MORRE JAMES GARNER, O PETER ARON DE “GRAND PRIX”



grand prix 66 monza peter aron jul14James Garner (7/abr/1928—18/jul/2014) como Peter Aron aqui pilotando seu Yamura de F-1 no GP da Itália, em Monza, no trecho de curvas com superelevação, cena inesquecível de “Grand Prix”

James Garner, que como Peter Aron (Jordan-BRM e Yamura “Honda”) dividiu o papel principal do filme “Grand Prix” (1966) com Yves Montand como Jean-Pierre Sarti (Ferrari), nos deixou ontem (19), aos 86 anos, de “causas naturais”, segundo noticiado pelo Los Angeles Times e pela NBC News. Foi encontrado morto em sua residência de Brentwood, Califórnia (EUA), no início da noite.

James havia sofrido um derrame cerebral em maio de 2008, semanas após seu 80º aniversário.

Em que pese o charme do francês Montand, o personagem Peter Aron foi sem dúvida o mais forte da trama. Como piloto americano, seu transporte pessoal na Europa era um Mustang. Muitos se lembram da parte em que foi despedido da equipe inglesa Jordan-BRM por ter provocado sério acidente com seu companheiro de equipe, Scott Stoddard (Brian Bedford), ficando desempregado e arranjando trabalho como jornalista. Ao tentar entrevistar o chefão da Yamura (Honda), Yzo Yamura (Toshiro Mifune), no GP da França, Peter recebe um sonoro não. Mas no mesmo fim de semana encontra um bilhete debaixo da porta do seu quarto de hotel que o convidava para ir ao quartel-general da Yamura na Inglaterra. O chefão resolvera inscrever um terceiro carro e convida Peter Aron para pilotá-lo.

Quem ainda não viu o filme, o Ae recomenda fazê-lo. Há, inclusive, versão em blu ray, com uma qualidade de imagem ímpar. Quem já viu, ver de novo é a pedida.

James Garner era casado com Lois Clarke há 58 anos e tiveram duas filhas, Gigi e Kimberley, a quem o Ae expressa as maiores condolências.

BS, em nome da equipe de editores

 

 

(88 visualizações, 1 hoje)