RAM

O torque em libras-força·pé é destacado no pára-brisa da RAM Heavy Duty 2015

A rivalidade entre venerável Série F da Ford e a potente RAM da Chrysler está esquentando de novo. Na sexta-feira a Ford disse que a picape Super Duty a diesel com 118,9 m·kgf de torque é a melhor de sua classe. Ontem a Chrysler anunciou que terá a RAM Super Duty, também a diesel, com torque 119,6 m·kgf — 2,07 m·kgf mais que o ano-modelo 2015 e 0,7 m·kgf sobre o concorrente.

“A RAM tem o melhor da classe em áreas que são mais importantes para donos de picapes,” disse Bob Hegbloom, o novo chefe da marca RAM da Chrysler, numa declaração ontem.

O motor de alta potência é disponível em qualquer picape RAM Heavy Dury a diesel 2500 ou 3500 com câmbio automático de seis marchas Aisin. Preço: US$ 2.995 sobre a RAM a diesel normal, de 91,2 ou 110,6 m·kgf de torque, dependendo do modelo.

As picapes Chevrolet Silverado e a GMC Sierra para serviço pesado dotadas do motor Duramax têm torque de 105,8 m·kgf. A Chrysler também está elevando a carga útil da RAM 3500 a gasolina para 3.352 kg, dizendo ser a mais alta.

Sob controle da Fiat, a Chrysler tem posicionado a marca RAM para que cresça rápido ao reduzir consumo e aumentar a capacidade de carga e de reboque, bem como lançando novos veículos como o furgão de carga ProMaster e para breve o furgão de carga pequeno ProMaster City para competir com o Ford Transit Connect, o campeão de vendas. Em julho as vendas da marca RAM aumentaram 22% em relação ao mesmo período de 2013.

A RAM chega ao ano-modelo 2015 com as picapes mais econômicas de todas: a RAM 1500 HFE a gasolina roda 10,6 km com 1 litro na estrada a RAM 1500 Ecodiesel com os recordistas 11 km/l rodoviário.

A Ford prepara o lançamento, mais para o final do ano, de uma reprojetada F-150 SFE (super-economia de combustivel, a sigla em inglês) para 2015, mas ainda não informou o consumo.

Recente discusão entre a Ford e a Chrysler sobre capacidade de reboque de picapes serviço-pesado em anúncios levou a ameaça de processo pela Ford, mas a RAM não mudou nada e um porta-voz diz que os anúncios continuarão. (Texto e foto, Automotive News)

 

(105 visualizações, 1 hoje)