RAM  BRIGA DE TORQUE ENTRE CHRYSLER E FORD NOS EUA RAM

O torque em libras-força·pé é destacado no pára-brisa da RAM Heavy Duty 2015

A rivalidade entre venerável Série F da Ford e a potente RAM da Chrysler está esquentando de novo. Na sexta-feira a Ford disse que a picape Super Duty a diesel com 118,9 m·kgf de torque é a melhor de sua classe. Ontem a Chrysler anunciou que terá a RAM Super Duty, também a diesel, com torque 119,6 m·kgf — 2,07 m·kgf mais que o ano-modelo 2015 e 0,7 m·kgf sobre o concorrente.

“A RAM tem o melhor da classe em áreas que são mais importantes para donos de picapes,” disse Bob Hegbloom, o novo chefe da marca RAM da Chrysler, numa declaração ontem.

O motor de alta potência é disponível em qualquer picape RAM Heavy Dury a diesel 2500 ou 3500 com câmbio automático de seis marchas Aisin. Preço: US$ 2.995 sobre a RAM a diesel normal, de 91,2 ou 110,6 m·kgf de torque, dependendo do modelo.

As picapes Chevrolet Silverado e a GMC Sierra para serviço pesado dotadas do motor Duramax têm torque de 105,8 m·kgf. A Chrysler também está elevando a carga útil da RAM 3500 a gasolina para 3.352 kg, dizendo ser a mais alta.

Sob controle da Fiat, a Chrysler tem posicionado a marca RAM para que cresça rápido ao reduzir consumo e aumentar a capacidade de carga e de reboque, bem como lançando novos veículos como o furgão de carga ProMaster e para breve o furgão de carga pequeno ProMaster City para competir com o Ford Transit Connect, o campeão de vendas. Em julho as vendas da marca RAM aumentaram 22% em relação ao mesmo período de 2013.

A RAM chega ao ano-modelo 2015 com as picapes mais econômicas de todas: a RAM 1500 HFE a gasolina roda 10,6 km com 1 litro na estrada a RAM 1500 Ecodiesel com os recordistas 11 km/l rodoviário.

A Ford prepara o lançamento, mais para o final do ano, de uma reprojetada F-150 SFE (super-economia de combustivel, a sigla em inglês) para 2015, mas ainda não informou o consumo.

Recente discusão entre a Ford e a Chrysler sobre capacidade de reboque de picapes serviço-pesado em anúncios levou a ameaça de processo pela Ford, mas a RAM não mudou nada e um porta-voz diz que os anúncios continuarão. (Texto e foto, Automotive News)

 

Sobre o Autor

AUTOentusiastas

Guiado por valores como paixão, qualidade, credibilidade, seriedade, diversidade e respeito aos leitores, o AUTOentusiastas desde 2008 tem a missão de evoluir e se consolidar como um dos melhores sites sobre carros do Brasil. Seja bem-vindo!

Publicações Relacionadas

  • Silvio

    Detalhe que a RAM faz isso com um 6 em linha, enquanto Ford e GM brigam de V8.

    • Guilherme Keimi Goto

      Melhor pra RAM que deve ter custo de fabricação mais barato e talvez funcionamento mais suave.

    • Alexandre Garcia

      A Chrysler muito sabiamente desde os anos 80 usa motor Cummins nas picapes Ram, enquanto Ford e GM insistem em usar motores próprios. Mesmo sendo V-8, são motores muito mais próximos de um big block que de um diesel de verdade como os Cummins. Ponto para a estratégia da Chrysler que acabou se mostrando mais acertada.

      • Daniel S. de Araujo

        Alexandre, uma retificação.

        Até 1988 (se minha memória não está ruim) a Ford usava motor próprio. Depois ela passou para a International Engines e deu origem ao nome Powerstroke, inicialmente um V-8 6,9L de injeção indireta, depois o V8 7,3L injeção direta (motor este que deu fama ao nome Powerstroke – e por sinal tem um barulho lindissimo), o famigerado Powerstroke 6L eletronico (motor que foi o inicio do divorcio – e litigioso) com a Navistar e posteriormente o 6,4L, os dois ultimos empregando os problemáticos sistemas de controle de emissões via EGR refrigerado, problema esse que se repete aqui no Brasil com o Troller 3.2 de 4 cilindros e motor Maxxforce 3.2H (não confundir com o novo Troller T4 e motor 3,2L da Ranger e 5 cilindros).

        Eu confio mesmo é na Cummins. E a Nissan querendo entrar no segmento de picapes nos EUA fez uma parceria com a Cummins para a fabricação de um inédito Cummins ISV5, V8 e 5L!

    • Lucas Vieira

      Os motores 6 em linha produzem mair torque se comparados a um V8 de mesma cilindrada, além de mais robustos, afinal melhor 6 cilindros apoiados e 7 mancais a 8 cilindros em 5 mancais. Além da menos velocidade dos psitões. Só vantagens pra quem carrega peso.

      Num futuro não muito distante capaz dessas picapes RAM virem com motores FPT, que no caso do NEF 6 tem o DNA Cummins, aí sim será um motorzão!

  • RoadV8Runner

    Lindo de se ler essa guerra de torque!

  • Alexandre Garcia

    Sim, e o motor Cummins é muito mais confiável que os V-8 menores a diesel.

    • Filipe Pinhati

      O 6-cilindros Cummins tem 30% menos peças que seus concorrentes V-8.

  • Alexandre Garcia

    Daniel,

    Fizeram diversos motores menores e diesel, V-8 e nenhum deles deixou saudade em ninguém. Até Detroit Diesel 4 tempos V-8 teve, Cummins 50 e outras marmotas na mesma linha. A grande sacada foi mesmo da Chrysler que ainda no anos 80 meteu o Cummins 5.8 nas Rams e nunca mais saiu disso. Se você for comparar qualquer dos V-8 diesel da GM, 6.2, 6.5 ou mesmo o 6.6 vai ver que não há termos reais de comparação, motores completamente diferentes, algo como comparar um Perkins 4.236/q20b/s4t em termos de tamanho de peças e resistência com um 2.8 MWM por exemplo. Os Ford V-8 diesel seguem mesma linha.

    • Daniel Shimomoto

      Alexandre, os V-8 sem dúvida que seguem a mesma linha: Enquanto o Cummins 6BTAA5.9 é um motor multiuso (e espetacular, diga-se de passagem), o V-8 é bem mais limitado, tendo sido inclusive um fiasco quando a International Trucks tentou usar uma versão amansada do Powerstroke 7.3L em um veiculo de carga.

      Agora o que eu comentei é que a Ford tentou usar motor fabricado por terceiros e usou até o ano de 2010, se não me falha a memória, com o 6,4L da International.

  • Lucas Vieira

    Daniel, esses motores Ford a que se refere são os famigerados FNH, que equipavam os tratores e alguns caminhões? Se forem são bem ruins, e a Ford aqui só acertou depois que substitui eles pela linha Cummins e MWM.

    Realmente a linha EGR foi um fracasso, e ainda hoje não confio nos MAN com EGR da linha VW.

    • Daniel S. de Araujo

      Lucas, esses motores não eram os FNH.

      Eram V-8 feitos pela joint-venture da Ford com a International Engines. Eram motores compactos feitos especialmente para a Ford embora a International tenha usado – e fracassado em alguns caminhões.

      O motor Ford diesel que se refere dos primeiros Cargos não eram ruins. Eles só são o motor correto na aplicação errada (veicular). São beberrões de diesel pois são motores agrícolas que foram usados em aplicações veiculares (no Brasil acontecia exatamente o oposto com motores e tratores). O grande incômodo deles era o elevado custo de retifica, para um mercado acostumado com os MWM D-229 (troca de camisas) e OM352 (acha peça em qualquer lugar). Isso queimou muito esses bons motores.

      Tive bastante contato com esses engenhos pois tive frota de tratores Ford. É um motor extremamente durável, robusto e potente em baixas rotações. Eu gosto demais deles contudo são motores que você tem que pensar no que vai usar porque ele bebe com vontade!