler a matéria — afinal foi por tê-la acessado que você fez este comentário, não foi? —verá que se o radar registrasse 129 km/h em vez de 130 km/h não haveria infração e, claro, nem multa.

    Está na matéria, mas saiba que até à velocidade de 100 km/h a autoridade de trânsito da via tem que subtrair 7 km/h da velocidade medida para estabelecer a velocidade considerada, a que determinará se houve ou não excesso de velocidade. Isso quer dizer que para as velocidades de 30 km/h, 40, 50, 60, 70, 80 e 90 km/h, você pode trafegar a 37 km/h, 47, 57, 67,77, 87 e 97 km/h, que não haverá infração.

    De 100 km/h para cima a subtração não é mais de 7 km/h, mas de 7%. Mas como para isso há cálculo e o resultado é quebrado, é feito arredondamento matemático. Mas você não precisa fazer conta, basta decorar que para velocidade de 100 km/h você pode passar pelo radar a 108 km/h que não cometerá infração. Para 110 km/h, pode passar a 118 km/h. E para 120 km/h, 129 km/h.

    Note que a velocidade registrada pelo radar é velocidade verdadeira, que no velocímetro do carro é 3% a 5% maior. No seu caso, ter sido medido a 130 km/h significa que no velocímetro estava sendo mostrado entre 134 e 136 km/h.

    Se você tem GPS no carro ou no celular você pode comparar a velocidade indicada no aparelho com a do velocímetro e usar essa diferença de leitura a seu favor. No caso de limite 120 km/h e você souber que, por exemplo, 129 km/h corresponde a 134 km/h indicado no velocímetro, você pode aproveitar o erro em seu favor. Mas não convém ir ao limite do limite: pregue a leitura do velocímetro em 130 km/h nesse caso de limite 120 km/h e viaje sem sustos nem sobressaltos.

  • Carolina

    Olá. Ao passar em um controlador de velocidade, foi registrado 90 km/h, velocidade permitida era 60 km/h. Vou perder a minha carteira? Obrigada!

    • Carolina, não perderá, é multa grave, não gravíssima.

  • Arthur, leia bem a notificação: você passou a 58 km/h (velocidade medida), que corresponde a 51 km/h (velocidade considerada). Portanto, excesso de 1 km/h. Se você não ler a matéria vai continuar a ficar sem entender. Leia-a, no seu próprio interesse.

  • Igor, não existe horário em que se pode passar no sinal vermelho e a velocidade máxima de passagem por ele é a mesma da via.

  • Italo, se houve o registro da velocidade, seu tio terá a carteira suspensa, terá 7 pontos anotados no registro da CNH e será multado em R$ 880,41.

  • José, certo, não houve infração. A velocidade considerada foi exatamente 40 km/h.

    • José

      Obrigado pela informação. Ótima matéria, tabela bem explicativa!

  • Eduardo, infração média, 4 pontos e multa de R$ 130,16.

  • Josivan, nenhum risco, não houve infração. Só se tivesse passado a 58 km/h. Se quiser entender como e por quê, leia a matéria.

  • Rodrigo, sim, houve infração, média, 4 pontos e multa de R$ 130,16. Se tivesse passado a 67 km/h não seria multado. Recomendo ler a matéria para dirigir com tranquilidade e evitar cometer infração por excesso de velocidade.

  • Lucia, possibilidade de ser multada, há, mas agora é torcer para que a velocidade indicada no velocímetro seja na verdade 77 km/h (sempre há erro para mais nos velocímetros), nesse caso não terá havido infração. Não existem três sensores, é um só. O jeito é aguardar se chega ou não a notificação de infração.

  • Maria, provavelmente não foi, se você estava a 78 km/h indicado velocímetro na real você estava a menos. A 77 km/h velocidade verdadeira não há infração.

  • Deivison, com toda certeza você foi multado. Infração grave, 5 pontos e multa de R$ 195,23.

  • Fabio

    Olá, passei num radar fixo a 88 km/h, (no radar era máximo de 80), vou ser multado? Obrigado.

    • Fabio, foi flagrado em excesso de velocidade e será multado, sem dúvida. Leia a matéria e saiba por quê.

  • R$ 195,23, infração grave, 5 pontos.

  • Fernando Henrique

    Fui flagrado a 140 km/h numa via via de 110 km/h. E agora?

    • Fernando Henrique, sossegue que nada da mal vai lhe acontecer. Apenas virá uma multa de R$ 195,23 e você ganhará 5 pontos no seu registro da CNH.

  • Estefani, já recebeu a multa? Se 54 km/h for Velocidade Considerada não cabe recurso. Em toda multa consta Velocidade Regulamentada, Velocidade Medida e Velocidade Considerada. Esclareça quais são essas velocidades.

  • Maico Ernani, não será. Se quiser saber por quê, entender o assunto, leia a matéria.

  • Junior

    Bom dia, passei a 47 km/h num radar fixo de 40 km/h, vou ser multado?

    • Junior, não será. Para saber por quê, leia a matéria.

  • savio

    Passei em uma lombada eletrônica de 50 km/h na velocidade considerada de 51 km/h. Vou ser multado?

    • savio, certamente. Seu carro foi medido a 58 km/h. Menos 7 km/h da tolerância legal de medição dá 51 km/h.

  • Abimael, 4 pontos, multa de R$ 130,16. Deu sorte, se tivesse passado a 80 km/h seriam 5 e R$ 195,23.

  • Lucas, se você teve sorte e o carro foi medido a 118 km/h, não haverá multa. Caso contrário, ela será de R$ 130,16, e se for paga até a data do vencimento, R$ 104,13 (menos 20%); cinco pontos na CNH.

  • Ana Carolina, você passou longe da multa, poderia passar a até 47 km/h que não seria multada ( 47 – 7 = 40).

  • Wagner

    Passei em um radar de 50 km/h com a velocidade de 66 km/h. Qual o valor dá multa?

  • Adilson, esses 20% não se referem a tolerância de velocidade. Eles definem a infração (média) por trafegar acima do limite de velocidade em até 20%. No seu caso você excedeu o limite em 1%. Seria a mesma infração se o carro tivesse sido medido a 129 km/h.

  • Gabriel, não tomou. Se quiser saber por que, leia a matéria toda.

  • Jenyffer stefany Maria

    Passei no radar a 34 km/h num radar de 30 km/h, tomei multa?

    • Jenyffer, não tomou. Tomaria se tivesse passado a 38 km/h ou mais.

  • Sim, Nathalia, será. Quando o limite é 40 km/h pode-se passar a até 47 km/h. Recomendo a ler a matéria para entender como isso funciona e rodar sossegada um pouco acima dos nossos baixos e irreais limites de velocidade, sem o risco de cometer infração.

  • Karolyne, exato, não haverá multa pelo motivo citado.

  • Felipe, 5 pontos e R$ 195,23, correspondentes a infração grave.

  • Plinio, multa de R$ 880,41, 7 pontos no registro da CNH e suspensão imediata do direito de dirigir por se tratar de infração gravíssima — exceder o limite de velocidade em mais de 50% (CTB, art. 218 inciso III).

  • Rafael, sim, houve infração.

  • Patrícia, a infração ocorreu, a multa foi lavrada corretamente segundo o que está informado nesta matéria, portanto não há base para recurso.

  • Lucas, a tolerância de medição é tanto para baixo quanto para cima. A velocidade considerada será 17 + 7 = 24 km/h, portanto acima da mínima naquele ponto, que é 20 km/h. Não houve infração.

  • Tiago, não virá, fique tranquilo. Só se tivesse passado a 68 km/h ou mais.

  • Gustavo Vargas

    Passei a 41 km/h em um radar de 40 km/h, isso gera infração? Obrigado

    • Gustavo, não gera. Se você ler a matéria verá que, no caso de limite 40 km/h, até 47 km/h não será infração.

  • José Ricardo, vá à matéria de novo e preste atenção na primeira tabela. Ela informa para cada Velocidade Medida qual é a Velocidade Considerada. É esta velocidade que determina se houve ou não infração. Repare numa coluna VM que para 47 km/h a VC (velocidade considerada) é 40 km/h. Portanto, onde é permitido 40 km/h, se você passar a até 47 km/h, tirando os 7 km/h de tolerância legal do equipamento dá 40 km/h, ou seja, o limite da via foi obedecido.

    • José Ricardo Gabriel

      Bom dia Bob.

      Foi clara sua explicação. Agradeço.

      Eu estava focando na tabela de enquadramento infracional.
      Note a coluna Limite Regulamentado (Km/h)= 40 e entendendo que minha infração era média. Acho que me confundi…

  • FMiranda.

    Lendo os comentários fiquei com a seguinte dúvida: o brasileiro é preguiçoso ou analfabeto funcional?

  • Fabiana, a aplicação da multa foi correta, de modo que esqueça recorrer. Explico.

    Se você ler de novo e atentamente a frase “transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%” verá que só pode se referir a uma infração, ou não haveria motivo para você ser multada.

    Esse “em até 20%” significa que até esse excesso é um grau de infração, a média. Se fosse “entre 20% e 50%” seria outro grau, infração grave. E se fosse “50% ou acima” seria infração gravíssima.

    A velocidade que determina se houve ou não infração é a velocidade considerada. E o que é esta velocidade? É velocidade medida pelo equipamento menos 7 km/h, que é a tolerância legal determinada pelo Inmetro, a qual a autoridade de trânsito é obrigada a seguir.

    No seu caso o carro foi medido a 59 km/h: subtraindo 7 km/h tem-se 52 km/h, portanto seu carro estava 2 km/h acima do limite da via; mesmo que fosse apenas 1 km/h seria infração.

    Desse modo, para não cometer infração quando o limite é 50 km/h, você só pode passar a até 57 km/h (57 – 7 = 50).
    Esse “menos 7 km/h” vale para qualquer velocidade até 100 km/h.

    Acima de 100 km/h a regra muda, é 7% e não 7 km/h. Mas não 7% exatamente porque no cálculo há multiplicação, o resultado é quebrado e há arredondamento matemático. Por isso o próprio Contran publicou tabela (a primeira da matéria) com todas as velocidades medidas e as respectivas velocidades consideradas.

    Nela você pode ver que quando o limite é 100 km/h pode-se passar a até 108 km/h, que corresponde à velocidade medida de 100 km/h, portanto sem infração. O mesmo para limite de 110 km/h, a tabela indica 118 km/h tendo como velocidade considerada 110 km/h e, claro, não há infração. Quando o limite é 120 km/h, a velocidade medida que dá 120 km/h é 129 km/h, esta a velocidade que você imprimir numa autoestrada de 120 km/h de limite.

    Espero que você tenha entendido, mas recomendo ler a matéria para poder dirigir sem receio de ser multada.

  • Guilherme, infração grave, R$ 195,23, 5 pontos.

  • Tatty, não tomou; se quiser saber por quê, leia a matéria.

  • Djalma, procure bem na notificação que tem de constar lá que é infração grave Art. 218 II do CTB, 5 pontos e multa de R$ 195,23.

  • Julio Cesar, não foi multado. Poderia ter passado a até 37 km/h. Recomendo ler a matéria para entender por que não foi multado e passar a dirigir com tranquilidade e sem receio de ser multado.

  • Ricardo, R$ 195,23 e 5 pontos (infração grave).

  • Ivan, se o radar marcou 53 km/h e o limite era 50 km/h, não haverá multa. Só haveria se tivesse marcado 58 km/h ou mais. Recomendo comparar com outros radares para verificar se o velocímetro do seu carro está marcando a menos. As medidas dos pneus são as originais? Se forem maiores em diâmetro ocorre esse atraso de leitura.
    Se apenas o radar em questão marcou velocidade a mais, convém avisar à CET.

  • Marcio, sim.

  • Vagner, não tomará. Só tomaria se tivesse passado a 58 km/h ou mais.

  • Wellington Bruski Barbero

    Passei na lombada eletrônica a 47 km/h sendo que a velocidade permitida era 40 km/h: vou tomar multa?

    • Wellington, não vai. Só se tivesse passado a 48 km/h ou mais. Recomendo ler a matéria para entender por que não e evitar multas.

  • Rogério, correto, a partir da placa é que vale o limite, e não simplesmente avistá-la. Se houve autuação antes dessa placa, como você diz, o agente de trânsito errou. Cabe recurso.

  • Fernando, você não foi multado. Para saber por que não, leia a matéria.

  • André Bonfada

    Bom dia! Passei em uma lombada eletrônica de (50 km/h) e o display informou 51 km/h.
    O valor informado pelo display e a velocidade medida ou a considerada?
    Serei multado?

    • André, o mostrador sempre exibe a velocidade medida. Sua velocidade considerada neste caso é 44 km/h, portanto nada de infração.

  • Evelin Seelig

    Passei em um radar móvel na velocidade de 80 km/h e o permitido era 60 km/h. Qual é o grau de infração e o valor da multa? Quantos pontos receberei na carteira? Obrigada.

    • Evelin, infração grave, multa de R$ 195,27 e cinco pontos na carteira. Se tivesse passado a 79 km;h a infração seria média, multa de R$ 130,16 e quatro pontos.

  • Andre Grisol

    Olá, passei a 76 km/h em um radar que era de
    50 km/h. Qual será minha multa?

    • André, infração grave, R$ 195,23, cinco pontos.

  • Hugo, se você não sabe a que velocidade trafegava no momento, eu é que não posso saber. O que você deseja, exatamente?

  • Adriana, não vai receber. Só se tivesse passado a 48 km/h ou mais. Recomendo ler a matéria toda para entender como isso funciona e dirigir com tranquilidade.

  • Glaucia Andrade

    Passei em uma via de 50 km/h (conforme as placas de sinalização espalhadas pela via inclusive metros antes da lombada eletrônica), a lombada registrou 51 km, mas a multa veio como se a via tivesse velocidade de 40 km. Como posso recorrer?

    • Glaucia, seu único argumento no recurso terá de ser prova fotográfica de que a velocidade regulamentada para a lombada era 50 km/h e não 40 km/h. Você precisa ir a ponto e fotografar inexistência de placa de 40 km/h antes da lombada.

  • Ana Flávia, infração grave, multa de R$ 195,23 e cinco pontos. Por muito pouco, velocidade de passagem de 68 km/h, não foi infração gravíssima, de multa de R$ 880,41, sete